Unidos do Jacarezinho

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Jacarezinho, veja Jacarezinho (desambiguação).
Unidos do Jacarezinho
Bandeira do GRES Unidos do Jacarezinho.png
Fundação 16 de junho de 1966 (54 anos) [1][2]
Escola-madrinha Mangueira [3]
Cores
Símbolo Jacaré [1][2]
Bairro Jacarezinho [1][2]
Presidente Ignácio Junior (Junior Jogador)

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Jacarezinho (ou simplesmente Unidos do Jacarezinho) é uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro. Nasceu da fusão de três agremiações: Unidos do Morro Azul, de cores azul e rosa, fundada a 28 de março de 1946 por Dona Andressa Moreira da Silva, líder comunitária e uma das primeiras mulheres a assumir a presidência de uma escola de samba; Unidos do Jacaré, de cores verde e rosa; e pelo bloco carnavalesco "Não Tem Mosquito", de cores vermelho e branco.[4][5] A escola está sediada na Avenida Dom Hélder Câmara, n.º 2233, no bairro carioca do Jacarezinho. Possui seis campeonatos conquistados em grupos de acesso.

HistóriaEditar

Em seu primeiro ano como escola de samba, a Unidos do Jacarezinho conquista o título do Grupo 3 com o enredo "Exaltação a Frei Caneca" no ano de 1967. Em 1970, a escola já se apresentava no Grupo principal das escolas de samba do Rio de Janeiro com o enredo O fabuloso mundo do Circo conquistando a penúltima colocação, voltando ao grupo 2. Voltaria em 1973, a desfilar entre as grandes com o enredo Ameno Resedá, porém mais uma vez foi rebaixada.

No final da década de 70, a escola foi sucessivamente rebaixada, chegando a desfilar no último grupo das escolas de samba (Grupo 2-B). Com duas ascensões consecutivos, em 1981 e em 1982, esta última alcançando o campeonato com o enredo sobre Geraldo Pereira, a escola voltou à segunda divisão do carnaval carioca.

A volta à elite, entretanto, foi conquistada no ano de 1986, com o título do Grupo 1-B, (equivalente hoje a série A), com o enredo "Candeia, luz de inspiração", do carnavalesco Flávio Tavares, retornando ao Grupo Especial.

No ano de 1987, a Unidos do Jacarezinho abriu o desfile de domingo com o enredo Lupicínio Rodrigues, dor de cotovelo, também do carnavalesco Flávio Tavares, mas a escola não se faz feliz e retornou ao Grupo 1-B.

No ano seguinte a escola conseguiu subir novamente, com um enredo infantil, e em 1989, desfilou no Grupo Especial com o enredo Mitologia, Astrologia e Horóscopo, uma Benção para o carnaval brasileiro, de Lucas Pinto.

Mais uma vez não conseguiu permanecer no Grupo Especial. Depois disso a escola nunca mais voltou ao Grupo Especial. Em 1992, teve destaque no Grupo 1, quando apresentou um enredo em homenagem a Maria Clara Machado.

Depois desse desfile, oscilou entre os grupos A e B, até que, em 2005, quando homenageou o compositor Monarco, a escola caiu para o Grupo C, que desfila na Intendente Magalhães.

Em 2008, com a reedição de 1992 (A visita do Jacarezinho ao reino encantado de Maria Clara Machado), conseguiu ser a campeã do grupo de acesso C, com nota dez em todos os quesitos, e voltou a desfilar no Sambódromo, depois de uma ausência de três carnavais.

No seu retorno ao Grupo de acesso B, a rosa e branco trouxe como carnavalesco o ex-rei momo Alex de Oliveira, que com o enredo Ora, pois, pois... Tem paticumbum à vista!, em homenagens aos portugueses no samba carioca. A escola, apesar do bom desfile, ficou em 3°lugar na classificação geral com 239.6 pontos, permanecendo no mesmo grupo em 2010.

Para 2010, entretanto, o Jacarezinho voltou a fazer um desfile irregular. O enredo sobre a internet no carnaval, denominado Jacarezinho.com.br. levou a escola novamente à Intendente Magalhães, ao se classificar na 10º colocação, sendo rebaixada para o Grupo Rio de Janeiro 2, em 2011. Com uma homenagem ao baluarte da Mangueira, Nelson Sargento, a escola foi campeã na Intendente Magalhães, no ano seguinte.

No seu retorno, a Sapucaí, a agremiação preparou uma homenagem a outro ícone da sua madrinha (Mangueira), o falecido intérprete Jamelão[6]. Naquele ano, com a fusão dos grupos A e B na nova Série A, o Jacarezinho obteve duas promoções de uma só vez. A homenagem a Jamelão, no entanto, não foi bem recebida por parentes, e Jamelão Neto não autorizou o uso da imagem de seu avô, afirmando que processaria a agremiação.[7] Com um samba fraco, a escola novamente foi rebaixada à AESCRJ.

SegmentosEditar

 
Imagem do desfile de 2012.

PresidênciaEditar

Mandato Presidente Referência
1966 - 1973 Ney Gaspar Gonçalves [8]
1974 - 1975 Mário José [9]
1976 - 1977 José Thomas da Conceição [10]
1978 - 1980 Egberto Kemper (Beto Branco) [11]
1981 - 1985 José Thomas da Conceição [12]
1986 - 1987 Jorge Reis Couto [13]
1988 - 1992 Francisco Sérgio Brollo (Kojak) [14]
1993 - 1994 Hildemar Diniz (Monarco) [15]
1995 - 2003 José Roberto Hilário da Silva [16]
2004 - 2007 Laerte Gomes de Carvalho [17]
2008 - 2009 Reginaldo Valadão [18]
2009 - 2016 José Roberto Hilário da Silva (Zé Roberto) [19]
2016 - 2017 Carlos Roberto Ferreira (Barbeirinho do Jacarezinho) [19]
2017 - 2018 Rumba Gabriel [19]
2018 - 2018 Maria Madalena dos Santos Rocha [19]
2018 - Atual. Ignácio Junior (Junior Jogador) [20]

IntérpretesEditar

Período Intérprete oficial Referências
1982 Eliezer Rodrigues [21]
1983–1984 Batista do Jacarezinho [21]
1985 Eliezer Rodrigues [21]
1986 Mauro da Bacia [21]
1987–1988 Batista do Jacarezinho [21]
1989 Carlinhos de Pilares [22]
1990 Alexandre D'Mendes [23]
1991–1993 Eliezer Rodrigues [21]
1994 Carvalhaes [24]
1995–1997 Clóvis Pê [25][21]
1998 Eliezer Rodrigues [21]
1999–2003 Joelson [21]
2004–2005 Eliezer Rodrigues [21]
2006–2020 Aílton Santos [26][20]
 
Imagem do desfile de 2012.
 
Prêmio Elite do Samba 2013.

Comissão de frenteEditar

Período Coreógrafo(a) Referência
2014 - 2015 Renata Mounier [27]
2020 Ricardo Silva

Mestre-sala e Porta-bandeiraEditar

Período Casal Referência
2015-2018 Mauro Lima e Letícia Pereira [28][29]
2019-2020 Serginho Sorriso e Carol Santos [30][20]

DiretoresEditar

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Antonio Henrique (Tuninho da Fé) Ronaldo e Wallace Marquinhos Mancha
2015 Serginho da Flack Ronaldo e Wallace Denilson [29]
2016 Flavio Melo Ronaldo Wallace Denilson
2020 Serginho da Flack, Tânia Maria e Gessy do Fundão Ronaldo e Wallace Marcos A. da Silva “Marquinhos Rato” [20]

Corte de bateriaEditar

Ano Rainha Madrinha Ref.
20062010 Flávia Motta
2011 Flávia Motta Susan Marriane Suhet [31]
2012 Flávia Motta Sanne Belussi
2013 Flávia Motta Gracyanne Barbosa [32][33][34][35]
2014-2016 Thalia Cristina Larissa Miguel
2017-2020 Larissa Miguel [36]


CarnavaisEditar

Unidos do Jacarezinho
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1967 Campeã Grupo 3 "Exaltação a Frei Caneca."
(Samba-enredo composto por Monarco)
Ney Gonçalves [37]
1968 10.º Lugar Grupo 2 "Exaltação à cultura nacional."
(Samba-enredo composto por Monarco)
Ney Gonçalves [38]
1969 Vice-campeã Grupo 2 "Vila-Rica do Pilar."
(Samba-enredo composto por Monarco)
Ney Gonçalves [39]
1970 9.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "O fabuloso mundo do circo."
(Samba-enredo composto por Marcos Rodrigues e Sarabanda)
Mário Barcelos e Júlio Matos [40]
1971 8.º Lugar Grupo 2 "Bahia de ontem, de hoje e de sempre."
(Samba-enredo composto por Sereno)
Mário Barcelos e Júlio Matos [41]
1972 Vice-campeã Grupo 2 "Banzo-Ayê!"
(Samba-enredo composto por Nonô e Zé Dedão)
Mário Barcelos e Júlio Matos [42]
1973 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Ameno Resedá"
(Samba-enredo composto por Nonô, Sereno e Zé Dedão)
Mário Barcelos e Júlio Matos [43]
1974 10.º Lugar Grupo 2 "Dú-dú Calunga, a maravilhosa arte negra."
(Samba-enredo composto por Rody do Jacarezinho e Gaspar)
Mário Barcelos e Júlio Matos [44]
1975 12.º Lugar Grupo 2 "Catarina Mina!"
(Samba-enredo composto por Rody do Jacarezinho)
Mário Barcelos e Júlio Matos [45]
1976 7.º Lugar Grupo 2 "Canudos, História de sua gente."
(Samba-enredo composto por Meireles, Guaraci, Moreira e Thompson)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [46]
1977 8.º Lugar Grupo 2 "A glória dos Quilombos."
(Samba-enredo composto por Rody do Jacarezinho e Nonô)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [47]
1978 10.º Lugar Grupo 2 "Todas as rosas do meu Rio."
(Samba-enredo composto por Rody do Jacarezinho, Nonô, Jonas e Isauro)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [48]
1979 7.º Lugar Grupo 2A "Sai azar, pé de pato, mangalô três vezes!"
(Samba-enredo composto por Rody do Jacarezinho, Nonô, Jonas e Isauro)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [49]
1980 7.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2A "E o morro desce."
(Samba-enredo composto por Barbeirinho do Jacarezinho, Ezinho, Baeco, Beto e Paulinho)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [50]
1981 Vice-campeã Grupo 2B "Paulo da Portela, majestade do samba!"
(Samba-enredo composto por Dicaia, JB e Didi)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [51]
1982 Campeã Grupo 2A "Geraldo Pereira, eterna glória do samba!"
(Samba-enredo composto por Monarco)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [52]
1983 9.º Lugar Grupo 1B "Quente como o inferno, negro como a noite, doce como o amor."
(Samba-enredo composto por Meireles, Batista do Jacarezinho, Carlinhos e Hélio)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [53]
1984 10.º Lugar Grupo 1B "Ziguezagueando, no Zum Zum da fantasia."
(Samba-enredo composto por Meireles, Batista do Jacarezinho e Carlinhos)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [54]
1985 6.º Lugar Grupo 1B "Do batuque à Apoteose, o samba pede passagem."
(Samba-enredo composto por Barbeirinho do Jacarezinho, JB, Boró e Expedito)
Jesué Silva e Moryd Baimaceda [55]
1986 Campeã Grupo 2 "Candeia, luz da inspiração!"
(Samba-enredo composto por Bené do Feitiço, Pedrinho Total, Zé Leitão, Vilmar e Marquinho Mancha)
Flávio Tavares [56]
1987 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Lupicínio Rodrigues, a dor-de-cotovelo."
(Samba-enredo composto por Mílton de Luna, Bené do Feitiço, Madeira, J. Andrade e Lúcio Bacalhau)
Flávio Tavares [57]
1988 Vice-campeã Grupo 2 "Parabéns pra você!"
(Samba-enredo composto por Macambira e Batista do Jacarezinho)
Lucas Pinto [58]
1989 18.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Mitologia, Astrologia, Horóscopo, uma bênção."
(Samba-enredo composto por Barbeirinho do Jacarezinho, Jorge PI, Serginho da Banda, Macambira, Batista do Jacarezinho e Lúcio Bacalhau)
Lucas Pinto [59]
1990 5.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"Iuro-Pari - a voz da mata."
(Samba-enredo composto por Clomar, Serginho e Maurício)
Oswaldo Jardim [60]
1991 3.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"Sou negro, sou raça, sou gente."
(Samba-enredo composto por Macambira, Jonas e G.P.)
Reinaldo Valença e Chocolate [61]
1992 6.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"A visita do Jacarezinho ao reino encantado de Maria Clara Machado."
(Samba-enredo composto por Tingó, Gilson Bernini, Clóvis Pê e Fernando)
Carlos Feijó e Eduardo Gonçalves [62]
1993 13.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"Mangueira, beleza que a natureza criou."
(Samba-enredo composto por Tobi, Jonas, Zezinho e Macambira)
Flávio Tavares [63]
1994 8.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"E agora... eu - ao vivo e a cores."
(Samba-enredo composto por Paulinho Zona Sul, Zé Luis CI e Tingó)
Reinaldo Valença [64]
1995 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo A
(segunda divisão)
"E o Jacarezinho descobriu Atlântida, a tela perdida."
(Samba-enredo composto por Clóvis Pê, Gilson Bernini, Moacir e Walter Veneno)
Comissão de Carnaval e Eduardo Gonçalves [65]
1996 3.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Vapt Vupt - 44 anos de cultura, humor e fantasia."
(Samba-enredo composto por Carvalhaes, Nery, Gilson Bernini e Bizuca)
Comissão de Carnaval [66]
1997 3.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Sonhando com a infância. Oh, como é doce ser criança."
(Samba-enredo composto por Zezinho Sta. Laura, Aílton, Thionio e Ito)
Comissão de Carnaval [67]
1998 Campeã Grupo B

(terceira divisão)

"Jacarezinho é.... Etnias na Sapucaí."
(Samba-enredo composto por Jorge Branco, Walter Veneno, Beto, Mascote e Moacir)
Comissão de Carnaval [68]
1999 5.º Lugar Grupo A
(segunda divisão)
"Jacarezinho canta e se encanta com os mistérios do senhor da luz."
(Samba-enredo composto por Machado, Bigo, Thionio, Feijão, Joelson, Xande de Pilares e Nego Piu)
Cláudio Jesus e Everton Domingos [69]
2000 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo A
(segunda divisão)
"Do Barão à fundação - 100 anos a serviço da nação."
(Samba-enredo composto por Bizuca, Gilson, Walter, Adenildo, Thionio, Carvalhaes e Maurício Alves)
Cláudio Jesus e Everton Domingos [70]
2001 3.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Maracanã, 50 anos de emoções."
(Samba-enredo composto por Tião Larrieu, Tia Helô, Dalvan e Nelson Pilão)
Cláudio Jesus e Everton Domingos [71]
2002 3.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Jacarezinho e Daniel Azulay brincando nos 25 anos da Turma do Lambe-Lambe."
(Samba-enredo composto por Maneco, Leandro Thomaz, Pedro Miguel e Diego Moura)
Eduardo Gonçalves e Wanyr Júnior [72]
2003 8.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Jacarezinho roda, roda, roda e avisa: Que saudades do Velho Guerreiro" - Chacrinha!
(Samba-enredo composto por Barbeirinho do Jacarezinho, Marcos Diniz, Baianinho do Pandeiro e Nego Piu)
Eduardo Gonçalves [73]
2004 4.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Unisuam no mundo Jacaré, coruja é rei."
(Samba-enredo composto por Norma do Aílton Santos, Marcelinho, Luiz Bieira e Roxinho)
Eduardo Minucci [74]
2005 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo B
(terceira divisão)
"Monarco, voz e memória do samba, um passado de glória."
(Samba-enredo composto por Barbeirinho do Jacarezinho, Gilson Bernini, Carvalhaes e Baianinho do Pandeiro)
Eduardo Minucci [75]
2006 3.º Lugar Grupo C
(quarta divisão)
"Jacarezinho guerreiro mostra que a África é aqui!"
(Samba-enredo composto por Norma do Getúlio, Madalena, Anderson e Luiz Carlos)
Laerte Gulini [76]
2007 9.º Lugar Grupo C
(quarta divisão)
"Taí... Jacarezinho de turbante traz a herança da pequena notável fascinante."
(Samba-enredo composto por Anderson, Boi Cachambi, Madalena, Gordo, Luiz Carlos, Norma do Getúlio, Odmar e Simonal)
Comissão de Carnaval
(Laerte Gulini, Leonardo Soares e Silvio Fernandes)
[77]
2008 Campeã Grupo C

(quarta divisão)

"A visita do Jacarezinho ao reino encantado de Maria Clara Machado."
(Reedição do enredo de 1992)
Eduardo Gonçalves e Gebran Smera [78]
2009 3.º Lugar Grupo RJ-1

(terceira divisão)

"Ora, pois, pois... Tem paticumbum à vista!"
(Samba-enredo composto por Anderson, Luiz Carlos, Moleque Silveira e Barbeirinho do Jacarezinho)
Alex de Oliveira [79]
2010 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo RJ-1

(terceira divisão)

"Jacarezinho.com.br"
(Samba-enredo composto por Anderson Bala, Flávio Diogo, Mauro de Paula e Tuninho da Fé)
Alex de Oliveira [80]
2011 6.º Lugar Grupo C
(quarta divisão)
"Encantados."
(Samba-enredo composto por Mauro de Paula, Flávio Diogo, Ribamar, Martins, Tuninho Jr. e Moisés Santiago)
Eduardo Gonçalves [81]
2012 Campeã Grupo C

(quarta divisão)

"O samba agoniza mas não morre! Nelson Sargento da Mangueira e também do Jacaré."
(Samba-enredo composto por Andinho do Samba, André Fluido, Cadu Régis, Douglas Monteiro, Leandro Partideiro e Ney Barros)
Eduardo Gonçalves [82]
2013 18.º Lugar
(Rebaixada)
Série A
(segunda divisão)
"Puxador, não. Intérprete!"
(Samba-enredo composto por Andinho do Samba, André Fluido , Cadu Régis, Chiquinho Gomes, Leandro Partideiro, Marquinho e Robson Pereira)
Marcus Ferreira [83]
2014 8.º Lugar Grupo B
(terceira divisão)
"Africanidades!"
(Samba-enredo composto por Andinho do Samba, Alexandre Bordoni, Cadu Régis, Douglas Monteiro, Leandro Partideiro e Ney Barros)
Gebran Smera [84]
2015 Vice-campeã Série B
(terceira divisão)
"Pirilampos – Uma lenda Curumim."
(Samba-enredo composto por Mag do Cavaco, Sérgio Pegador e Junior Miranda)
Eduardo Gonçalves [85]
2016 9.º Lugar Série B
(terceira divisão
"Aha! Uhu! É festa do Jacarezinho. 50 anos de cultura, arte e alegria de uma comunidade."
(Samba-enredo composto por Alexandre Bordoni, Vinícius de Paula, Ney Barros, Andinho do Samba, Cicinho Harmonia, Fabiano Bordoni e Mauro de Paula)
Eduardo Gonçalves [86]
2017 9.º Lugar Série B
(terceira divisão)
"O dia em que o jacaré comeu a noite."
(Samba-enredo composto por Madalena, Serginho Aguiar, Felipe Nazário, Elaine Ribeiro, Carlinhos Ousadia, Fred Lima, Araguaci do Carmo, Nino Smith e Gigi da Estiva)
Eduardo Gonçalves [87]
2018 12.º Lugar

(Rebaixada)

Série B
(terceira divisão)
"O Cântico do Poeta pelo Amor de Euzébia."
(Samba-enredo composto por Gilson Bernini, Rody do Jacarezinho, Macambira, Mauro de Paula e Aílton Santos)
Eduardo Gonçalves [88]
2019 9.º Lugar Série C
(quarta divisão)
"Nzungu – O Quilombo Negro de Resistência, vamos fazer barulho de preto na Avenida!"
(Samba-enredo composto por Lucas Donato, Matheus Machado, Marcos Vinícius e G. Tadeu)
Eduardo Gonçalves [89]
2020 15.º Lugar Especial da Intendente
(terceira divisão)
"Do Professor ao Sucessor. Brilha o passado e o presente Azul e Branco."
(Samba-enredo composto por Alexandre Bordoni, Mauro de Paula, Ney Barros, Aílton Santos, Andinho do Samba, Cicinho Harmonia e Bileco D'Cavaco)
Flavio Lins [90][20]
2021 Especial da Intendente
(terceira divisão)
"Ave, Ave Rainha! - Senhora da Berlinda." Flavio Lins [91]

TítulosEditar

Títulos do GRES Unidos do Jacarezinho
Divisão Títulos Carnavais
  Segunda Divisão 1 1986
  Terceira Divisão 3 1967, 1982, 1998
  Quarta Divisão 2 2008, 2012

PremiaçõesEditar

Prêmios recebidos pelo GRES Unidos do Jacarezinho.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
1987 Estandarte de Ouro Revelação (Alex) Grupo Especial [92]
1999 S@mba-Net Velha guarda Grupo A [93]
Ala das crianças
2000 S@mba-Net Ala das baianas Grupo A [94]
2001 S@mba-Net Velha guarda Grupo B [95]
2002 S@mba-Net Melhor desfile Grupo B [96]
Enredo ("Jacarezinho brincando com Daniel Azulay, nos 25 anos da turma do Lambe-Lambe")
Ala das crianças
2003 S@mba-Net Velha guarda Grupo B [97]
Revelação (Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira mirim)
2004 S@mba-Net Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Hugo e Michelle) Grupo B [98]
Troféu Jorge Lafond Ala mirim [99]
Conjunto de fantasias
2005 S@mba-Net Intérprete (Eliezer) Grupo B [100]
2006 Troféu Jorge Lafond Bateria (Diretor: Mestre Serginho) Grupo C [101]
Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Mauro Lima de Souza e Michelle Conceição da Rocha)
Conjunto de alegorias
2007 Troféu Jorge Lafond Destaque Grupo C [102]
2008 S@mba-Net Melhor desfile Grupo C [103]
Troféu Jorge Lafond Melhor escola [104]
Samba-enredo

("A visita do Jacarezinho ao reino encantado de Maria Clara Machado" - Compositores: Tingó, Gilson, Bernini, Clóvis Pê e Fernando)

Ala mirim
2009 S@mba-Net Melhor comunicação com o público Grupo B [105]
Velha guarda
Troféu Jorge Lafond Harmonia (Direção: José Luiz e Ronaldo Venâncio) [106]
2012 S@mba-Net Melhor desfile Grupo C [107]
Troféu Jorge Lafond Campeã do Grupo C [108]
Plumas & Paetês Compositores (Andinho do Samba, André Fluido, Cadu Regis, Douglas Monteiro, Leandro Partideiro e Nei Barros) [109]
2015 Plumas & Paetês Compositores (Mag do Cavaco, Júnior Miranda e Sérgio Pegador) Série B [110]

Referências

  1. a b c Galeria do Samba. «Dados básicos». Consultado em 11 de junho de 2016 
  2. a b c Sambario.com. «Sambario». Consultado em 11 de junho de 2016 
  3. O Batuque (18 de junho de 2012). «Escola madrinha». Consultado em 27 de março de 2014. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2012 
  4. Academia do Samba. «Unidos do Jacarezinho». Consultado em 05/01/2011.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Samba Rio Carnaval. «Jacarezinho». Consultado em 4 de janeiro de 2011 
  6. O Batuque (18 de junho de 2012). «"Puxador, não. Intérprete!" é o título do enredo da Jacarezinho». 14:19. Consultado em 18 de junho de 2012 
  7. Galeria do Samba. «Família de Jamelão quer processar Unidos do Jacarezinho pela homenagem». Consultado em 24 de maio de 2014 
  8. «Jacarezinho 1967». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  9. «Jacarezinho 1974». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  10. «Jacarezinho 1976». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  11. «Jacarezinho 1978». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  12. «Jacarezinho 1981». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  13. «Jacarezinho 1986». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  14. «Jacarezinho 1988». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  15. «Jacarezinho 1988». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  16. «Jacarezinho 1995». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  17. «Jacarezinho 2004». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  18. «Jacarezinho 2008». Galeria do Samba. Consultado em 23 de junho de 2020 
  19. a b c d Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 24 de maio de 2014 
  20. a b c d e «Unidos do Jacarezinho / Carnaval 2020 / Especial». Samba na Intendente. Consultado em 24 de maio de 2020. Cópia arquivada em 24 de maio de 2020 
  21. a b c d e f g h i j «Eliezer Rodrigues». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  22. «Carlinhos de Pilares». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  23. «Alexandre DMendes». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  24. «Eliezer Rodrigues». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  25. «Clóvis Pê». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  26. «Aílton Santos». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  27. [1]
  28. [2]
  29. a b [3]
  30. Galeria do Samba (31 de outubro de 2018). «Unidos do Jacarezinho tem novo mestre-sala para o Carnaval 2019». Consultado em 1 de novembro de 2018 
  31. Galeria do Samba (20 de dezembro de 2013). «Unidos do Jacarezinho faz festa de confraternização e escolhe nova rainha de bateria». 15h50 
  32. O Dia (6 de setembro de 2012). «Gracyanne Barbosa é a nova madrinha de bateria do Jacarezinho». 13h27 
  33. EGO (23 de dezembro de 2012). «Gracyanne é coroada madrinha de bateria da Unidos de Jacarezinho» 
  34. Carnavalesco (24 de dezembro de 2012). «Gracyanne Barbosa é coroada madrinha da bateria do Jacarezinho». 02h42 
  35. O Fuxico (8 de fevereiro de 2013). «Na Avenida!: Gracyanne Barbosa chega ao desfile da unidos do Jacarezinho». 22h45 
  36. [4]
  37. «Jacarezinho 1967». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  38. «Jacarezinho 1968». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  39. «Jacarezinho 1969». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  40. «Jacarezinho 1970». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  41. «Jacarezinho 1971». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  42. «Jacarezinho 1972». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  43. O Globo, 04 de Março de 1973, Matutina, Domingo, página 6
  44. «Jacarezinho 1974». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  45. «Jacarezinho 1975». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  46. «Jacarezinho 1976». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  47. «Jacarezinho 1977». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  48. «Jacarezinho 1978». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  49. «Jacarezinho 1979». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  50. «Jacarezinho 1980». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  51. «Jacarezinho 1981». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  52. «Jacarezinho 1982». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  53. http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=eliezer
  54. http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=eliezer
  55. «Jacarezinho 1985». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  56. «Jacarezinho 1986». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  57. «Jacarezinho 1987». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  58. «Jacarezinho 1988». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  59. «Jacarezinho 1989». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  60. «Jacarezinho 1990». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  61. «Jacarezinho 1991». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  62. «Jacarezinho 1992». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  63. «Jacarezinho 1993». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  64. «Jacarezinho 1994». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  65. «Jacarezinho 1995». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  66. «Jacarezinho 1996». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  67. «Jacarezinho 1997». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  68. «Jacarezinho 1998». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  69. «Jacarezinho 1999». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  70. «Jacarezinho 2000». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  71. «Jacarezinho 2001». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  72. «Jacarezinho 2002». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  73. «Jacarezinho 2003». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  74. «Jacarezinho 2004». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  75. «Jacarezinho 2005». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  76. «Jacarezinho 2006». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  77. «Jacarezinho 2007». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  78. «Jacarezinho 2008». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  79. «Jacarezinho 2009». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  80. «Jacarezinho 2010». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  81. «Jacarezinho 2011». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  82. «Jacarezinho 2012». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  83. G1 (8 de fevereiro de 2013). «Unidos de Jacarezinho desfila na Sapucaí com enredo sobre Jamelão». 22h02 
  84. Carnavalesco (23 de janeiro de 2014). «Grupo B: confira como será o desfile da Unidos do Jacarezinho». 17:19. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  85. Galeria do Samba (18 de julho de 2014). «Unidos do Jacarezinho define enredo para o Carnaval 2015». 09h40 
  86. http://www.radioarquibancada.com.br/site/apuracao-do-grupo-b-ao-vivo/
  87. «Jacarezinho 2017». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  88. «Unidos do Jacarezinho». Apoteose.com. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  89. «Unidos do Jacarezinho 2019». Apoteose.com. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  90. «Jacarezinho 2020». Galeria do Samba. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  91. «Jacarezinho 2021». Galeria do Samba. Consultado em 19 de junho de 2020 
  92. «Estandarte de Ouro - Revelação». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  93. «S@mba-Net 1999». academiadosamba.com. Consultado em 13 de maio de 2016 
  94. «Premiação S@mba-Net 2000». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de maio de 2016 
  95. «Premiação S@mba-Net 2001». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  96. «Premiação S@mba-Net 2002». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  97. «Premiação S@mba-Net 2003». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  98. «Premiação S@mba-Net 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  99. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  100. «Premiação S@mba-Net 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  101. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  102. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  103. «Premiação S@mba-Net 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  104. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 24 de junho de 2016 
  105. «Premiação S@mba-Net 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  106. «Troféu Jorge Lafond 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  107. «Premiação S@mba-Net 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 19 de maio de 2016 
  108. «Troféu Jorge Lafond 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  109. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  110. «Prêmio Plumas & Paetês Cultural será entregue sábado na Cidade do Samba». Carnavalesco. Consultado em 13 de junho de 2016 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons