Uniformes da Seleção Brasileira de Futebol

Histórico da Camisa Canarinho desde os primórdios da Seleção

Este artigo mostra a história e a evolução dos uniformes utilizados pela Seleção Brasileira de Futebol ao longo do tempo.

Primeiramente usando camisas brancas, cor que foi "aposentada" após a derrota na Copa de 1950, e depois usando a tradicional cor canarinho. Até a derrota para o Uruguai em 1950, a seleção brasileira jogou, considerando apenas jogos de Copas do Mundo, 13 vezes com o uniforme branco. No total, alcançou sete vitórias, empatou duas partidas e saiu derrotado em quatro oportunidades.[1] Com a camisa branca, o Brasil conquistou três títulos: os campeonatos sul-americanos de 1919, 1922 e 1949.[2]

Em 2007, o jornal britânico The Times elegeu a camisa do Brasil de 1970 a mais bonita da história, incluindo-se também os de clubes.[3]

Seleção PrincipalEditar

HistóricoEditar

Camisa BrancaEditar

Em 1914, quando oito associações se reuniram para a criação da Federação Brasileira de Sports (FBS), o Brasil disputou sua primeira partida da história jogando com um uniforme todo branco e com faixas azuis na região dos cotovelos[4], gola cadarço, calção branco e meias pretas com listras brancas.

Em 1916, a FBS deu lugar à CBD (Confederação Brasileira de Desportos), que manteve a base do uniforme da equipe.[4] A primeira vez que o escudo da CBD foi usado foi no Campeonato Sul-Americano de 1917.

Em 1916 houve a primeira aparição das cores da bandeira nacional no uniforme da Seleção: maxi listras verticais combinadas com a gola cadarço. A experiência não agradou e acabou com a concepção de um modelito alvinegro, convertido mais tarde em alviverde.

A seleção conquistou a Copa América pela primeira vez em 1919, e a camisa usada naquela época se fixou. Era branca e azul com cordinhas na gola, e foi usada durante 15 anos com pouquíssimas alterações.

Nas duas décadas seguintes – 1920 e 1930 – o selecionado aderiu à moda europeia, escolhendo trajes bicolores para as suas vestes: camisa branca e bermuda azul.

O Brasil iniciou sua história nas Copas em 1930 com uma camisa predominantemente branca e com detalhes em azul, cor mais comum atualmente em uniformes da seleção. Essa base foi mantida até o Mundial de 1950, quando ocorreu o ‘Maracanazo’. Aquela derrota para o Uruguai em pleno Maracanã na final representaria a aposentadoria da camisa branca, que virou sinônimo de azar.

Um fato curioso aconteceu na Copa de 1938: Na partida Polônia 5–6 Brasil, a Seleção Brasileira e a Seleção Polonesa utilizavam uniformes brancos. Na hora do sorteio para ver quem precisaria utilizar uniformes de outra cor, o Brasil foi sorteado e correu contra o tempo para conseguir camisetas na cor azul. Foi a 1ª vez que a Seleção Brasileira utilizou uniformes na cor azul em sua história. A camisa possuía uma tonalidade mais clara que a do calção e não tinha o escudo da CBD, por falta de tempo hábil.[5]

Antes de ser definitivamente "aposentada" após a derrota para o Uruguai em 1950, a referida camisa branca ainda foi utilizada no Campeonato Panamericano de 1952, onde a Seleção brasileira, basicamente formada pelos mesmo jogadores da copa de 1950, derrotou o mesmo Uruguai por 2 a 0, e em seguida sagrou-se campeã do torneio jogando com o mesmo uniforme branco de 1950.[6] Também foi utilizada no Campeonato Sul-Americano de 1953, quando o Brasil perdeu o título novamente de forma dolorosa.[2] A taça escapou em jogo de desempate contra o Paraguai, em derrota por 3 a 2.

O uniforme branco ainda seria utilizado em mais algumas oportunidades, antes de ser aposentada definitivamente, como em 1956, num amistoso realizado no estadio San Siro, quando a seleção perdeu para a Italia por 3 a 0, numa excursão à Europa. Há ainda uma partida pelo Campeonato Sul-americano de 1957, no Peru, quando a Revista Manchete Esportiva n.° 70, de 23 de março de 1957 mostra foto de Didi, autor de 3 gols, vestindo a camisa branca da seleção, contra o Chile no dia 13 de março de 1957[6], sendo este o último jogo oficial em que a camisa foi utilizada.[2]

Até mesmo para uma Copa a camisa branca voltou a ser levada. Segundo o jornalista Mario Neto, por conta de uma confusão causada pela falta de um segundo uniforme na Copa de 1958, a CBD foi precavida para a Copa de 1962 no Chile, tendo levado além do Kit oficial com a camisa canarinho, também o kit azul (como segundo uniforme) e o kit branco (como terceiro uniforme).[6]

A Seleção Brasileira voltou a utilizar uniformes brancos em um amistoso, que marcou as comemorações dos 100 anos da FIFA e reuniu as duas últimas seleções campeãs do mundo até então, disputado no Stade de France no dia 19 de Maio de 2004 contra a França. O placar foi 0x0. A Seleção Brasileira entrou em campo com uniformes réplicas de 1914, os primeiros da história da Seleção, com gola pólo branca e faixas azul nas mangas. Os calções brancos e meiões azul completavam o uniforme produzido pela Nike. Esta foi a última vez que o Brasil utilizou camisas brancas.[5]

Até a derrota para o Uruguai em 1950, a seleção brasileira jogou, considerando apenas jogos de Copas do Mundo, 13 vezes com o uniforme branco. No total, alcançou sete vitórias, empatou duas partidas e saiu derrotado em quatro oportunidades.[1] Com a camisa branca, o Brasil conquistou três sul-americanos, em 1919, 1922 e 1949.[2]

A partida contra o Peru, em 13 de março de 1957, foi o último jogo oficial em que o Brasil jogou de branco.[2] Depois disso, o Brasil só iria utilizá-la novamente em um jogo oficial na Copa América de 2019[2], depois de 69 anos, como uniforme alternativo para celebrar os 100 anos do primeiro título da seleção, conquistada na Copa América, também disputada no Brasil, em 1919.

Camisa CanarinhoEditar

Após a Copa de 1950, em que o uniforme branco virou sinônimo de azar, a cor branca daria lugar à amarela, após o jornal carioca Correio da Manhã, em parceria com a CBD, idealizar um concurso, em 1952, para escolher o novo uniforme do Brasil.[4] Após o envio de mais de 200 desenhos, o vencedor foi Aldyr Garcia Schlle, um gaúcho de 19 anos, que sugeriu “camisa amarelo-ouro com frisos verdes nas golas e punhos, calção azul-cobalto com uma listra branca ao lado e meias brancas com listras verdes e amarelas”.[4] O novo uniforme foi apresentado ao País após ser reproduzido na capa do Correio da Manhã.

Depois de estrear nos Jogos Olímpicos de 1952[4], o novo uniforme canarinho teve seu primeiro grande momento na Copa do Mundo de 1958, na Suécia. No entanto, a primeira conquista de Copa pelo Brasil não foi lograda com a camisa amarela. Graças a um sorteio, o Brasil teve que jogar de azul contra a Suécia na final de 1958.[7] Depois da derrota no sorteio organizado pela Fifa, era preciso dar a notícia aos jogadores brasileiros. Paulo Machado de Carvalho, chefe da delegação, afirmou, então, que a seleção entraria em campo com a cor do manto de Nossa Senhora.

Uma curiosidade é que foi o uniforme da Seleção Brasileira que "introduziu" o uso das estrelas em cima dos escudos das equipes brasileiras. Segundo o historiador Roberto Assaf, no Brasil, as estrelas ganharam força nos anos 70. "A camisa da seleção brasileira não tinha estrela. Quando a seleção ganhou o tricampeonato em 70, a CBF, então CBD, passou a colocar três estrelas acima do escudo da seleção. Aí, os clubes passam a imitar em definitivo", relata.[8]

Em 1987, num amistoso contra a seleção do Chile, a seleção brasileira chegou a usar uma camisa com a marca da Coca-Cola, que era patrocinadora, bem evidente. O Brasil venceu o jogo por 2 a 1, mas logo após a partida, a Fifa proibiu terminantemente o uso de patrocínios para jogos oficiais de seleções. Mas, nos treinos e entrevistas coletivas da seleção brasileira, era muito comum a cor vermelha da Coca-Cola e o logotipo da marca nos uniformes.[9]

Outras CoresEditar

  • Em 1918, a Seleção vestiu uma camisa com detalhes em vermelho e azul em um amistoso contra o Dublin-URU.[4]
  • Em 1919, o manto aurinegro do Peñarol foi usado em um duelo contra a Argentina.
  • No Campeonato Sul-Americano de 1937, na Argentina, o Brasil, em 2 partidas, teve de jogar com cores diferentes da que estava acostumado.
    • A 1a em uma partida válida pela primeira fase: Brasil e Peru entraram em campo usando uniformes brancos. Como na época não existia uniforme reserva, um sorteio definiu o Brasil como o incumbido de trocar de uniforme para a disputa deste jogo jogos. Assim, a equipe brasileira entrou em campo com uma camisa vermelha, que foi emprestada pelo Independiente.
    • A 2a ocorreu na 2a fase, quando a Seleção teve que vestir a camisa do Boca Juniors, já que os adversários chilenos também usavam a cor branca em seus uniformes titulares.

Símbolo de PatriotismoEditar

Desde que o Brasil começou a ser conhecido como "O País do Futebol", a camisa verde-amarela virou uma espécie de "símbolo" e até um passaporte informal do Brasil pelo mundo. Só para se ter uma ideia, entre os símbolos nacionais brasileiros, oficiais ou não, nenhum é tão popular como a camisa amarela da seleção. É raro achar quem tenha em casa uma bandeira ou gravação do Hino Nacional, mas a camisa está nas gavetas e no inconsciente patriótico da maioria.[10] No entender de Maurício Barros, jornalista, mestre em Ciência Política pela USP (Universidade de São Paulo) e comentarista dos canais ESPN, a camisa da seleção transcendeu o futebol por uma razão simples: como o futebol é parte fundamental do nosso cotidiano, ela acaba sendo invariavelmente o único símbolo pátrio que as pessoas têm em casa[10].

“Depois da primeira conquista da Copa do Mundo, em 1958, a camisa da seleção brasileira passou a incorporar valores de um Brasil vencedor, capaz de mostrar sua grandeza ao mundo.[10]
Maurício Barros, jornalista, mestre em Ciência Política pela USP (Universidade de São Paulo) e comentarista dos canais ESPN.

Identidade de Manifestações PopularesEditar

Por ser "o símbolo brasileiro mais popular", a simbologia da camisa pesa na construção da identidade de muitas manifestações populares no Brasil. Nas Diretas Já, o amarelo (cor da camisa da seleção) deu cor para os milhões que foram à ruas, mas os manifestantes não saíram as ruas com camisas da seleção[10].

Representação de uma Ideologia Política de DireitaEditar

Segundo o sociólogo do futebol e professor da UERJ, Ronaldo Helal, por conta dos Protestos contra o governo Dilma Rousseff, em 2015, onde os manifestantes saíram as ruas vestidos de verde-amarelo, a camisa da seleção passou a significar uma adesão aos movimentos de quem se opunha aos governos do PT, por conta disso, muitos defensores dos governos de esquerda não querem mais sair as ruas vestidos com o uniforme da Seleção. O sociólogo salienta ainda que parte da rejeição se deve também aos escândalos de corrupção protagonizados pelos três últimos presidentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No entender dele, porém, “isso é uma grande bobagem. O verde e o amarelo da camisa são as cores do Brasil, símbolos pátrios. Não faz sentido renegá-los em resposta à sua apropriação por grupos políticos”.[11]

Fornecedores de Material EsportivoEditar

Período Fornecedora Oficial
1908-1954 Nenhuma
1954-1977   Athleta
1977-1981     Adidas
1981-1990     Topper
1991-1996     Umbro
1997-Atualmente     Nike

Evolução dos UniformesEditar

De 1914 a 1990Editar

1914 a 1917
     
 
 
1914-1917
1917
     
 
 
1o Uniforme
     
 
 
2o Uniforme
1918-1919
     
 
 
1918-1919
1919-1938
     
 
 
1919-1938
1942-1949
     
 
 
1942-1949
1950-1952
     
 
 
1950-1952
1952 - 1969
     
 
 
1952-1969
1970 - 1977
     
 
 
1970-1977
1978 - 1980
     
 
 
 
1978-1980
1981 - 1985
     
 
 
 
1981-1985
1986 - 1989
     
 
 
 
1986-1990

Evolução dos Uniformes 2Editar

1938
     
 
 
Polônia 5–6 Brasil
Copa de 1938
1938 - 1948
     
 
 
1938-1948
1949 -1953
     
 
 
1949-1953
1958
     
 
 
Final da Copa
do Mundo de 1958
1974
     
 
 
1974
1978
     
 
 
 
1978

Uniformes EspeciaisEditar

1919 - Manto aurinegro do Peñarol usado em um duelo contra a Argentina
     
 
 
1919
Campeonato Sul-Americano de 1937
     
 
 
Uniforme
do Indpendiente
utilizado contra
o Peru
     
 
 
Uniforme do
Boca Juniors
utilizado contra
o Chile
Centenário da FIFA (2004)
     
 
 
Centenário
da FIFA
Copa América de 2019 - Celebração dos 100 anos do Primeiro título da Seleção
  • Uniforme utilizado na partida contra a Bolívia, na Copa América de 2019, como homenagem aos 100 anos do primeiro título do Brasil no Campeonato Sul-Americano, em 1919.[12]
     
 
 
 
Copa América 2019

Década de 1990Editar

De 1990-1993Editar

  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas com uma pequena listra verdes e amarelas
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Temporada 1994-1995Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Temporada 1996-1997Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Temporada 1998-1999Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com detalhes verdes, calção azul com detalhes brancos e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul com detalhes brancos, calção branco com detalhes azuis e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Uniformes dos goleirosEditar

  • Verde com detalhes amarelos;
  • Laranja com detalhes amarelos;
  • Cinza com detalhes amarelos.
  • Azul com detalhes brancos.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'

Década de 2000Editar

Temporada 2000-2001Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Temporada 2002-2003Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Uniformes dos goleirosEditar

  • Cinza com detalhes amarelos.
  • Preto com detalhes cinzas.
     
 
 
'
     
 
 
'

Temporada 2004-2005Editar

Uniformes dos jogadoresEditar

  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Uniformes dos goleirosEditar

  • Cinza com detalhes pretos.
  • Laranja com detalhes amarelos.
  • Verde com detalhes amarelos.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'

Temporada 2006-2008Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com detalhes verdes, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos GoleirosEditar
     
 
 
Primeiro
     
 
 
Segundo

Temporada 2008-2009Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com detalhes verdes, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Cinza com detalhes pretos;
  • Preta com detalhes prateados;
  • Verde com detalhes azuis.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'

Década de 2010Editar

Temporada 2010Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com detalhes verdes, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
     
 
 
1º Combinação
     
 
 
2º Combinação
Uniformes dos goleirosEditar
  • Preta com detalhes cinzas;
  • Verde com detalhes pretos;
  • Cinza com detalhes pretos.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa preta, calção e meias pretas;
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas;
  • Camisa verde, calção e meias verdes.
     
 
 
Jogadores 1
     
 
 
Jogadores 2
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2011Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com faixa verde, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul com faixa amarela, calção branco e meias azuis.
  • Uniforme promocional: Camisa preta, calção e meias pretas.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
     
 
 
3º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa cinza com detalhes amarelos.
  • Camisa branca com detalhes cinzas.
  • Camisa verde com detalhes amarelos.
     
 
 
Jogadores 1
     
 
 
Jogadores 2
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2012Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa preta, calção e meias pretas,
  • Camisa branca, calção e meias brancas.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa azul-piscina com detalhes em verde-limão.
  • Camisa vermelha com detalhes em azul-piscina.
  • Camisa preta com detalhes verde-limão.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2013Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa preta, calção e meias pretas,
  • Camisa branca, calção e meias brancas.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa azul-piscina com detalhes em verde-limão.
  • Camisa vermelha com detalhes em azul-piscina.
  • Camisa preta com detalhes verde-limão.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2014-2015Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul, e meias brancas
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
  • Uniforme alternativo: Camisa verde, calção verde e meias verdes
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º uniforme
     
 
 
3º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa preta, calção e meias pretas;
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas;
  • Camisa vermelha, calção e meias vermelhas.
     
 
 
'
     
 
 
''
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa azul-piscina com detalhes em verde-limão.
  • Camisa preta, calção e meias pretas.
  • Camisa preta com detalhes em verde-limão.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2016Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela , calção azul , e meias brancas
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis com detalhes de azul-claro.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2° Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas;
  • Camisa preta com detalhes de roxo, calção e meias pretas.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa preto com detalhes em verde-limão na gola.
  • Camisa verde com detalhes em preto na gola.
  • Camisa branca com detalhes em verde-limão na gola.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2018Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2° Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
     
 
 
1° Uniforme
     
 
 
2° Uniforme
     
 
 
3° Uniforme
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa preto com detalhes em verde-limão na gola.
  • Camisa verde com detalhes em preto na gola.
  • Camisa branca com detalhes em verde-limão na gola.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Temporada 2019Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas;
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis;
  • Uniforme alternativo: Camisa branca, calção e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
     
 
 
3º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
     
 
 
1° Uniforme
     
 
 
2° Uniforme
     
 
 
3° Uniforme
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa preto com detalhes em verde-limão na gola.
  • Camisa verde com detalhes em preto na gola.
  • Camisa branca com detalhes em verde-limão na gola.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
C. Técnica

Década de 2020Editar

Seleção OlímpicaEditar

HistóricoEditar

A primeira participação do Brasil no futebol olímpico foi em 1952. Nestes Jogos, o Brasil estreou o amarelo como cor da camisa principal da seleção, sendo a primeira competição oficial que a equipe usou esta cor. O modelo usado tinha a sigla " Brasil" bordado na parte central, acima das cinco estrelas do Cruzeiro do Sul.[13]

Depois de 1952, o Brasil voltou ao futebol em 1960 (Roma), 1964 (Tóquio), 1968 (Cidade do México) e 1972 (Munique) e 1976. Existem poucas imagens da seleção em campo nestes Jogos, mas há registros de partidas em 1972 e 1976 com o time vestindo uniforme semelhante ao de 1952.[13]

Em 1984, O uniforme não possuía nenhuma relação com a CBF: produzida pela Adidas (a patrocinadora da entidade era a Topper), a camisa amarela tinha várias listras horizontais verdes, o nome do Brasil no peito e nenhum escudo.[13]

Em 1988, assim como como em 1984, o time usou camisa da Adidas, dessa vez toda amarela, mas ainda sem escudo da CBF e com o nome do Brasil escrito. A principal novidade era o calção verde, cor fora do padrão do uniforme oficial da seleção brasileira.[13]

Em Atlanta 1996, a seleção usou o uniforme do time principal campeão do mundo em 1994, produzido pela Umbro e com o escudo da CBF, porém com quatro estrelas acima do escudo da entidade.[13]

Em Sydney 2000, a equipe continuou vestindo uniforme idêntico ao da seleção principal, já patrocinada pela Nike (o escudo da CBF foi mantido).[13]

Os Jogos de Pequim-2008 foram marcados por polêmica sobre os uniformes. O Brasil estreou com a camisa produzida pela Nike idêntica à da seleção principal, tendo o símbolo da CBF no peito. Porém, o regulamento do COI proibia que as confederações exibissem escudos diferentes dos seus filiados durante os Jogos. Assim, a partir da segunda rodada, a equipe passou a jogar com a camisa sem nenhum símbolo na camisa. O mesmo valeu para outras seleções, como a Argentina.[13]

Em Londres-2012, a camisa da Nike era idêntica à da seleção principal, mas dessa vez já com o escudo da CBF trocado pela bandeira do Brasil e os anéis olímpicos.[13]

Para 2016, a CBF chegou a informar que, pela primeira vez, as seleções de futebol (tanto masculina quanto a feminina) seguiriam o padrão das outras modalidades olímpicas e usariam no peito o escudo do Time Brasil. Imagens, inclusive, chegaram a ser divulgadas.[13] Às vésperas dos jogos, porém, a entidade decidiu que tanto o time masculino quanto o feminino não usariam o logo criado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para o time Brasil. As camisas terão no peito apenas a bandeira do país, dentro de um escudo estilizado. Segundo o GloboEsporte.com, a mudança foi feita para evitar conflitos com os patrocinadores da CBF, que são diferentes do COB.[14] Produzidas pela Nike, as camisas amarela e azul seguem o mesmo desenho das lançadas recentemente pela empresa para o time principal (a única diferença entre as mulheres é o corte, mais feminino).[13]

EvoluçãoEditar

Jogos Olímpicos de 1988Editar

     
 
 
 

Jogos Olímpicos de 1996Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Jogos Olímpicos de 2000Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Jogos Olímpicos de 2008Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela com detalhes verdes, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme

Jogos Olímpicos de 2012Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela, calção azul e meias brancas.
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa preta, calção e meias pretas,
  • Camisa branca, calção e meias brancas.
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa azul-piscina com detalhes em verde-limão.
  • Camisa vermelha com detalhes em azul-piscina.
  • Camisa preta com detalhes verde-limão.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
Comissão Técnica

Jogos Olímpicos de 2016Editar

Uniformes dos jogadoresEditar
  • Uniforme principal: Camisa amarela , calção azul , e meias brancas
  • Uniforme de visitante: Camisa azul, calção branco e meias azuis com detalhes de azul-claro.
     
 
 
1º Uniforme
     
 
 
2º Uniforme
Uniformes dos goleirosEditar
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
  • Camisa preta com detalhes de roxo, calção e meias pretas;
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas;
     
 
 
'
     
 
 
'
     
 
 
'
Uniformes de treinoEditar
  • Camisa azul-piscina com detalhes em verde-limão.
  • Camisa vermelha com detalhes em azul-piscina.
  • Camisa preta com detalhes em verde-limão.
     
 
 
Jogadores
     
 
 
Goleiros
     
 
 
Comissão Técnica

Referências

  1. a b esportes.estadao.com.br/ Camisa amarela da seleção foi escolhida em 1953, após concurso
  2. a b c d e f lance.com.br/ Seleção volta a jogar de branco em torneios após 62 anos; veja curiosidades da camisa
  3. clicrbs.com.br/ Camisa do Brasil de 1970 é eleita a mais bonita da história
  4. a b c d e f mantosdofutebol.com.br/ História da camisa da Seleção Brasileira
  5. a b mantosdofutebol.com.br/ História da camisa branca do Brasil 1930-1950
  6. a b c campeoesdofutebol.com.br/ A Lenda da aposentadoria da camisa branca após a final da Copa de 1950
  7. globoesporte.globo.com/ Camisas da Seleção marcam lembranças de campeões mundiais
  8. g1.globo.com/ Estrelas cobiçadas
  9. torcedores.com/ COCA-COLA JÁ PATROCINOU SELEÇÃO BRASILEIRA E DIVERSOS CLUBES ENTRE ANOS 80 E 2000
  10. a b c d uol.com.br/ Amor à camisa
  11. brasil.elpais.com/ Camisa da seleção, o símbolo contaminado por rixas ideológicas e as negociatas dos cartolas
  12. lance.com.br/ Nike e CBF lançam uniformes da Seleção; camisa branca volta oficialmente
  13. a b c d e f g h i j globoesporte.globo.com/ Escudo ou bandeira? Veja a evolução do uniforme do futebol olímpico
  14. globoesporte.globo.com/ CBF descarta escudo do Time Brasil e terá bandeira na camisa das seleções

Links ExternosEditar