Abrir menu principal

Universidade Gama Filho

universidade privada sem fins lucrativos em Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Universidade Gama Filho
UGF
Lema "Heart Mother"
Fundação 1939
Tipo de instituição Universidade privada
Mantenedora Galileo Educacional
Localização Rio de Janeiro, Brasão RJ BR.png Rio de Janeiro
Funcionários técnico-administrativos 1.800[carece de fontes?]
Reitor(a) José Raymundo Romeo
Total de estudantes 15.000 (2012)
Página oficial Portal UGF

A Universidade Gama Filho (UGF) foi uma das maiores instituições de ensino superior privado do Brasil. Estava sediada no bairro de Piedade[1], Rio de Janeiro - RJ. Contava com faculdades renomadas em Medicina, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Arquitetura, Direito, Comunicação Social, Odontologia, Serviço Social, Educação Física com cursos de Mestrado, MBAs e com um sistema Poliesportivo com grande atuação.

HistóriaEditar

Em 1939 o Colégio Piedade foi comprado pelo ministro Luiz Gama Filho. Ao seu redor deste colégio, mais tarde seria criada a universidade. Em 1951, a Universidade Gama Filho foi fundada, com a abertura do curso de ciências jurídicas.[1] Em 1965 foi aberto o curso de graduação em Medicina.[1]

A partir da década de 1970, a Gama Filho investiu em esportes de alto rendimento, montando equipes esportivas em diversas modalidades, e disputando competições de nível estadual e nacional.[2]

Durante a década de 1980, a instituição já possuía cerca de 30 mil alunos.[1]

A instituição chegou a ter um outro campus no Centro do Rio, próximo à Candelária.[3]

Ainda na área esportiva, a Gama Filho produziu o Atlas do Esporte no Brasil após os jogos olímpicos de 2004.[4]

Em 2011, anunciou o investimento de 17 milhões de reais na área esportiva.[5]

Em dezembro de 2013 o MEC instaurou um processo administrativo contra a universidade, impedindo o ingresso de novos alunos, a elaboração de novos contratos de Financiamento Estudantil (Fies), de bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni) e a participação da universidade no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).[6]

Em 13 de janeiro de 2014, atendendo à decisão tomada pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, o Ministério da Educação descredenciou a Universidade Gama Filho por apresentar grave comprometimento da situação econômico-financeira da mantenedora.

Referências

  1. a b c d Veja. «Universidade fantasma». Consultado em 15 de agosto de 2019 
  2. Sportv (21 de janeiro de 2014). «Fechamento da Gama Filho: geração de esportistas fica sem referência». Consultado em 15 de agosto de 2019 
  3. querobolsa.com.br. «Endereço UGF - Gama FIlho - Campus Candelária (Rio de Janeiro, RJ)». Consultado em 15 de agosto de 2019 
  4. Fernanda Colavitti. «Paixões nacionais». Consultado em 15 de agosto de 2019 
  5. Estadão. «Gama Filho volta a garimpar talentos». Consultado em 15 de agosto de 2019 
  6. «MEC descredencia Universidade Gama Filho e Centro Universitário da Cidade». Portal.MEC.gov.br. Consultado em 2 de abril de 2014 

Ligações externasEditar