Abrir menu principal

Universidade da Amazônia

universidade privada com fins lucrativos em Belem, Pará
Universidade da Amazônia
UNAMA
Lema Educação para o desenvolvimento da Amazônia
Fundação 1993
Tipo de instituição Privada
Localização Belém, Pará
Funcionários técnico-administrativos 764
Reitor(a) Prof. Dr. Janguiê Diniz
Presidente Prof. Dr. Jânyo Diniz
Docentes 673
Total de estudantes cerca de 22.000
Graduação 17.300
Pós-graduação 4.200
Afiliações CRUB ABMES
Página oficial www.unama.br

A Universidade da Amazônia - UNAMA, inicialmente denominada União das Escolas Superiores do Pará - UNESPA, é uma instituição de ensino superior brasileira privada pluridisciplinar, com sede na cidade de Belém, no estado do Pará, fundada em 1987.[1][2] É uma instituição pluralista, apartidária, dialogal e católica, integrante do Grupo Ser Educacional e,[1][3] financiada com contribuições de seus estudantes e de convênios e contratos com instituições públicas e privadas. Em 1993 a denominação mudou para Universidade da Amazônia.[1][4][5]

Esta é considerada a primeira instituição de ensino superior privada do norte do Brasil a receber o título de "universidade".[3]

É uma universidade presencial e também virtual,[1] integrada ao Instituto Universidade Virtual Brasileira - IUVB, desde novembro de 2014.

O Grupo Ser Educacional é uma empresa de capital aberto, com projeto e planejamento de expansão em âmbito nacional, que atende mais de 125 mil alunos, em 30 unidades, distribuídas em 21 cidades de 11 estados do Norte e Nordeste.

Índice

HistóriaEditar

No século XVII, a cidade de Belém era considerada a "Veneza Americana", cortada por igarapés e igapós,[2][4] que formavam as ruas d'água (do tupi: significa "caminho de canoa").[6] Conta-se que no banhado, onde está localizada o campus sede Unama Alcindo Cacela, aportavam barcos de: indígenas, ribeirinhos e, colonizadores, que usavama como posto de comunicação com rios da Amazônia e de repasse da produção alimentícia do interior do estado.[2][4][5]

Na década de 1970, inicia a expansão imobiliária no bairro do Umarizal, foram compradas as primeiras terras do banhado e,[7] transformas na vacaria Velho Quintas, que em 1977 foram adquiridas pelo Centro de Estudos Superiores do Pará - CESEP.[4][5][7][2] Em 1987, este juntou-se às Faculdades Integradas Colégio Moderno formando no banhado (o porto do conhecimento) a União das Escolas Superiores do Pará - UNESPA, que em 1993 a denominação mudou para Universidade da Amazônia.[1][4][5]

CampiEditar

A Universidade da Amazônia possui os seguintes campi:[1][8]

  • Campus Sede Alcindo Cacela: localizado na avenida Alcindo Cacela - bairro do Umarizal, Belém;
  • Campus Quintino;
  • Campus Senador Lemos;
  • Campus Ananindeua (inicialmente Unama BR): localizado na rodovia BR-316 - bairro do Coqueiro, Ananindeua, e;
  • Campus Santarém: localizado no bairro do Aeroporto Velho, Santarém.

Formas de ingressoEditar

Vestibular TradicionalEditar

O ingresso na universidade ocorre através do certame vestibular no formato tradicional, realizado duas vezes ao ano, constituído por apenas uma fase. Onde os candidatos devem responder questões de: língua portuguesa, conhecimentos gerais e, raciocínio lógico, além de desenvolverem uma redação.[1]

Vestibular AgendadoEditar

Além do formato tradicional, os candidatos também podem ingressar via vestibular agendado, que visa adequar uma data de acordo com à disponibilidade de tempo e horário do candidato.[1]

EnemEditar

A Universidade da Amazônia aceita o ingresso através do desempenho de alunos no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, desde que tenham realizado uma das provas no período de cinco anos. Sendo necessário apresentar o histórico de notas do Exame e ter obtido média de 200 pontos, sem ter zerado alguma das provas.[1]

CursosEditar

A Universidade da Amazônia oferta diversos cursos de graduação presencial, além de um curso na modalidade de Ensino a Distância (EaD):[1]

CCET - Centro de Ciências Exatas e Tecnologia


CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde



CESA - Centro de Estudos Sociais Aplicados

ICJ - Instituto de Ciências Jurídicas - Campus Senador Lemos

CCHE - Centro de Ciências Humanas e Educação



Referências

  1. a b c d e f g h i j «Conheça a Universidade da Amazônia». Rede Omnia. Super Vestibular. Mundo Educação. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  2. a b c d «Historico do Centro de Serviços Educacionais do Pará - CESEP». Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  3. a b Fonseca, Alessandra (25 de outubro de 2016). «UNAMA é eleita a melhor universidade privada da região Norte». Universidade da Amazônia - UNAMA. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  4. a b c d e «Centro Universidade da Amazônia - Belém do Pará». Educaedu Brasil. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  5. a b c d Bezerra, Joelma de Almeida e Silva (2015). O coro cênico da Universidade da Amazônia (PDF). Experienciando uma identidade a partir de um repertório musical. Pós-Graduação em Artes (Tese de mestrado). Belém (Pará): Universidade Federal do Pará - UFPa. p. 24. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  6. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.
  7. a b Costa, Daniela Teixeira (2009). A interferência da exclusão aos serviços urbanos na compreensão de saúde por duas micro-populações amazônicas (PDF). Pós-graduação em Meio Ambiente Urbano (Tese de mestrado). Belém (Pará): Universidade da Amazônia - UNAMA. p. 58. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  8. «Ser Educacional compra instituições de ensino no Pará - Economia». Estadão. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar