Abrir menu principal

Uma universidade municipal, no Brasil, é uma universidade pública gerida por municípios brasileiros. É um tipo de universidade pública brasileira bastante incomum, existindo poucas universidades municipais em todo o país: a Universidade de Rio Verde (UniRV), Centro Universitário de Mineiros (UniFimes), situadas no interior de Goiás; a FACELI (Faculdade de Ensino Superior de Linhares), Universidade Pública Municipal situada no interior do estado do Espírito Santo; a Universidade Regional de Blumenau (FURB), localizada no interior de Santa Catarina; a Universidade de Taubaté (UNITAU) e a Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), sediadas em cidades do interior de São Paulo. Diferentemente das universidades federais e estaduais, o ensino superior nas universidades municipais é disponibilizado mediante pagamento de mensalidade dos discentes[1][2][3][4], embora as instituições de ensino não possuam fins lucrativos. Além do ensino, também exercem atividades de pesquisa e extensão universitária[5][6][7][8].

Dentre as cinco universidades municipais citadas, a Universidade Regional de Blumenau (FURB) destaca-se por ser apresentada entre as cem melhores universidades do país, de acordo com o Ranking Universitário Folha promovido pelo site do jornal Folha de S.Paulo. Em 2012, a FURB sitou-se na 66ª posição[9]; em 2013, na 59ª[10]; e em 2014, na 76ª posição. Em 2014, a Universidade de Taubaté (UNITAU) também destacou-se no mesmo ranking entre as cem melhores, alcançando a 85ª posição[11] A FACELI de Linhares não aparece no ranking, sendo considerada assim a universidade Municipal com menor rendimento entre as outras.

Ver tambémEditar

Referências

  1. UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL. Mensalidades 2014. Disponível em: <http://www.uscs.edu.br/vestibular/Mensalidades2014_cursos_de_graduacao.pdf>. Acesso em: 30 out. 2014.
  2. UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ. Mensalidades para ingressantes em regime semestral 2014. Disponível em: <http://www.unitau.br/files/arquivos/cursosPdf/mensalidade_semestral_2014.pdf>. Acesso em: 30. out. 2014.
  3. UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU. Ciência da computação. Disponível em: <http://www.furb.br/web/1770/cursos/graduacao/cursos/ciencia-da-computacao/apresentacao>. Acesso em: 30 out. 2014.
  4. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE. Perguntas frequentes. Disponível em: <http://www.fesurv.br/i.php?we=3&sm=220>. Acesso em: 30 out. 2014.
  5. FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL. Estatuto da Fundação de Apoio à Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Disponível em: <http://fauscs.org.br/wp-content/downloads/Estatuto-FAUSCS.pdf>. Acesso em: 30 out. 2014.
  6. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE. Estatuto da UniRV. Disponível em: <http://www.fesurv.br/imgs/Estatuto%20UniRV%202013%20RC13-2014.pdf>. Acesso em: 30. out. 2014.
  7. UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ. Estatuto da Universidade de Taubaté. Disponível em: <http://www.unitau.br/files/arquivos/category_114/Estatuto_Unitau_2009_1363197630.pdf>. Acesso em: 30 out. 2014.
  8. UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU. Estatuto da Fundação Universidade Regional de Blumenau. Disponível em: <http://www.furb.br/web/upl/arquivos/201406241312010.resolucao-035-2010-furb.pdf>. Acesso em: 30 out. 2014.
  9. FOLHA DE S.PAULO. O ranking. São Paulo, 2012. Disponível em: <http://ruf.folha.uol.com.br/2012/rankings/rankingdeuniversidades/>. Acesso em: 25 out. 2014.
  10. FOLHA DE S.PAULO. Ranking Universitário Folha. São Paulo, 2013. Disponível em: <http://ruf.folha.uol.com.br/2013/rankinguniversitariofolha/>. Acesso em: 25 out. 2014.
  11. FOLHA DE S.PAULO. Ranking de universidades. São Paulo, 2014. Disponível em: <http://ruf.folha.uol.com.br/2014/rankingdeuniversidades/>. Acesso em: 25 out. 2014.
  Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Ciência (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.