Usina Tamoio

A Usina Tamoio é uma usina sucroalcooleira localizada em Araraquara (SP-310, km 236). Atualmente, pertence à Raízen, do Grupo Cosan.[1]

Usina Tamoio
Fundação 1917
Fundador(es) Pedro Morganti
Sede Araraquara, São Paulo
Produtos Açúcar

Foi fundada em 1917, por Pedro Morganti, imigrante italiano, após a aquisição do antigo Engenho Fortaleza, propriedade de 2.000 alqueires, renomeada Usina Tamoio. Em 1924, passou a fazer parte da Refinadora Paulista S/A[2] Nos anos 1940, com as políticas do Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA), a usina teve uma grande expansão. Nesta época, foi construída a Igreja de São Pedro (1943), e a usina passou a abrigar cerca de 3.000 trabalhadores, os quais, com suas famílias, totalizavam um contingente de 7.000 a 10.000 moradores. As terras da usina chegaram a 5.278 alqueires. Em 1946, bateu o recorde continental da produção de açúcar, e a Usina Tamoio tornou-se a maior indústria sucroalcooleira do país e da América do Sul. Após crises, em 1969, a usina foi vendida para o Grupo Silva Gordo.[3] Nos 1990, Egard Corona comprou a Tamoio e a revendeu para a Cosan.[4]

A usina contava com um ferrovia particular, uma estação da Cia. Paulista, e uma vila ferroviária (esta última, em Ibaté).[4][5][6] Das cerca de 1500 residências edificadas pela usina, restam hoje menos de uma centena.[7]

Em 2012, a Igreja foi reformada, após anos fechada.[8] Entretanto, templo foi assaltado em 2018, sendo roubados diversos documentos históricos.[9]

Em 2017, a Raízen anunciou o encerramento das atividades da usina, demitindo seus 250 funcionários.[10] No entanto, uma liminar da Justiça anulou a ação.[11]

Ver tambémEditar

Referências

  1. RAÍZEN. Onde estamos. s.d. link.
  2. CAIRES, A. C. R. Usina Tamoio: patrimônio histórico e cultural de Araraquara. Revista Brasileira Multidisciplinar, v. 20, n. 1, p. 2-18, set. 2017. link.
  3. CAIRES, A. C. R. Usina Tamoio: lugar de trabalho e de vida. Revista Uniara, v. 18, n. 1, p. 43-63, 2015. link.
  4. a b GIESBRECHT, R. M. "E. F. Usina Tamoio". In: Estações Ferroviárias do Brasil. s.d. [1]
  5. GIESBRECHT, R. M. "E. F. Usina Tamoio". In: Estações Ferroviárias do Brasil. s.d. [2]
  6. RÖHM, J. A. "Estação 36: Estrada de Ferro da Usina Tamoyo". Lugar do Trem, 6 abr. 2012. link.
  7. CAMPAGNOL, Gabriela. Usinas de açúcar: habitação e patrimônio industrial. 2008. Tese (Doutorado em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008. link.
  8. RODRIGUES, F. Igreja é restaurada e reaberta após 12 anos em Araraquara, SP. Portal G1, 4 mai. 2012. link.
  9. OLIVEIRA, T. Ladrões arrombam Igreja e levam documentos históricos da Usina Tamoio. Acidadeon, 21 fev. 2018. link.
  10. RAÍZEN encerra atividades na Usina Tamoio e demite cerca de 250 funcionários. Portal G1, 13 nov. 2017. link.
  11. LIMINAR da Justiça anula as 250 demissões de usina da Raízen em Araraquara, SP. Portal G1, 21 nov. 2017. link
  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.