Há 1 ano, 9 meses e 17 dias por aqui.
Este(a) editor(a) é membro(a) do Grupo de Usuários Wiki Movimento Brasil.

Jacinta Maria de Santana

Hello, World!

Voltemos aos gregos:

Syn = junto, cooperação

Synergy = syn - junto + ergos - trabalho

A sinergia entre pessoas, neste trabalho de construção coletiva do conhecimento e do mundo, que não seria o mesmo sem cada um dos atores e das interações entre eles e deles com o exterior.

Aqui juntamos ao caldeirão uma pitada de Pensamento Complexo, Teoria dos Sistemas, Edgar Morin, Buckminster Füller, e outras teorias e teóricos holísticos que (re)entenderam que "a soma das partes é MAIOR do que o todo" (como já dizia Aristóteles - voltamos aos gregos, claro). Mas cabe aqui olhar esse "maior" não como tamanho ou número, mas como um emaranhado de atores, interações, fatores internos e externos, condições do ambiente social, político, econômico, cultural etc. etc. Complexidade!

Buckminster Fuller, com seus estudos matemáticos e geométricos, converte essas interações em uma geometria energética com sustentabilidade da forma: a geodésica. Aqui a tensão do todo é quem mantém a estrutura em pé, e não a compressão dos pontos como em arquiteturas convencionais. Essa tensão se distribui de cada nó diretamente para outros 5 e indiretamente para 10. Eis a Tensegrity = Tensile + Integrity ou integridade na tensão?

Inevitavelmente, haverá tensões na construção do conhecimento. Cada indivíduo em si carrega uma visão de mundo, duas, três... mil, conforme a vida se prolonga e a vista alcança novos horizontes. O importante é compreender que as tensões são oportunidades de respiros para reflexão e não campos de batalhas vorazes. É preciso diálogo no indivídio, no coletivo e no superlativo. Uma Sinergia nessa Tensão * Integração = Syntegrity.

Obs.: Essa é minha versão individual, um tanto acadêmica-racional, outro tanto romântica-poética, de um termo cunhado em meio a diversas áreas, como relações internacionais (Keohane e Nye, 1989), química (Maturana e Varela, 1987), economia (Arthur, 1994; Pearce, 1994) e história social (Bahm, 1979).[1] Be bold e busquem o conhecimento!

Referências

  1. Bin Ahmad, Albakri (1999). A Pluralist PersPective of Team Syntegrity: Design and Intervention Strategy for Organisational Change (PDF). [S.l.]: Liverpool John Moores University. p. 236. 506 páginas