Abrir menu principal

Usuário Discussão:JMagalhães/Critérios de embaixadores

Polyethylen,

Vou editar as páginas com minhas considerações e qq coisa reverte.OTAVIO1981 (discussão) 14h28min de 27 de julho de 2012 (UTC)

Vou só comentar em relação a esta edição:
1) sim, estatuto de autorrevisor é suficiente, para o receber é necessário o número de edições, portanto é redundante;
2) o ponto 5 acho que não deveria ser riscado. No mínimo passar para preferencial. É fundamental ter editores que percebam minimamente de temas sérios e com o mínimo de cultura geral. Que capacidade de diálogo pensa que possa existir entre um garoto que só edita pokemons e atores de novela (mas que até é autorrevisor) com um aluno interessado em discutir as implicações epistemológicas da antropologia contemporânea ou interessado inserir um artigo de revisão sobre as novas potencialidades dos inibidores da enzima de conversão da angiotensina? Nenhuma. Ninguém é obrigado a perceber a fundo todos os temas nem a ser especialista de pacotilha. Mas devia haver um mínimo de formação e de cultura geral que permitisse ao menos saber do que se está a falar nos cursos, senão sucedem-se equívocos atrás de equívocos, diálogos de surdos, e debates inúteis, desesperantes e desmotivadores para os novos alunos que não levam a parte nenhuma.
Poly, é papel do professor avaliar e discutir com os alunos o conteúdo do artigo. Acredito que será natural os embaixadores ajudarem em assuntos que têm afinidade e é até possível que ajudem a corrigir alguma coisa eventualmente mas esta é com certeza uma característica preferencial.OTAVIO1981 (discussão) 17h11min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Polyethylen, enfatizo o que o Otavio diz sobre ser papel do professor escolher os verbetes que serão editados. O embaixador online deve ter em mente que seu principal papel, dentro do contexto dos estudantes que estiver ajudando, deve ser orientar sobre as técnicas de edição e políticas da Wikipédia. --Ezalvarenga (discussão) 17h38min de 30 de julho de 2012 (UTC)
3) o ponto opcional 3) "formação superior" deveria continuar a existir como preferencial. Não é por uma questão de "perceber mais do que os outros". É porque, em princípio, teve formação para criar artigos académicos e sabe o que é que eles exigem, como são escritos, como são citadas as fontes, como são revistos, e essa informação é essencial para fazer a transição entre o meio académico e a wikipédia. Não basta conhecer o lado de cá, é preciso conhecer também o lado de lá. Veja-se a lista de embaixadores ingleses e vêm todos do mundo universitário. No entanto, e volto a frisar, tal não é obrigatório tendo em vista a realidade do mundo lusófono.
Deixamos então como preferencial mas temo que possa inibir os voluntários. Como terá uma avaliação posterior, talvez seja melhor fazer o filtro nesta etapa. Por exemplo, se temos um editor reconhecidamente competente no ensino médio (acho que o HVL é um caso) vale muito a pena incluí-lo.OTAVIO1981 (discussão) 17h11min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Eu tenho o mesmo receio que o Otavio. Numa experiência num fórum online de física (40k+ membros), lembro de contribuições muito boas de estudantes do ensino médio e iniciando a graduação. Também há casos no Brasil de pessoas que tiveram que abandonar um curso universitário por razões profissionais ou pessoais ou aqueles que têm formação universitária, mas em universidades caça-níqueis (há uma fração considerável de analfabetos funcionais no Brasil e algumas universidades quem apenas o dinheiro desses estudantes). Eu tiraria essa preferência e deixaria a preferência 4, edições que façam parte de temas do ensino superior. --Ezalvarenga (discussão) 17h38min de 30 de julho de 2012 (UTC)
4) O programa de tutoria só deveria ser obrigatório para embaixadores de campus apenas com pouca experiência na wikipédia. Se eu decidisse ser embaixador de campus teria que passar por um programa de tutoria? É que nunca passei por um. Polyethylen (discussão) 15h10min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Uma última observação. Cada caso é um caso. Pode haver editores que sejam excepcionalmente bons em determinados pontos e não cumpram outros. A avaliação deve ser subjectiva e talvez isso de critérios "obrigatórios" esteja a levar ao engano, e se devesse optar por orientações de escolha, umas mais pertinentes e proximas do obrigatório e outras muito mais flexiveis, como as opcionais. Polyethylen (discussão) 15h17min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Claro, deixei pouco claro em relação a isto mas definitivamente a tutoria é para o embaixador de campus sem experiência. Eu também não tive tutoria...hehehe Certamente cada caso é um caso e qualquer lista de critérios pode ser flexibilizada mediante o candidato e o que se pretende dele.OTAVIO1981 (discussão) 17h11min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Ok, tendo em conta os dois pontos acima, passei então a questão da formação superior e edição de temas na área dos cursos para opcionais. Sobre a questão da tutoria, é preciso dar a volta ao texto para especificar que tem duas hipóteses: ou já é um wikipedista experiente, ou então deve ter passado por uma tutoria e ter feito edições de artigos nessa tutoria. Polyethylen (discussão) 19h47min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Aliás, provavelmente até podemos especificar que o candidato deve cumprir a "maioria" dos seguintes critérios, e não necessariamente "todos". isso dava alguma liberdade de escolha. Polyethylen (discussão) 19h49min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Concordo. Por mim implementa-se e aguardamos novos comentários.OTAVIO1981 (discussão) 20h02min de 27 de julho de 2012 (UTC)
Concordo também. Eu talvez acrescentasse o termo "Características e conhecimentos fundamentais" em vez de "requisitos obrigatórios". Mas tem uma coisa que eu não entendo bem: por que vocês acham que a formação universitária é tão importante para o embaixador online? Entenderia mais se fosse para o de Campus, que tem que dialogar com o professor sobre como coordenar as atividades ali. Alguma experiência talvez fosse importante (ainda que, por exemplo, eu ache que uma experiência acadêmica - mesmo que o embaixador não esteja formado ainda - já é o suficiente. O Vini, por exemplo, cursa medicina, mas não tem ainda a formação. Como não estão colocando como requisitos obrigatórios, não é caso para tanto debate. Mas fiquei curiosa de entender por que acham isso central para o apoio online.--Oona (WMF) (discussão) 22h08min de 9 de agosto de 2012 (UTC)
OK, me parece que ter um histórico de edições nesse sentido é uma boa entrar como preferência, mas não uma condição sem a qual não. Será interessante termos wikipedista não familiares com temas acadêmicos se envolvendo no assunto através do programa. --Ezalvarenga (discussão) 17h38min de 30 de julho de 2012 (UTC)

Alguns comentários sobre os critérios para embaixadores online e de campus:

  1. Embaixadores online:
    1. Obrigatoriedade de ser autorrevisor: eu colocaria esse critério como uma preferência, não como uma obrigação. Eu gostaria de criar uma página de exercícios para pessoas que queiram ser embaixadores online e, dependendo de seu desempenho (por exemplo, se algum wikificar bem um artigo), ele poderá ajudar como embaixador online. Isso vai de encontro com o comentário do Otavio sobre os critérios 3 e 4 colocado como obrigatório. Se uma pessoa mostra que pode fazer um bom trabalho num desses exercício, ela poderia auxiliar num estudante. Vou tentar canalizar as dúvidas dos estudantes no café dos novatos e ensinar os embaixadores online a vigiarem essa página. Acho que muitas dúvidas simples, como as que vemos nos café dos novatos, poderão ser tiradas até mesmo por novos embaixadores online começando no wiki agora, mas que passaram pela tutoria e se saíram bem num todos exercícios.
  2. Embaixador de campus:
    1. Tutoria: Se o wikipedista já é experiente, é claro que não precisa fazer a tutoria. Mas essa é uma forma ágil que encontramos da pessoa começar a familizarizar-se com o wiki sendo auxiliado por um wikipedista experiente.
    2. Frequência acadêmica Não entendi bem essa exigência. Há casos de pessoas inscrevendo-se para ser embaixador de campus que não vão mais a universidade, mas estão disponíveis para divulgarem o projeto em universidades e centros de ensino próximos a eles. Acho que poderíamos colocar a exigência de estarem disponíveis para irem fisicamente em centros de estudo.

Sobre os exercícios, estou organizando a lista de artigos trabalhados ao longo do piloto (na wikipédia ou fora dela) nessa página Wikipédia:Wikipédia_na_Universidade/Artigos. Uma pessoa que quer ser embaixador online que passou pela tutoria poderá colocar seu nome na coluna de revisor do artigo. Se ele conseguir fazer um bom trabalho para formatar o artigo, poderá fazer parte do programa como embaixador online. Eu queria criar essa lista simplesmente embutindo a lista de artigos de cada disciplina usando a subágina /Artigos (e. g., lista do curso de sociologia) de cada disciplina, mas precisarei reestruturar o template de cada curso (vou tirar algumas abas que aparentemente são desnecessárias). Comento sobre essa questão dos exercícios com mais calma na página de discussão dos embaixadores. Infelizmente esqueci de vigia essa página aqui, por isso não comentei antes. --Ezalvarenga (discussão) 18h09min de 30 de julho de 2012 (UTC)

1.1)Citação: Ezalvarenga escreveu: «Eu gostaria de criar uma página de exercícios para pessoas que queiram ser embaixadores online e,» dependendo da avaliação dos administradores o estatuto pode ser o prêmio pelo bom resultado no exercício. Não acho produtivo incluir no grupo de embaixadores online um grupo que poderia eventualmente, dependendo da situação, tirar uma dúvida. É preciso um minimo de capacitação comprovada. OTAVIO1981 (discussão) 18h22min de 30 de julho de 2012 (UTC)

2.1)Não entendi.OTAVIO1981 (discussão) 18h22min de 30 de julho de 2012 (UTC)

2.2)Concordo. Disponibilidade física é essencial e precisamos deixar claro.OTAVIO1981 (discussão) 18h22min de 30 de julho de 2012 (UTC)

Este tipo de capacitação de embaixadores online me dá um pouco de calafrios. Se fosse tão simples assim engajar novos editores não teríamos problemas de retenção de novos editores. Além de uma possível sobrecarga destes embaixadores online que não tem conhecimento algum da wiki, não estamos efetivamente explicando nada. É algo como "aprenda faendo" que embora seja parecido com o estilo wiki de editar é arriscado quando pensamos na seriedade do projeto.OTAVIO1981 (discussão) 18h22min de 30 de julho de 2012 (UTC)

Oi Otavio, conversando aqui com o Everton estamos vendo como aliar o "aprenda fazendo" a outras formas de treinamento. Estamos vendo ferramentas (a da WMF, cujo nome não me lembro agora, essa e procurando outras. Você chegou a analisar aquelas que te mandei? Achou alguma boa?). Concordamos que precisamos aliar formas distintas de treinamento não só sobre como editar, mas como quais desafios serão enfrentados para que o conteúdo torne-se apto a entrar para a Wikipédia.--Oona (WMF) (discussão) 13h26min de 31 de julho de 2012 (UTC)
Se se refere as conferências online cheguei a ver um dos sites mas é preciso duas pessoas para testar efetivamente a conexão e funcionalidades. Fiquei impressionado com a quantidade de opções e me parece um recurso mais comum do que havia pensado. Em alguns casos sequer é necessário instalar softwares o que é ótimo. Infelizmente do trabalho a maioria dos recursos são bloqueados e de casa a conexão não permite. OTAVIO1981 (discussão) 13h46min de 31 de julho de 2012 (UTC)
sim, vou testá-las com algumas pessoas. Vi algumas online que têm a vantagem de podermos fazer de qualquer computador (até porque às vezes instalar esse tipo de software no linux é um pouco chato, mas vou testar). --Oona (WMF) (discussão) 21h23min de 31 de julho de 2012 (UTC)
Testei um pouco do Google hangout, vou ver se consigo convidar vocês para um teste mais efetivo mais tarde. E acho que vou criar uma área lá na página do Wikipédia pra Universidade pra sistematizar os testes com as ferramentas.--Oona (WMF) (discussão) 15h40min de 1 de agosto de 2012 (UTC)
Testei também o skype em conferência e um pouco do Webex. Eu acho o treinamento online fundamental, até pra aproveitarmos o bonde de tantos voluntários se oferecendo pra ajudar no projeto. Ainda que eles possam não vir a ser de cara os embaixadores, se um terço deles for treinado, o resultado é cerca de 30 novos usuários com capacidades maiores de edição e orientação. Será que vale a gente preparar uma aula e fazer a experiência com 5 embaixadores? Vale entrarmos em contato e perguntar quem condições e banda pra acompanhar um treinamento online? Otavio, posso tentar agendar um lugar no Centro pra usarmos como sala e fazermos o teste. O que acham?--Oona (WMF) (discussão) 22h08min de 9 de agosto de 2012 (UTC)
Acho que seria interessante alinhar este teste com o treinamento que vocês pretendem fazer no Rio. Se o dia/hora não for bom para a participação online, aí vale a pena ver outra possibilidade para os interessados. Não precisa se incomodar em procurar sala aqui no centro pq não vou participar.OTAVIO1981 (discussão) 00h37min de 10 de agosto de 2012 (UTC)
Pode ser uma boa, sim! Sobre você não participar, não quero ficar insistindo. Mas quero que saiba que se houver algo que possamos mudar e que te faça ter vontade de participar, gostaria muito de conversar, saber, entender, dialogar e pensar junto. --Oona (WMF) (discussão) 03h41min de 10 de agosto de 2012 (UTC)
A razão para não participar é simples: Não tenho tempo disponível o suficiente para me envolver nas discussões e ações presenciais. Se tudo fosse feito em uma wiki pelo menos seria possível acompanhar e vez ou outra participar. Senão é, fica impossível pois não tenho tempo em acompanhar discussões em outros canais como IRC, por exemplo, ou horários como no final de semana, por exemplo. E algo que tenho como claro aqui é que arregaçar as mangas e efetivamente agir é fundamental. Passar só para dar pitaco não é do meu feitio e não insisto se as ações tomam um rumo diferente ao que imagino. Mas se precisar de algo é só ser específico e pedir.OTAVIO1981 (discussão) 12h44min de 10 de agosto de 2012 (UTC)
Oi Otávio, entendi. Olha, coloquei um rascunho de proposta aqui e, além de ajudar a definir estrutura e dinâmica, acho que tem uma ajuda bem prática que pode ser super importante: a gente podia pegar um dia em que estivermos online na mesma hora (e você numa lanhouse) e ver como o Hangout se comporta em uma lanhouse. O que acha? Se houver gastos extras por isso, posso cobrir.--Oona (WMF) (discussão) 13h23min de 13 de agosto de 2012 (UTC)

Critérios nos EUAEditar

Acho que vale a pena dar uma olhada os casos aceitos lá. Acho que vale a pena mover essa discussão para o página de discussão dos embaixadores. --Ezalvarenga (discussão) 21h52min de 31 de julho de 2012 (UTC)

Gosto da ideia do: mostre alguns artigos que melhorou. Claro que o histórico mais antigo é preferível, mas e se uma pessoa mostrou um bom desempenho em alguns artigos? Por isso a ideia dos exercícios. Pode ser um estímulo para a pessoa aprender. --Ezalvarenga (discussão) 21h56min de 31 de julho de 2012 (UTC)
Gosto muito do modelo de "entrevista" para candidatura. Entretanto... voltei de férias passado duas semanas. Neste tempo, este discussão já foi levada para mais algum lado? Polyethylen (discussão) 00h17min de 13 de agosto de 2012 (UTC)
Regressar à página do utilizador "JMagalhães/Critérios de embaixadores".