Vítor Manuel Oliveira

futebolista português

Vítor Manuel Oliveira (Matosinhos, 17 de novembro de 1953) é um treinador de futebol português. Na sua carreira como treinador com mais de 30 anos, ele conseguiu onze promoções à Primeira Liga, seis como campeão.[1][2][3][4]

Vítor Oliveira
Informações pessoais
Nome completo Vítor Manuel Oliveira
Data de nasc. 17 de novembro de 1953 (66 anos)
Local de nasc. Matosinhos, Portugal Portugal
Apelido Rei das Subidas
Informações profissionais
Equipa atual Gil Vicente
Posição Treinador
Clubes de juventude
1969–1972 Leixões
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1970–1975
1975–1976
1976–1979
1979–1981
1981–1983
1983–1985
Leixões
Paredes
Famalicão
Sp.Espinho
SC Braga
Portimonense
63 (5)


38 (1)
44 (1)
47 (4)
Times/Equipas que treinou
1979
1985–1987
1988
1988–1992
1992–1995
1995
1995–1997
1997–1998
1998
1998–2000
2000–2001
2001–2003
2003–2004
2004–2005
2006–2007
2007–2008
2009–2010
2010–2011
2011–2013
2013–2014
2014–2015
2015–2016
2016–2017
2017–2018
2018–2019
2019–
Famalicão jog.-tre.
Portimonense
Maia
Paços de Ferreira
Gil Vicente
V. Guimarães
Académica
U. Leiria
SC Braga
Belenenses
Rio Ave
Gil Vicente
Académica
Moreirense
Leixões
U. Leiria
Trofense
Desportivo das Aves
Arouca
Moreirense
União da Madeira
Desportivo de Chaves
Portimonense
Paços de Ferreira
Gil Vicente
1
49
38
123
102
14
17
40
14
56
52
55
19
29
44
23
26
31
76
41
56
49
76
31
42

CarreiraEditar

JogadorEditar

Nascido em Matosinhos, a carreira sénior de Oliveira durou 13 temporadas, das quais dez foram na Primeira Liga, onde participou num total de 218 jogos, marcando 17 golos. Nesse nível, ele representou Leixões SC, F.C. Famalicão, S.C. Espinho, S.C. Braga e Portimonense SC. No seu último ano como profissional, ele disputou 23 partidas (um golo) pelo Portimonense, que terminou em quinto e se classificou para a Taça UEFA pela primeira e única vez na sua história.[5]

Vítor Oliveira retirou-se dos relvados em junho de 1985, aos 31 anos.

TreinadorEditar

Vítor Oliveira foi jogador-treinador no Famalicão na partida final da temporada 1978–79, após a saída de Mário Imbelloni. A equipa perdeu por 2-0 no terreno do Belenenses a 17 de junho e, consequentemente, foram despromovidos à II Divisão.[6]

Depois, Oliveira trabalhou com o Portimonense. Na sua primeira temporada conseguiu o melhor resultado de toda a sua carreira na Primeira Divisão, ao terminar na sétima posição na temporada 1985-86,[6] sendo demitido a meio da época seguinte. Nos quatro anos seguintes, ele trabalhou no F.C. Paços de Ferreira na II Divisão, conseguindo a promoção em 1991 como campeão e conseguindo a manutenção na época seguinte.

Mudou-se depois para o Gil Vicente onde completou três temporadas no primeiro escalão. De seguida treinou várias equipas da 1ª e 2ª Divisão, conseguindo a promoção à 1ª Divisão de U.D. Leiria, Belenenses e Leixões. No início de 2007–08, ele substituiu Paulo Duarte demitido do comando do Leiria,[7][8] mas só conseguiu três vitórias em 21 jogos (14 derrotas), quando a temporada terminou com a despromoção à II Liga.


Depois de trabalhar com o ex-clube Leixões como Director-Geral para o futebol em 2008–09,[9] Oliveira retomou sua carreira na II Liga, com o CD. Trofense,[10] C.D. Aves, F.C. Arouca,[11] Moreirense FC, União da Madeira e Chaves.[12] Em 19 de maio de 2016, ele retornou ao Portimonense quase três décadas após seu primeiro período, num contrato de um ano com o objectivo de conseguir a promoção.[13] Depois de fazer isso como campeão - sua quinta promoção consecutiva - ele decidiu permanecer no Algarve,[14] tendo levado a equipa ao décimo lugar no regresso à Primeira Liga, abandonando Portimão em maio de 2018.[15]

Em 22 de maio de 2018, Oliveira substituiu João Henriques como gerente de outro ex-clube, o Paços de Ferreira.[16] Em maio de 2019, após selar sua décima primeira promoção e sexta como campeão, ele partiu para outro ex-clube, o Gil Vicente - que havia sido reposto na Primeira Liga após uma decisão judicial relativa ao Caso Mateus.[17] Em 10 de agosto, no seu primeiro jogo da temporada, eles venceram o FC Porto por 2–1 em casa.[18]


É considerado o «campeão das subidas de divisão»,[19] tendo já conseguido promover 11 equipas da Segunda para a Primeira Liga do futebol português:

TítulosEditar

TreinadorEditar

6 títulos nacionais do campeonato de segunda liga[20]

Paços de Ferreira
União de Leiria
Leixões
Moreirense
Portimonense

IndividuaisEditar

Referências

  1. Vítor Oliveira, velha raposa soma sexta subida de divisão (Vítor Oliveira, old fox gets sixth division promotion); Mais Futebol, 12 maio 2013 (in Portuguese)
  2. Portimonense: a 10.ª equipa que Vítor Oliveira sobe de divisão (Portimonense: the 10th team Vítor Oliveira promotes); Diário de Notícias, 23 abril 2017 (in Portuguese)
  3. E vão 11 subidas de divisão para Vítor Oliveira (11 promotions for Vítor Oliveira and counting); A Bola, 20 abril 2019 (in Portuguese)
  4. «Quase 30 anos depois, Vítor Oliveira faz mais história: sexta subida em sete anos (agora pelo P. Ferreira)» [Nearly 30 years later, Vítor Oliveira makes more history: sixth promotion in seven years (now for P. Ferreira)]. Observador. 20 de abril de 2019. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  5. Época 1984/85: Primeira Divisão (1984/85 season: First Division); Arquivos da Bola, 24 June 2007 (in Portuguese)
  6. a b «Vítor Oliveira. O filho de pescadores que se tornou no rei das subidas» [Vítor Oliveira. The son of fishers who became the king of promotions]. Diário de Notícias. 20 de abril de 2019. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  7. Oliveira accepts Leiria rescue job; UEFA, 6 November 2007
  8. Portugal´s Leiria appoints new coach after poor start to season; Soccerway, 6 November 2007
  9. Leixoessc.pt (22 de Maio de 2008). «Nova Equipa Técnica» 
  10. CDTrofense.pt (9 de Junho de 2009). «Vítor Oliveira é o novo treinador do C.D.Trofense» 
  11. Vitor Oliveira: o especialista das subidas (Vitor Oliveira: the promotion specialist) Arquivado em 2014-08-08 no Wayback Machine.; Record, 12 maio 2013 (in Portuguese)
  12. «chaves sobe a I Liga passados 17 anos». tsf.pt. 8 de maio de 2016. Consultado em 19 de maio de 2016 
  13. «O clube que se segue». SAPO. 19 de maio de 2016. Consultado em 19 de maio de 2016 
  14. «Vítor Oliveira: «Vou continuar no Portimonense»» [Vítor Oliveira: "I will continue at Portimonense"]. Mais Futebol. 21 de maio de 2017. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  15. «Vítor Oliveira deixa Portimonense e tem futuro em aberto» [Vítor Oliveira leaves Portimonense and has an open future]. Mais Futebol. 15 de maio de 2018. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  16. «Vítor Oliveira é o novo treinador do Paços de Ferreira» [Vítor Oliveira is the new manager of Paços de Ferreira]. Público. 22 de maio de 2018. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  17. «Vítor Oliveira vai treinar Gil Vicente após vencer II Liga com o Paços de Ferreira» [Vítor Oliveira will manage Gil Vicente after winning II League with Paços de Ferreira]. Observador. 19 de maio de 2019. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  18. «Vítor Oliveira: "Podemos discutir se a vitória é merecida, mas justa é"» [Oliveira: "We can discuss whether the victory is deserved, but it's fair"]. Público. 10 de agosto de 2019. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  19. «O campeão das subidas». DN.pt. 21 de junho de 2009. Consultado em 19 de maio de 2016 
  20. «total de títulos conquistados». leballondrond.fr. Consultado em 19 de maio de 2016 
  21. «Prémios oficiais Liga Portugal 2015» [Liga Portugal 2015 official awards]. Liga Portuguesa de Futebol Profissional. 4 de julho de 2015. Consultado em 4 de julho de 2015 
  22. «Sorteio dita Sporting-FC Porto na 3ª jornada». Record. 15 de julho de 2016. Consultado em 16 de julho de 2016 

Ligações externasEditar