Vadú, de seu verdadeiro nome Osvaldo Furtado, (Praia, ilha de Santiago, 31 de janeiro de 1977[1]Ponta do Sol, ilha de Santo Antão, 12 de janeiro de 2010) foi um cantor cabo-verdiano.

Vadú
Nascimento 31 de janeiro de 1977
Praia
Morte 12 de janeiro de 2010
Ponta do Sol
Cidadania Cabo Verde
Ocupação músico, cantor
Causa da morte acidente rodoviário

Sobrinho dos irmãos Zezé e Zeca di Nha Reinalda, dois grandes nomes da cena musical de Santiago, Vadú estudou em Cuba entre 1990 e 1993, onde "bebeu" a corrente musical cubana[2].

Estreou-se na música em 2002, com o projecto Ayan, para o qual contribuiu com três faixas, acompanhado pelos integrantes do grupo sensação de funaná, os Ferro Gaita, e gravou dois discos: Nha Raiz, em 2004, com a participação de reputados músicos de Cabo Verde, e Dixi Rubera, em 2007, onde continuou na senda dos ritmos populares e estilos do interior de Santiago — batuque, tabanca e o funaná —, com influências africanas e latinas[3].

Guitarrista virtuoso, atuou em festivais de música em Cabo Verde, como Gamboa e Baía das Gatas, e em diversos países, tais como Portugal[4] e a Holanda[5].

Morreu aos 32 anos, vítima de um acidente de viação quando o veículo em que seguia caiu ao mar de uma ravina de mais de 50 metros. O seu corpo só foi recuperado quatro dias mais tarde[6].

Referências


  Este artigo sobre um cantor é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.