Vagalume (site)

O Vagalume é um portal de música do Brasil. Criado em 2002 pelo casal Ana Letícia Torres e Daniel Lafraia[1], utilizaram a linguagem PHP com banco de dados MySQL para inicialmente criar uma pequena base de letras de músicas enquanto moravam em Atlanta, nos EUA[2]. Aos poucos, os usuários enviaram letras e incluíram informações de artistas de todos os gêneros musicais (mais de mil novas letras são enviadas diariamente).

Vagalume
Slogan Muito mais que só letras de músicas
Requer pagamento? não
País de origem  Brasil
Idioma(s) português
Lançamento 2002
Posição no Alexa 2 408 ()
Endereço eletrônico www.vagalume.com.br

Com o tempo, outro tipo de conteúdo foi adicionado, por exemplo autógrafos, biografias e discografia. O logotipo estilizado foi criado lembrando o inseto vaga-lume. O portal é um dos mais acessados de todo o Brasil[3] e Portugal.[4]

Em 2004 foi lançado o primeiro plugin do site, que se integrava ao Winamp. Teve uma boa aceitação e destaque na mídia brasileira, com isso o plugin também foi desenvolvido para outros tocadores, como Windows Media Player, iTunes e Foobar2000.

Em abril de 2006 a revista Info Exame classificou os plugins como um 206 dos melhores softwares do planeta. Em agosto de 2006 o site foi levado também para a Argentina em parceria com o UOL, mas foi extinto com a mudança do site para o IG. Desde meados de 2012 o site é parceiro do R7, o portal de noticias da Rede Record.

Uma página dedicada às notícias de música entra no ar em 2010 e se torna uma das áreas mais populares do site. Além do noticiário do dia-a-dia a página também traz especiais temáticos com coletâneas, resenhas de shows e entrevistas exclusivas como Ed Sheeran[5], Dua Lipa[6], Skank, Paralamas do Sucesso, Jota Quest, Yungblud, James Blunt, Fresno, Lulu Santos e Tegan and Sara.

Rádio Vagalume.FMEditar

Em 2016, o Vagalume FM[7][8] foi ao ar como uma alternativa gratuita aos serviços pagos de streaming como Spotify, Deezer, Apple Music e outros. Com várias estações diferentes, a plataforma lançada permitiu ao usuário ouvir músicas sem custos com estações por estilos musicais[9] ou focadas em artistas como Queen, Madonna, Legião Urbana, Ed Sheeran, The Beatles e muitos outros. O aplicativo já foi baixado mais de 1 milhão de vezes na Google Play; já o aplicativo do próprio site já foi baixado mais de 10 milhões de vezes.[10]

O slogan "muito mais que só letras de músicas" e "música é tudo" passaram a fazer parte da comunicação da marca a partir de 2016 com a estruturação de uma equipe comercial[11].

PlaylisteirosEditar

Uma das áreas que há mais tempo existe no site, chama-se Playlisteiros em referência ao termo playlist (lista de reprodução em inglês). Entrou no ar em 2011 e diariamente novas playlists são criadas e as melhores músicas são votadas pelos próprios usuários que ganham pontos pelas melhores indicações de músicas e temas trazendo conceito de ludificação para o site.

Referências

  1. «Daniel Lafraia (criador do Vagalume)». lafraia.com.br. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  2. «Sobre minha história - Daniel Lafraia». lafraia.com.br. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  3. «Os campeões de audiência». istoedinheiro.com.br. Consultado em 2 de janeiro de 2011 
  4. «Vagalume lidera sites de músicas em portugal (2008)». Consultado em 18 de novembro de 2011 
  5. «Entrevista Exclusiva - Ed Sheeran». Vagalume. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  6. «Entrevista - Dua Lipa». Vagalume. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  7. «Vagalume.FM». Vagalume.FM. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  8. «Vagalume.FM lança nova função que possibilita aos usuários curtirem o som a hora que quiserem sem custo». Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  9. «Meio e Mensagem - Vagalume lança serviço de streaming com estações musicais». Meio e Mensagem - Marketing, Mídia e Comunicação. 5 de outubro de 2016. Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  10. «Vagalume lança plataforma de streaming de música grátis similar ao Spotify». Consultado em 18 de novembro de 2011 
  11. «Vagalume reforça equipe de profissionais». Consultado em 11 de dezembro de 2022 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Internet é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.