Valentine Davies

Valentine Davies (Nova Iorque, 25 de agosto de 1905 - Malibu, 23 de julho de 1961) foi um roteirista, produtor e cineasta estadunidense. Ele ganhou o Oscar de melhor história original em 1947 pelo filme De Ilusão Também Se Vive,[1] e foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original por Música e Lágrimas (1954).[2]

Valentine Davies
Nascimento 25 de agosto de 1905
Nova Iorque
Morte 23 de julho de 1961 (55 anos)
Malibu
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação roteirista, produtor cinematográfico, diretor de cinema
Prêmios
Obras destacadas De Ilusão Também Se Vive

BiografiaEditar

Davies nasceu em Nova York, serviu na Guarda Costeira e se formou na Universidade de Michigan, onde desenvolveu sua habilidade de escrever com uma coluna no The Michigan Daily. Mais tarde ele mudou-se para Hollywood onde se tornou roteirista, e escreveu uma série de peças da Broadway, além de ter sido presidente da Screen Writers Guild.

Ele escreveu a história do filme De Ilusão Também Se Vive, de 1947, que foi adaptado ao cinema pelo diretor George Seaton. Davies também fez uma romantização da história, que foi publicada como um romance pela Harcourt Brace & Company em conjunto com o lançamento do filme. De Ilusão Também Se Vive lhe rendeu um Oscar de melhor história original.

De 1949 a 1950, ele serviu como presidente da Associação de Roteiristas. Ele morreu em 1961 em sua casa em Malibu, Califórnia, quando tinha 55 anos de idade. O Valentine Davies Award foi criado em 1962, no ano seguinte à sua morte, pelo Writers Guild of America em sua homenagem. Foi concedido anualmente, com exceção dos anos de 2006, 2010 e 2015.

FilmografiaEditar

Referências

  1. «Miracle on 34th Street». Oscars.org. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  2. «27th Academy Awards». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 7 de janeiro de 2018 

Ligações externasEditar