Valeri Ryumin

Valeri Ryumin
Nascimento 16 de agosto de 1939 (81 anos)
Komsomolsk-on-Amur, ex-URSS
hoje Rússia
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviético
Carreira espacial
Cosmonauta da AER
Tempo no espaço 371d 17h 24m
Seleção 1994
Tempo de AEV 1h 28m
Missões Soyuz 25, Soyuz 32, Soyuz 35, Soyuz 34, STS-91
Insígnia da missão Sts-91-patch.svg

Valeri Victorovich Ryumin (russo: Валерий Викторович Рюмин) (Komsomolsk-on-Amur, 16 de agosto de 1939) é um ex-cosmonauta soviético.

Ryumin serviu como comandante de tanques no Exército Vermelho entre 1958 e 1961, após se graduar como oficial no colégio técnico de engenharia mecânica de Kaliningrado, aos 18 anos.

Em 1966, graduou-se como especialista em sistemas de espaçonaves e se integrou ao programa espacial soviético, fazendo parte da equipe da Energia, a companhia estatal fabricante de foguetes espaciais da URSS como engenheiro, ajudando a desenvolver as primeiras estações espaciais orbitais soviéticas.

Em 1973, Valeri passou a integrar o corpo de astronautas da Energia e foi ao espaço por três vezes, entre 1977 e 1980 a bordo das naves Soyuz e como tripulante orbital da Salyut 6 na qual passou, em duas missões, um total de 360 dias em órbita.

De 1989 a 1991, ele trabalhou como diretor de missão da Salyut 7 e da estação Mir. Desde 1992, vem atuando como diretor da área russa do programa espacial NASA-Mir.

Em junho de 1998, Ryumin foi ao espaço como integrante da missão STS-91 do ônibus espacial Discovery, na nona e última acoplagem do ônibus espacial americano com a estação russa Mir, encerrando a primeira fase do programa conjunto entre as duas nações.

Valeri Ryumin é duas vezes condecorado (1979 e 1980) com a maior honraria da URSS, a medalha de Herói da União Soviética, além de outras condecorações russas e estrangeiras.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar