Valor (cor)

Todo matiz (cor) tem um valor (tonalidade) equivalente. Os diferentes valores podem ser alterados através da variação da luminosidade, da saturação, do brilho, entre outros parâmetros. [1]

Na parte de cima, vê-se a escala de matizes (cores) e, na parte de baixo, a escalas de valores (tons) equivalentes.
A imagem da direita mostra os valores das cores originais.

Referências

  1. Scott, Rober Gillan (1970). Fundamentos del diseño. [S.l.]: Editorial Victor Leru. Cap. 9 -Profundidade e ilusão plástica, p. 72. 

BibliografiaEditar

  • Pedrosa, Israel. Da cor à cor inexistente, Rio de Janeiro: Senac editoras, 1977.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.