Abrir menu principal
Santo Mártir Varo
São Varo, e com ele seis monges-mártires, no Menológio de Basílio II
Morte c. 307 em Alto Egito
Veneração por Igreja Ortodoxa
Igreja Católica Romana
Festa litúrgica 19 de outubro
Padroeiro Catecúmenos, defuntos heterodoxos[1]
Gloriole.svg Portal dos Santos

São Varo (em grego: Οὔαρος Oúaros) foi um soldado-mártir cristão.

De acordo com sua hagiografia, Varo era um soldado estacionado no Alto Egito que cuidava de sete monges sendo preparados para a execução durante a Grande Perseguição. Varo se converteu ao cristianismo na prisão, e, sendo inquirido sobre a presença de um dos monges que morrera na prisão, tomou seu lugar como o sétimo, pelo que foi enforcado em uma árvore com eles.[2][3]

Seu corpo foi tomado pela recentemente enviuvada cristã Cleópatra e enterrado em sua casa, depois sendo levado para o vilarejo natal da mesma em Edras, onde foi enterrado junto de seus familiares pagãos. Após a morte de seu filho, a piedosa viúva viu o mártir em um sonho, que disse tê-lo salvo, além de pedido em orações o perdão dos pecados daqueles que estavam sepultados consigo, motivo pelo qual São Varo é frequentemente invocado na Igreja Ortodoxa como um intercessor para os defuntos que morreram fora da fé, sendo-lhe endereçado um cânone para a salvação destes.[1][3] Cleópatra, seu filho João, Varo e os sete monges com ele executado são comemorados juntos em 19 de outubro, a vida dos três sendo recontada no referido dia no Prólogo de Ohrid.[4] Há uma capela em homenagem a São Varo na Catedral do Arcanjo São Miguel, em Moscou.

Referências

  1. a b Mystagogy Resource Center: «Holy Martyr Varus and the Devout Cleopatra». John Sanidopoulos  (em inglês)
  2. Catholic Online: St. Varus (em inglês)
  3. a b Velimirovich, São Nikolaj (2016). Prólogo de Ohrid. 1. Campinas, SP: Editora Theotokos. p. 158-9. ISBN 978-8569261018 
  4. Orthodox Church in America: Lives of all saints commemorated on October 19 (em inglês)