Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros homónimos da família chamados também Vasco Anes Corte Real, veja Vasco Anes Corte Real.
Vasco Anes Corte-Real
Cidadania Portugal
Ocupação explorador
Armas de Vasco Anes Corte-Real (II), alcaide de Tavira e capitão-donatário da Terceira.

Vasco Anes Corte Real , segundo deste nome na família, foi um nobre e navegador português.[1] O NRP Corte-Real (F332), navio da Marinha de Portugal, recebeu este nome como homenagem aos navegadores desta família.

Índice

HistóriaEditar

Vasco Anes Corte Real, serviu El-Rei D. Manuel foi alcaide-mor em Tavira, no Algarve, capitão da ilha de São Jorge, e casou com D. Joana da Silva, filha de Garcia de Melo, alcaide-mor de Serpa. Nasceu em 1465, foi filho do navegador português João Vaz Corte Real e teve 6 irmãos: Miguel Corte-Real, Gaspar Corte-Real, Joana Vaz Côrte-Real, Iria Corte-Real, Lourenço Vaz Corte-Real e Isabel Corte-Real.[2] Era neto do primeiro Vasco Anes Corte-Real, que também foi alcaide de Tavira, navegador e dos primeiros colonizadores da Ilha Terceira.[3]

Quis navegar em busca de notícias dos dois irmãos mais velhos Miguel e Gaspar, desaparecidos por terras recém-descobertas, mas sua majestade D.Manuel a isso não o autorizou, temendo perdê-lo.[4]

Os Corte-Real foram uma família distinta originária de Tavira nos séculos XV e XVI, ligados ao descobrimento da Terra Nova e Labrador e exploração do Canadá cerca do ano de 1472.

DescendênciaEditar

Do seu casamento com Joana Pereira , filha de Garcia de Melo, alcaide-mor de Serpa, nasceram 4 filhos e 2 filhas,[5] a saber:

LiteraturaEditar

É a este Vasco Anes de que Fernando Pessoa se refere como o Terceiro irmão que quis navegar em busca dos seus outros irmãos, que se haviam perdido, no seu poema Noite, incluído na Mensagem [6].

Notas e Referências

  1. «Marinha de Portugal». Consultado em 28 de fevereiro de 2009. Arquivado do original em 7 de abril de 2009 
  2. Wikisource
  3. Chagas, Ofir (2004). Tavira, memórias de uma cidade. Tavira: edição do autor 
  4. Jpvillas-boas. «Curso Miguel Corte Real Marinha de Guerra Portuguesa: Os irmãos Corte Real». Curso Miguel Corte Real Marinha de Guerra Portuguesa. Consultado em 9 de setembro de 2017 
  5. Nobiliário das Famílias de Portugal. [S.l.: s.n.] pp. volume IV – pp.650– 
  6. «MENSAGEM de Fernando Pessoa, ilustrada e comentada- Noite». www.inverso.pt. Consultado em 26 de agosto de 2018 

Ligações externasEditar