Abrir menu principal

Vasco Faísca

futebolista português

Vasco Manuel Vilhena Faísca Teixeira (Lisboa, 27 de agosto de 1980) é um futebolista português, que milita atualmente no Ascoli.

Vasco Faísca
Informações pessoais
Nome completo Vasco Manuel Vilhena Faísca Teixeira
Data de nasc. 27 de agosto de 1980 (38 anos)
Local de nasc. Lisboa, Portugal Portugal
Altura 1,84 m
Informações profissionais
Clube atual Ascoli
Número 4
Posição Defesa central
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998-1999
1999-2004
2004-2005
2005-2007
2007-2010
2010-
Portugal Sporting CP
Itália Vicenza
Portugal Académica
Portugal Belenenses
Itália Padova
Itália Ascoli
2 (0)
82 (1)
32 (0)
24 (0)
104 (0)
11 (0)
Seleção nacional
?-? Portugal Portugal sub-21 ? (?)

Índice

Carreira clubísticaEditar

Apesar de nascido em Lisboa iniciou a sua carreira futebolística no Sporting Clube Farense, clube da cidade onde cresceu. Mudou-se aos 16 anos para as camadas jovens do Sporting Clube de Portugal onde alinhou pelos juvenis e pelos juniores. No seu segundo ano de júnior integrou a equipa principal do clube satélite do Sporting, o Lourinhanense. No verão de 2000, juntamente com Marco Caneira e Paulo Costa, assinou contrato com o Inter de Milão tendo sido cedido a título de empréstimo ao Vicenza Calcio onde foi companheiro, entre outros de Marco Aurélio (antigo jogador do Sporting CP e de Luca Toni e Christian Maggio. [1]

Faísca jogou no Vicenza durante 4 anos, o primeiro dos quais, pouco utilizado, na Serie A e os restantes, assumindo a titularidade no centro da defesa, na Serie B. Regressa a Portugal para realizar duas épocas na Académica e no Belenenses como titular. No segundo ano no clube de Belém deixou de ser opção frequente do treinador Jorge Jesus e regressou a Itália para integrar um ambicioso projecto do Calcio Padova comandado pelo treinador Andrea Mandorlini, a militar na Serie C1 italiana. No seu segundo ano completo no clube, já como capitão, a equipa festejou a subida à Serie B. Assim, em 2009-10, como titular e capitão de equipa, voltou a disputar a segunda liga italiana (Série B) envergando a camisola da equipa da cidade de Santo António que conseguiu assegurar a permanência.

Em 2010-2011 passou para o Ascoli Calcio onde assumiu o posto de central tendo realizado, até à data, exibições merecedoras das melhores críticas tanto dos adeptos como da imprensa e contribuindo, de forma importante, para que, após um início periclitante o Ascoli (penalizado, fortemente, com pontos negativos) conseguisse evitar a descida.

Em 2011-12, o defesa português voltou a ser uma importante peça para que o Ascoli, apesar da penalização de - 7 pontos, voltasse a fugir à descida. Faisca foi o 4º jogador mais utilizado, em todo o Campeonato, sendo entre os jogadores de campo, o 2º, a seguir a Rizzatto, da Reggina.

Em Julho de 2012, o Ascoli Calcio e Vasco Faisca renovaram a sua ligação por mais duas épocas o que leva a que o jogador continue a integrar a equipa da belíssima "Cidade das Cem Torres", pelo menos, até 2014. Apesar disso, em Julho de 2013, Vasco Faisca e o Ascoli Calcio romperam, por mútuo acordo, essa ligação. No final de uma época muito conturbada o "Pichio" (nome por que é conhecido o Ascoli),depois de ter estado a disputar o acesso à zona de subida até Janeiro, acabou por descer à Primeira Divisão (antiga Série C1).

Faisca, nesta época, voltou a ser o mais utilizado dos jogadores, com 38 presenças, tendo completado assim 111 jogos na Série B nas três épocas em que serviu o Ascoli Calcio.

A nova situação levou a grandes alterações no clube de Ascoli Piceno e Faisca foi um dos muitos jogadores que não continuaram, o que motivou grandes modificações na sua carreira.

Vasco Faisca rumou à Grécia onde ingressou no Platania Chania, clube da 1ª. Liga da Grécia. O Platania é um clube de Chania, cidade da histórica, bela e turística Ilha de Creta.

Carreira internacionalEditar

Integrou várias selecções nacionais portuguesas das camadas jovens (sub-18, na nomenclatura da altura, actualizada, posteriormente, de mais 1 ano). Da sua participação, destaca-se a conquista, em 1999, do CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-18 (agora Sub 19), disputado na Suécia e onde foi considerado um dos melhores jogadores do campeonato. Esteve, ainda, presente na Fase Final do Europeu de Sub-21, na Suíça, onde Portugal não conseguiu chegar à Final, em torneios (Toulon) e jogos diversos, totalizando 30 internacionalizações.

Referências

  1. «Tre giovani Portoghesi in prestito» [Three Portuguese youngsters on loan] (em italiano). Inter Milan. 21 de junho de 2000. Consultado em 4 de dezembro de 2009 

Ligações externasEditar