Vasco Pereira Coutinho

Vasco Pereira Coutinho
Nascimento 1952 (69 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Alma mater ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão
Ocupação empresário
Prêmios Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa

Vasco Manuel de Quevedo Pereira Coutinho ComNSC, 1.º Marquês de Pereira Coutinho (Lisboa, 13 de Maio de 1952), é um empresário português.

CarreiraEditar

Filho de D. Diogo Pereira Coutinho, mas atuando em separado do seu irmão, D. João, é licenciado em Ciências Económicas e Financeiras, pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa.

Vasco Pereira Coutinho concentra os seus interesses no ramo imobiliário, sendo dono da Temple e da Gef, gestoras de fundos imobiliários.[1]

O jornal Semanário classificou-o como um dos maiores empresários portugueses e diz que fez fortuna com o negócio da Autoeuropa. O último negócio pelo qual deu a cara foi a construção de uma fábrica de torrefação de café em Macau, um investimento de 19 milhões e 500 mil euros.[1]

Através da Temple, Vasco Pereira Coutinho tem um projecto de urbanização (Campolide Parque) para uma área de 133 mil metros quadrados em Lisboa, um investimento de 250 milhões de euros, e já apresentou uma proposta para construir na chamada Quinta do Estado, Venda Nova, concelho da Amadora, tendo contratado para o efeito o mediático arquiteto Norman Foster.[1]

Os seus negócios imobiliários espalham-se por São Paulo, no Brasil, Angola e China enquanto em Portugal as apostas mais fortes passam por Lisboa, Porto, Algarve e Alentejo.[1]

Vida pessoalEditar

Pereira Coutinho vive num palacete em Lisboa, ao qual soma a Quinta de Mata-Mouros, em Silves e um castelo, o Castelo de São João do Arade, em Ferragudo, no Algarve.[2] Mergulhador, tem um iate a motor e chegou a montar a cavalo diariamente o que lhe valeu o título de campeão ibérico em juniores, sendo também, como seu irmão, um desportista adepto de veículos motorizados.[2]

TítuloEditar

Foi feito Comendador da Real Ordem Militar de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

Juan Carlos I de Espanha, a 7 de Abril de 2011, concedeu-lhe o título de 1.º Marquês de Pereira Coutinho.

FamíliaEditar

D. Vasco Manuel de Quevedo Pereira Coutinho é o filho mais velho de D. Diogo Manuel de Castro Constâncio Pereira Coutinho e de sua primeira mulher Maria José Carlota de Castro Coutinho de Quevedo Pessanha, bisneta do 1.º Barão da Quinta do Ferro e 1.º Visconde da Quinta do Ferro e do 1.º Visconde de Portalegre e trineta do 1.º Visconde de Castelo Branco e do 1.º Barão de Oleiros e 1.º Visconde de Oleiros, e irmão do também empresário D. João Pereira Coutinho.[3][4]

Casamento e descendênciaEditar

Casou em Lisboa a 24 de Julho de 1975 com Isabel Maria de Carvalho Machado da Silva, filha de Manuel Paulo Machado da Silva (1926) e de sua mulher Ana Maria Emília da Mota Veiga Pacheco Teixeira Gomes da Silva Carvalho (1931),[3][4] de quem tem dois filhos:

Referências

  1. a b c d Jornal de Negócios https://web.archive.org/web/20090620030205/http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS. Arquivado do original em 20 de junho de 2009  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. a b Correio da manhã https://web.archive.org/web/20131112000850/http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/outros/domingo/os-ricos-portugueses. Arquivado do original em 12 de novembro de 2013  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. a b "Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre", de Manuel da Costa Juzarte de Brito, Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Melo Gonçalves Guimarães, 1.ª Edição, Lisboa, 2002, p. 133
  4. a b "Anuário da Nobreza de Portugal - 2006", António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva, Dislivro Histórica, 1.ª Edição, Lisboa, 2006, Tomo IV, p. 395