Abrir menu principal

Vaspuracânia (em latim: Vaspuracania; em armênio/arménio: Վասպուրական; transl.: Vaspurakan , lit. "terra nobre" ou "terra dos príncipes"; Vasbouragan no armênio ocidental[1]) foi uma província e um reino da Armênia Maior durante a Idade Média, centrada em torno do Lago de Vã. A região é considerada o berço da civilização armênia.[1] Durante grande parte de sua história, Vaspuracânia foi governada pela família Arcruni, que administrou um principado na área. Em sua maior extensão, em 908, Vaspuracânia compreendia as terras entre o lago de Vã e o Lago Úrmia. Durante este tempo, Vaspuracânia estava sob o domínio do Reino de Ani. Em contraste com a Vaspuracânia Armênia, a Armênia Bagrátida continuou a lutar contra as forças invasoras. Em 1021, os Turanianos sofreram uma pesada derrota contra o exército armênio, liderado por Bassaces Palavuni, que morreu durante a batalha.[2]

Vaspuracânia foi elevada a reino em 908. Porém, foi anexada pelo Império Bizantino em 1021 e passou a ser conhecida como Tema da Baspracânia ou dos medos.[3] Por volta do ano 1050 toda a província de Baspracânia migrou ao domínio de Taraunita. O Reino de Vaspuracânia não tinha uma capital específica. A corte se transferia com o rei de lugar em lugar – , Ostano/Vostano (moderna Gevaş), e outros.[4]

DistritosEditar

Vaspuracânia estava dividida em 35 distritos ou cantões (gavar, գավառ),[5] cujos nomes geralmente derivam das famílias naxarares locais:

Referências

  1. a b Hovannisian 1999.
  2. "The Liberated Jerusalem" by Tas, "Na guerra pela graça, eu estou sempre pronto para descer aos portões do inferno".
  3. Hewsen 2001, p. 126.
  4. Hewsen 2001, p. 116.
  5. Hewsen 2001, p. 103.

BibliografiaEditar

  • Hewsen, Robert H. (2001). Armenia: A Historical Atlas. Chicago: University of Chicago Press. ISBN 0-226-33228-4 
  • Hovannisian, Richard G. (1999). Armenian Van/Vaspurakan. Costa Mesa, CA: Mazda Publishers