Abrir menu principal

Ventosa (biologia)

órgão de certos animais aquáticos ou endoparasitas de outros animais

A ventosa é um órgão de certos animais aquáticos ou endoparasitas de outros animais. Em alguns casos, as ventosas são utilizadas apenas para fixação do animal a um suporte, como na rémora (ou peixe-piolho), enquanto que noutros são uma adaptação da boca e servem, não somente para fixação, mas também para sucção dos fluidos do interior do corpo do hospedeiro, como no caso da lampreia[1] ou da sanguessuga.

Um caso bem conhecido de endoparasita que usa ventosas localizadas na cabeça para se fixar às paredes do tubo digestivo do hospedeiro é a ténia.[2]

Nos cefalópodes, as ventosas têm igualmente uma função dupla: não só ajudam o animal na locomoção, como no caso dos polvos e outros moluscos bênticos, que usam os tentáculos para deslocar-se, mas servem também para segurar as suas presas.[3]

Índice

TipologiaEditar

Referências