Vibrante múltipla retroflexa surda

Vibrante múltipla retroflexa surda
ɽ̊r̥
IPA 125 433 122 402A

A vibrante múltipla retroflexa surda é um som relatado como ocorrendo como um alofone de /ʂ/ na língua das Maldivas.[1] Embora a língua comece em uma posição retroflexa sub-apical, o trinado envolve a ponta da língua e faz com que ela avance para a crista alveolar; isso significa que o trinado retroflexo dá uma coloração retroflexa de vogal precedente da mesma forma que outras consoantes retroflexas fazem, mas a vibração em si não é muito diferente de um trinado alveolar.[2]

CaracterísticasEditar

  • Sua forma de articulação é o trinado, o que significa que é produzida pelo direcionamento do ar sobre um articulador para que vibre.[2]
  • Seu local de articulação é retroflexo, o que significa prototipicamente que ele está articulado subapical (com a ponta da língua enrolada para cima), mas de forma mais geral, significa que é pós-alveolar sem ser palatalizado. Ou seja, além da articulação subapical prototípica, o contato da língua pode ser apical (pontiagudo) ou laminal (plano). Sua fonação é surda, o que significa que é produzida sem vibrações das cordas vocais.[2]
  • Em alguns idiomas, as cordas vocais estão ativamente separadas, por isso é sempre sem voz; em outras, as cordas são frouxas, de modo que pode assumir a abertura de sons adjacentes.[2]
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.[2]
  • É uma consoante central, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar ao longo do centro da língua, em vez de para os lados.[2]
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.[2]

OcorrênciaEditar

Língua Palavra AFI Significado
Diveí Alguns dialetos [exemplo necessário]

ReferênciasEditar

  1. «"ScriptSource - Phoneme"». scriptsource.org 
  2. a b c d e f g Maddieson; Ladefold, Ian; Peter. The Sounds of World's Languages. [S.l.: s.n.] 

Veja tambémEditar