Tepe uvular

(Redirecionado de Vibrante simples uvular)
Tepe uvular
ɢ̆
ʀ̆
IPA 112 505
Codificação
Entidade (decimal) ɢ​̆
Unicode (hex) U+0262 U+0306

O tepe ou flepe uvular é um tipo de som consonantal, usado em algumas línguas faladas. Não existe um símbolo dedicado para este som no AFI. Ele pode ser especificado adicionando um diacrítico de uma consoante "curta" à letra da plosiva uvular, ⟨ɢ̆⟩, mas normalmente é coberto pela letra não modificada do trinado uvular, ⟨ʀ⟩[1], uma vez que os dois nunca foram relatados para contrastar.[2]

O tepe ou flepe uvular não existe como fonema em nenhum idioma. Mais comumente, diz-se que varia com o trinado uvular muito mais frequente e é mais provavelmente um trinado de contato único [ʀ̆] em vez de uma batida ou aba real [ɢ̆] nessas línguas. (A principal diferença entre uma torneira e um trinado é o fluxo de ar, não o número de contatos.)[3]

CaracterísticasEditar

  • Sua maneira de articulação é tepe ou flepe, o que significa que é produzida com uma única contração dos músculos de forma que um articulador (geralmente a língua) é lançado contra outro.[3]
  • Seu ponto de articulação é uvular, o que significa que está articulado com a parte posterior da língua (dorso) na úvula.[3]
  • Sua fonação é expressa, o que significa que as cordas vocais vibram durante a articulação.[3]
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.[3]
  • É uma consoante central, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar ao longo do centro da língua, em vez de para os lados.[3]
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.[3]

OcorrênciaEditar

Língua Palavra AFI Significado Notes
Neerlandês[4] rood [ʀ̆oːt] Vermelho Mais comum que a vibrante múltipla uvular.[5] Realização de /r/ varia consideravelmente dependendo do dialeto.
Alemão Padrão[6] Ehre [ˈʔeːʀ̆ə] Honra Realização intervocálica comum da vibrante múltipla uvular.[6]
Hiu[7] [βɔ̞ʀ̆] Hibisco
Ibibio[8] ufʌk [úfʌ̟̀ɢ̆ɔ̞] Resumo Alofone intervocálico de /k/; pode ser uma aproximante velar [ɰ] no lugar.[8]
Limburguês Dialeto hasselt[9] weuren [ˈβ̞øːʀ̆ən] (Eles) Estavam Possível alofone intervocálico com /r/; pode ser alveolar [ɾ] no lugar.[9]
Okanagano Do sul[10] ʕaləp [ɢ̆àlə́p] Perder Alofone de /ʕ/; corresponde a [ʕ] em outros dialetos.[10]
Supyire[11] tadugugo [taduɢ̆uɢ̆o] Lugar para subir Pode ter variação livre com [ɡ].[11]
Wahgi[12] [exemplo necessário] Alofone de /ʟ̝/.[12]
Iídiche Padrão[13] בריק [bʀ̆ɪk] Ponte Menos comumente uma vibrante múltipla [ʀ]; pode ser alveolar [ɾ] ~ [r] no lugar.[13]

ReferênciasEditar

  1. Connell, Bruce. Lower Cross Wordlist. [S.l.: s.n.] 
  2. Connell, Bruce. Lower Cross Wordlist. [S.l.: s.n.] 
  3. a b c d e f g Maddieson; Ladefold, Ian; Peter (1996). The Sounds of World's Languages. [S.l.: s.n.] 
  4. Collins & Mees (2003), pp. 42, 199.
  5. Collins & Mees (2003), p. 42.
  6. a b Lodge (2009), p. 46.
  7. François (2005), p. 44.
  8. a b Urua (2004), p. 106.
  9. a b Peters (2006), p. 118.
  10. a b Kinkade (1967), p. 232.
  11. a b Carlson (1994), p. 10.
  12. a b Phillips (1976), p. ?.
  13. a b Kleine (2003), p. 263.