Abrir menu principal
Vincenzo Petra
Cardeal da Igreja Católica
Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 10 de janeiro de 1727
Predecessor Dom Giuseppe Cardeal Sacripante
Sucessor Dom Silvio Valenti Cardeal Gonzaga
Mandato 1727 - 1747
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 2 de outubro de 1712
Nomeação episcopal 5 de outubro de 1712
Ordenação episcopal 9 de outubro de 1712
por Dom Fabrizio Cardeal Paolucci
Nomeado arcebispo 5 de outubro de 1712
Cardinalato
Criação 20 de novembro de 1724
por Papa Bento XIII
Ordem Cardeal-presbítero (1724-1740)
Cardeal-bispo (1740-1747)
Título Santo Onofre (1724-1737)
São Pedro Acorrentado (1737-1740)
Palestrina (1740-1747)
Dados pessoais
Nascimento Nápoles
13 de novembro de 1662
Morte Roma
21 de março de 1747 (84 anos)
Nacionalidade Italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Vicente Cardeal Petra (em italiano: Vincenzo Cardinale Petra) (Nápoles, 13 de novembro de 1662Roma, 21 de março de 1747) foi um sacerdote católico italiano e cardeal da Santa Igreja Católica.[1][2]

Nasceu em Nápoles e era sobrinho de Diogo Petra, arcebispo de Sorrento. Cursou a Filosofia e a Teologia do Seminário de Roma. Doutorou-se utroque iure, em Direito Civil em Canônico, pela Universidade de Nápoles, em 18 de dezembro de 1682. Faleceu a 21 de março de 1747, em Roma, às 10:30 horas, sendo o corpo transferido no dia seguinte para a igreja de Santa Maria in Vallicella, onde tiveram lugar as pompas fúnebres, com capela papal. Desta igreja o seu corpo foi trasladado para a Igreja do Espírito Santo dos Napolitanos, onde foi sepultado defronte ao altar-mor, numa tumba mandada construir por ele próprio.

Índice

PresbiteradoEditar

Depois de ordenado, foi nomeado, em 1691, secretário de Monsenhor Giovanni Muti Pappazuri, célebre auditor da Sacra Rota Romana e prelado papal em 1693. Foi secretário da assembleia do Concílio de Trento, em 1706; consultor da Sagrada Congregação da Inquisição Romana e Universal; e consultor e, mais tarde, referendário do Supremo Tribunal da Signatura Apostólica da Justiça e da Graça. A 1 de abril de 1711, foi nomeado consultor da Penitenciária Apostólica e confirmado neste posto em 21 de janeiro de 1713. Foi cônego da Arquibasílica de São João Latrão e lugar-tenente do auditor da Câmara Apostólica.

EpiscopadoEditar

Foi escolhido bispo titular de Damasco, na Síria, em 5 de outubro de 1712, sendo sagrado a 9 de outubro do mesmo ano, sendo sagrante principal o Cardeal Fabrício Paolucci. Em 8 de dezembro de 1712 foi nomeado assistente ao sólio pontifício. Foi Secretário da Sagrada Congregação dos Bispos e Religiosos e notário da Penitenciária Apostólica, em 1722.

CardinalatoEditar

Foi criado cardeal-presbítero do título de Santo Onofre, recebendo o galero no consistório de 20 de novembro de 1724. Em 10 de janeiro de 1727 foi nomeado prefeito da Propaganda Fide, cargo que exerceu até a sua morte. Foi abade de Santa Maria dei Banzi, em Nápoles. Foi nomeado pró-penitenciário-mor do Sacro Colégio, durante a sede vacante de 1730. Participou do conclave de 1730, que elegeu o Papa Clemente XII, que o confirmou como penitenciário-mor. Em 19 de janeiro de 1733 foi nomeado camerlengo da Santa Igreja Romana e em 11 de fevereiro de 1737 optou pelo título presbiteral de San Pietro in Vincoli. Participou, também, do conclave de 1740, que elegeu o Papa Bento XIV. Em 16 de setembro de 1740, fo promovido a Cardeal-bispo, recebendo a sede suburbicária de Palestrina.

Referências

  1. Catholic-hierarchy
  2. «PETRA, Vincenzo (1662-1747)» (em inglês). The Cardinals of the Holy Roman Church