Victor Lopes

Victor Lopes é um cineasta moçambicano de nacionalidade portuguesa que reside no Brasil há 25 anos.

Victor Lopes
Ocupação Cineasta
Outros prêmios
António Bernardo Award
Massacre dos Inocentes (1996)
Avanca Prize
Histórias Desencantadas (2000).[1]
FICA
Serra Pelada, a Lenda da Montanha de Ouro (2013).[2]

CarreiraEditar

Estudou cinema na Universidade Federal Fluminense, trabalhando como estagiário e assistente de direção em curtas e longas metragens. Fundou o Núcleo Atlantic de Vídeo, sendo professor da Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro.[3] Em 2004 um documentário sobre a língua portuguesa, dirigido pelo cineasta, Língua: Vidas em Português foi coproduzido por Brasil e Portugal e filmado em seis países: Brasil, Moçambique, Índia, Portugal, França e Japão.[4] Em 2013, lançou o documentário Serra Pelada, a Lenda da Montanha de Ouro, com uma investigação aprofundada em relatos e imagens históricas, sobre o local que ficou conhecido como o maior garimpo a céu aberto do mundo.[5] Em 2016, o longa metragem Betinho - A Esperança Equilibrista (2015) dirigido pelo cineasta foi ganhador do prêmio de Melhor Direção no Festival Internacional de Cinema de Arquivo.[6]

Referências

  1. AVANCA. «PRÉMIOS AWARDS-AVANCA 2000». 2000. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  2. G1-Globo. «Divulgados filmes vencedores da 15ª edição do Fica, na cidade Goiás». 7 de julho de 2013. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  3. Secretaria da Cultura do Piauí. «Biografia Victor Lopes» (PDF). Consultado em 28 de setembro de 2020 
  4. Secretaria da Educação do Paraná. «Língua - Vidas em Português - Língua Portuguesa». Consultado em 28 de setembro de 2020 
  5. Secretaria da Cultura de Goiás. «Serra Pelada, A Lenda da Montanha de Ouro é o grande vencedor do Fica 2013». 7 de julho de 2013. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  6. Globo News. «Documentário "Betinho - A esperança equilibrista" ganha prêmio de Melhor Direção». 4 de outubro de 2016. Consultado em 28 de setembro de 2020 

Ligações externasEditar