Vida Alentejana

Vida alentejana : semanário agrícola, pecuário, turístico, de cotações fundado em setembro de 1934, resume-se, num programa sistematizado, em quatro pontos: “defender o Alentejo dos dislates e dos detratores”; “propagar as suas belezas que são inúmeras”; “defender os lavradores das garras dos especuladores, trazendo-os sempre ao corrente dos preços dos produtos que têm para vender”; “dar-lhes, por intermédio de pessoas especializadas nos conhecimentos úteis, tanto na agricultura como na pecuária, na horticultura, apicultura, floricultura, etc”. Em conclusão, apresenta-se com a tarefa maior de “prestar ao Alentejo o mais relevante serviço”. Foi seu diretor Pedro Muralha (oriundo de Beja) e editor António Beleza.[1]

Vida Alentejana
Formato (32 cm)
Sede Lisboa, Portugal Portugal
Fundação 1934
Director Pedro Muralha
Editor António Beleza
Idioma Português europeu

Ver tambémEditar

Referências

  1. João Carlos Oliveira (17 de outubro de 2016). «Ficha histórica: Vida alentejana : semanário agrícola, pecuário, turístico, de cotações (1934-1935)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 20 de outubro de 2016 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.