Vigário-geral

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o cargo da Igreja Católica. Para o bairro do Rio de Janeiro, veja Vigário Geral.

Um vigário-geral é o sacerdote constituído pelo bispo diocesano, com poder ordinário,[1] de acordo com o Código de Direito Canônico, para ajudá-lo no governo de toda a diocese. A nomeação e a demissão do vigário-geral é de livre vontade do bispo.

Modelo do brasão de armas de um Vigário-Geral Católico

Normalmente, o bispo deve constituir apenas um vigário-geral, a não ser que a enorme extensão territorial da diocese justifique o contrário. O vigário-geral é, ipso facto, o coordenador da cúria diocesana e tem, durante o tempo que exercer este cargo, o direito ao uso do título de monsenhor.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «CATHOLIC ENCYCLOPEDIA: Vicar-General». www.newadvent.org. Consultado em 19 de abril de 2022 
  Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.