Vila Xurupita

Vila Xurupita é uma bairro fictício da Cidade do Rio de Janeiro que faz parte das histórias em quadrinhos Disney do Zé Carioca.[1]

Vila Xurupita
Informações da publicação
Tipo bairro
Criado por Ivan Saidenberg e Renato Canini
Principais representantes Zé Carioca, Nestor, Afonsinho, Pedrão

A princípio localizada no Morro do Papagaio,[nota 1] (mais tarde referido de Bairro do Papagaio),[2] a Vila Xurupita é retratada como um bairro humilde suburbano do Rio de Janeiro,[3][nota 2] com vários referenciais para ser uma favela, embora próximo de bairro rico, onde mora sua namorada, Rosinha.

É onde mora a maioria dos personagens das histórias do papagaio, como ele próprio, Nestor, Afonsinho, Pedrão. O bairro abriga ainda duas instituições fictícias, ambas presididas pelo Zé Carioca: o time de futebol Vila Xurupita Futebol Clube e a escola de samba Unidos de Vila Xurupita.[3] É, ainda, lar da ANACOZECA, a Associação Nacional de Cobradores do Zé Carioca.[4]

A vila apresenta um desenho suburbano, com diversas ruas não pavimentadas, casas simples e mato crescendo nas calçadas, contrasta com o desenho de outras localidades fictícias do universo Disney, como, por exemplo, a proeminente metrópole de Patópolis.

InstituiçõesEditar

Vila Xurupita Futebol ClubeEditar

Vila Xurupita Futebol Clube é o time de futebol onde jogam Zé Carioca e seus amigos. Suas cores são rosa e branco.[5] Anteriormente, Zé e seus amigos jogavam no time "Seresteiros da Tijuca",[6] logo depois integraram o "Brejeiros da Tijuca F.C., indicando que o papagaio e seus amigos viviam no bairro da Tijuca.[7]

GRES Unidos de Vila XurupitaEditar

Unidos de Vila Xurupita
Escola-madrinha Unidos do Morro do Papagaio
Cores

Bairro Vila Xurupita
Presidente Zé Carioca

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Vila Xurupita é uma escola de samba presidida pelo Zé Carioca, tendo como integrantes seus amigos.[8] Também é sediada na Vila Xurupita, e rivaliza com a dissidência Acadêmicos de Vila Xurupita. Antes de Unidos de Vila Xurupita, Zé e seus amigos integraram a escola Brejeiros da Tijuca.[9][nota 3] A escola Unidos de Vila Xurupita surgiu como uma ala convidada da "Unidos do Morro do Papagaio".[10]

Em algumas histórias aparece como sendo parte da elite do Carnaval Carioca, enquanto em outras como de grupos de acesso bem distantes (chegando à 33ª divisão em uma). Suas cores não são bem definidas, mas tem-se como base o rosa, amarelo e branco, cores do Vila Xurupita Futebol Clube.[nota 4]

ANACOZECAEditar

 
O grupo ANACOZECA

A ANACOZECA (Associação NAcional dos CObradores do CArioca) é um grupo de personagens do universo do Zé Carioca. Foi criado por Paulo Paiva.[11] Em uma história apareceu também uma versão internacional.

Sua árdua e única missão é cobrar o Zé Carioca. Para tanto, vive perseguindo-o, mas a verdade é que jamais receberam um centavo sequer do papagaio. Seu lema é "um dia receberemos".

O grupo tinha um misterioso chefe que nunca aparecia. Anos depois, foi revelado que o chefe era o sogro do papagaio, Rocha Vaz. Ele tinha assumido todas as dívidas que o Zé Carioca tinha feito e criado a associação com o único objetivo de desmoralizar o papagaio perante a sua filha Rosinha, que sempre foi apaixonada pelo Zé, já que não considerava um papagaio pobretão, devedor e que não gostava de trabalhar o companheiro ideal para ela. Entretanto, a manobra não deu certo, Rosinha continuou namorando o Zé e a ANACOZECA foi extinta. Porém, retornaram em 2013, na história O Ataque dos Terríveis Zumbôs por Carlos Edgard Herrero e Arthur Faria Júnior.[12]

Para conseguir cobrar e desmoralizar o Zé Carioca eles já tentaram de tudo. Entre várias outras tentativas, já subornaram os amigos do Zé, já programaram robôs para cobrá-lo, se fizeram passar por times de futebol jogando contra a Vila Xurupita, acamparam em frente à sua casa, armaram emboscadas e até mesmo contrataram o seu próprio alter-ego, o Morcego Verde (que só eles não sabem que é o Zé Carioca), mas sempre fracassam, por mais que tentem e por mais elaborados que sejam seus planos.

Por não saberem que Zé Carioca é o Morcego Verde, o papagaio já se aproveitou algumas vezes e usou o super-herói para enganá-los.

Normalmente é representado por quatro personagens de aparência física idêntica, sendo dois altos (Arlindo e Asdrúbal) e dois baixos (Tadeu e Arnaldo). Algumas vezes apareceram mais cobradores da ANACOZECA na mesma história. Em A Volta do Zé Carioca, publicada em Aventuras Disney n° 18 da Editora Culturama (setembro de 2019), é apresentada a ANATOCOBRA (Associação NAcional de TOdos os CObradores do BRAsil).

Notas

  1. Na vida real, há um Morro do Papagaio em Belo Horizonte, Minas Gerais
  2. Na década de 1990, muitas favelas cariocas ganharam status de bairros no programa favela bairro.
  3. Curiosomente, no bairro da Tijuca existe a escola Unidos da Tijuca.
  4. A exemplo de escolas de samba reais ligadas à torcidas de futebol como Gaviões da Fiel e Mancha Verde.

Referências

  1. HQ: Zé Carioca: 60 anos
  2. Saidenberg, Ivan; Fukue, Roberto (janeiro de 1980). «Papagaio Disco Clube». Editora Abril. Zé Carioca (1471) 
  3. a b Arthur cai pra dentro
  4. Zé Carioca era paulista
  5. Futebol e quadrinhos: uma caixinha de surpresas e fortes emoções
  6. «Zé Carioca | Revista da Copa do Mundo resgata história de partida no Pacaembu». Omelete. 18 de novembro de 2013 
  7. Ivan Saindeberg e Renato Canini (outubro de 1975). «Um Amor de Vizinho». Editora Abril. Zé Carioca (1251) 
  8. «A magia dos quadrinhos no reino do Carnaval brasileiro». UNIVERSO HQ. 1 de fevereiro de 2008. Consultado em 1 de março de 2020 
  9. Ivan Saindeberg e Renato Canini (fevereiro de 1975). «Que Rei Sou Eu?». Editora Abril. Zé Carioca (1213) 
  10. Ivan Saindeberg e Renato Canini (fevereiro de 1976). «Zé do Carnaval». Editora Abril. Zé Carioca (1265) 
  11. «Os quadrinhos Disney estão de luto: faleceu Ivan Saidenberg». UNIVERSO HQ. 1 de outubro de 2009. Consultado em 1 de março de 2020 
  12. «O Ataque dos Terríveis Zumbôs». Inducks