Abrir menu principal

Vimeiro (Alcobaça)

freguesia de Alcobaça, Portugal
Portugal Portugal Vimeiro 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Vimeiro
Brasão de armas
Localização
Vimeiro está localizado em: Portugal Continental
Vimeiro
Localização de Vimeiro em Portugal
Coordenadas 39° 28' 30" N 9° 01' 02" O
País Portugal Portugal
Concelho ACB1.png Alcobaça
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Daniel Lourenço Subtil (PPD/PSD)
Características geográficas
Área total 20,17 km²
População total (2011[1]) 1 948 hab.
Densidade 96,6 hab./km²
Código postal 2460

Vimeiro é uma freguesia portuguesa do concelho de Alcobaça, com 20,17 km² de área e 1 948 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 96,6 hab/km².

Localização no Concelho de Alcobaça

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Vimeiro [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
917 997 1 097 1 195 1 401 1 612 1 663 1 919 2 254 2 366 2 319 2 200 1 675 2 112 1 948

     

ToponímiaEditar

Vimeiro deriva de vime, forma vegetal muito abundante numa zona ainda inculta e deserta nos primeiros séculos da nossa Monarquia. Algumas teorias apontam mesmo para o despovoamento total desta região no período anterior à Reconquista cristã.

HistóriaEditar

O Vimeiro teve um povoamento pré-histórico importante, do qual surgiram no nosso século abundantes vestígios. Segundo José Diogo Ribeiro, foram encontrados na Quinta do Vimeiro diversas lápides de mármore e, no sítio denominado Cidade de Lilaia, uma série de fragmentos cerâmicos. Por volta de 1930, ao ser perfurado um poço num quintal da freguesia surgiram dois utensílios do período neolítico, uma faca de grandes dimensões e um machado pequeno.

O topónimo, Pena da Gouvinha faz pressupor que por aqui terão passado os povos bárbaros. Gouvinha é um nome pessoal de origem germânica, ainda documentado no século XII como Gaudina.

O posterior repovoamento da zona alcobacense deveu-se ao Mosteiro de Alcobaça, que em meados do século XII recebeu de D. Afonso Henriques carta de couto. Esse repovoamento fez-se sob a forma de casais isolados, grande parte deles provinientes do norte do país.

Vimeiro, hoje sede de freguesia, terá começado por ser uma vasta propriedade privilegiada, pertença do Mosteiro Cisterciense. Aliás, no século XIII, a povoação é denominada “Granja do Vimeiro” o que demonstrar que aquele local foi cultivado como cabeça de uma granja.

Diz a tradição que a construção da primeira Igreja Matriz da freguesia ocorreu ainda antes da formação da mesma. Seria uma pequena capela, dedicada ao Espírito Santo, que se situava a pequena distância do adro da actual igreja, precisamente no local existiu o cemitério. Estava em ruínas quando foi demolido, já na segunda metade do século XIX. O painel do seu retábulo foi transferido para a nova igreja matriz.

Actividades económicasEditar

A sua actividade económica predominante é a fruticultura com uma produção e comercialização anual de milhares de toneladas. A suinicultura é a segunda maior actividade, contudo existe ainda uma empresa de cerâmica virada para a exportação, bem como pequenas empresas em diferentes áreas.

PatrimónioEditar

Mata do VimeiroEditar

A Mata Nacional do Vimeiro é património de Estado e classificada como nacional, integrando quatro matas (Roda, Gaio, Ribeira e Canto). Possui cerca de 262 hectares arborizados, onde 60% é constituído por pinheiro-bravo.[3]

Personalidades ilustresEditar

Nasceu em Vimeiro, na aldeia de Sortão, João Rebelo da Silva, o célebre autor de “O Palito Métrico”, também conhecido como o “Macarronea Portugueza”. Obra muito rara na literatura Portuguesa, escrita em verso nos tempos em que frequentou a Universidade de Coimbra. [carece de fontes?]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  3. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Alcobaça, 2015.
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.