Vincent Shomo (30 de julho de 1940, Nova York[1]), também conhecido como Vince Shomo, foi um desportista pugilista norte-americano. Foi medalhista de ouro dos Jogos Pan-Americanos em Chicago, em 1959[2]..

Vincent (Vince) Shomo
Informações pessoais
Categoria Peso-médio
Nacionalidade norte-americano
Data de nasc. 30 de julho de 1940 (83 anos)[1]
Local de nasc. Nova York  Estados Unidos
Cartel
Lutas 24[1]
Vitórias 10[1]
Nocautes 3[1]
Derrotas 12[1]
Empates 2[1]

Biografia

editar

Vincent Shomo Cresceu nas ruas do Harlem, em Nova York, na década de 1950[3]. Shomo afirma que começou a praticar o pugilismo "inicialmente para impedir que os valentões me agredissem e pegassem meu dinheiro"[3] e para não ter que vender drogas nas ruas como faziam outros jovens da época. Porém, Shomoe acabou por se interessar pelo esporte e passou a participar do New York Golden Gloves[3].

Como amador, Shomo ganhou quatro títulos New York Golden Gloves em cinco anos, começando com o campeonato sub-jovem de 1956 em 126 libras, seguido pelos títulos abertos de 135-libras em 1957, 1959 e 1960[3]; sendo detentor do maior número de nocautes já registrados nesta competição[3]. Ainda como amador obteve três campeonatos nacionais da AAU em 1957, 1959 e '1960, dois títulos do Torneio dos Campeões e no Campeonato Intercity[3].

Em 1959, Shomo obteve o primeiro lugar na categoria meio-médios dos Jogos Pan-americanos, realizada em Chicago . Nas quartas de final dos Jogos Pan-Americanos derrotou o brasileiro Jorge Sacomãn. No duelo da semifinal, o Shomo enfrentou o representante mexicano Humberto Dipem, com quem venceu por nocaute técnico no primeiro round. Na final, ele enfrentou o argentino Luis Aranda, derrotando-o por nocaute técnico no primeiro turno[2]. Em 1960, ele se tornou o campeão americano na categoria comercial leve. Na final do campeonato, ele derrotou os pontos de Quincey Daniels[4]

Em 26 de agosto de 1961, o brasileiro Fernando Barreto venceu por pontos, o então invicto, Vincent Shomo; no Madison Square Garden, em Nova York[5]. Antes de terminar sua carreira profissional, que de 1960 a 1968, Shomo lutou ainda contra o galês Brian Curvis, sendo derrotado no Sophia Gardens Pavilion, em Cardiff, no Reino Unido[1]

Retornaria na década de 1980 ao esporte, agora na função de treinador de Mark Breland que buscava o quinto título no New York Golden Gloves em 1984. Mark Breland acabaria por tornar-se o maior detentor em número de títulos, superando o próprio Vincent Shomo que tinha quatro títulos[3].

Aposentado, residindo em Stroudsburg, na Pensilvânia, foi homenageado ao ter seu nome incluído no hall da fama do New York Golden Gloves[3].

Referências

  1. a b c d e f g h «Vince Shomo». site BoxRec. Consultado em 23 junho 2019 
  2. a b «Panamerican Games - Chicago, USA - 27 de agosto - 7 de setembro de 1959» (em inglês). amateur-boxing.strefa.pl. Consultado em 25 de junho de 2019 
  3. a b c d e f g h «Daily News Golden Gloves Hall of Fame: Vince Shomo» (em inglês). jornal Daily News. Consultado em 25 de junho de 2019 
  4. «70.United States National Championships Toledo April 7-9, 1960» (em inglês). amateur-boxing.strefa.pl. Consultado em 3 de março de 2015 
  5. Geraldo Bezerra de Menezes (30 de junho de 1987). «O último round». Jornal do Brasil (Edição n°83): p.2 - Caderno "Cidade"