Tuck Everlasting

filme de 2002 dirigido por Jay Russell
(Redirecionado de Vivendo na eternidade)

Tuck Everlasting (Brasil: Vivendo na eternidade /Portugal: A fonte misteriosa), é um filme estadunidense de 2002, dos gêneros drama, fantasia e romance dirigido por Jay Russell e estrelado por Alexis Bledel, Ben Kingsley, Sissy Spacek, Amy Irving, Victor Garber, Jonathan Jackson, Scott Bairstow e William Hurt. Baseado no livro de mesmo nome de Natalie Babbitt de 1975, o filme é um lançamento da Walt Disney Pictures.

Tuck Everlasting
A fonte misteriosa[1] (PRT)
Vivendo na eternidade[2] (BRA)
 Estados Unidos
2002 •  cor •  96 min 
Direção Jay Russell
Produção Marc Abraham
Jane Startz
Thomas Bliss
Roteiro Jeffrey Lieber
James V. Hart
Baseado em Tuck Everlasting de Natalie Babbitt
Narração Elisabeth Shue
Elenco Alexis Bledel
Ben Kingsley
Sissy Spacek
Amy Irving
Victor Garber
Jonathan Jackson
Scott Bairstow
William Hurt
Gênero drama
fantasia
romance
Música William Ross
Cinematografia James L. Carter
Edição Jay Cassidy
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Pictures
Scholastic Studios
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 11 de outubro de 2002
Idioma inglês
francês
Orçamento US$ 15 milhões
Receita US$ 19.3 milhões[3]
Site oficial

As filmagens de Tuck Everlasting aconteceram em Maryland, especificamente em Baltimore, Bel Air e Berlin.[4]

Com um orçamento de US$ 15 milhões, Tuck Everlasting arrecadou US$ 19,161,999 nos EUA e US$ 182,616 em outros territórios, totalizando US$ 19,344,615.[3] O filme recebeu críticas positivas, com 61% de "Fresh" no Rotten Tomatoes, com base em 119 resenhas (72 positivas, 49 negativas) e 66 de 100 no Metacritic, indicando "resenhas geralmente favoráveis".[5]

SinopseEditar

Na segunda década do século XX, vive Winnie Foster, uma jovem cujos pais são muito ricos mas não a deixam aproveitar a vida. Ela vive sob a esperança da fuga que a liberte daquela amargura e, um dia, perdida num bosque, depara com um jovem sedutor, Jesse Tuck (Jonathan Jackson), e a sua família, os Tuck.

Enquanto se apaixona pelo rapaz, que corresponde aos seus nobres sentimentos, Winnie descobre que os Tuck guardam um precioso segredo: o segredo da juventude e da imortalidade. Entretanto, um homem contratado para a encontrar, ao perceber o segredo dos Tuck, pretende usá-lo em seu benefício. Winnie necessita então fazer uma opção entre beber da fonte da juventude e tornar-se imortal, e assim viver para sempre com a família Tuck, ou voltar para a vida de onde sempre quis fugir.

Ela opta por não beber da fonte, pois lembra do que Angus lhe disse: " Mais vale uma vida bem vivida do que a eternidade mal vivida". Ela opta por continuar com sua família. Passam-se muitos anos e Jesse volta para procura-lá na fonte, esperando que ela tivesse bebido, mas no lugar disso encontra um túmulo ao lado da fonte. E nele diz: "Winnie Foster, Boa esposa, boa filha e boa mãe".

ElencoEditar

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Broadcast Film Critics

  • Indicado na categoria de melhor filme infantil.

Referências

  1. A fonte misteriosa Cinema PTGate
  2. Vivendo na eternidade HBO Brasil
  3. a b «Tuck Everlasting». Box Office Mojo. Consultado em 9 de junho de 2009 
  4. «Tuck Everlasting». Baltimore Sun. Consultado em 13 de agosto de 2018 
  5. https://www.metacritic.com/movie/tuck-everlasting

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Tuck Everlasting