Abrir menu principal

Voo Alaska Airlines 261

acidente aéreo
Voo Alaska Airlines 261
Acidente aéreo
Imagem da animação feita pelo NTSB
Sumário
Data 31 de janeiro de 2000 (19 anos)
Causa Falha estrutural devido a má manutenção e erro do piloto
Local Estados Unidos Oceano Pacífico, próximo da Ilha Anacapa, Califórnia, Estados Unidos
Coordenadas 34° 03,5′ N, 119° 20,8′ O
Origem Aeroporto Internacional de Puerto Vallarta, México
Escala Aeroporto Internacional de São Francisco, Califórnia
Destino Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma, Washington
Passageiros 83
Tripulantes 5
Mortos 88 (todos)
Feridos 0
Sobreviventes 0 (nenhum)
Aeronave
Modelo McDonnell Douglas MD-83
Operador Estados Unidos Alaska Airlines
Prefixo N963AS

Em 31 de janeiro de 2000, um avião do tipo McDonnell Douglas MD-83 que fazia o voo 261 da Alaska Airlines sofreu um acidente fatal enquanto sobrevoava o Oceano Pacífico. Todas as pessoas que estavam a bordo do avião morreram no acidente e a aeronave ficou totalmente destruída. Foi, na época, o acidente mais grave envolvendo um MD-83.

A Investigação feita pelo NTSB determinou que a causa da queda foi resultado de uma má manutenção, onde a falta de graxa lubrificante causou o desgaste da alavanca que permite acionar o estabilizador horizontal da aeronave.[1] [2]

Ver tambémEditar

Ligações ExternasEditar

Referências