Voo Avianca 144

O voo Avianca 144 foi uma linha aérea da Aerovías Nacionales de Colombia (Avianca) que ligava as cidades de Barranquilla e Bogotá, na Colômbia. Em 15 de fevereiro de 1947, o Douglas DC-4 C-114 que realizava essa linha aérea bateu na encosta da montanha El Tablazo a 10500 pés de altitude. O acidente causaria a morte de todos os 49 passageiros e 4 tripulantes.[1][2]

Voo Avianca 144
DC-4 da Avianca, similar ao avião destruído. Os DC-4 voariam na Avianca entre 1946 e 1975.
Sumário
Data 15 de fevereiro de 1947
Causa erro do piloto
Local Colômbia, Montanha El Tablazo, cerca de 30 km a noroeste de Bogotá
Origem Aeropuerto Las Nieves, Barranquilla,  Colômbia
Destino Aeropuerto de Techo, Bogotá,  Colômbia
Passageiros 49
Tripulantes 4
Mortos 53
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Estados Unidos Douglas DC-4
Operador Colômbia Avianca
Prefixo C-114
Primeiro voo 1944

AeronaveEditar

Desenvolvido para atender um pedido da United Airlines, que solicitava uma aeronave maior e de maior alcance que os DC-3, o Douglas DC-4 faria seu primeiro voo de testes em 1939. Para ter sua capacidade de transporte ampliada, foi desenvolvido um trem de pouso do tipo triciclo, sendo o DC-4 a primeira aeronave do mundo a utilizá-lo. Com o advento da Segunda Guerra Mundial, todas as aeronaves de transporte foram requisitadas pelo exército americano, de forma que a produção do DC-4 foi encerrada após a construção de 79 unidades. Uma versão militar da aeronave foi construída sob o nome de C-54 Skymaster. Entre 1942 e 1947 foram produzidos 1170 Douglas C-54 Skymaster. Após o conflito, vendidos como material excedente de guerra para diversas companhias aéreas do mundo, dentre as quais a Avianca. A Avianca estava em franca expansão de suas rotas para Quito, Lima, Panamá, Miami, New York e para a Europa[3] e adquiriu 26 aeronaves DC-4/ C-54 entre 1946 e 1948[4].

A aeronave acidentada foi construída em 1944 e tinha o número de construção 10439 e era a segunda aeronave DC-4 recebida pela Avianca de um lote inicial de seis unidades, adquiridas da Pan American Airways, tendo recebido o prefixo C-114.[5]

AcidenteEditar

Após decolar de Barranquilla , o DC-4 (que realizava o voo 144 da Avianca) encontrou mau tempo durante o sobrevoo dos Andes colombianos. Em velocidade de cruzeiro, a aeronave penetrou num nevoeiro espesso e bateu contra a montanha El Tablazo, localizada no parque natural de La Sabana de Bogotá, a 10500 pés de altitude. O violento impacto causou a morte instantânea de todos os 53 ocupantes da aeronave. O mau tempo atrapalhou as buscas pela aeronave, considerada desaparecida por várias horas[6], até serem encontrados os destroços.

InvestigaçõesEditar

O acidente teria sido causado por erro da tripulação. O voo 144 era comandado pelo comandante Kenneth Newton Poe e o co-piloto Roy George Kaye, ambos estadunidenses, emprestados pela Pan Am, por conta da falta de pilotos locais para a operação dos novos DC-4. Eles não estavam habituados a voar sobre os Andes colombianos e iniciaram a decida para Bogotá em uma região montanhosa sob intensa neblina.[7]

ConsequênciasEditar

O acidente causou grande comoção na Colômbia e foi considerado o pior acidente aéreo do país até 1966, quando ocorreu o desastre com o voo Avianca 4.

Referências

  1. United Press (16 de fevereiro de 1947). «Desaparecido um avião da linha de Bogotá». Jornal do Brasil, Ano, LVI Edição nº 40, página 7. Consultado em 11 de novembro de 2012 
  2. «El mas terrible desastre aereo de la historia». La Nacion (Costa Rica), Ano I nº 103. Consultado em 11 de novembro de 2012 
  3. «Nace una historia con alas». Avianca. Consultado em 12 de agosto de 2012. Arquivado do original em 29 de janeiro de 2013 
  4. «Avianca». Aviação Comercial. Consultado em 12 de agosto de 2012 
  5. «Accident description». Aviation Safety Network. Consultado em 12 de agosto de 2012 
  6. United Press (16 de fevereiro de 1947). «Desaparecido um avião da linha de Bogotá». Jornal do Brasil, Ano, LVI Edição nº 40, página 7. Consultado em 11 de novembro de 2012 
  7. «Los Douglas DC-4 de Avianca». Aviacol.net. 24 de abril de 2008. Consultado em 11 de novembro de 2012 

Ligações externasEditar