Abrir menu principal

Voo Sudan Airways 109

Voo Sudan Airways 109
Acidente aéreo
O avião acidentado, em imagem de abril de 2008 nos Emirados Árabes Unidos
Sumário
Data 10 de junho de 2008
Causa Mau tempo e saída de pista
Local Cartum, Sudão
Origem Aeroporto Internacional Queen Alia, Amã, Jordânia
Destino Aeroporto Internacional de Cartum, Cartum, Sudão
Passageiros 203
Tripulantes 11
Mortos 29[1]
Sobreviventes 171, e 14 desaparecidos [1]
Aeronave
Modelo Airbus A310
Operador Sudão Sudan Airways

O voo Sudan Airways 109[2] foi uma rota aérea que ia de Amã, na Jordânia, até ao Aeroporto Internacional de Cartum em Cartum, no Sudão, passando por Damasco, Síria. Tinha 203 passageiros a bordo.

Em 10 de junho de 2008, aproximadamente às 17h26min (UTC), o avião, na aterragem em Cartum, não conseguiu travar na pista, tendo ficado imobilizado a 215 m do final da mesma.

O Airbus A310 quebrou e posteriormente pegou fogo. 171 dos 203 passageiros que estavam a bordo sobreviveram.[3]

CausasEditar

O chefe de polícia local atribuiu o acidente ao mau tempo.[4] A BBC News relatou que havia uma tempestade de areia na área durante o acidente.[5] No entanto,outras autoridades dizem que o avião decolou seguramente, mas o motor direito explodiu dez minutos após a decolagem, depois veio a parar.[3]

A saída de pista foi causada por uma combinação de pista molhada, aterragem sem autotravagem ligada, e um reversor de potência desativado.[6]


MortesEditar

Muitas das vítimas relatadas eram crianças inválidas e idosos que retornavam de tratamentos em Amã.[7]

A partir desta avaliação ao menos 29 morreram, enquanto 171 passageiros sobreviveram, e ainda havia 14 desaparecidos, de acordo com o porta-voz Abdel Hafiz Abdel Rahim da autoridade da aviação civil (CAA).[8]

Referências

O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Avião explode com mais de 200 abordo no Sudão
  Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.