Abrir menu principal

Wadih Helu (Tatuí, 15 de maio de 1922São Paulo, 7 de junho de 2011) foi um político e dirigente esportivo brasileiro.[1]

Advogado e um veterano das hostes arenistas, Wadih Helu foi deputado estadual de São Paulo por diversos mandatos e Secretário Estadual de Administração do governo Paulo Maluf (1979-1982)

DirigenteEditar

Como dirigente esportivo, foi presidente do Corinthians de 1961 a 1971, passando depois o cargo ao seu opositor Vicente Matheus, e até a morte teve grande influência nas decisões do clube, notadamente durante a administração de Alberto Dualib (1993-2007).

Historicamente é "persona non grata" entre os membros da Gaviões da Fiel. O dirigente, segundo a torcida organizada, teria durante muito tempo dificultado a criação da agremiação: "O Corinthians estava sob a administração de Wadih Helu, que durante anos tentou impedir a criação dos Gaviões através de represálias e atos característicos do tempo da ditadura"[2]

Ligações externasEditar

Referências