Abrir menu principal

Wanessa Camargo

cantora e compositora brasileira
Wanessa Camargo
Camargo em 2018
Nascimento Wanessa Godói Camargo
28 de dezembro de 1982 (36 anos)
Goiânia, Goiás, Brasil
Residência São Paulo, São Paulo[1]
Progenitores Pai: Zezé di Camargo
Parentesco Luciele di Camargo (tia)
Luciano Camargo (tio)
Ocupação
  • cantora
  • compositora
Período de atividade 2000–presente
Carreira musical
Gênero(s) Pop[2]
Instrumento(s)
  • vocal
Gravadora(s) BMG (2000–04)
Sony Music (2005–15)
Som Livre (2016–presente)
Página oficial
wanessacamargo.com.br

Wanessa Godói Camargo Buaiz (Goiânia, 28 de dezembro de 1982)[2] é uma cantora e compositora brasileira. Durante a década de 1990, ela integrou a versão brasileira do musical Cats e fez parte do grupo de bailarinos da dupla Zezé Di Camargo & Luciano.[3] Camargo atingiu o estrelato no início da década de 2000, quando assinou um contrato com a BMG e lançou os álbuns homônimos Wanessa Camargo (2000), Wanessa Camargo (2001) e Wanessa Camargo (2002), que foram certificados com ouro pela Pro-Música Brasil[4] e produziram singles como "O Amor não Deixa", "Eu Quero Ser o Seu Amor" e "Sem Querer", respectivamente. Em 2004, ela lançou seu primeiro álbum ao vivo, Transparente Ao Vivo. Entre 2002 e 2004, foi uma das apresentadoras do programa Jovens Tardes, da Rede Globo.

Após ganhar reconhecimento como um ídolo adolescente no início da carreira,[2] Wanessa adotou uma imagem mais madura e teve maior participação na concepção de seu quarto álbum de estúdio, W (2005), que gerou os singles "Amor, Amor" e "Não Resisto a Nós Dois". Seu quinto álbum de estúdio, Total (2007), incorporou uma maior variedade de gêneros musicais e produziu "Não tô pronta pra Perdoar" e "Me Abrace".[2] Wanessa mostrou influências do pop e do R&B em Meu Momento (2009), que produziu seu primeiro single em inglês, uma colaboração com o rapper Ja Rule intitulada "Fly".

Em 2010, decide se dedicar à música eletrônica, liberando o extended play (EP) Você não Perde por Esperar. Ela colaborou com o produtor Mister Jam para lançar seu sétimo álbum de estúdio, DNA (2011), composto por canções em inglês e de sonoridade influenciada pela música dance eletrônica. O projeto ainda gerou seu segundo álbum ao vivo, DNA Tour (2013). Durante esse período, Wanessa frequentemente se apresentava em boates destinadas ao público LGBT, o que fez ela afirmar-se ainda mais como um ícone gay.[5] Após o lançamento de canções em inglês e de estilo mais dançante, Camargo demonstrou interesse em voltar ao seu repertório em português com baladas românticas. Seu oitavo álbum de estúdio, intitulado 33, foi lançado em 2016 sob críticas negativas devido ao apelo à música sertaneja,[6] porém, gerou seu single mais bem-sucedido na parada Hot 100 Airplay, da Billboard Brasil, "Coração Embriagado", que atingiu a décima nona colocação. Posteriormente, Wanessa demonstrou descontentamento com o novo rumo que sua carreira tomara e retornou a seu repertório pop com o lançamento de singles como "Mulher Gato" e "Loko!" (2018).

Durante sua carreira, ela vendeu 2 milhões de álbuns[7] e recebeu um Prêmio Multishow de Música Brasileira, um DJ Sound Awards, um Meus Prêmios Nick, um Troféu Internet e quatro Prêmio Jovem Brasileiro, além de ter sido indicada ao MTV Video Music Brasil e Troféu Imprensa e condecorada com um diploma de honra ao mérito pela Ordem dos Músicos do Brasil, em 2011.[5]

Índice

Início da vida e carreiraEditar

Wanessa nasceu em Goiânia, no estado de Goiás, em 28 de dezembro de 1982. Ela é filha do cantor sertanejo Zezé Di Camargo e da empresária Zilú Godói, tendo como tios a atriz Luciele di Camargo e o cantor Luciano Camargo. Frequentou escolas públicas durante a infância, porém não tinha brinquedos devido as dificuldades financeiras de sua família. Em 1991, aos 9 anos, mudou-se para São Paulo quando seu pai Zezé di Camargo e seu tio Luciano Camargo foram em busca do sucesso.[8] Em 1992 foi matriculada em uma escola particular assim que seus pais começaram a ter uma condição social melhor, porém passou a sofrer preconceito dos colegas e funcionários por não ser de classe alta.[8] Durante entrevista para a Veja Wanessa disse: "A diretora da escola vivia insinuando que a gente não iria pagar o colégio. Ela nos humilhava, mas eu era tão insegura que nunca contei isso a meus pais. Todos iam de carro à escola, menos eu, e até isso era motivo de gozação. Uma vez, para me deixar feliz, meu pai pegou um fusca emprestado só para me dar o gostinho de ir à aula de carro".[8]

Ainda em 1992 montou uma banda junto com Kiko, Leandro e Bruno, que futuramente formariam o grupo KLB, onde era vocalista junto com Leandro, enquanto os demais tocavam instrumentos.[9] O grupo foi originalmente batizado como The Fenders – em referência à marca de guitarras – e depois se tornou Neon, quando o grupo passou a tocar em pequenos festivais escolares e clubes com o repertório formado por covers de Xuxa, Angélica e Dominó.[10] Em 1993 passou a estudar teatro, balé e sapateado, aprimorando com o tempo seus ensinamentos em dança na modalidade street dance.[3] Na adolescência passou a fazer ginástica rítmica e ginástica artística para ganhar condicionamento físico ao dançar.[9] Em 1995 estreou no teatro ao participar do musical Cats.[3] Em 1996 passou a integrar o corpo de bailarinos da dupla Zezé Di Camargo e Luciano.[11]

CarreiraEditar

2000–03: Primeiros álbunsEditar

No final de 1999 Wanessa envia algumas demos para a BMG, sendo contratada pela gravadora no ano seguinte, quando começou a trabalhar em seu disco de estreia.[12] Em 11 de novembro de 2000 é lançado seu primeiro single, "O Amor não Deixa".[11] Em 12 de dezembro Wanessa lança seu primeiro álbum, o homônimo Wanessa Camargo, focado no country pop com composições românticas, compradas de músicos estrangeiros e adaptadas pela equipe da gravadora para a língua portuguesa, além de uma escrita pela própria cantora "Eu Nasci pra Amar Você" – dedicada a seu namorado na época, Dado Dolabella.[13] Devido a boa recepção de sua primeira canção, "Apaixonada por Você", que havia sido escolhida como segundo single, ganhou uma nova roupagem antes de chegar as rádios, trocando o ritmo mais dançante por uma versão country mais lenta e melódica, adequando-se a anterior.[14] A nova versão foi liberada em 12 fevereiro de 2001 e foi incluída na trilha sonora da novela Um Anjo Caiu do Céu.[15] O álbum foi relançado com a nova versão da faixa inclusa em 15 de fevereiro.[16] Ao todo vendeu 200 mil cópias.[17] Na mesma linha dos anteriores, em 30 de julho é lançado o terceiro e último single, "Eu Posso Te Sentir", versão de"Breath", de Faith Hill.[18]

Em 2001 Wanessa faz sua estreia como atriz no filme infantil Xuxa e os Duendes, interpretando a fada Mel, além de gravar a faixa "Tudo Que Você Sonhar" para a trilha sonora.[19] Em 25 de outubro é lançado o primeiro single de seu segundo álbum, "Eu Quero Ser o Seu Amor", diferenciando-se das anteriores por apostar em um pop rock mais dançante e com o videoclipe inspirado em videogames.[20] Em 9 de novembro é liberado seu segundo álbum, intitulado novamente Wanessa Camargo e seguindo a mesma linha do anterior e com a faixa "Vou Gritar Seu Nome" composta por ela.[21] Em 21 de fevereiro de 2002 é lançado o segundo single "Tanta Saudade", que trazia como backinig vocals seu pai, Zezé Di Camargo.[18] O último single do projeto, "Gostar de Mim", finalizou os trabalhos no álbum, que vendeu 300 mil cópias.[17] Em julho grava o curta-metragem Socialmente Correto ao lado de Oscar Magrini, porém o projeto acabou sendo cancelado.[22]

Em setembro aceita o convite da diretora Marlene Mattos para se tornar apresentadora do programa musical Jovens Tardes, ao lado do grupo KLB, da dupla Pedro e Thiago e do cantor Fael Mondego, sendo apresentado semanalmente aos domingos a tarde.[23] O programa foi ao ar a partir de outubro e trouxe os apresentadores interpretando as canções da época com seus respectivos artistas originais.[23] Em 30 de novembro de 2002 é lançado o single "Um Dia... Meu Primeiro Amor" e, em 2 de dezembro, seu terceiro álbum homônimo, Wanessa Camargo, seguindo a linha dos anteriores ao apostar no romantismo e nas melodias country.[24] Em 22 de fevereiro de 2003 é lançado o segundo single, a pop rock "Sem Querer", que trouxe um videoclipe com Erik Marmo.[25] O último single do álbum foi escolhido por uma votação do site da cantora, tendo como opções a dançante "Paga Pra Ver (Tô Pagando Pra Ver)" e a country "Filme de Amor" – que foi escolhida e lançada oficialmente.[26]

2003–05: Transparente e televisãoEditar

 
Wanessa durante apresentação em 2004.

Em março de 2003 estreia a segunda temporada do Jovens Tardes, trazendo a inclusão de Luiza Possi no time dos apresentadores e uma temática diferente a cada programa, como rock, clássicos do cinema e temas de novelas, trazendo convidados especiais para interpretá-las.[27][28] Nesta época foi escalada para interpretar a personagem principal do curta-metragem S.O.S Cupido, porém o projeto ficou apenas no roteiro e nunca chegou a ser gravado.[29][30] Após passar o ano se dedicado ao programa, em 20 de setembro a cantora grava seu primeiro DVD no Rio de Janeiro.[31] Para o novo projeto Wanessa passou por uma reformulação de visual, passando a dotar roupas mais sensuais e um cabelo ruivo com franja para amadurecer sua imagem perante ao público.[32] Em dezembro posa para um ensaio semi-nu na revista VIP, além de passar a dar entrevistas sobre sexo e assuntos tidos como tabu, reforçando a ideia que havia crescido.[33]

Em 11 de janeiro de 2004 o Jovens Tardes chega ao fim com a saída da diretora Marlene Mattos da emissora – que chegou a oferecer um programa solo para Wanessa na Band, o qual foi recusado por ela, alegando que voltaria a focar na música.[34] Em fevereiro passa a integrar o elenco principal da quarta temporada do seriado infantil Sítio do Picapau Amarelo, onde interpretou a roqueira Diana Dechamps, permanecendo neste até o final daquele ano, sendo seu trabalho mais expressivo como atriz.[35] Em 12 de março lança seu novo single, "Me Engana que Eu Gosto", versão de "Miénteme", da cantora porto-riquenha Olga Tañón, mostrando uma grande diferença em relação aos trabalhos anteriores ao não lançar um carro-chefe focado no country.[36] Em 24 de maio lança seu primeiro álbum ao vivo, intitulado Transparente Ao Vivo, que trazia quatro novas canções e seus sucessos anteriores.[37] Em julho realiza testes para a novela América, de Glória Perez, que estrearia no próximo ano, porém acabou não passando.[38] No mesmo mês fez uma participação especial no filme infantil Cine Gibi, da franquia Turma da Mônica, interpretando ela mesma e contracenando com as animações.[39]

Em 12 de outubro lança o segundo single do trabalho ao vivo, "Metade de Mim", o qual trouxe um videoclipe onde a cantora aparece nua e na cama com o modelo Roque Arrais.[40][41] Em dezembro estrela a segunda temporada do reality show Quebrando a Rotina ao lado de Felipe Dylon, viajando com ele e o apresentador Luciano Huck em um trailer entre o litoral sul do Rio de Janeiro e o litoral norte de São Paulo.[42] Os dois escreveram e interpretaram juntos a faixa "Amor de Praia" ao final da temporada.[42] Ainda naquele ano foi convidada para o filme 2 Filhos de Francisco, que contaria a história de sua família, porém recusou.[43] Em 2005 estrela seu segundo reality show, Subindo a Serra, ao lado de Felipe Dylon, Karina Bacchi, Preta Gil e Popó, acompanhando a vida deles durante uma viagem para Teresópolis, no Rio de Janeiro.[44]

2005–09: W, Total e Meu MomentoEditar

 
Wanessa canta "Meu Menino" na W in Tour... Era Uma Vez, em 2006.

Em 11 de junho de 2005 lança seu novo single, "Amor, Amor", apresentava uma sonoridade totalmente diferente da proposta até então, apostando em pop latino e dance-pop e sendo comparado aos trabalhos da colombiana Shakira, se tornando a segunda canção de maior repercussão de sua carreira.[45] Em 8 de agosto de lança seu quarto álbum de estúdio, W, que diferenciou-se dos anteriores pela ausência de elementos de country, apostando canções genuinamente pop e pop rock, sendo seu trabalho mais autoral com dez das quinze canções compostas por Wanessa.[46] W também foi seu disco mais bem recebido pela crítica, que notou seu amadurecimento e originalidade ao imprimir uma marca própria, desvencilhando da imagem de quem replicava o que já havia sido feito.[47] Em 10 de janeiro de 2006 é lançado o segundo single, "Não Resisto a Nós Dois", que se tornou a canção de maior repercussão de sua carreira, sendo a sétima mais ouvida nas rádios brasileiras naquele ano.[48]

Em fevereiro estreia a W in Tour... Era Uma Vez, sua turnê de maior repercussão, dirigida por Marília Pêra com cinco blocos de cenários e trocas de figurinos.[49] A digressão trouxe uma proposta inédita ao unir música e teatro, inspirada nos musicais da Broadway, com Wanessa interpretando uma personagem enquanto cantava.[49] Em 22 de agosto de 2006 é lançado o terceiro single, "Louca", escolhida pelo público através de uma votação em seu site na disputa com "Meu Menino" e a nova versão de "Festa na Floresta", que havia ganhado um remix com a participação do rapper C4bal.[50] Em setembro Wanessa participaria do talent show Dança no Gelo, porém acabou torcendo o pé uma semana antes da estreia e teve que desistir.[51] Em 2 de agosto de 2007, após passar o ano trabalhando em seu novo disco, Wanessa lança o single "Não Tô Pronta Pra Perdoar", uma versão da canção "Not Ready to Make Nice" do grupo Dixie Chicks.[52] Em 21 de agosto de é lançado seu quinto álbum de estúdio, Total, mixando o pop dançante que tinha aderido no último disco com o country pop.[53] O disco vendeu ao todo 100 mil cópias.[54]

Em 17 de abril inicia a Turnê Total no Citibank Hall, em São Paulo, a qual teve um dos shows gravados para ser lançado em DVD, embora isso nunca tenha vindo a acontecer.[55] Wanessa ainda não tinha se decidido pelo segundo single quando foi contatada pela banda mexicana Camila para que gravassem juntos uma versão de hispano-brasileira de "Abrázame" – a qual ela tinha regravado totalmente em português.[56] "Me Abrace" foi lançada em 14 de maio de 2008, servindo de single para a versão brasileira de Todo Cambió e do relançamento do álbum Total.[57] Em 2009 a cantora passa a assinar apenas como Wanessa – sem seu sobrenome – a partir do single "Fly", lançado em 7 de abril, que contava com a participação rapper estadunidense Ja Rule.[58] Em 1 de junho é liberado o sexto álbum de estúdio, Meu Momento, trazendo a colaboração de Rita Lee e Alexandre Carlo e mostrando uma nova vertente ao apostar no R&B e gêneros urbanos.[59] O segundo single, "Não Me Leve a Mal", foi escolhido através de uma votação no Twitter da cantora, sendo lançado em 28 de setembro.[60] Apesar dos investimentos, que incluíram a abertura do show de Beyoncé no Brasil, o disco vendeu apenas 20 mil cópias.[61]

2010–15: DNA e música eletrônicaEditar

 
Wanessa durante a DNA Tour, em 2013.

Em 2010 Wanessa anuncia uma reformulação na carreira, se direcionando para cenário eletrônico, alegando que era uma tendência mundial popularizada por Lady Gaga e The Black Eyed Peas.[62] Em maio realizou testes para o musical A Marca do Zorro, no qual foi aprovada para a personagem Luiza, porém abriu mão para que sua irmã, Camila Camargo, ficasse com o papel.[63] Em 1 de julho é lançada a faixa "Falling For U", do DJ Mister Jam com a participação dos vocais da cantora.[64] Em 9 de setembro lança o primeiro single de seu próximo trabalho, "Worth It", versão de "Beautiful Encounter (Yan Yu)", originalmente gravada por Elva Hsiao.[65] Dois dias depois é liberado seu primeiro EP, Você não Perde por Esperar, vendido através de music ticket – um cartão magnético no qual os compradores e digitavam o código contido no site da cantora para fazer o download das músicas.[66] Em 31 de março é liberado último single do trabalho, "Stuck On Repeat", versão de Elle Vee.[67] Na época, apesar dos rumos que se lançaria em carreira internacional, Wanessa declarou que não tinha intenção.[68]

Em 5 de julho de 2011 lança seu novo single, "Sticky Dough", em colaboração com a rapper estadunidense Bam Bam, sendo uma versão da canção original de Charite Viken. No mesmo mês, em 28, é lançado seu sétimo álbum de estúdio, DNA, gravado totalmente em inglês e inteiramente produzido por Mr. Jam, que acabou tendo a divulgação interrompida com o anúncio de sua gravidez.[69] A faixa-título "DNA" foi lançada como segundo single em 24 de outubro.[70] Já o terceiro e último single, "Get Loud!", só foi liberado apenas em 26 de junho de 2012 após a cantora retornar da licença-maternidade.[71] Em 1 de dezembro de 2012 lança a sua nova canção, "Hair & Soul", tendo o videoclipe patrocinado pela Wella, a qual Wanessa era garota propaganda.[72] Em 17 de abril é liberado o segundo single, "Shine It On" e, no dia 30, seu álbum ao vivo DNA Tour.[73] Em 10 de junho relança a faixa "Amor, Amor". Em 21 de novembro é liberado "Turn It Up", com a participação do rapper estadunidense Soulja Boy, como single do relançamento do trabalho.[74] Em junho de 2015 inicia a W15 Tour, visando comemorar seus 15 anos de carreira e trazendo no repertório seus maiores sucessos.[75]

2016–18: 33 e foco no sertanejoEditar

 
Wanessa desfilando pela Mocidade Independente de Padre Miguel no Carnaval 2017.

No início de 2016 começa a gravar seu oitavo álbum de estúdio, o qual tinha iniciado os trabalhos em 2015, anunciando sua saída do cenário eletrônico para um direcionamento de música pop mais comercial para as rádios, focando em letras em língua portuguesa.[76][77] Mister Jam e César Lemos foram anunciados como produtores e a cantora citou seu disco W, de 2005, bem como as faixas "Amor, Amor" e "Sem Querer" como referências do material que estava preparando.[78] Em 31 de janeiro revela que voltaria a usar o sobrenome Camargo após de 8 anos de retirá-lo do título artístico.[79] Em 17 de maio anuncia que engavetou o material que estava gravando até ali e trocou a equipe de produtores para fazer um redirecionamento em sua carreira, deixando a música pop para focar agora na música sertaneja.[80][81] Na ocasião entrou em estúdio para gravar seu oitavo álbum novamente, desta vez sob o novo gênero escolhido, trazendo Eduardo Pepato como produtor, o mesmo dos trabalhos de Luan Santana e Thaeme & Thiago.[82]

Segundo Wanessa, a decisão pela mudança de gênero musical deu-se pela identificação pessoal pela música sertaneja: "O caminho do pop eu não me identifico. Não é a minha praia. Minha pegada é o romantismo e o sertanejo é uma marca forte do meu próximo álbum. Estou fazendo o que acredito".[83] Na mesma semana rompe com a Sony Music e assina com a Work Show, produtora responsável por lançamentos do mercado sertanejo.[84] Em 26 de julho lança nas rádios o primeiro single do álbum, "Coração Embriagado", que atingiu a posição dezenove na Billboard Brasil, sendo o melhor resultado de sua carreira até então.[85] Em 19 de agosto lança seu oitavo álbum de estúdio, intitulado 33, focado no sertanejo e no arrocha.[86][87] "Vai que Vira Amor" foi liberada como segundo single algumas semanas depois, em 26 de agosto, tendo grande popularidade nas rádios.[88][89] O trabalho recebeu duras críticas, com a cantora sendo chamada pelos jornalistas especializados e críticos musical de "sem identidade musical", "oportunista" e que estava migrando para o gênero apenas pelo dinheiro fácil.[6][90] Em 10 de março de 2017 o disco é relançado com duas novas faixas, sendo que "Anestesia" foi lançada como terceiro single do trabalho.[91] A faixa atingiu a posição 31 nas tabelas musicais oficiais, gerando grande repercussão.[92]

2018–presente: Novo álbumEditar

Em 2018, no entanto, Wanessa alegou que havia se arrependido de ter redirecionado seu trabalho ao sertanejo, dizendo que foi o "fundo do poço" de sua carreira, o que gerou diversas críticas do público, que notou que a cantora havia lucrado amplamente com shows em festivais sertanejos e feiras agropecuárias.[93] Logo após a cantora anunciou retornaria à música pop em língua portuguesa – o qual ela não trabalhava mais desde 2009.[94] Em 27 de abril lança seu novo single "Mulher Gato", marcando o retorno ao pop nacional, sua primeira faixa no gênero musical desde "Não Me Leve a Mal", nove anos antes.[95]

Vida pessoalEditar

Em 1998, aos 16 anos, era o alvo inicial do sequestro que acabou acontecendo por engano com seu tio Wellington Camargo, o qual mobilizou o país quando lhe cortaram um pedaço da orelha e mandaram para a família.[96] Logo após, mesmo com seguranças contratados, sofreu um novo atentado quando seu colégio foi assaltado.[8] Após o ocorrido, sua família se mudou para a cidade de Plantation, nos Estados Unidos, para se proteger de futuros ataques, onde ficou por um ano.[8] Em 2003, Wanessa revelou em entrevista para a revista Veja que não era mais virgem havia algum tempo.[97] Porém seus pais ainda não sabiam e, dias depois, Zezé foi questionado em entrevista sobre isso e disse estar surpreso com a notícia por ficar sabendo na hora.[98]

Em 1999, durante a adolescência, Wanessa namorou o cantor Leandro Scornavacca, integrante do KLB, terminando um ano depois.[99] Em 2000, começou um relacionamento com o ator Dado Dolabella, com quem namorou por dois anos, terminando em 2002. Em 2003, teve breves relacionamentos com o ator Erik Marmo e com os cantores Felipe Dylon.[100] Em 2004, também namorou o ator Rodrigo Prado por seis meses.[101] Em 2005, conheceu o empresário capixaba Marcus Buaiz, vindo a se casar com ele dois anos depois, em 26 de maio de 2007.[102][103][104] Em 18 de junho de 2011, anunciou sua primeira gravidez durante em entrevista para a revista Contigo!, José Marcus, nascido em 5 de janeiro de 2012.[105][106] Em dezembro de 2013, declarou estar grávida novamente, gerando seu segundo filho João Francisco em 19 de junho de 2014.[107]

Características artísticasEditar

Estilo musical e influênciasEditar

   
Celine Dion (esquerda) e Shania Twain (direita) são duas das principais influências de Wanessa.

Wanessa cita Celine Dion, Shania Twain e Mariah Carey como suas maiores influências musicais.[108][109] A maior parte de sua carreira foi marcada pelo country pop, referenciando como referência ao gênero não só Shania, como também Dixie Chicks e Faith Hill – as duas últimas de quem chegou a regravar as faixas "Not Ready to Make Nice" e "Breathe", respectivamente.[109][110] A cantora chegou a realizar uma digressão em parceria com seu pai, a Turnê Pai e Filha, no qual cantou diversas de suas influências, incluindo "From This Moment On" e "You're Still the One", de Shania.[111]

Em 2005, com sua adesão a música pop, Wanessa expandiu suas referências, citando além dos músicos de countrty, outros como Rita Lee, Shakira, Michael Jackson e Madonna, a qual destacou em entrevista para a UOL, que suas canções favoritas eram "Like a Prayer" e "La Isla Bonita".[109][112][113][114] Durante a fase eletrônica de sua carreira – entre 2010 e 2015 – a cantora citou Kesha e Lady Gaga como inspiração para compor seus trabalhos.[115] Já entre 2016 e 2018, quando direcionou sua carreira para a música sertaneja, Wanessa buscou referência referência em outras mulheres do gênero, citando Paula Fernandes, Maiara & Maraisa, Marília Mendonça e Naiara Azevedo.[116]

Na maior parte de sua carreira Wanessa dedicou-se ao country pop, incluindo outros gêneros musicais recorrentes como o pop e dance-pop – a partir de 2005. Algumas canções apresentam gêneros específicos como pop rock ("Sem Querer", "Não Resisto a Nós Dois"), latin pop ("Me Engana que Eu Gosto, "Amor Amor"), reggae ("O Que Vem do Reggae é Bom"), forró ("Me Pega de Jeito"), dubstep ("Sticky Dough"), arrocha ("Vai Que Vira Amor") e R&B ("Fly", "Não Me Leve a Mal").[117] Durante entrevista ao G1, em 2013, a cantora explicou que sempre tentou manter elementos brasileiros nas canções, como funk carioca em "Sticky Dough".[118] Seus tradicionais gêneros ficaram de lado no disco DNA, em 2011, quando Wanessa apostou em uma mistura de EDM, música eletrônica e electropop, sendo este gravado inteiramente em língua inglesa, diferenciando-se dos demais álbuns.[119] Em 2016, Wanessa fez um redirecionamento de carreira, direcionando-se ao sertanejo, predominante no disco 33.[120]

LegadoEditar

Wanessa se tornou uma das grandes representantes da música pop brasileira no decorrer dos anos.[121][122][123] Além disso, a cantora foi a primeira a apostar no country pop no Brasil, aderindo ao gênero popularizado no final da década de 1990 e começo de 2000 por artistas como Shania Twain e Keith Urban internacionalmente e que, até então, não tinha um representante nacional.[124][125] Durante seus quinze anos de carreira, Wanessa vendeu 1,5 milhão de cópias de álbuns.[126][127] Em 2009 e novamente em 2011 o artista plástico Marcus Baby fez uma homenagem a cantora transformando-a em uma boneca para colocar em um livro fotográfico com suas criações.[128] Ainda em 2011 o colunista Jarett Wieselman, do jornal estadunidense New York Post, realizou uma crítica positiva ao single "Stuck on Repeat", dizendo que: "É, de longe, a faixa dance mais épica que eu já ouvi em tempos". No mesmo ano recebeu um prêmio especial pela sua contribuição na música entregue pela Ordem de Músicos do Brasil.[129] Em 2013, o portal Dammit afirmou que Wanessa reunia atributos necessários para um bom artista – cantar, dançar, presença de palco e manter o público aquecido.[130][131]

Filantropia e ativismo LGBTEditar

 
Wanessa em show da DNA Tour em 2013.

Wanessa também é a embaixadora da ONG Fundação SOS Mata Atlântica, que luta pela preservação da Mata Atlântica. Devido ao seu esforço em promover a ONG e suas metas, e também por trabalhar pela despoluição do rio Tietê, em São Paulo, Wanessa foi premiada em 2007 com o Prêmio Pró-Social, no evento Meus Prêmios Nick,[132] e algum tempo depois, recebeu o título de Personalidade do Ano e a Joia de JK do Cicesp. Em 2012, a cantora recebeu um cache de R$ 150 mil de uma propaganda que foi inteiramente doado à Unicef.[133] Já em 2014, Wanessa doou o cachê de R$ 50 mil que recebeu da revista Caras para exibir seu segundo filho com exclusividade na publicação para projetos sociais.[134] Em 18 de dezembro de 2014, Wanessa faz um pocket show virtual com músicas antigas e nunca cantadas antes para atrair os fãs para uma campanha em prol de um menino chamado Ryan, que sofre de Síndrome de Ondina. Durante a apresentação, os internautas podiam fazer suas doações.[135] Em dezembro de 2015, Wanessa foi nomeada embaixadora da ONU, se comprometendo com as ações do UNAIDS na resposta ao HIV e à discriminação.[136]

Ativismo LGBT

Em 2009 Wanessa passou a se envolver com as causas LGBT e a luta pelos direitos iguais a todos: "Todo ser humano tem a opção de amar quem ele quiser, independente da sua [orientação] sexual. Eu acho ótimo, eu não vejo nada contra. Para ser contra gente que faz amor, é ridículo. É uma postura da sociedade que não cabe mais no tempo de hoje".[137] Em 2011 Wanessa fez um show na 15ª Parada do Orgulho LGBT em São Paulo para um público de 1 milhão de pessoas.[138] Depois de ter seu primeiro filho com o empresário Marcus Buaiz, a cantora foi questionada como ela lidaria se seu filho fosse gay: "Encaro da melhor forma possível".[139] Ela também comemorou em 2013 nas suas redes sociais a aprovação da lei n.º 4277, que reconhecia o casamento entre pessoas do mesmo sexo no Brasil e já criticou o projeto de 'Cura Gay' de Marco Feliciano.[140] Em 2015, Wanessa criticou os desfavoráveis à adoção de crianças por casais homossexuais: "Um ser humano que diz em nome de Deus que é melhor uma criança ser abandonada do que ter dois pais não pode falar em nome de Deus. Não deixem que a arrogância, a falta de educação e o preconceito ditem o que vocês são, Deus está no nosso coração, em nossas ações, no amor ao próximo; na compaixão. O amor é Deus. O amor é maior que tudo".[141] Em 2015, a cantora fez um show na 19ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo para um público novamente de 1 milhão de pessoas.[142]

DiscografiaEditar

 Ver artigo principal: Discografia de Wanessa Camargo

FilmografiaEditar

Televisão
Ano Programa Papel Nota
2002–04 Jovens Tardes Apresentadora
2004 Sítio do Picapau Amarelo Diana Dechamps Temporada 4
2004 Quebrando a Rotina Ela mesma Temporada 2
2005 Subindo a Serra Ela mesma Temporada 1
2008 High School Musical: A Seleção Jurada especial Episódio: "Desafio das Duplas"
2012 Cheias de Charme Ela mesma Episódio: "6 de setembro de 2012"
2013 Fábrica de Estrelas Ela mesma Episódio: "Segunda Etapa para Seleção da Nova Girl Band"
2014 Domingo da Gente Apresentadora especial Episódio: "26 de janeiro de 2014"
2015 Hora do Faro Apresentadora especial Episódio: "18 de outubro de 2015"[143]
2015 Peladão a Bordo Jurada especial Episódio: "17 de novembro de 2015"[144]
2018 Dra. Darci Leandra Episódio: "A Concorrente"
Filmes
Ano Programa Personagem Nota
2001 Xuxa e os Duendes Fada Mel
2004 Cine Gibi Ela mesma
2010 High School Musical: O Desafio Ela mesma
2016 Sing - Quem Canta Seus Males Espanta Ash Dublagem[145]
Web
Ano Programa Personagem Nota
2009 Dossiê Wanessa Ela mesma Web-documentário.[146]

TeatroEditar

Ano Programa Personagem
1995 Cats Grizabella

TurnêsEditar

Referências

  1. Os famosos que moram em Alphaville Veja São Paulo
  2. a b c d Birchmeier, Jason. «Wanessa - Biography, Albums, Streaming Links». AllMusic. Consultado em 22 de novembro de 2018 
  3. a b c «Wanessa Camargo: artista desde cedo: A bela sobe no altar neste mês de maio». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  4. Certificados de Wanessa Camargo Pro-Música Brasil
  5. a b Wanessa: a diva do público gay Caras. UOL HOST. Maio de 2011
  6. a b «Álbum sertanejo de Wanessa volta com bônus e o mesmo tom artificial». G1. Consultado em 7 de junho de 2017 
  7. González, Moisés (15 de março de 2019). «She's back! Wanessa, la estrella pop de Brasil, está de regreso». People en Espanõl 
  8. a b c d e «Entrevista com Wanessa Camargo: "Sou o oposto da Sandy"». Veja. Consultado em 6 de março de 2011 
  9. a b «Ficha: Wanessa Camargo». O Fuxico. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  10. «5. KLB». Guia dos Curiosos. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  11. a b «"Quem não gostar, só tem que respeitar" - Wanessa Camargo». Resenhando. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  12. «WC 2000: (2/8/2000)». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  13. «Wanessa Camargo entrevista». Diário de Cuiabá. 18 de agosto de 2001. Consultado em 29 de outubro de 2015 
  14. Joanice Pierini (18 de agosto de 2001). «Wanessa Camargo grava clipe em Cuiabá». Diário de Cuiabá. Consultado em 20 de junho de 2015 
  15. «Um Anjo Caiu do Céu - Wanessa Camargo». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  16. «Amazon.com:Wanessa Camargo: Wanessa Camargo: Music». Amazon. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  17. a b João Carlos Miranda (5 de janeiro de 2005). «O Show do Verão é Você-Wanessa Camargo é a atração de sábado». Praia Grande Website. Consultado em 30 de Julho de 2013. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2014 
  18. a b «Biografia». Wanessa Camargo News. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  19. «"Xuxa e os Duendes" resgata imaginário infantil». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de junho de 2017 
  20. «Dado Dolabella, o gato da vez». Globo. Consultado em 14 de junho de 2017 
  21. «WC 2001». Allmusic. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  22. «Oscar Magrini dá dicas de interpretação para Wanessa Camargo». Terra. 26 de maio de 2004 
  23. a b «Jovens Tardes estréia com homenagem a Jovem Guarda». Terra. 24 de outubro de 2002. Consultado em 2 de abril de 2016 
  24. «WC 2002». Allmusic. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  25. «WC 2002 (2/12/2002)». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  26. «Wanessa Camargo». Consultado em 3 de Julho de 2015 
  27. «Luiza Possi comandará "Jovens Tardes"». Diário de Cuiabá. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  28. «"Jovens Tardes" pode emplacar na grade global». Estadão. Consultado em 22 de junho de 2017 
  29. «Wanessa atuará em filme S.O.S Cupido». Terra. 14 de maio de 2003 
  30. «Wanessa responde a perguntas dos fãs no Fuxico». O Fuxico. 26 de maio de 2004 
  31. «Wanessa Camargo grava seu primeiro DVD». Terra. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  32. «Wanessa "maltrata" com visual sado na VIP». Terra. Consultado em 22 de junho de 2017 
  33. «"Eu sei ser bem sensual", diz Wanessa Camargo». Terra. Consultado em 22 de junho de 2017 
  34. «Marlene Mattos não leva Wanessa para Band». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  35. «Wanessa Camargo e Supla vivem casal apaixonado no Sítio». IG. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  36. Guilherme Ravache (18 de agosto de 2004). «Wanessa Camargo: Pobre menina rica». Quem. Globo.com. Consultado em 20 de junho de 2015 
  37. «Wanessa lança primeiro DVD». IG. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  38. «Wanessa Camargo faz testes para "América"». Terra. Consultado em 22 de junho de 2017 
  39. «Cinegibi, O Filme - Turma da Mônica (2004)». UOL. Consultado em 22 de junho de 2017 
  40. «PAIXÃO PLATÔNICA». Revista Quem. Consultado em 22 de junho de 2017 
  41. «O beijo técnico de Wanessa Camargo». Terra. Consultado em 22 de junho de 2017 
  42. a b «Quebrando A Rotina - Episódio 1». Música DE. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  43. «Wanessa pode estrear como atriz de cinema e novela». Gazeta Digital. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  44. «Luciano Huck estreia seu Subindo a Serra». O Fuxico. Consultado em 22 de junho de 2017 
  45. «Biografia», Shakira, Letras de Músicas 
  46. «Biografia da cantora Wanessa Camargo». Opinião Web. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  47. «Entrevista com Wanessa Camargo». Resenhando. 1 de outubro de 2005. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  48. «Acid Glam». Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  49. a b «Wintour». Wanessa Camargo News. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  50. «Cantora fala sobre o lançamento da faixa "Louca", de seu mais recente CD, "W". Wanessa Camargo conta também como está se preparando para participar da segunda edição do quadro "Dança no Gelo", do Domingão do Faustão». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012  |título= e |titulo= redundantes (ajuda)
  51. «Wanessa Camargo se machuca e está fora da Dança no Gelo». Terra. Consultado em 22 de junho de 2017 
  52. «Wanessa Camargo lança novo álbum este mês». Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  53. «Bate-papo: Wanessa Camargo não tem medo de soar ridícula ao falar de amor em suas canções». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  54. «Wanessa Camargo recebe disco de ouro e de platina». Globo. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  55. «Wanessa Camargo recebe disco de ouro e de platina». Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  56. «Revelação do México, Camila aporta no Brasil». Rolling Stones. Consultado em 23 de junho de 2017 
  57. «Revelação do México, Camila aporta no Brasil». Mauro Ferreira Site. Consultado em 23 de junho de 2017 
  58. «Ouvir novo música Wanessa Camargo – Fly». Mundo Net. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  59. «Wanessa Camargo desfila novo visual». Globo. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  60. «Nova música de trabalho de Wanessa Camargo foi escolhida no Twitter» 
  61. «"Você não perde por esperar…": Wanessa lança site misterioso e prepara nova música de trabalho». POPLine. Grupo Objetivo. 22 de junho de 2009. Consultado em 20 de junho de 2015. Cópia arquivada em 21 de junho de 2015 
  62. «Wanessa Camargo aposta na música eletrônica em nova parceria». Cifras News. Consultado em 11 de julhode 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  63. «Wanessa Camargo desiste de musical para não atrapalhar carreira da irmã». R7. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  64. «Wanessa vem com sua turnê 'Balada' à Teresina». 180 Graus. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  65. MARQUES, Diego (18 de novembro de 2010). «Veja aqui o novo clipe de Wanessa na íntegra, "Worth It" - Cifra Club News». Cifra Club News. Consultado em 30 de dezembro de 2010 
  66. «Em parceria com grife, Wanessa lança cartão de downloads com 4 músicas inéditas». Consultado em 13 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 15 de julho de 2012 
  67. «Wanessa grava 4 musicas em ingles». Virgula.com. Consultado em 1 de Agosto de 2010. Arquivado do original em 28 de março de 2012 
  68. «Confira entrevista da Wanessa para Rolling Stone Brasil». Consultado em 13 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 28 de março de 2012 
  69. «Wanessa faz último show grávida no dia 29 de outubro, em São Paulo». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  70. «Wanessa anuncia segundo single do seu primeiro álbum totalmente em inglês». Popline. Consultado em 13 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 31 de março de 2012 
  71. «Wanessa lança três remixes para sua nova música de trabalho». Cifra News. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  72. «De volta ao trabalho, Wanessa anuncia novo single e prepara gravação de novo DVD». Popline. Consultado em 1 de Agosto de 2010. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2013 
  73. «Wanessa lança clipe e conversa com fãs no canal VEVO». Wanessa 
  74. «Wanessa - DNA Tour». iTunes. Consultado em 1 de Agosto de 2010 
  75. «Anitta, Sandy e Wanessa estão entre os lançamentos mais esperados para 2015 pela Billboard Brasil». Billboard Brasil. Consultado em 7 de agosto de 2015. Arquivado do original em 2 de julho de 2015 
  76. «"É doloroso vê-los separados. Apenas quero que se respeitem", diz Wanessa sobre Zezé e Zilu». Revista Época. 22 de agosto de 2014 
  77. «Wanessa confirma lançamento de álbum novo para 2015». Portal Popline. 26 de setembro de 2014. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  78. «Vem hit! Wanessa Camargo grava com produtor de "Amor, Amor" e "Sem Querer"». Ponto Pop. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  79. «Wanessa volta a usar sobrenome da família a pedido do avô». Ponto Pop. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  80. «Sertanejo? Entenda a revolta que envolveu a prévia da nova faixa de Wanessa Camargo». Ponto Pop. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  81. «Wanessa choca fãs com prévias de músicas novas BEM diferentes». Popline. Consultado em 20 de agosto de 2016. Arquivado do original em 23 de agosto de 2016 
  82. «Wanessa sobre nova fase musical: 'Descobri o romântico de volta'». Glogo. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  83. «"Não me identifico com o caminho do pop no Brasil", diz Wanessa Camargo». Popline. Consultado em 20 de agosto de 2016. Arquivado do original em 18 de agosto de 2016 
  84. «Apostando em nova sonoridade, Wanessa Camargo quebra contrato com Sony Music». Popline. Consultado em 20 de agosto de 2016. Arquivado do original em 20 de agosto de 2016 
  85. «Billboard Brasil - Hot 100 Airplay» (PDF). Billboard Brasil. Internet Group. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  86. «Wanessa Camargo libera álbum novo para streaming gratuito». Popline. Consultado em 15 de agosto de 2016. Arquivado do original em 21 de agosto de 2016 
  87. Izquierdo, Tatiana (26 de agosto de 2016). «Eduardo Pepato, o produtor do momento no mercado de música sertaneja». VEJA São Paulo. Consultado em 30 de agosto de 2016 
  88. «Wanessa Camargo vem com tudo no sertanejo! Ouça as novas "Coração Embriagado" e "Vai que Vira Amor"». Hugo Gloss. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  89. «Vai Que Vira Amor - Single». iTunes. Consultado em 21 de agosto de 2016 
  90. Faustino, Emílio (24 de março de 2017). «A falta de identidade musical de Wanessa Camargo e o oportunismo do álbum "33"». Portal iG 
  91. «Wanessa Camargo grava clipe de "Anestesia"». Agito Total. Consultado em 2 de abril de 2017 
  92. «RANKINGS - Billboard Hot 100». Billboard Brasil. Internet Group. Consultado em 13 de junho de 2017 
  93. Redação Vida e Estilo (30 de maio de 2018). «Wanessa Camargo confessa que se arrependeu de voltar ao sertanejo e diz, "estava no fundo do poço"». Yahoo! Notícias. Consultado em 1 de junho de 2018 
  94. «Wanessa Camargo comenta sobre preferências: "Sexo sem fantasia é fricção"». Globo.com. Extra. 6 de julho de 2018 
  95. «Wanessa anuncia volta ao pop com nova música: "Tema mais sexual"». Revista Quem. Consultado em 17 de abril de 2018 
  96. Sequestro de Wellington Camargo tinha como foco inicial Wanessa Bombeiros Anjos da Vida
  97. «"Sou o oposto da Sandy"». Veja. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  98. «Zezé di Camargo descobre que Wanessa não é mais virgem lendo revista». Terra. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  99. «Entrevista: Aqui você saberá mais sobre os meninos KLB , kiko 21 , Leandro 19 e Bruno 16 . Os garotos foram entrevistados e não fugiram a nenhuma pergunta das fãs». OO Cities. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  100. «Wanessa Camargo não esconde romance com Erik Marmo». Terra. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  101. «Rodrigo Prado foi o genro mais querido de Zilú». Terra. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  102. «Zezé aprova o novo namorado de Wanessa Camargo». Folha de S.Paulo. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  103. «O casamento de Wanessa Camargo e Marcus Buaiz». IG. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  104. «Tudo sobre o casamento de Wanessa Camargo». Globo. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  105. «Wanessa está gravida de primeiro filho». Contigo. Consultado em 13 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 2 de setembro de 2011 
  106. «Wanessa e Marcus Buaiz apresentam o filho». Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  107. «Nasce segundo filho de Wanessa». Popline. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  108. «Mariah Carey grava show para o Fantástico ao lado de Sandy». Terra. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  109. a b c «Wanessa é anunciada por empresário sertanejo: 'Voltando às raízes'». Globo. Consultado em 12 de julho de 2017 
  110. «Musas 'teen' aderem à moda do DVD». Universo Musical. Consultado em 12 de julho de 2017 
  111. «Zezé di Camargo e Wanessa Camargo — Turnê Pai e Filha». Peggo. Consultado em 12 de julho de 2017 
  112. «Wanessa Camargo comenta Madonna e músicas favoritas». It Pop. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  113. «Parabéns com Wanessa!». JC Net. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  114. «Wanessa Camargo regrava Rita Lee em novo disco». Radio Click Mix. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  115. «15 de março de 2010 - Entrevista: Wanessa». Kboing. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  116. «Em entrevista a Fábio Porchat, Wanessa Camargo conversa com Sandy e esclarece suposta rivalidade». R7. Consultado em 12 de julho de 2017 
  117. «"Você precisa estar preparado para não acontecer"». Rolling Stone. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  118. «Wanessa lança DVD e critica pirataria: 'Vou ter que fazer música por hobby'». G1. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  119. «Produtor conhecido por Trabalhar com Wanbessa na Faixa Stuck On Repeat». Popline. 20 de outubro de 2014. Consultado em 23 de junho de 2014 
  120. «Wanessa Camargo troca pop pela música sertaneja». Folha Max. Consultado em 16 de novembro de 2015 
  121. «Wanessa lança vídeo com registros para DNA». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  122. «A.R LIVE leva suas musas para as principais festas carnavalescas». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  123. «Considerada a Rainha do Pop Brasileiro Wanessa chega a Hot Spot». Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  124. «Conhecida como a "Rainha do Pop Brasileiro", Wanessa faz jus ao título.». Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  125. «Wanessa está de parabéns». Consultado em 26 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  126. «Wanessa começa a comemorar seus 15 anos de carreira». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  127. «Conhecida como a "Rainha do Pop Brasileiro", Wanessa faz jus ao título.». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  128. http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/wanessa-vira-boneca-pelas-maos-de-marcus-baby/2011/08/02-114404.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda) Wanessa vira boneca pelas mãos de Marcus Baby|trabalho=|acessodata=27-09-15}}
  129. «Wanessa ganha prêmio em show». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  130. «Um espetáculo e uma grande pista de dança! Assim foi o show da Wanessa». Dammit. Consultado em 6 de janeiro de 2016 
  131. «Sounday: O futuro do pop nacional nas mãos de Wanessa». Dammit. Consultado em 6 de janeiro de 2016 
  132. «Wanessa na Uol». Uol. Consultado em 13 de janeiro de 2012 
  133. «Wanessa doa R$ 150 mil recebidos por propaganda na revista com foto do filho». Consultado em 29 de agosto de 2015 
  134. «Wanessa doa cachê de R$ 50 mil recebido de revista para projetos da Unicef». Uol. Consultado em 15 de outubro de 2014 
  135. «Wanessa faz pocket show virtual com músicas antigas e nunca cantadas antes». Popline. Consultado em 15 de fevereiro de 116  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  136. «Wanessa é nomeada embaixadora da ONU, em Brasília». O Dia. Consultado em 3 de dezembro de 2015 
  137. «'Ser contra gente que faz amor é ridículo', diz Wanessa sobre gays e Daniela Mercury». UOL. Consultado em 25 de dezembro de 2015. Arquivado do original em 30 de agosto de 2014 
  138. «Cantora Wanessa faz show de encerramento na "Parada LGBT"». Rio Music Conference. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  139. «Wanessa responde como reagiria se tivesse um filho gay». Parou Tudo. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  140. «No Instagram, Wanessa Camargo mostra apoio ao casamento gay». iBahia. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  141. «Wanessa Camargo defende o público LGBT e ganha apoio de Daniela Mercury». O Povo. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  142. «Parada Gay: 1 dia de festa para 364 de opressão, diz APOGLBT». Terra. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  143. «Surpresa! Rodrigo Faro ganha homenagem de aniversário na Hora do Faro deste domingo (18)». Consultado em 17 de outubro de 2015 
  144. «Participantes do 'Peladão a Bordo' serão anunciadas nesta terça (17)». UOL. Consultado em 17 de outubro de 2015 
  145. «Sandy, Wanessa e Fiuk "competem" em concurso de canto na animação "Sing"». UOL. 21 de dezembro de 2016 
  146. «Wanessa Camargo estreia reality show online, assista "Dossiê Wanessa"!». Popline. Consultado em 13 de janeiro de 2012 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote
  Categoria no Commons