Abrir menu principal

Watch n' Learn

canção de Rihanna
"Watch n' Learn"
Canção de Rihanna
do álbum Talk That Talk
Gravação 2011;
No. 4 Entertainment
(Los Angeles, Califórnia)
Género(s) Dancehall, pop
Duração 3:31
Editora(s) Def Jam
Composição Priscilla Renea, Chauncey Hollis, Robyn Fenty, Alja Jackson
Produção Hit-Boy
Faixas de Talk That Talk
"Roc Me Out"
(9)
"Farewell"
(11)

"Watch n' Learn" é uma canção da cantora barbadense Rihanna, gravada para o seu sexto álbum de estúdio Talk That Talk. Foi composta pela própria, juntamente com Priscilla Renea, Chauncey Hollis e Alja Jackson, sendo que a produção esteve a cargo de Hit-Boy. A sua gravação decorreu em 2011 no estúdio No. 4 Entertainment, em Los Angeles, na Califórnia. Mesmo sem ter sido lançada como single, devido às descargas digitais posteriores ao lançamento do disco, conseguiu entrar na tabela musical Gaon International Chart da Coreia do Sul.

Musicalmente, deriva dos géneros musicais dancehall e pop, com influências sonoras proeminentes no reggae. O seu arranjo musical é composto por vocais, sintetizadores, instrumento de percussão e bateria. A letra retrata uma história de uma mulher que ensina o seu parceiro como a amar de maneira certa, recorrendo a referências sexuais. Os críticos fizeram maioritariamente críticas positivas, sendo que muitos elogiaram a composição e som da obra, sendo que relacionaram-na com um dos trabalhos da cantora norte-americana Beyoncé.

Antecedentes e desenvolvimentoEditar

Após o lançamento e aclamação do álbum anterior de Rihanna, Loud, a cantora revelou através da rede social Twitter que este seria relançado com novas músicas no outono de 2011, escrevendo que "a era Loud continuaria com novas canções para adicionar à coleção".[1] Em setembro de 2011, a artista afirmou que os planos para o relançamento tinham sido cancelados, completando que o disco "tem o seu próprio corpo de trabalho, e como fizeram um enorme esforço merecem algo novo".[2]

Em 15 de setembro de 2011, em resposta a um fã através do seu perfil no Twitter, a intérprete confirmou que as sessões de gravação estavam a decorrer e confidenciou que o álbum seria lançado no outono (hemisfério norte).[3] "Watch n' Learn" não foi originalmente concebida para um artista em particular quando Hit-Boy começou a trabalhar nela.[4] Durante uma entrevista com Jocelyn Vena da MTV News o responsável explicou o seguinte: "Estava em estúdio com esta incrível [compositora] Priscilla Renea, e estava à ponto de dizer-lhe para ir para casa, mas depois disse, 'Fica aqui e vê se consegues ter uma ideia para esta [a música]'".[4] Renea tinha trabalhado anteriormente com Rihanna em 2010 para o single "California King Bed".[5] Chauncey Hollis, nome de nascimento do produtor, explicou mais tarde, que na altura que deixou o estúdio e chegou a casa, Priscilla já tinha concebido uma ideia e definido um conceito para a canção.[4] Eventualmente, satisfeito com o produto final, enviou a música para Rihanna, que segundo a sua equipa, "ficou maluca quando ouviu" e quis de imediato gravar para incluir no seu sexto disco de originais, Talk That Talk.[4]

Nessa mesma conversa com Vena para o canal de música, Hollis explicou o título do tema: "Chama-se 'Watch n' Learn', e as pessoas vão perceber sobre o que é quando for editada. É um registo muito sensual, mas muito divertido. [Tem] grandes melodias; é cativante; a batida fica na cabeça.[4] Existem tantos elementos diferentes nele".[4] Quando perguntado pela satisfação com os vocais da artista barbadense, afirmou o seguinte: "Ela arrasou vocalmente. Eu estava no estúdio na semana passada a ouvir uma mistura dela [canção], e meu, ela arrasou. Sinto que, realmente, esta música vai ser grande. Estou muito animado".[4]

Estilo musical e letraEditar

Demonstração de 23 segundos de "Watch n' Learn", construída com vocais, sintetizadores, instrumento de percussão e bateria.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"Watch n' Learn" é uma canção de tempo moderado que deriva do género dancehall e pop, com influências sonoras proeminentes no reggae,[6][7] e produção do norte-americano Hit-Boy.[8] A sua gravação decorreu em 2011 nos estúdios No. 4 Entertainment, em Los Angeles, na Califórnia.[9] A sua composição foi construída através de vocais, sintetizadores, instrumento de percussão e bateria,[9][6][10][11] sendo que o seu arranjo foi concebido no hotel Sofitel em Paris.[9] Kuk Harrell e Marcos Tovar estiveram a cargo da gravação e arranjos vocais, e o último também tratou da mistura. Jennifer Rosales e TT foram creditados como assistentes de todo o processo.[9]

Melissa Maerz da revista Entertainment Weekly comparou o uso de certo tipo de instrumentos ao tema de 1983, "Buffalo Soldier", por Bob Marley.[12] Jason Lipshutz da Billboard elogiou o balanço entre os sintetizadores e os instrumento de percussão, considerando-o "tenso e envolvente".[13] Edward Keeble da publicação on-line Gigwise sublinhou que a canção possui semelhanças em relação à sonoridade da banda de R&B e hip-hop norte-americana TLC, referindo que soa também como "um regresso" ao trabalho do grupo de synthpop Art of Noise.[14] Maz Halima da Flavour Magazine assinalou que a batida soava "futurista" e que relembrava uma nova versão de obras do rapper Kanye West.[15]

Liricamente, retrata uma história de uma mulher que ensina o seu parceiro como a amar de maneira certa, recorrendo a referências sexuais.[13][16] Jocelyn Vena da MTV News comentou que o conteúdo lírico era "atrevido", mas a sua melodia suave era suficiente para nos esquecermos de "uma faixa que é um pouco obscena na realidade".[16] Chris Coplan do portal Consequence of Sound afirmou que durante a interpretação da letra, Rihanna é orgulhosa e sexual, sendo que a sua confiança vem de outro lugar.[17] Segundo alguns analistas, a artista revela as suas fantasias sexuais através da seguinte passagem: "Eu vou fazê-lo, fazê-lo, fazê-lo / Na cama, no chão, no sofá / Apenas porque os teus lábios dizem para o meter na boca / Só porque eu não te posso beijar de volta / Não significa que não possas beijar isso",[nota 1] que foram descritos como "indecentes" por Brad Wete da Complex.[18][19] À medida que a obra continua, os críticos realçaram a falta de "subtileza" da cantora ao introduzir o seu parceiro com as linhas "É a tua vez agora / Vê e aprende agora / Vê e aprende agora / Se aprenderes como fazer / Eu fico", sendo que a sua forma de expressão no projeto inteiro foi comparada à do disco Erotica de 1992 por Madonna e adjetivando como a mais "vil" desde então.[20][21]

Receção pela críticaEditar

 
Jon Caramanica do The New York Times relacionou "Watch n' Learn" com a canção "Party" da cantora Beyoncé Knowles (foto).

As críticas após o lançamento da faixa foram geralmente positivas. Matthew Horton do Virgin Media designou-a como um tema de "disco tribal maravilhosamente ensolarado" com uma temática sobre sexo oral.[22] Numa análise a Talk That Talk, Mesfin Fekadu do jornal The Boston Globe, afirmou que Rihanna é "atrevida" no seu novo álbum e que funciona, sendo que em relação especificamente à música, adjetivou-a como "divertida" e comentou que a cantora está a ensinar como o seu homem deve agir na cama.[23] Maz Halima da Flavour Magazine nomeou-a como sua favorita em todo o disco em conjunto com "Cockiness (Love It)" e "You Da One".[15] Hallima considerou que a melodia "tem o som de assinatura de Rihanna" e escreveu que gostou realmente "do contraste entre o ritmo de luz e a sua voz rouca, pura e cativante".[15] Randal Roberts do Los Angeles Times sublinhou que a artista "desfia as suas intenções carnais de uma forma impressionante, embora não totalmente franca".[18] Chris Coplan do sítio Consequence of Sound definiu a obra como sendo um "congestionamento de reggae", concluindo que a artista "sem carradas de ajuda facilmente identificável ou um monte de truques muito saturados, é ainda uma maravilha".[17]

Julianne Shepherd da revista Spin afirmou que "Watch n' Learn" é "um jogo no qual há apenas uma pequena chance de vencer; mas ela [Rihanna] adoraria que tivesse tentado".[21] Andy Kellman da Allmusic comentou que a faixa era a melhor de todo o álbum, elogiando a produção de Hit-Boy e acrescentando que é mais "única" que o seu trabalho em "Niggas in Paris" de Jay-Z e Kanye West.[11] Giovanny Caquais do portal CultureBlues concluiu que o trabalho "afasta-se" do estilo techno e das influências de David Guetta que, segundo o crítico, no álbum existe um "afogamento" nelas. Caquais afirmou que pensava ainda que "as mulheres atrevidas vão adorar cantar [a música] nos seus carros".[7] Chelsea Lewis do The Celebrity Cafe considerou que a artista faz uma declaração ao longo da letra, assumindo a sua independência enquanto mulher na indústria musical.[24] Cameron Adams do Herald Sun, em comparação com outros registos de cariz sexual no disco, concluiu que esta era "pelo menos instrutiva", enquanto que Jon Caramanica do periódico The New York Times relacionou a música com "Party" de Beyoncé. Contudo, Caramanica concluiu que, embora dê uma "boa sensação na boca, não tem gosto".[25]

Desempenho nas tabelas musicaisEditar

Após o lançamento de Talk That Talk, "Watch n' Learn" atingiu a 89.ª posição como melhor na Gaon International Chart da Coreia do Sul, com um número de vendas avaliado em 6,049 mil descargas digitais.[26]

PosiçõesEditar

Tabela musical (2011) Melhor
posição
  Coreia do Sul - Gaon International Chart[26] 89

CréditosEditar

Todo o processo de elaboração da canção atribui os seguintes créditos pessoais:[9]

  • Rihanna – vocalista principal, composição;
  • Priscilla Renea - composição;
  • Chauncey Hollis (Hit-Boy) - composição, produção;
  • Alja Jackson - composição;
  • Kuk Harrell - produção e gravação vocal;
  • Marcos Tovar - gravação vocal, mistura;
  • TT, Jennifer Rosales - assistência de gravação vocal.

Notas

  1. "I'mma do it do it do it / On the bed on the floor on the couch / Only cause your lips say make it to my mouth / Just because I can't kiss back / Doesn't mean you can't kiss that", no original.

Referências

  1. «Rihanna to Re-Release Loud» (em inglês). Black Entertainment Television. 17 de Junho de 2011. Consultado em 7 de Outubro de 2011 
  2. «Rihanna Scraps "Loud" Re-Release For New Album» (em inglês). Hello Beautiful!. 6 de Setembro de 2011. Consultado em 7 de Outubro de 2011 
  3. James Dinh (16 de Setembro de 2011). «Rihanna announces Fall release for new album» (em inglês). MTV. Consultado em 7 de Outubro de 2011 
  4. a b c d e f g Jocelyn Vena (11 de Novembro de 2011). «Rihanna 'Killed It' On Talk That Talk's 'Watch N' Learn'» (em inglês). MTV News. Consultado em 20 de Julho de 2013 
  5. Sam Lansky (21 de Novembro de 2011). «Rihanna's 'Talk That Talk': A Track-By-Track Guide To Her New Album» (em inglês). MTV. Consultado em 20 de Julho de 2013 
  6. a b Claire Suddath (21 de Novembro de 2011). «Album Review: Rihanna Talk That Talk» (em inglês). Time. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  7. a b Caquais Giovanny (30 de Novembro de 2011). «Album Review: 'Talk That Talk' – Rihanna» (em inglês). CultureBlues. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  8. «Rihanna Reveals Second Single, Producers on 'Talk That Talk'» (em inglês). Rap-Up. 9 de Novembro de 2011. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  9. a b c d e (2011) Créditos do álbum Talk That Talk por Rihanna, pg. 9. Def Jam Recordings/SRP Music Group.
  10. Andrew Unterberger (14 de Novembro de 2011). «Rihanna's Talk That Talk – Reviewed: Watch n' Learn» (em inglês). Popdust. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  11. a b Andy Kellman. «Talk That Talk  – Rihanna» (em inglês). Allmusic. Consultado em 22 de Março de 2013 
  12. Melissa Maerz (23 de Novembro de 2011). «Talk That Talk (2011) - Rihanna» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  13. a b Jason Lipshutz (17 de Novembro de 2011). «Rihanna, 'Talk That Talk': Track-By-Track Review» (em inglês). Billboard. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  14. Edward Keeble (10 de Novembro de 2011). «Rihanna - Talk That Talk - First Review» (em inglês). Gigwise. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  15. a b c Maz Halima (23 de Novembro de 2011). «Flavour Review: Rihanna – 'Talk That Talk'» (em inglês). Flavour Magazine. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  16. a b Jocelyn Vena (21 de Novembro de 2011). «Rihanna's Talk That Talk: Five Key Tracks» (em inglês). MTV. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  17. a b Chris Coplan (22 de Novembro de 2011). «Album Review: Rihanna – Talk That Talk» (em inglês). Consequence of Sound. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  18. a b Randall Roberts (20 de Novembro de 2011). «Album review: Rihanna's 'Talk That Talk'» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  19. Brad Wete (20 de Fevereiro de 2012). «Rihanna's 10 Nastiest Lyrics» (em inglês). Complex. Consultado em 24 de Julho de 2013 
  20. Mark Graham (9 de Novembro de 2011). «Album Preview: Rihanna's Talk That Talk Is The Dirtiest Pop Record Since Madonna's Erotica» (em inglês). VH1. Consultado em 24 de Julho de 2013. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2013 
  21. a b Julianne Shepherd (21 de Novembro de 2011). «Rihanna, 'Talk That Talk'» (em inglês). Spin. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  22. Matthew Horton (21 de Novembro de 2011). «Talk That Talk — Rihanna» (em inglês). Virgin Media. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  23. Mesfin Fekadu (21 de Novembro de 2011). «Review: Rihanna successfully borrows from herself» (em inglês). The Boston Globe. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  24. Chelsea Lewis (22 de Novembro de 2011). «Rihanna's 'Talk That Talk'» (em inglês). The Celebrity Cafe. Consultado em 22 de Julho de 2013. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2014 
  25. Jon Caramanica (21 de Novembro de 2011). «Rihanna's 'Talk That Talk' Synth-Perfect for an Earlier Time» (em inglês). The New York Times. Consultado em 22 de Julho de 2013 
  26. a b «다운로드 순위집계 : 온라인 음원 다운로드 수» (em coreano). Gaon Chart. Consultado em 5 de Dezembro de 2011. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2011