Abrir menu principal

Westfália (Rio Grande do Sul)

município do estado do Rio Grande do Sul, Brasil
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Vestfália (desambiguação).
Westfália
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Westfália
Bandeira
Brasão de armas de Westfália
Brasão de armas
Hino
Lema Trabalho, integração e progresso
Gentílico westfaliano
Localização
Localização de Westfália no Rio Grande do Sul
Localização de Westfália no Rio Grande do Sul
Westfália está localizado em: Brasil
Westfália
Localização de Westfália no Brasil
Mapa de Westfália
Coordenadas 29° 25' 01" S 51° 45' 54" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes Teutônia, Boa Vista do Sul, Imigrante
Distância até a capital 120 km
História
Fundação 16 de abril de 1996 (23 anos)
Aniversário 24 de março
Administração
Prefeito(a) Otavio Landmeier (PMDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 63,702 km²
População total (estimativa IBGE/2019[2]) 3 014 hab.
Densidade 47,31 hab./km²
Clima subtropical
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,752 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 70 453,968 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 24 948,29

Westfália, cujo nome deriva do alemão Westphalen, é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

HistóriaEditar

A cidade brasileira de Westfália desmembrou-se, em 1996, dos municípios gaúchos de Teutônia e Imigrante.

O nome é uma homenagem aos imigrantes alemães, na maioria originária da região de Westfalen, na Alemanha, que chegaram ao local por volta de 1869 e falavam o dialeto da língua alemã Hunsrück, ainda hoje muito difundido entre os moradores da localidade. Do trabalho e da integração desses imigrantes, junto com os italianos e lusos, resultou o progresso e o desenvolvimento que transformou o município em potencial turístico, cultural e econômico no Vale do Taquari, região do estado do Rio Grande do Sul.

O nome dos bairros é uma homenagem aos primeiros imigrantes da região, entre eles Daniel e Jacob Frank, Cristian e Peter Schmidt e os irmãos Horst [5]

Em 16 de março de 2016, o Plattdüütsch foi cooficializado no município.[6]

Seus habitantes são chamados westfalianos.

GeografiaEditar

Sua população foi estimada em 3 014[2] habitantes, conforme dados do IBGE de 2019, e sua área é de 63,702 km², pertencendo à macro-região do Vale do Taquari. A maioria da população é de origem germânica.

O município é composto por quatro bairros ou localidades principais: Paissandu, Frank, Schmidt (que pertenciam à cidade de Teutônia) e Berlim (que pertencia à cidade de Imigrante).

O principal acesso se dá pela Rota do Sol. Dista 115 quilômetros de Porto Alegre.

EconomiaEditar

A cidade de Westfália é destaque em distribuição de renda.

A principal atividade econômica é a agropecuária: bovinocultura, suinocultura, avicultura, produção de ovos e leite. Também se destaca a produção de milho, com grande produtividade por hectare. Na indústria o setor da alimentação é o mais importante.[7]

CulturaEditar

Westfália se destaca no cenário regional pela extensa programação em seu calendário de eventos, em sua grande maioria relacionada com a cultura alemã. Para isso, o município conta com grupos de danças, diversas sociedades de cantores, corais, grupos do lar e clube de mães.

Além das casas enxaimel e da paisagem, que fica entre serras e vales, ressalta-se a Igreja Evangélica Sião de Linha Frank (IECLB), onde foi batizado Ernesto Geisel, presidente do Brasil na década de 1970.

ReligiãoEditar




 

Religiões em Westfália (2010)[8]

  Protestantismo (79.10%)
  Catolicismo Romano (20.26%)
  Sem religião (0.42%)
  Não determinado e múltiplo pertencimento (0.22%)

Segundo o Censo 2010 do IBGE, 79,10% da população do município era protestante, 20,26% eram católicos romanos, 0,42% não tinha religião e 0,22% não determinaram sua religião ou declaram multipla filiação.[8]

Dentre as denominações protestantes em Westfália, a maioria da população é luterana, cerca de 76,92% da população do município. Os congregacionais são 0,14% e os pentecostais 1,57%, dentre os quais, as Assembleias de Deus são o maior grupo pentecostal, com 1,43% da população, seguida pela Igreja do Evangelho Quadrangular com 0,14%.[8]

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. a b «Estimativa populacional 2019 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2019. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «História – Prefeitura Municipal de Westfália Prefeitura Municipal de Westfália». www.westfalia.rs.gov.br. Consultado em 30 de maio de 2017 
  6. Lei nº 1302, de 16 de março de 2016
  7. Memorial da Aepan-ONG
  8. a b c «Religião em Westfália». Consultado em 8 de novembro 2017 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar