White Banners

filme de 1938 dirigido por Edmund Goulding
White Banners
No Brasil Novos Horizontes
 Estados Unidos
1938 •  p&b •  92 min 
Direção Edmund Goulding
Produção Hal B. Wallis
Henry Blanke
Jack L. Warner
Roteiro Lenore J. Coffee
Cameron Rogers
Abem Finkel
Lloyd C. Douglas (romance)
Elenco Claude Rains
Fay Bainter
Jackie Cooper
Gênero drama
Música Max Steiner
Direção de fotografia Charles Rosher
Direção de arte John Hughes
Figurino Milo Anderson
Edição Thomas Richards
Companhia(s) produtora(s) Warner Bros.
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Estados Unidos 23 de junho de 1938
Portugal 30 de novembro de 1942
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

White Banners (bra Novos Horizontes[1]) é um filme norte-americano de 1938, do gênero drama, dirigido por Edmund Goulding e estrelado por Claude Rains e Fay Bainter.

Notas de produçãoEditar

 
Bonita Granville em foto de divulgação da década de 1940. Estreou no cinema aos nove anos e especializou-se em papéis de garotas faceiras e malcriadas. Abandonou a carreira em 1947, ao casar-se com Jack Wrather, um milionário do petróleo e produtor da telessérie Lassie. Ela mesma produziu ou coproduziu mais de trezentos episódios da cachorrinha. Faleceu vitimada por um câncer, em 1988.[2]

White Banners é baseado no romance homônimo de Lloyd C. Douglas, cuja mensagem cristã foi transposta para a tela como "na adversidade, ofereça a outra face"[3] ou ainda "o melhor mesmo é viver com ".[4]

O filme, com o título Novos horizontes, deu a Fay Bainter sua única indicação ao Oscar na categoria de Atriz Principal. Curiosamente, no mesmo ano ela ficou com a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante por outra produção -- Jezebel, estrelada por Bette Davis. Novos Horizontes também participou do Festival de Veneza.

SinopseEditar

Interior de Indiana, 1919. O professor Paul Ward fica indignado quando perde a patente de uma invenção que lhe é cara: a geladeira que dispensa gelo. Mas ele e seu jovem assistente, Peter Trimble, não se deixam abater e começam a trabalhar em um projeto que resultará em um congelador ainda mais sofisticado. Uma nova governanta, Hannah, é contratada. A misteriosa Hannah veio de longe e parece interessada em descobrir o paradeiro de seu filho, que ela deu em adoção logo após o nascimento.

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor atriz (Fay Bainter) Indicado[5]
Festival de Veneza Coppa Mussolini Melhor filme estrangeiro Indicado[carece de fontes?]

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Claude Rains Professor Paul Ward
Fay Bainter Hannah
Jackie Cooper Peter Trimble
Bonita Granville Sally Ward
Henry O'Neill Sam Trimble
Kay Johnson Marcia Ward
James Stephenson] Thomas Bradford
J. Farrell MacDonald Doutor Thompson
William Pawley Joe Ellis
Edward Pawley Bill Ellis
John Ridgely Charles Ellis
Mary Field Hester
Edward McWade Sloan

Referências

  1. Novos Horizontes - CinePlayers (Brasil)
  2. KATZ, Ephraim, The Film Encyclopedia, sexta edição, Nova Iorque: HarperCollins, 2008 (em inglês)
  3. HIRSCHHORN, Clive, The Warner Bros. Story, Londres: Octopus Books, 1986 (em inglês)
  4. ERICKSON, Hal. «White Banners». AllMovie. Consultado em 4 de agosto de 2014 
  5. «11.º Oscar - 1939». CinePlayers. Consultado em 9 de outubro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.