Fúria Sanguinária

filme de 1950 dirigido por Raoul Walsh
(Redirecionado de White Heat)
Fúria Sanguinária
White Heat
 Estados Unidos
1949 •  pb •  114 min 
Direção Raoul Walsh
Roteiro
Baseado em Virginia Kellogg (história)
Elenco
Género
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

White Heat (prt/bra: Fúria Sanguinária)[1][2][3] é um filme estadunidense de 1949, dos gêneros policial, drama, ação e suspense, dirigido por Raoul Walsh, com roteiro de Ivan Goff e Ben Roberts baseado numa história de Virginia Kellogg.

Em 2008, o American Film Institute indicou os dez melhores filmes em cada gênero clássico e White Heat foi destacado como o 4.º melhor filme de gângster.[4]

Em 2003, White Heat foi selecionado para manter uma cópia preservada na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.[carece de fontes?]

SinopseEditar

 
James Cagney como "Cody Jarrett"

Cody Jarrett é um perverso e demente líder de uma quadrilha de criminosos. Casado com a infiel Verna, Jarrett é muito ligado à mãe dele, "Ma" Jarrett, igualmente criminosa, determinada e também sua confidente.

A gangue de Jarrett rouba um trem e na ação quatro condutores e um dos capangas de Jarrett morrem. Utilizando-se de informantes, a polícia descobre o esconderijo de Jarrett e o prende. Jarrett usa de um álibi (confessa um crime menor cometido na mesma hora do assalto ao trem) e pega uma pena de apenas três anos. Os agentes do Tesouro querem descobrir quem é o "Comerciante", um bandido que providencia a "lavagem de dinheiro" de Jarrett e colocam um agente disfarçado na cela do criminoso. Jarrett sofre um atentado na prisão, ordenado pelo seu braço-direito "Big Ed" Sommers que se tornara amante de Velma. É salvo pelo agente disfarçado, que usa o nome de Vic Pardo.

Jarrett consegue escapar com Pardo e na fuga mata o seu agressor e depois se vinga de "Big Ed". Com a quadrilha reunida, Jarrett planeja um assalto a uma fábrica química em Long Beach, Califórnia. Informada por Pardo, a polícia prepara a emboscada.

Elenco principalEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

Premiação Categoria Recipiente Resultado
Oscar 1950 Melhor roteiro original Virginia Kellogg Indicado[5]
Prêmio Edgar Allan Poe 1950 Melhor filme Indicado[carece de fontes?]

Referências

  1. EWALD FILHO, Rubens (1975). Os filmes de hoje na TV. São Paulo (Brasil): Global. p. 86 
  2. «Fúria Sanguinária». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 24 de outubro de 2019 
  3. «Fúria Sanguinária». Portugal: CineCartaz. Consultado em 24 de outubro de 2019 
  4. «AFI's 10 Top 10». American Film Institute. 17 de junho de 2008. Consultado em 18 de junho de 2008 [ligação inativa]
  5. «22.º Oscar - 1950». CinePlayers. Consultado em 24 de outubro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.