Abrir menu principal

Wikipédia:Esplanada/geral/Palavra-passe (25jan2015)

Sempre que vou logar aqui dou de cara com a tal "palavra-passe". Parece-me que seria conveniente um aviso aos brasileiros que se trata de uma senha, sob pena de alguém achar que se trata de algo extrassensorial. "palavra-passe (senha)", por ex.. O que acham? E. Feld fala 11h03min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Ainda não é possível geolocalizar essas diferenças? Lechatjaune msg 11h06min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Ver phab:T58464 e phab:T5665. Helder 12h16min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Alguém sabe o link p/a página do Mediawiki respectiva? E. Feld fala 11h07min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Aparece em várias mensagens do sistema: [1]. Lechatjaune msg 11h34min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
No Brasil não se usa palavra-chave? Shgür Datsügen (discussão) 11h20min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
No sentido de um código para acessar um sistema de informática, não. Normalmente usamos 'senha'. Lechatjaune msg 11h34min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Todas as politicas e orientações aqui são em portugues de Portugal, eles "sempre chegam primeiro". Sem contar os brasileiros excentricos que se metem também a escrever no portugues de lá ou aportuguesam tudo que veem pela frente. No mais, como palavra-passe é grego pros brasileiros (90% dos que aqui consultam) sugiro humildemente que no tal lugar seja colocado "palavra passe/senha", de maneira a "clarear" as coisas para ambos. MachoCarioca oi 20h19min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Concordo, trocar todas as ocorrências de "palavra-passe" por "palavra-passe/senha". !Silent (discussão) 21h11min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Aproveitando, todas as ocorrências de "usuário" também devem ser alteradas para "usuário/utilizador". O motivo é o mesmo: o termo "usuário" também não é compreendido em Portugal. Antero de Quintal (discussão) 21h28min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Concordo, tudo isso ai deve ter as duas versoes. MachoCarioca oi 22h40min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Isto é retornar às discussões já passadas sobre as variantes da língua. Nada disso é necessário. Ou é senha ou é palavra-passe. Não vamos agora utilizar / para tudo o que é letra. Shgür Datsügen (discussão) 22h47min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Não é tudo que é letra, Shgur, mas algo fundamental que é logar na Wikipedia, nada tem a ver com textos ou verbetes. Não há qualquer motivo pratico para que não se faça isso, se as expressões são estranhas para ambos os povos. MachoCarioca oi 23h00min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)

Não vejo problema algum em modificar a "palavra-passe" por "senha" uma vez que em Portugal também esta é utilizada. As duas torna-se supérfluo. Shgür Datsügen (discussão) 23h07min de 25 de janeiro de 2015 (UTC)
Se "senha" é compreendida e utilizada tanto no Brasil quanto em Portugal, no sentido de código de acesso a um sistema, então concordo com a alteração para "senha" apenas. Ruy Pugliesi 00h32min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)
Ah bom, eu tinha entendido que aí o comum era "palavra-passe". Se não é, vai a pergunta que não quer calar: se em Portugal também é senha, de onde saiu "palavra-passe"?? MachoCarioca oi 00h37min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)
Apesar de haver uma certa variação em Portugal entre senha e palavra-passe, a meu ver "senha" é a melhor opção para os mais apoquentados com as variantes, dado que esta palavra possui maior tradição do que aquela que é um decalco de password. Refira-se ainda que em Portugal também se utiliza "palavra-chave" que possui o mesmo significado. Shgür Datsügen (discussão) 01h08min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

"Senha", em Portugal, hoje em dia, só é utilizada no contexto militar. Nas últimas décadas e no contexto de software, o único termo usado tem sido "palavra-passe". "Senha" só é comum em software traduzido para pt-br. É provável que a maior parte da geração com 30 anos ou menos desconheça de todo ou fique confundida com o termo, embora seja dicionarizado. Antero de Quintal (discussão) 01h47min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

Então já temos uma pista: quem enfiou "palavra-chave" ali foi um português de menos de trinta anos rs MachoCarioca oi 03h16min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

Umas achas para o debate. GoEThe (discussão) 09h17min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

Como sempre, a minoria das minorias impõe as coisas por aqui e a maioria aquiece por simples condescendência ou ignorância mesmo.--Arthemius x (discussão) 10h38min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

Se as "minorias das minorias" (sic) lhe causam tanto ódio e repulsa, proponha a cisão do projeto. Antero de Quintal (discussão) 11h02min de 26 de janeiro de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta porque "palavra-passe" não é ininteligível. Pode soar estranho a um brasileiro, mas ele entende que é um código de acesso. Até porque ele estará numa página de acesso... "Palavra-passe" = "palavra que dá passe (acesso) a algo". Superfácil perceber do que se trata.

Há palavras usadas por aqui (Wikipédia) bem mais complicadas para um brasileiro entender do que se tratam. Ecrã é um exemplo: neste caso é impossível a um brasileiro entender que a palavra é sinônimo de "tela", a menos, claro, que esse brasileiro consulte (ou já tenha consultado) um dicionário. Outro exemplo é Ficheiro, tão frequentemente usada no lugar de Arquivo para "chamar" imagens, vídeos e áudio, como por exemplo Ficheiro:Peace dove.png, Ficheiro:en-us-geek.ogg e Ficheiro:case-sensitive.webm: se para quem não é brasileiro a palavra Arquivo for inteligível (ainda que não seja usual), é melhor que por aqui se use "Arquivo" ao invés de "Ficheiro", porque "Ficheiro" não é muito fácil de descobrir o que é. Até semanticamente é estranho, porque ficheiro lembra fichário, ou seja, uma pasta física contendo folhas (fichas) impressas, algo assim...

...mas como "palavra" e "passe" são usadas no Brasil, descodificar "palavra-passe" é superfácil. Nesse caso sequer se pode falar em "dupla grafia", já que "palavra" e "passe" são as grafias também usadas no Brasil. Isso é apenas uma palavra composta.Tongue.pngSampayu 01h19min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)

Desculpe, mas ninguém tem que "decodificar" nada aqui, é tudo pra ser simples, se uma palavra não é do conhecimento comum de um dos povos em algo tão vital qto logar, que se use as duas. O que acha de eu passar tudo aqui pra pt/br porque os portugueses tbém podem "decodificar"? Qual é o problema de ter as duas palavras? MachoCarioca oi 01h33min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)
Você está falando de "interpretação de texto" como se fosse uma coisa de outro mundo... só que não é, rs. Você faz isso o tempo todo: enquanto lê este meu texto, você o está "descodificando". Leia um pouco sobre teoria da comunicação. Todos nós estamos o tempo todo descodificando símbolos: você lê estes grupos de grafemas, que são meras imagens estáticas, e "traduz" isso em uma mensagem, ideia, conceito etc. Então o problema não está em "ter ou não ter de descodificar", porque isso é inevitável: todos nós estamos aqui o tempo todo descodificando o que o outro codificou na forma de texto para que os outros leiam. O problema na realidade tem a ver com o fato de nós (brasileiros) conhecermos alguns códigos, como por exemplo "tela" e "arquivo", mas não conhecermos outros, como por exemplo "ecrã" e "ficheiro", e é isso o que nos faz sentir dificuldade para descodificar essas palavras, ou seja, para associar cada vocábulo (conjunto de letras que forma a palavra) ao seu respectivo termo (ideia que a palavra exprime). Aí é que está.
Se "palavra" e "passe" (escolar, de ônibus, do verbo passar...) não fizessem parte do nosso cotidiano (brasileiro), ou seja, se fossem símbolos/códigos desconhecidos por nós, ok. Mas não é o caso.Sampayu 02h23min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)

Escrevi, escrevi... e não respondi sua pergunta: qual é o problema de se usar duas grafias separadas por barra? O problema é que é antiestético e desnecessário: desnecessário pelas razões acima expostas, e antiestético porque é feio mesmo. Imagine se essa "moda" pega e a gente começa a colocar barra em todos os textos, em todos os casos de dupla grafia, inclusive em casos como este do "palavra-passe", que não é dupla grafia nem problema de sinonímia (ao contrário do problema de sinonímia que ocorre entre "ecrã" e "tela": embora essas palavras sejam sinônimas, essa igualdade de significado entre as duas palavras não nos é trivial porque nós, brasileiros, usamos uma variante dialetal diferente, na qual "ecrã" não é conhecida e por isto não é usada em absolutamente contexto nenhum).

Em suma: há casos relevantes que necessitam mesmo de uma padronização, como é o caso daquela palavra "Ficheiro", que gera tantas dúvidas internet brasileira afora. Mas "palavra-passe"?HihiSampayu 03h36min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com colocar as duas formas de escrita. Este é um espaço que muitos brasileiros e portugueses acessam, não existe razão para mudar, basta colocar. É só colocar palavra-passe/senha (ou vice-versa) e pronto. Não sei pra que tanta briga por isso. Além disso, não acredito que uma tela de login seja local para interpretar textos.--Chinobistar (discussão) 03h07min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)
Como assim "não é local para interpretar textos"? Nós estamos interpretando texto o tempo todo, rs. Toda vez que você lê um texto, você o interpreta. Pode até interpretar errado (interpretar de modo diferente do esperado por quem redigiu o texto). Mas de um modo ou de outro você interpreta. A interpretação dos signos é essencial para que você forme dentro da sua mente um significado para aquilo que leu. Sem isso não há como você formar um conceito e manifestar-se a respeito dele.Tongue.png

Não acho "bobagem" colocar barra na tela de login porque além de feio é desnecessário, e ainda há o risco de isso criar um precedente para que surjam outros pedidos solicitando uso de barra em outros casos, como (por exemplo) em predefinições de avisos. Não acho isso bom, acho que temos (brasileiros, portugueses, e os outros lusófonos: angolanos, caboverdianos, moçambicanos etc.) de nos esforçar ao máximo para aprender a lidar com o vocabulário uns dos outros, somente "apelando" para artifícios como esse da barra em contextos nos quais as palavras sejam incompreensíveis.Sampayu 03h36min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)
@Chinobistar: as traduções da interface colocadas sob o código "pt" são para o Português de Portugal, tal como que têm o código pt-BR são exclusivamente para o Português do Brasil. Se é para ter uma interface com essa mistura, já propus que se mova o "pt" atual para "pt-PT", para que tanto os brasileiros quanto os portugueses continue dispondo de uma interface "limpa" em sua variante local (a "bagunça" só ficaria para quem não fizesse questão de mudar o idioma da interface...). Com o sistema de fallback do MediaWiki, só é preciso "traduzir" e "personalizar" aquelas mensagens que diferem do padrão, o que nos pouparia o esforço de fazer a mesma tradução várias vezes (ver estatísticas). Helder 11h08min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)


Sampayu, não complica, vc precisou de explicar e explicar para no fim se chegar à conclusão que não há qualquer problema em ter as duas palavras ali, (na verdade, desde o começo deveria ter) estetica não vem ao caso na questão. MachoCarioca oi 21h06min de 27 de janeiro de 2015 (UTC)
Não é complicar... É que não vejo necessidade mesmo. Está inteligível. Se outras pessoas se manifestarem dizendo que não conseguem entender o significado de "palavra-passe" – questão semântica, agora não estou falando de estética –, aí tudo bem a "pseudo-dupla grafia", já que em tal caso teria caráter utilitário. Mas, se não for por isso, não vejo necessidade mesmo... Pelo menos eu leio essa palavra composta "palavra-passe" com naturalidade. Mas se outras pessoas estiverem realmente sentindo dificuldade em entender... Aí ok. Só acho pouco provável que alguém realmente esteja sentindo dificuldade. Parece mais picuinha com português europeu do que outra coisa, hehe...Tongue.png
Eu procuro ser imparcial: há casos em que a grafia europeia dificulta as coisas mesmo pra gente (brasileiro). Só não vejo essa "palavra-passe" como um desses casos.Sampayu 08h48min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
O fato é que algum não-brasileiro, minoria no projeto, inventou essa grafia e agora nós brasileiros (maioria) é que temos que ficar achando justificativas para manter do jeito que está quando, pelas regras, as diferenças devem ser resolvidas por consenso ou votação. Se não há consenso nem entre os não-brasileiros sobre essa palavra, senha é a palavra indicada. Senão, vamos à votação. Assim acabam esses abusos das minorias principalmente em relação às grafias e essa lenga-lenga da maioria querendo fazer média quando não há menor razão para isso.--Arthemius x (discussão) 09h57min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Se as minorias lhe causam tanto ódio e repulsa, proponha a cisão do projeto. Antero de Quintal (discussão) 10h22min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Um consenso para cada uma das centenas de mensagens da interface??? Cada versão da interface precisa ser consistente. Se é para usar (por padrão) o português do Brasil na interface, é só isso o que tem que ser mudado: a configuração que decide qual das variantes é usada por padrão na wiki. Não há motivo para se arranjar o trabalho de ficar duplicando o trabalho do Translatewiki aqui na Wikipédia... Helder 10h28min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Então vamos fazer uma votação para aprovar o padrão português do Brasil. Assim param as mudanças debaixo dos panos da minoria que ficam fazendo essas alterações não consensuais fora das regras e alguns brasileiros de "bom coração" ainda ficam justificando para eles, pois nem a isso se dão ao trabalho. E o meu conselho aos "odiados" e "repulsivos" é o mesmo: façam as propostas que lhe aprouverem e tentem aprová-las dentro das regras e parem com os subterfurgios que só permanecem por causa da "bondade" de alguns editores da maioria.--Arthemius x (discussão) 10h43min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Fiquei a descobrir que, num projeto em língua portuguesa, a liberdade para escrever na minha variante se trata afinal de "bom coração" (sic) e "bondade" (sic) da "maioria". A xenofobia e ódio latente de alguns elementos por aqui não parece ter limites. Antero de Quintal (discussão) 10h50min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Meu caro odiado e repulsivo, continue nessa tecla que quem sabe convença alguém que não conheça as regras ou o projeto, de que o que vc fala é alguma coisa que não a mais rematada besteira. A votação é uma regra do projeto.--Arthemius x (discussão) 11h02min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Fala serio gente, será necessario uma votação pra simplesmente incluir ali um /senha? Peloamordeus isso é ridículo, coloca-se e pronto, vao incomodar a quem isso? Se alguém tivesse "ousado" e colocado isso ali faz tempo, ninguém ia ficar reclamando de nada. Por favor, estão criando uma onda enorme com nada. Q egoismo é esse de não se querer colocar as duas palavras? Nem os portugueses se opoem, às vezes esse projeto parece que anda de quatro. MachoCarioca oi 17h57min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)
Minha sugestão é votação para o padrão do português do Brasil justamente para não termos mais esse tipo de situação, uma minoria impondo algo sem base nenhuma.--Arthemius x (discussão) 18h38min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)


Symbol declined.svg Discordo Desnecessário. Quando se «logar», vá à lista de idiomas logo acima de «Nome de utilizador(a):». Ali encontra essa sua língua tão especial: «Português do Brasil». Clique aí e verá a expressão «Palavra-passe» ser substituída por «Senha». Também pode optar por fazer clique noutro idioma qualquer como, por exemplo, English, Deutsch, 中文, ou Norsk (bokmål), todos mais decifráveis do que o extrassensorial Português Europeu. Caso essa experiência se revele traumática, peça a cisão do projeto e inicie-se uma Wikipédia pt-BR. Desde que não volte a ser abandonada, como fizeram da primeira vez: à terceira vez nunca mais voltam a ter essa oportunidade. Quanto às «maiorias» versus «minorias», o que na verdade existe na Wikipédia Lusófona atual é uma maioria de editores satisfeitos por poderem participar num interessante contexto multicultural e uma minoria de xenófobos incapazes de descodificarem o que quer que seja. 81.193.34.68 (discussão) 20h00min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Ninguém tem que "Quando se «logar», vá à lista de idiomas ", ninguém tem que ser obrigado a fazer nada alem de se logar, milhares d e pessoas que não tem qualquer conhecimento interno da Wiki ou do q fazer aqui além de simplesmente colocar texto em verbete editam aqui todo dia, tudo isso tem q ser absolutamente simples e facil. MachoCarioca oi 20h05min de 28 de janeiro de 2015 (UTC)

AO IP: Obrigado por ter vindo de seu projeto inexistente ao nosso projeto largado. E fique à vontade para voltar para a inexistência se não entende que pelas nossas regras o que deve ser lido é "senha". E dê os 500 cliques que vc falou e espere para a ler "palavra-passe".--Arthemius x (discussão) 00h27min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)

Vá impor regras e fazer alterações à socapa aqui. 81.193.6.189 (discussão) 01h47min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Não sei se todos estão cientes, mas não existe "língua brasileira", tampouco "língua portuguesa europeia". A língua que todos nós usamos por aqui é uma só: língua portuguesa. No caso, o código pt é o código ISO 639-1 que se refere especificamente à nossa língua natural, e a língua portuguesa é definitivamente a língua natural de todos nós. Já os códigos pt-pt e pt-br referem-se respectivamente à variante dialetal portuguesa e à variante dialetal brasileira. Esses códigos são uma concatenação do código ISO 639-1 pt com um traço seguido do respectivo código ISO 3166-1 alpha-2 de cada país: BR, no caso do Brasil, e PT, no caso de Portugal.

Variantes dialetais são diferentes estruturas linguísticas (fonemas, vocábulos, expressões etc.) que ocorrem dentro de uma única língua. Subvariantes dialetais são "variações dessa variação". É o caso dos regionalismos: no caso do Brasil, é o "sotaque" do nordestino, o "sotaque" do mineiro, o "sotaque" do paulista, o "sotaque" do carioca etc. Todos esses regionalismos ou "sotaques" são subvariações dialetais do português brasileiro, que por sua vez é uma variação dialetal da língua portuguesa, assim como o português de Portugal é uma variante dialetal europeia e certamente há regionalismos em Portugal.

Dispondo eu destes conhecimentos, fico triste ao ver esse tipo de "briga" aqui na Wikipédia, pois me passa a forte impressão de que alguns de vocês ou desconhecem esses conceitos ou então conhecem porém não conseguem aceitar que o fato de termos de lidar com diferenças dialetais é um fato natural da língua, e que a Internet, pelo fato de "aproximar" (não fisicamente, mas "telematicamente") pessoas geograficamente distantes (brasileiros, portugueses, alguns moçambicanos etc.), cria contextos como este, que podem ser vistos ou como oportunidade de aprendizado ou como motivo para conflitos. Ao meu ver, é mais inteligente tratar este fenômeno como uma oportunidade de aprendizado e de enriquecimento linguístico-cultural mútuo do que como motivo para atritos e qualquer tentativa de cisão. Aliás, uma cisão seria uma espécie de contra-medida ao efeito (ao meu ver benéfico) que a Internet ocasionou ao "reduzir distâncias geográficas".

Provavelmente demorará décadas até que esse efeito de "aproximação" que a Internet gerou faça seu trabalho, levando brasileiros a aprender "palavras novas" comuns ao pt-PT e levando portugueses a aprender "palavras novas" comuns ao pt-BR (coloquei "palavras novas" entre aspas porque todas pertencem ao vocabulário da mesma/única língua, embora algumas sejam usadas somente em um dialeto e outras somente em outro). Até que esse dia chegue, provavelmente muitas outras brigas como esta ocorrerão. Só espero que sejam poucas, porque elas não contribuem para o enriquecimento intelectual de ninguém: aliás, parece-me que contribuem justamente para o contrário.Sampayu 09h47min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)

Prezado Sampayu, essa sua posição era a minha até algum tempo atrás. Para nós brasileiros é muito mais fácil conviver com a diversidade, com os diferentes termos, regionalismos, etc, e por isso qualquer um de nós normalmente se mostrará muito simpático a propostas que busquem a conciliação e a convivência com outros paises e regiões do que as que signifiquem segregação. Mas isso não acontece com editores de lá. Sempre percebi a forma passional com que os portugueses se apegam a sua grafia e a forma como desprezam a diversidade, rasgam as regras mais básicas e usam de todos os artifícios, até tentando rotular der xenófobo e outras coisas quem simplesmente conhece o projeto e tenta aplicar as regras existentes. Faça um levantamento das últimas "brigas" e perceberá a postura dos editores brasileiros e a dos portugueses. Veja a quantidade de editores que são punidos por mudarem a grafia. Aí eu penso, isso está longe de ser uma colaboração, o que está havendo é uma submissão de uma maioria por uma minoria, simplesmente isso. Porque nos sujeitamos isso? Está claro que essas brigas, à luz de nossas regras, são indicativas de não haver consenso. Em muitos casos houve a cedência dos brasileiros mas isso não impede as frequentes brigas. E o que diz nossas regras quando o consenso não funciona? Deve ser feito uma votação. E numa votação numa comunidade majoritariamente brasileira, qual seria o resultado lógico? Seria a imposição da grafia no padrão brasileiro, ou, pelo menos a AO 90. É simplesmente usar a regra existente para resolver um conflito. Os portugueses serão prejudicados e ficarão insatisfeitos com essa eventual solução? Provavelmente, mas não vejo como podem continuar por aqui se, além de não respeitar regras básicas, ainda ficam apoiando tantas punições e editores que mudam a grafia e, acredito que a maioria desses sejam brasileiros, simplesmente aplicando-se a mesma lógica. Veja o recente caso do usuário Tetra Quark. Esse é o ponto que eu acho que não devemos aceitar e se para isso devemos partir para a pura e simples segregação, é o que deve ser feito.--Arthemius x (discussão) 10h21min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)

Nunca vi tanta xenofobia e disparate junto neste projeto... Antero de Quintal (discussão) 10h27min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Caro Sampayu, se há alguma "briga" aqui, é porque uma coisa extremamente simples, rápida e indolor, ou seja colocar "palavra-passe/senha" no local de logar na Wikipedia, acabou virando um bate boca depois de um bocado de "mas" (alguns trazidos por vc) sem sentido. Tudo isso aqui acabou se tornando um grande ridiculo fora do foco. MachoCarioca oi 10h47min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Symbol comment vote.svg Comentário Eu tenho apenas uma dúvida: aquilo ali sempre esteve "palavra-passe"? Não era "senha" antigamente? Eu realmente não me lembro como isso era e se sempre foi assim. MachoCarioca oi 10h52min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
@MachoCarioca: pode conferir no histórico de MediaWiki:Userlogin-yourpassword/pt e de MediaWiki:Userlogin-yourpassword/pt-br no Translatewiki (essas mensagens foram introduzidas com gerrit:67233, para resolver a tarefa phab:T48333 - ver detalhes em mw:Account creation user experience/Strings). Antes, eram utilizadas as mensagens MediaWiki:yourpassword/pt e MediaWiki:yourpassword/pt-br. E antes de 2007 o Usuário:MediaWiki default sincronizava as mensagens locais com as do Traslatewiki, mas a MediaWiki:Yourpassword foi apagada automaticamente quando esse tipo de sincronização deixou de ser necessário (poderá ver o conteúdo apagado se tiver a permissão "deletedtext"). Pelo histórico do repositório do MediaWiki no GitHub, desde outubro de 2005 é utilizado "palavra-chave" nas traduções para português de Portugal. Helder 16h56min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Helder , eu sou horrível para estas coisas como é notório, mas deixa ver se entendi o que aquilo diz:
Desde 2005 a tradução para "password" usada automaticamente e de maneira aleatória aqui é "palavra-chave". (faz sentido, os portugueses foram os primeiros por aqui e possivelmente estabeleceram isso, não sei como funciona).
Ali no "logar" era "password".[2] Em abril de 2013 o usuário DanielTom mudou para "palavra-chave" [3]; em 1 de maio do mesmo ano o usuario Lukas mudou "palavra-chave" para "senha" [4]; e em 8 de junho de 2014 o usuario vitorvicentevalente mudou de "senha" para "palavra-passe" [5]. É isso? MachoCarioca oi 17h46min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Há aí uma incorreção. Em 1 de maio o Lukas não alterou para "senha". O que fez foi criar uma página nova com a tradução pt-br. Repare que são páginas diferentes. Antero de Quintal (discussão) 17h50min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
@MachoCarioca: esse é um resumo do histórico:
Helder 18h30min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
E aquele "senha" foi parar onde? Pra mim continua "palavra-passe" e eu uso pt-br. Não entendo xongas disso, mas ao que parece, na pagina "original", um mudou password pra "palavra-chave" e o outro pra "palavra-passe", é isso? MachoCarioca oi 17h55min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
@MachoCarioca:
O parâmetro "uselang" tem precedência sobre a escolha que fizer nas preferências (e se usar uselang=qqx, verá o nome das mensagens utilizadas em cada parte da interface). Helder 18h05min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Pra quem entra na Wiki, edita deslogado mas olha aquela pagina de logar e nem sabe o que é "preferencia" (creio que a maioria q edita aqui) aparece o que? Pra mim é sempre palavra-passe. MachoCarioca oi 18h11min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
@MachoCarioca: com as configurações atuais do MediaWiki na Wikipédia lusófona, a interface apresentada para os anônimos é "pt", não "pt-BR", por isso aparece a terminologia usada em Portugal em vez da que usamos no Brasil. Helder 18h27min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Então é isso aí, estava perguntando pq queria chegar ao ponto. Se a interface apresentada aos anonimos é "pt", não devia ser. Nem "pt-br". Mas sim ter as duas variações, palavra-passe/senha. Se quem mexeu ali tivesse algum bom senso "lusófono", tinha colocado as duas qdo fez. É uma coisa simples de se aceitar e também fácil de se resolver. MachoCarioca oi 19h17min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
@MachoCarioca: Atualmente só existem duas interfaces para o português: pt e pt-BR. O MediaWiki só tem como usar uma. Na WP:Esplanada/propostas/Uso do português de Portugal, pt-PT (4mar2012) eu propus a criação de uma terceira em que poderíamos misturar tranquilamente expressões de ambas as variantes, sem precisar estragar uma das versões específicas. Helder 20h18min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Não tem problema usa-se uma, apenas no 'logar' coloca-se mais uma barra e outra palavra ali, muda nada. Vc vê q sua proposta tem dois anos e morreu, essa burocracias nada resolvem, as discussões deste proejto sao em quase totalidade dos casos inuteis, não somos preparados para resolver as coisas na conversa, veja o que virou isso, uma coisa simples acabou nisso. É muito mais simples e rapido fazer só isso ai, barra e senha lá, não precisa mudar variante. MachoCarioca oi 20h25min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Fico maravilhado com algumas destas manifestações que têm vindo a assumir um caracter xenófobo neste projeto. A luta contra o xenobofismo ou mesmo racismo deve constituir um objetivo explícito deste projeto e não cabe aqui qualquer tipo de ideologia etnocêntrica e xenófoba vinda de certos modelos e subspécies discriminatórias. O respeito das minorias e a celebração da diversidade são perfeitamente compatíveis com os objectivos de igualdade de integração, e aqui encontra-se o cerne da luta contra esse tipo de ideologia e convicções filosóficas que acabam por trazer um custo pesado e evitável para a comunidade, resultante precisamente dessa discriminação. Até agora não passou de um ou outro comentário banal e de reduzida eficácia argumentativa, mas isto pode escalar para um número preocupante que deve ser tido em conta. Interessante é o facto de o que ao início não passava de uma pequena e insignificante pintelhice sobre a questão da "palavra-passe ou senha", note-se a facilidade com que o tema trouxe para a discussão implicações ideológicas e linguísticas. Shgür Datsügen (discussão) 15h25min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Realmente é de impressionar: uma simples discussão sobre aplicações de regras dentro do projeto já ultrapassou a xenofobia e agora chegamos ao racismo. Quando voltarem às regras me avisem.--Arthemius x (discussão) 16h15min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
A regra é mais ou menos esta: na Wikipédia não existe espaço para ressuscitar ideologias caducas e fracassadas com ruidosos comentários racistas, xenófobos e autoritários. Sugiro que tenha maior cuidado sobre o que pretende dizer daqui para diante. A proposta é alterar para "senha" a atual "palavra-passe", ou acrescentar a tal / a esta. Cabe a você concordar ou discordar, ponto. Shgür Datsügen (discussão) 16h52min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Foi o que pensei. Para mim a regra é WP:Votação. No mais são ameaças legais, intimidações, ou seja, coisas recorrentes de quem só aceita regras quando elas lhes favorecem ou simplesmente, entraram no projeto sem ler as regras do mesmo. Podem ver as discussões anteriores e o padrão é sempre o mesmo e, na maioria das vezes, pelos mesmos editores. Vale tudo para impedir as votações, nem essa palavra é mencionada.--Arthemius x (discussão) 17h51min de 29 de janeiro de 2015 (UTC)
Arthemius, desculpe, mas você realmente quer nos fazer crer que "votar" é um mecanismo válido para impor à minoria a opinião da maioria? Pelo amor de Deus! Se os homens aqui quisessem votar pela expulsão das mulheres, seria isso algo previsto nas regras? Estou certo de que haveria "maioria"... WP:VOTAÇÃO não foi criado como mecanismo de imposição e se assim está escrito, duvido que a ditadura da maioria tenha sido a intenção. José Luiz disc 20h33min de 2 de fevereiro de 2015 (UTC)
A situação atual é a imposição de uma minoria "que não deixa reverter o AO 45" graças a submissão de uma maioria que por lei usa o AO90. Essa submissão se dá por "bom coração", por "ignorância" da real situação ou por "condescendência" da maioria, quando pelas regras só há uma opção para resolver esse conflito: a votação.--Arthemius x (discussão) 19h26min de 3 de fevereiro de 2015 (UTC)
E enquanto isso, o assunto ficou por isso mesmo. Se o Eduardo Feld lá o primeiro a falar, tivesse entrado na tal pagina e acrescentado 'senha' nada aconteceria ficaria tudo na mesma e não teria essa discussão totlamente nonsense aqui, que ha muito tempo se desvirtuou e continua tudo na mesma. Aqui quem não ousa não mama. Coisas simples de se resolver viram discussões estereis, longuissimas e inuteis. MachoCarioca oi 19h34min de 3 de fevereiro de 2015 (UTC)
MachoCarioca, isso aqui era só pra me responderem o link respectivo, mas não me deram, tudo estaria resolvido. E. Feld fala 03h44min de 7 de fevereiro de 2015 (UTC)
Não acho tão inútil assim. Veja a discussão que ocorre na PDU do Sampayo e em especial essa afirmação aqui: [6]. E isso ainda ocorre porque são editores veteranos, imagine um novato tentanto contestar. O Vanthorn diz que a regra não obriga a reversão do AO45. Ora, não precisa obrigar basta conhecer o projeto. Quem tem interesse em manter textos pelo AO45 senão uma minoria? Se há dúvida quanto ao que diz a regra, basta fazer a votação. Não vejo nenhum editor que defende o AO 45 sequer mencionar a palavra "votação" então como é que afirmam com todas as letras o que a regra diz? É inaceitável.--Arthemius x (discussão) 19h42min de 3 de fevereiro de 2015 (UTC)
Outra afirmação interessante: [7]. Nada mais fora da realidade. Um estudante brasileiro que pesquisa e acha um texto na wikipedia vai saber que "humidade" está na variante europeia e não na brasileira? A maioria vai copiar do jeito que está e levar bomba. Uns poucos podem ainda achar que houve um erro crasso de ortografia e provavelmente vão ser mais daqueles que espalharão que a wikipedia é um lixo. Depois os mesmos editores que aceitam essa situação imposta pela minoria, que se acham "sem preconceito linguístico" e "politicamente corretos" vão ficar discutindo porque a wikipedia não tem credibilidade entre os professores e provavelmente ninguém vai levantar esse problema da bagunça das grafias e muito menos responsabilizar a referida minoria por essa situação.--Arthemius x (discussão) 13h20min de 4 de fevereiro de 2015 (UTC)
Gosto da sua obsessão com as minhas edições. Consultar logo pela manhã a minha lista de contribuições para distorcer tudo em espaços públicos parece ser o seu principal propósito neste projeto. Ainda não encaixou que toda a gente se está simplesmente a borrifar e não dá a mínima para a sua cruzada xenófoba? Antero de Quintal (discussão) 13h28min de 4 de fevereiro de 2015 (UTC)
Não, continua fora da realidade. Eu apenas costumo consultar as MR's e encontrei nada menos que duas discussões sobre grafia com afirmações equivocadas dos mesmos de sempre, suas e de quem segue suas "orientações". E, na verdade quanto ao que chama de "cruzada xenófoba" a que todo mundo está a borrifar, na verdade concordo parcialmente: a minha cruzada é pelo cumprimento das regras de votação quando há obviamente uma situação de falta de consenso e imposição por uma minoria de uma situação provocativa e conflituosa. Quanto a ninguém se borrifar para isso, ou seja, para o cumprimento das regras, concordo pois não consigo crêr que uma minoria completamente fora da realidade consiga manter quietos ou ainda coniventes tantos editores em relação a essa situação completamente desnecessária e altamente prejudicial a credibilidade do projeto.--Arthemius x (discussão) 13h41min de 4 de fevereiro de 2015 (UTC)
Que coincidência na sua "patrulha das MRs" encontrar constantemente diffs meus para distorcer em espaços públicos... Antero de Quintal (discussão) 13h45min de 4 de fevereiro de 2015 (UTC)
Não acho coincidência os mesmos sempre espalharem certas inverdades sobre o projeto. Acho mesmo é interessante...--Arthemius x (discussão) 13h49min de 4 de fevereiro de 2015 (UTC)