Wikipédia:Esplanada/propostas/Expansão do Wikipédia:Fontes confiáveis (8set2021)

Aquando de disputas sobre a qualidade de fontes, sinto que a página da Wikipédia lusófona sobre Wikipédia:Fontes confiáveis é insuficiente para indicar de forma explícita o que é uma fonte confiável e o que não é. Além de facilitar disputas sobre fontes, esta proposta também tem como objetivo aumentar o nível da comunidade, que tem, desta forma, um acesso mais facilitado ao que são fontes fiáveis e o que não são. Para já, proponho a seguinte tradução da secção "Alguns tipos de fontes" (Some types of sources), onde, claro, encorajo que se proponham alterações (especialmente para se adaptar à realidade das academias lusófonas):

Muitos artigos da Wikipédia dependem de material académico. Quando disponíveis, publicações académicas e revistas por pares, monografias académicas, e manuais escolares são geralmente as fontes mais confiáveis. Contudo, algum material académico pode estar desatualizado, em concorrência com teorias alternativas, ser controverso no campo relevante, ou largamente ignorado pelo discurso académico dominante devido à falta de citações. Tente citar o consenso académico atual quando disponível, reconhecendo que este está frequentemente ausente. Fontes confiáveis não académicas também podem ser utilizadas em artigos sobre questões académicas, particularmente material de publicações de alta qualidade da especialidade. Decidir que fontes são apropriadas depende do contexto. O material deve ser atribuído em texto quando as fontes discordam.

  • === Académicas ===
  • Preferir fontes secundárias — Os artigos devem basear-se em fontes secundárias sempre que possível. Por exemplo, um artigo de avaliação da investigação existente, um artigo de análise, uma monografia ou um manual académico é muitas vezes melhor do que um artigo de investigação primária. Quando se recorre a fontes primárias, aconselha-se extremo cuidado. Os Wikipedistas nunca devem interpretar o conteúdo de fontes primárias por si próprios (ver Wikipédia:Nada de pesquisa inédita e Wikipédia:Princípio da imparcialidade).
  • Fontes académicas fiáveis — Material como um artigo, livro, monografia, ou artigo de pesquisa que tenha sido avaliado pela comunidade académica é considerado fiável, onde o material tenha sido publicado em fontes reputadas, revistas por pares ou por publicações académicas bem conceituadas.
  • Dissertações — Dissertações completas ou teses escritas como parte dos requisitos para um doutoramento, e que estão disponíveis publicamente, podem ser utilizadas, mas deve-se ter cuidado, uma vez que são frequentemente fontes parcialmente primárias. Algumas delas terão passado por um processo de revisão por pares académicos de diferentes níveis de rigor, mas algumas não o farão. Se possível, utilizar dissertações que tenham sido citadas na literatura sobre o tópico; supervisionadas por peritos reconhecidos na matéria; ou revistas por pares independentes. As dissertações em curso não foram examinadas e não são consideradas publicadas, não sendo, por isso, em regra, fontes fiáveis. Algumas dissertações são subsequentemente publicadas como monografias académicas ou artigos revistos por pares, e, se disponíveis, estes são geralmente preferíveis à tese original como fontes. Dissertações e teses de mestrado só são consideradas fiáveis se se puder demonstrar que tiveram influência académica significativa.
  • Número de citações - Pode-se confirmar que a análise de uma fonte entrou no discurso académico mainstream ao verificar que citações académicas recebeu em índices de citações ou listas como DOAJ. Obras publicadas em revistas não incluídas em bases de dados apropriadas, especialmente em campos bem cobertos por elas, podem ser isoladas do discurso académico dominante, embora a sua adequação ou não dependa do contexto. O número de citações pode ser enganador se um autor se cita frequentemente.
  • Estudos isolados - Os estudos isolados são geralmente considerados provisórios e podem mudar à luz de mais investigação académica. Se o estudo isolado for uma fonte primária, geralmente não deve ser utilizado se existirem fontes secundárias que cubram o mesmo conteúdo. A fiabilidade de um estudo isolado depende do campo. Evite peso indevido ao utilizar estudos isolados em tais campos. Os estudos relacionados com campos complexos e abstrusos, como a medicina, são menos definitivos e devem ser evitados. Fontes secundárias tais como meta-análises, manuais académicos e artigos de avaliação académica são preferíveis, quando disponíveis, para fornecer um contexto adequado.
  • Parcialidade e revisão por pares em periódicos - Deve-se ter cuidado com os periódicos que existem principalmente para promover um ponto de vista particular. Uma alegação de revisão por pares não é uma indicação de que a revista é respeitada, ou de que qualquer revisão por pares significativa ocorre. As revistas que não são revistas por pares pela comunidade académica em geral não devem ser consideradas fiáveis, exceto para mostrar as opiniões dos grupos representados por esses periódicos.
  • Periódicos predatórios - Alguns periódicos são de muito baixa qualidade que apenas têm uma revisão por pares simbólica, se houver. Estes periódicos publicam o que quer que seja submetido, se o autor estiver disposto a pagar uma taxa. Algumas chegam ao ponto de imitar os nomes de revistas bem estabelecidas. A falta de revisão por pares fiável implica que os artigos destas revistas devem ser tratados de forma semelhante às fontes autopublicadas. Se tiver dúvidas sobre a qualidade de uma revista, verifique se o conselho editorial está sedeado numa universidade acreditada respeitada, e se está incluído no índice de citação de alta qualidade relevante - tenha cuidado com os índices que apenas listam quase todas as publicações, e não verificam os periódicos que listam.
  • Pré-impressões - As pré-impressões, tais como as disponíveis em repositórios como arXiv, medRxiv, ou bioRxiv, não são fontes fiáveis. A pesquisa que não foi revista por pares é semelhante a um blogue em qual qualquer pessoa pode publicá-la online. A sua utilização é geralmente desencorajada, a menos que cumpram os critérios para o uso aceitável de fontes autopublicadas. Contudo, as ligações a tais repositórios podem ser utilizadas como ligações de acesso aberto para artigos que tenham sido subsequentemente publicados em literatura aceitável.
  • === Organizações de notícias ===

As fontes de notícias contêm frequentemente tanto conteúdo factual como conteúdo de opinião. As reportagens de notícias provenientes de meios noticiosos bem estabelecidos são geralmente consideradas fiáveis para declarações de factos (embora mesmo as reportagens mais respeitáveis contenham por vezes erros). As reportagens provenientes de meios menos estabelecidos são geralmente considerados menos fiáveis para as declarações de facto. A maioria dos jornais também reimprime artigos de agências noticiosas tais como a Reuters, Interfax, Agence France-Presse, United Press International ou a Associated Press, que são responsáveis pela exatidão. A agência deve ser citada para além do jornal que a reimprimiu.

Comentários editoriais, análises e artigos de opinião, quer sejam escritos pelos editores da publicação (editoriais) ou autores externos (op-eds) são fontes primárias fiáveis para declarações atribuídas a esse editor ou autor, mas raramente são fiáveis para declarações de facto. As reportagens de interesse humano não são geralmente tão fiáveis como as notícias, e podem não estar sujeitas aos mesmos padrões rigorosos de verificação de factos e exatidão.

  • Ao retirar informações de conteúdo de opinião, a identidade do autor pode ajudar a determinar a fiabilidade. As opiniões de especialistas e peritos reconhecidos são mais suscetíveis de serem fiáveis e de refletir um ponto de vista significativo. Se a declaração não for fidedigna, atribuir a opinião ao autor no texto do artigo e não a representar como facto. Críticas para livros, filmes, arte, etc. podem ser opinião, resumo ou peças académicas
  • Fontes académicas e fontes não académicas de alta qualidade são geralmente melhores do que relatórios de notícias para tópicos académicos. Os comunicados de imprensa das organizações ou periódicos são frequentemente utilizados por jornais com mudanças mínimas; tais fontes não devem ser tratadas de forma diferente do que o comunicado de imprensa subjacente. Ocasionalmente, alguns jornais têm repórteres especializados que são citados pelo nome.
  • O relato de rumores tem um valor enciclopédico limitado, embora em alguns casos informações verificáveis sobre rumores possam ser apropriadas (isto é, se os próprios rumores são dignos de nota, independentemente de serem ou não verdadeiros). A Wikipédia não é o lugar para transmitir fofocas e boatos.
  • Algumas organizações noticiosas usam artigos da Wikipédia como fonte para o seu trabalho. Os editores devem, portanto, ter cuidado com fontes circulares.
  • Se uma notícia específica é fiável para um facto ou declaração, é algo que deve ser examinada caso a caso.
  • Não devem ser usadas múltiplas fontes que remetem para um artigo qualquer de uma agência noticiosa. Tais fontes são essencialmente uma única fonte.
  • Algumas organizações noticiosas não publicam as suas políticas editoriais.
  • Os sinais de que uma organização noticiosa se envolve na verificação dos factos e tem uma reputação de exatidão são, por exemplo, a publicação de correções e a divulgação de conflitos de interesse.
  • === Fontes de fornecedores e comércio eletrónico ===

Embora as diretrizes de conteúdo para ligações externas proíbam a ligação a "páginas web individuais que existem principalmente para vender produtos ou serviços", as citações em texto podem ser permitidas a páginas de comércio electrónico, tais como a de um livro na página de um livreiro ou de um álbum na sua página de streaming de música, a fim de verificar coisas tais como títulos e a duração. As fontes jornalísticas e académicas são preferíveis, contudo, e as ligações de comércio eletrónico devem ser substituídas por fontes fiáveis não comerciais, se disponíveis.

As classificações propostas pelos vendedores (tais como listas de best-sellers na Amazon) têm normalmente pelo menos um dos seguintes problemas:

  1. Pode ser impossível fornecer uma fonte estável para a alegada classificação.
  2. Quando apenas publicada pelo vendedor, ou seja, nenhuma fonte independente fiável que confirme a classificação como sendo relevante, a classificação teria geralmente peso insuficiente para ser mencionada em qualquer artigo.

Por tais razões, tais classificações são normalmente evitadas como conteúdo da Wikipédia.

  • === Fontes tendenciosas ou opinantes ===

É necessário que os artigos da Wikipédia tenham um ponto de vista neutro. Contudo, não é necessário que as fontes fiáveis sejam neutras, imparciais, ou objetivas. Por vezes, as fontes não neutras são as melhores fontes possíveis de informação de apoio sobre os diferentes pontos de vista existentes sobre um assunto.

Os vieses comuns em fontes incluem crenças políticas, financeiras, religiosas, filosóficas, entre outras. Embora uma fonte possa ser tendenciosa, ela pode ser fiável no contexto específico. Ao lidar com uma fonte potencialmente tendenciosa, os editores devem considerar se a fonte cumpre os requisitos normais de fontes fiáveis, tais como controlo editorial, reputação para verificação de factos, e o nível de independência em relação ao tema que a fonte cobre. O preconceito pode tornar a atribuição no texto apropriada, como, por exemplo, [...]

Texto original

Many Wikipedia articles rely on scholarly material. When available, academic and peer-reviewed publications, scholarly monographs, and textbooks are usually the most reliable sources. However, some scholarly material may be outdated, in competition with alternative theories, controversial within the relevant field, or largely ignored by the mainstream academic discourse because of lack of citations. Try to cite current scholarly consensus when available, recognizing that this is often absent. Reliable non-academic sources may also be used in articles about scholarly issues, particularly material from high-quality mainstream publications. Deciding which sources are appropriate depends on context. Material should be attributed in-text where sources disagree.

  • === Scholarship ===
  • Prefer secondary sources – Articles should rely on secondary sources whenever possible. For example, a paper reviewing existing research, a review article, monograph, or textbook is often better than a primary research paper. When relying on primary sources, extreme caution is advised. Wikipedians should never interpret the content of primary sources for themselves (see Wikipedia:No original research and Wikipedia:Neutral point of view).
  • Reliable scholarship – Material such as an article, book, monograph, or research paper that has been vetted by the scholarly community is regarded as reliable, where the material has been published in reputable peer-reviewed sources or by well-regarded academic presses.
  • Dissertations – Completed dissertations or theses written as part of the requirements for a doctorate, and which are publicly available (most via interlibrary loan or from Proquest), can be used but care should be exercised, as they are often, in part, primary sources. Some of them will have gone through a process of academic peer reviewing, of varying levels of rigor, but some will not. If possible, use theses that have been cited in the literature; supervised by recognized specialists in the field; or reviewed by independent parties. Dissertations in progress have not been vetted and are not regarded as published and are thus not reliable sources as a rule. Some theses are later published in the form of scholarly monographs or peer reviewed articles, and, if available, these are usually preferable to the original thesis as sources. Masters dissertations and theses are considered reliable only if they can be shown to have had significant scholarly influence.
  • Citation counts – One may be able to confirm that discussion of the source has entered mainstream academic discourse by checking what scholarly citations it has received in citation indexes or lists such as DOAJ. Works published in journals not included in appropriate databases, especially in fields well covered by them, might be isolated from mainstream academic discourse, though whether it is appropriate to use will depend on the context. The number of citations may be misleading if an author cites themselves often.
  • Isolated studies – Isolated studies are usually considered tentative and may change in the light of further academic research. If the isolated study is a primary source, it should generally not be used if there are secondary sources that cover the same content. The reliability of a single study depends on the field. Avoid undue weight when using single studies in such fields. Studies relating to complex and abstruse fields, such as medicine, are less definitive and should be avoided. Secondary sources, such as meta-analyses, textbooks, and scholarly review articles are preferred when available, so as to provide proper context.
  • POV and peer review in journals – Care should be taken with journals that exist mainly to promote a particular point of view. A claim of peer review is not an indication that the journal is respected, or that any meaningful peer review occurs. Journals that are not peer reviewed by the wider academic community should not be considered reliable, except to show the views of the groups represented by those journals.[notes 1]
  • Predatory journals – Some journals are of very low quality that have only token peer-review if any (see predatory journals). These journals publish whatever is submitted if the author is willing to pay a fee. Some go so far as to mimic the names of established journals (see hijacked journals).[1][2][3][4][5] The lack of reliable peer review implies that articles in such journals should be treated similarly to self-published sources. If you are unsure about the quality of a journal, check that the editorial board is based in a respected accredited university, and that it is included in the relevant high-quality citation index—be wary of indexes that merely list almost all publications, and do not vet the journals they list. For medical content, more guidance is available at WP:MEDRS.
  • Preprints – Preprints, such as those available on repositories like arXiv, medRxiv or bioRxiv, are not reliable sources. Research that has not been peer-reviewed is akin to a blog, as anybody can post it online. Their use is generally discouraged, unless they meet the criteria for acceptable use of self-published sources. However, links to such repositories can be used as open-access links for papers which have been subsequently published in acceptable literature.
  • === News organizations ===

News sources often contain both factual content and opinion content. News reporting from well-established news outlets is generally considered to be reliable for statements of fact (though even the most reputable reporting sometimes contains errors). News reporting from less-established outlets is generally considered less reliable for statements of fact. Most newspapers also reprint items from news agencies such as Reuters, Interfax, Agence France-Presse, United Press International or the Associated Press, which are responsible for accuracy. The agency should be cited in addition to the newspaper that reprinted it.

Editorial commentary, analysis and opinion pieces, whether written by the editors of the publication (editorials) or outside authors (op-eds) are reliable primary sources for statements attributed to that editor or author, but are rarely reliable for statements of fact. Human interest reporting is generally not as reliable as news reporting, and may not be subject to the same rigorous standards of fact-checking and accuracy (see junk food news).[6]

  • When taking information from opinion content, the identity of the author may help determine reliability. The opinions of specialists and recognized experts are more likely to be reliable and to reflect a significant viewpoint.[notes 2] If the statement is not authoritative, attribute the opinion to the author in the text of the article and do not represent it as fact. Reviews for books, movies, art, etc. can be opinion, summary or scholarly pieces.[7][8]
  • Scholarly sources and high-quality non-scholarly sources are generally better than news reports for academic topics. Press releases from the organizations or journals are often used by newspapers with minimal change; such sources are churnalism and should not be treated differently than the underlying press release. Occasionally, some newspapers still have specialist reporters who are citable by name. With regard to biomedical articles, see also Wikipedia:Identifying reliable sources (medicine).
  • The reporting of rumors has a limited encyclopedic value, although in some instances verifiable information about rumors may be appropriate (i.e. if the rumors themselves are noteworthy, regardless of whether or not they are true). Wikipedia is not the place for passing along gossip and rumors.
  • Some news organizations have used Wikipedia articles as a source for their work. Editors should therefore beware of circular sourcing.[notes 3]
  • Whether a specific news story is reliable for a fact or statement should be examined on a case-by-case basis.
  • Multiple sources should not be asserted for any wire service article. Such sources are essentially a single source.
  • Some news organizations do not publish their editorial policies.
  • Signals that a news organization engages in fact-checking and has a reputation for accuracy are the publication of corrections and disclosures of conflicts of interest.
  • === Vendor and e-commerce sources ===

Although the content guidelines for external links prohibit linking to "Individual web pages that primarily exist to sell products or services," inline citations may be allowed to e-commerce pages such as that of a book on a bookseller's page or an album on its streaming-music page, in order to verify such things as titles and running times. Journalistic and academic sources are preferable, however, and e-commerce links should be replaced with reliable non-commercial sources if available.

Rankings proposed by vendors (such as bestseller lists at Amazon) usually have at least one of the following problems:

  1. It may be impossible to provide a stable source for the alleged ranking.
  2. When only self-published by the vendor, i.e. no reliable independent source confirming the ranking as being relevant, the ranking would usually carry insufficient weight to be mentioned in any article.

For such reasons, such rankings are usually avoided as Wikipedia content.

  • === Biased or opinionated sources ===

Wikipedia articles are required to present a neutral point of view. However, reliable sources are not required to be neutral, unbiased, or objective. Sometimes non-neutral sources are the best possible sources for supporting information about the different viewpoints held on a subject.

Common sources of bias include political, financial, religious, philosophical, or other beliefs. Although a source may be biased, it may be reliable in the specific context. When dealing with a potentially biased source, editors should consider whether the source meets the normal requirements for reliable sources, such as editorial control, a reputation for fact-checking, and the level of independence from the topic the source is covering. Bias may make in-text attribution appropriate, as in "The feminist Betty Friedan wrote that..."; "According to the Marxist economist Harry Magdoff..."; or "The conservative Republican presidential candidate Barry Goldwater believed that...".

Notas: traduzi "textbook" para "manual académico"; omiti o "mostly through inter-library loan or Proquest" no ponto sobre dissertações, por não haver em português; no ponto de "Parcialidade e revisão por pares em periódicos" optei por traduzir "POV" para parcialidade. O ponto, na enwiki, tem uma nota com exemplos; no ponto sobre "Periódicos predatórios" omiti o "(see deviant journals)", as cinco notas que o seguiam, e o "For medical content, more guidance is available at WP:MEDRS", por não haver (creio) um artigo homólogo na Wikipédia lusófona; na parte sobre "Organizações de notícias", é melhor adicionar agências lusófonas como a Agência Lusa ou a Agência Brasil, caso haja consenso. Removi o "(see junk food news)". Traduzi "Human-interest story" para "crónicas", não creio que haja uma tradução em português desse exato termo; no primeiro ponto de "organizações de notícias" há uma nota para a política de WP:FF que "Afirmações extraordinárias requerem evidências robustas". No segundo, é feita uma ligação para a política da enwiki de fontes fiáveis para assuntos de medicina. Ainda no segundo, omiti "Churnalism" por não haver um artigo homólogo na ptwiki; adicionei "por exemplo" no último ponto de "Organizações de notícias". Eliminei a lista de exemplos na parte das "Fontes tendenciosas ou opinantes" para que se apresente exemplos mais afetos à lusofonia

--BunnyyHop PDD 00h42min de 8 de setembro de 2021 (UTC)

DiscussãoEditar

  Apoio a tradução e inclusão na página relevante - Boa proposta! Algumas observações sobre a tradução, entretanto: "Human-interest story" já foi usado como "Reportagens de interesse humano" em publicações acadêmicas em português (exemplo), logo acho válido restaurar a tradução literal daquele termo ao invés de "crônicas", considerando que isso valida a tradução do artigo correspondente para o português. Continuando nesse mesmo assunto, eu sugeriria uma corrida para criar esse e outros verbetes relevantes na nossa wiki enquanto essa discussão progride, para que possamos reincluir os links internos removidos até que se conclua o período de debate. Finalmente, gostaria de deixar registrado que uma página dessas é de grande valia, mas sempre senti falta, no nosso projeto, de algo como a lista em WP:RS/P do projeto anglófono, e acredito que a criação dessa página só vai aumentar a necessidade de um arquivo de discussões anteriores sobre a validez de fontes específicas, por aumentar o número de menções em resumos de edição às políticas genéricas sem que haja um repositório para discussões sobre fontes específicas. Não que isso deva entrar na mesma proposta, mas acho que um próximo passo seria a criação de uma lista parecida por aqui. YuriNikolai (discussão) 01h29min de 8 de setembro de 2021 (UTC)

  Comentário O conteúdo traduzido valoriza mais a verificabilidade acadêmica e científica, o que é importante para áreas da ciência. No entanto, precisaria embasar também as fontes vindo por veículos de imprensa, conforme nosso critério geral de notoriedade já determina. Nem tudo aqui depende apenas do reconhecimento científico e acadêmico, afinal não são todos os temas que carecem deles. Quando trabalhamos com artigos de esporte e entretenimento, por exemplo, geralmente a imprensa televisiva e esportiva também deve ser considerada, tendo em vista que já são revisadas por pares nesta área. Neste caso, o periódico também não pode ficar fora dessa. WikiFer msg 02h39min de 8 de setembro de 2021 (UTC)

WikiFer, como disse, há áreas que não têm pesquisa científica, salvo exceções, como o desporto e o entretenimento. Mas, se, não estou a interpretar mal, o texto embasa sim as fontes de veículos de imprensa, e clarifica que "[a]s reportagens de notícias provenientes de meios noticiosos bem estabelecidos são geralmente consideradas fiáveis para declarações de factos", e que, os menos estabelecidos, são considerados, geralmente, menos fiáveis. Isto quer dizer que, também nessas áreas, é diferente a fiabilidade de um site de futebol reconhecido, e de um outro site obscuro. Agora, se num caso notável qualquer, houver uma fonte académica sobre o assunto, essa fonte é "incutida de autoridade", conforme já indica a WP:FF. --BunnyyHop PDD 15h09min de 8 de setembro de 2021 (UTC)

  Comentário - Não sei o que isto vai arranjar ou melhorar relativamente ao que temos hoje. Como disse o WikiFer, há todo um leque de fontes fiáveis que não são classificadas como fontes académicas, e que têm e devem continuar a ter o mesmo valor. O facto de já ter visto no passado o proponente a remover conteúdo com fontes fiáveis não académicas para inserir conteúdo com fontes fiáveis académicas deixa-me preocupado. Luís Almeida "Tuga1143 12h26min de 8 de setembro de 2021 (UTC)

  Discordo da proposta. Sigo exatamente o que foi mencionado pelo WikiFer Citação: Nem tudo aqui depende apenas do reconhecimento científico e acadêmico, afinal não são todos os temas que carecem deles. Deve existir uma "combinação saudável" entre as fontes académicas e noticias. Não se pode apenas decidir a favor das fontes académicas e simplesmente ignorar as restantes. --Duke of Winterfell (Msg) 21h14min de 10 de setembro de 2021 (UTC)

@Duke of Winterfell: Onde é que o texto ignora as restantes fontes? No parágrafo de "Organizações de notícias", é dito que "[a]s fontes de notícias contêm frequentemente tanto conteúdo factual como conteúdo de opinião. As reportagens de notícias provenientes de meios noticiosos bem estabelecidos são geralmente consideradas fiáveis para declarações de factos (embora mesmo as reportagens mais respeitáveis contenham por vezes erros). As reportagens provenientes de meios menos estabelecidos são geralmente considerados menos fiáveis para as declarações de facto". --BunnyyHop PDD 21h27min de 10 de setembro de 2021 (UTC)