Wikipédia:Humor/Wikipedicaolismo/Diagnóstico e tratamento

Mensagem de aprovação da Panelinha


O Wikipedicaolismo é um vírus (ou bactéria - os cientistas ainda não entraram em consenso sobre a classificação) que surgiu em 2001, inicialmente nos países de língua inglesa, e que posteriormente espalhou-se pelo mundo. Em 2005 foi considerado como uma pandemia de alcance mundial.

FasesEditar

Na primeira fase da doença, muitas vezes os infectados flertam com vírus. Esta fase pode durar semanas ou até meses antes da infecção se processar por completo, apesar de sabermos de casos em que a infecção se completou desde o primeiro instante de contato.

Numa segunda fase, os infectados iniciam um período da interação com a doença. Fato esse que acaba por os levar ao vício. Esta fase pode ser reconhecida pelo impulso dos infectados de colocarem [[estranhos]] [[símbolos]] [[ao]] [[redor]] [[das]] palavras.

Na terceira fase o infectado (ou infectada - já que esta doença não faz nenhuma distinção de género), já completamente possuído, se junta a uma sub cultura marginal onde só são aceitos outros infectados, que nada mais fazem que não seja falar constantemente sobre sua doença. Ele adquire uma estranha fixação em temas como liberdade, consenso, conhecimento, e o pior de tudo, ele acredita piamente na loucura de que há coisas no mundo que são gratuitas.

Na sua fase terminal, chamam tais doentes de administradores.

SintomasEditar

  • Insônia.
  • Dores lombares.
  • Sonhar acordado.
  • Saber de coisas que a maioria das pessoas nem sabem que existem.
  • Não está ainda confirmado, mas vários rumores dão conta de que alguns infectados tem sido vistos nas mais diversas conferências tomando notas.

TratamentoEditar

A oração Wiki

(baseada na Oração da Serenidade, atribuída a Reinhold Niebuhr)

Senhor, dá-me Serenidade para aceitar as páginas que não posso editar
Coragem para editar as páginas que eu posso,
e Sabedoria para diferenciar uma da outra.
Os doze passos

(baseado no programa de 12 passos dos Alcoólicos Anônimos)

  1. Admitir que erámos impotentes contra a Wikipédia e que as nossas vidas haviam se tornado ingovernáveis.
  2. Acreditar que o criador do conhecimento maior pode nos trazer de volta a saúde.
  3. Tomar a decisão de interromper a nossa obsessão por criar e editar artigos.
  4. Fazer uma busca e inventário de nós mesmos a procura de resquícios wikipedistas.
  5. Admitir ao criador do conhecimento maior, a nós mesmos e aos outros a natureza exata dos nossos vícios e erros.
  6. Estar sempre pronto para que o criador do conhecimento maior possa remover todos estes defeitos.
  7. Humildemente pedir para que nos ajudem com nossos defeitos.
  8. Fazer uma lista de todas as pessoas a quem injustamente chamamos de troll e vândalo, e pedir desculpas por isto.
  9. Tal pedido de desculpas deve ser feito diretamente, exceto quando fazê-lo possa prejudicar outros.
  10. Continuar a fazer um inventário dos erros pessoais, e admiti-los de tempos em tempos.
  11. Procurar através da meditação melhorar o nosso contato com o criador do conhecimento maior, para que seu conhecimento seja válidos para nós.
  12. Havendo um despertar espiritual como resultado destes passos, nos comprometemos a ajudar outros wikipedicaólicos a largar o vício.
Tratamento de choque
  • Desconexão de qualquer meio de acesso à Internet, incluindo os celulares.
  • Sabotar o provedor do infectado.
  • Eliminar qualquer carnê de biblioteca que estiver ao alcance do infectado.
  • Em casos extremos, é aconselhável amarrar os dois braços do infectado ou fornecer a ele uma garrafa de uísque.
Tratamento de casos terminais
  • Para enfermos terminais a única solução é encontrar um cônjuge.

Ver tambémEditar