Abrir menu principal

Wikipédia:Pedidos de opinião

Esta página registra solicitações de inputs de terceiros referentes a disputas, políticas, recomendações ou conteúdo de artigos. Use-a para:

  • Requisitar opiniões e sugestões de terceiros;
  • Ajudar a encontrar consensos em páginas de discussão;
  • Aperfeiçoar os procedimentos de resolução de disputas;
  • Solicitar opiniões sobre uma sugestão de mudança em quaisquer artigos. Se é sobre melhoria do conteúdo, prefira utilizar a página de discussão do Wikiprojeto relacionado;
  • Solicitar comentários sobre propostas de criação de novas políticas, guias, documentações, propostas de revisão/expansão de políticas e guias. Propostas também podem ser apresentadas na esplanada;
  • Solicitar opiniões de discussões nos domínios Predefinições e MediaWiki caso haja alguma mensagem pendente ou até mesmo uma proposta de melhoria de determinada predefinição. Páginas de discussão dos domínios Predefinições e MediaWiki ficam, muitas vezes, esquecidas. Pode procurar também ajuda no Café dos programadores.

Acerca de utilização indevida desta página:

Adicione um pedido

Procedimento


  1. Adicione o pedido a esta página entre chaves, assim: {{Página do pedido}}, sem preencher o campo "Assunto".

Lista de prefeitos de Blumenau

Ferramentas: Lista de prefeitos de Blumenau (editar | discussão | histórico | afluentes | última edição | vigiar | informações | registros | registros do filtro de edições)
  ───────────────────────── Em Discussão:Lista de prefeitos de Blumenau foi iniciada uma troca de mensagens sobre referências primárias e secundárias do artigo Lista de prefeitos de Blumenau que recebeu um tag: Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde março de 2019). Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.

Apesar de acreditar que estas referências adicionais solicitadas não são necessárias pois o artigo já estava referenciado por publicações da Secretaria de Comunicação Social da própria Prefeitura, que por ofício é o principal guardião de sua própria História, iniciei um processo de reforço no referenciamento. Fui revertido por duas vezes, com a alegação de que foi utilizado um blogue cujo autor tem a sua biografia publicada pelo Governo do Rio de Janeiro, e que Blumenau em Cadernos de 1959, digitalizado pelo Arquivo Histórico José Fereira da Silva, publicado pelo Governo do Estado de Santa Catarina,[1] [2] e o Memória Digital da Fundação Cultural de Blumenau, com biografias do século XIX não eram válidas como referências, por que foram produzidos pela Prefeitura do município. Solicito validar ou não, a necessidade de referências de fontes secundárias para o artigo, e se as referências acrescentadas podem ou não serem mantidas. Agradeço e aceito de ante-mão a opinião a ser emitida, sem ressalvas ou contestações. --HTPF (discussão) 22h36min de 29 de março de 2019 (UTC)


Nota

  1. Por favor, preste atenção: a ligação é mantida pelo Ciasc, apenas, compreende? [Slade 04h56min de 30 de março de 2019‎ (UTC)
  2. Eu compreendo que a Ciasc é uma das Instituições governamentais estaduais de Santa Catarina, por tanto faz parte do Governo do Estado de Santa Catarina. Solicito a gentileza de não riscar o que eu escrevo. HTPF (discussão)

 

Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


HTPF (discussão) 22h44min de 29 de março de 2019 (UTC)

  Discordo veementemente dessas remoções e concordo com o HTPF. O site da própria Câmara Municipal, da própria prefeitura, da Hemeroteca não servem como fonte? O MachoCarioca e o DarwIn talvez saibam explicar melhor essa questão das fontes, mas tentando resumir de forma simplificada: fontes primárias e publicadas pelo próprio podem ser confiáveis sim, elas só não demonstram a relevância per si do assunto. Porém aqui temos que este é um assunto naturalmente relevante, e caso alguém duvide, o caminho é colocar o artigo em PE, mas nunca remover as fontes.-- Leon saudanha 17h28min de 16 de abril de 2019 (UTC)

Francamente, parece-me óbvio que a fonte mais fiável para a lista de prefeitos de Blumenau é a própria prefeitura, do mesmo modo que o Planalto é a fonte mais fiável para leis. Não é realmente uma fonte primária no sentido que recusamos aqui, pois prefeitura não é gente, e não são os próprios prefeitos a dizer que o são. A prefeitura é um organismo oficial, com revisão por pares, e deve ser aceite como fonte fiável, sim.-- Darwin Ahoy! 18h57min de 16 de abril de 2019 (UTC)
Com o Darwin. Às vezes é preciso pensar um pouco ao invés de apenas carimbar o papel com a letra da lei, que muitas vezes é sem sentido (aqui neste universo principalmente). Daqui a pouco ainda aparece alguém dizendo que a NASA não deve ser usada de fonte pras missões espaciais da NASA ou que um livro não pode ser usado de fonte para descrição do conteúdo........ do próprio livro. Francamente. Há fontes primárias e fontes primárias, vamos pensar um pouco? MachoCarioca oi 19h07min de 16 de abril de 2019 (UTC)
Foi adicionada {{fontes primárias}} para alertar da necessidade de fontes secundárias; o que o Hermógenes Teixeira Pinto Filho quer é adicionar mais fontes primárias. Está no texto da própria predefinição: Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia. Se evita ao máximo este tipo de fonte, pois podem ser confiáveis, o que não se aplica aos portais do poder público blumenauense:
Aqui o executivo equivocadamente descreve o fundador Hermann Blumenau como filósofo;
Aqui também o executivo grafa erroneamente o próprio bairro Vorstadt;
São dois exemplos de como estes portais institucionais devem ser consultados com cautela, sem transcrição automática, afinal somos enciclopédia e não repositório; as informações têm que serem cruzadas, objetivando conhecimento enciclopédico. Se a "fonte" não é adequada ela é removida, simples.
Não é realmente uma fonte primária no sentido que recusamos aqui, pois prefeitura não é gente, e não são os próprios prefeitos a dizer que o são. A maioria deles já é falecida. Ou seus familiares publicam sobre eles, ou a instituição que os possibilitou serem prefeitos. Toda fonte que advir do município e/ou dos munícipes é primária e não independente. Se um prefeito de Blumenau não é automaticamente notório, deve, primeiramente, ser documentado por fontes secundárias para atingir a notoriedade.
A prefeitura é um organismo oficial, com revisão por pares, e deve ser aceite como fonte fiável, sim. Pois confira os exemplos que eu trouxe, chama aquilo de revisão por pares?
Num universo idealizado eu subscreveria o @DarwIn:, mas não é o caso, portanto   discordo da adição de mais fontes primárias neste verbete. Certamente existem fontes secundárias, o próprio Hermógenes Teixeira Pinto Filho adicionou uma, mas para se ter acesso a mais delas provavelmente se faz necessária a consulta a algum acervo, e não uma mera consulta no Google. O verbete ficou a maior parte de sua existência com 3 fontes, sendo 2 primárias. Não percebo o efeito deletério de evitar mais fontes primárias no mesmo. Pelo contrário, entulhar o verbete com fontes primárias só favorece o uso de   REGIONALSlade 05h30min de 17 de abril de 2019 (UTC)
Desculpe, mas isso não faz sentido. É como pedir fonte secundária para as leis que saem do Planalto. Ou para um registo de baptismo. Isso não tem qualquer sentido. Fontes primárias em História, como são essas, são geralmente as mais confiáveis. Se acaso está escrito nalguma regra que deve ser assim, com todo o respeito, é uma regra imbecil, e o bom senso existe para ignorar esse tipo de coisa. Fonte primária tipo autobiografia nunca pode ser confundida com fonte primária em História, pois são coisas totalmente diversas-- Darwin Ahoy! 13h08min de 17 de abril de 2019 (UTC)

Fontes confiáveis podem conter alguns erros. Não é porque a Prefeitura grafa o nome de algo errado que a fonte deixa de ser confiável. O artigo deve ser escrito com base inclusive na comparação de fontes. Mas nunca as fontes serem retiradas dessa forma que foram. Uma fonte terciária é melhor que uma secundária, que é melhor que uma primária, que é melhor que nenhuma fonte.-- Leon saudanha 01h52min de 18 de abril de 2019 (UTC)

DarwIn, não estamos discorrendo sobre uma lista de leis, e se estivéssemos, provavelmente estaríamos no s:
Fontes primárias em História, como são essas, são geralmente as mais confiáveis. Eu concordaria se neste caso fosse um livro com ISBN, por exemplo, mas não um portal com páginas onde não se tem qualquer indicação de procedência das informações — lembrando que se trata de um portal que apresenta informações errôneas. E é claro que fontes secundárias são necessárias. Se fôssemos depender da prefeitura não saberíamos se o prefeito Neufert era Gerhard ou Gerard.
Percebem? São equívocos obtusos como estas grafias, ou a patente desinformação no caso do Dr. Blumenau, que demonstram como os portais do poder público da cidade são suspeitos e devem ser analisados antes de serem utilizados nos verbetes daqui do projeto a esmo.
Por escrever em bom senso, é justamente o que norteia minhas edições no verbete; a tabela por inteiro já se referenciava na galeria de ex-prefeitos do sítio da prefeitura, e querem agregar mais fontes primárias a esta fonte primária? Agreguem fontes secundárias à fonte primária "original", se faz favor. Páginas do executivo e do legislativo blumenauense não permitem confrontação, pois quando indicam a referência, é sempre a mesma, o arquivo municipal. Slade 09h34min de 18 de abril de 2019 (UTC)

  Considerando que essa discussão está parada há bastante tempo, e ninguém concordou com o Slade, e ao contrário, 4 concordaram com o Hermógenes, estarei revertendo a edição do Slade, já que a discussão não pode ficar aberta pra sempre e nem haver abuso do status quo. Entendo que o site da Prefeitura possa ter erros, mas qualquer fonte tem erros, até a Britannica. Para isso é importante inclusive haver a confrontação de fontes, e uma nota explicativa quando uma das fontes estiver em erro. Mas não se pode simplesmente dizer que o site da Prefeitura está errado e reverter tudo.-- Leon saudanha 00h00min de 1 de julho de 2019 (UTC)

Se "a discussão não pode ficar aberta pra sempre", solicito tua participação nos demais pedidos de opinião; temos exemplos de discussões abertas anteriormente a esta, mas que continuam ignoradas e tampouco foram adicionadas à {{MRDebates}}
(...) ninguém concordou com o Slade, e ao contrário, 4 concordaram com o Hermógenes (...)q:Nelson Rodrigues já proferiu: "Toda unanimidade é burra."
Entendo que o site da Prefeitura possa ter erros, mas qualquer fonte tem erros, até a Britannica. Sendo assim, por que este projeto exige verificabilidade?
(...) e uma nota explicativa quando uma das fontes estiver em erro. Isto é um absurdo. Então quer dizer que eu devo retificar material que sequer produzi? E como adicionar esta "nota explicativa" sem incorrer em pesquisa inédita? Deixe-me adivinhar: referenciando-a. Significa que tu considera como ideal utilizar 1 fonte errônea, 1 nota explicativa para a fonte errônea e 1 fonte válida para permitir verificabilidade na nota explicativa acerca da fonte errônea? É sério? Slade 10h30min de 1 de julho de 2019 (UTC)

Slade você está confundindo. O site da Prefeitura pode conter links com erros (assim como a Britannica), o que não significa que ele seja uma fonte não confiável (assim como a Britannica), são duas coisas diferentes. Imagine que um artigo da Britannica tenha erros, você vai usar ele como fonte para determinada informação? NÃO! Nesse caso deve-se procurar uma fonte melhor, que reproduza a verdade, e essa fonte é que deve ser usada para referenciar aquela informação. A nota explicativa pode (não quer dizer que deve) ser usada para evitar questionamentos, caso alguém alegue "mas a Britannica diz o contrário".

O problema é que aqui você está partindo de uma premissa verdadeira ("o site da Prefeitura tem erros") para chegar a uma conclusão falsa ("o site da Prefeitura não é fonte confiável"). Não é assim que funciona. Os links que tem fontes não confiáveis não devem ser utilizados para referenciar aquela informação. Mas você não pode automaticamente dizer que todo o site da Prefeitura de uma cidade não é confiável porque ele tem erros em meia dúzia de links.

Outro erro de interpretação das políticas da sua parte é esse: WP:NOBLOG não é para blogs profissionais de jornalistas. Isso está explícito no texto: Citação: Exceções poderão existir quando um conhecido pesquisador profissional de uma temática relevante ou quando um jornalista profissional produziu material próprio. Por esta razão, sua edição deve ser revertida e os blogs recolocados. A única exceção talvez seria http://brevescafe.net/flores_jose01.htm que realmente parece um site amador feito por alguém que não sei se é especialista na área.-- Leon saudanha 16h24min de 6 de julho de 2019 (UTC)

Penso ser um despropósito continuar a comparar o sítio da prefeitura de Blumenau com a Britannica, mas enfim... Ao menos explicasse melhor o que seria uma "nota explicativa"; desnecessária, visto que cada verbete possui sua página de discussão.
A maioria das ligações que removi por WP:NOBLOG (quais são os pesquisadores profissionais e/ou jornalistas profissionais?) contém textos de WP:FC#Opinião, com nenhuma ou pouca utilidade para uma lista, e como se não fosse suficiente, veiculados em imprensa   REGIONALSlade 10h26min de 7 de julho de 2019 (UTC)

Slade vou considerar o que disse por último, sobre o último diff, por isso creio que dá pra encerrar esse debate então. Pensei que estivesse removendo apenas por serem blogs, mas nesse caso, suas explicações creio serem satisfatórias. Concorda, Hermógenes Teixeira Pinto Filho? -- Leon saudanha 23h56min de 10 de julho de 2019 (UTC)

Não é possível concordar. As referências apagadas com a errônea alegação que eram blogs (de historiadores, jornalistas e da imprensa regional) validavam é tão somente se a pessoa foi ou não prefeito. O apagamento do referenciamento da centenária cronologia da História Política de um município divulgado pelo site oficial do próprio município com a alegação de falta de confiabilidade é opinativo. A questão de fonte primária ou secundária é irrelevante neste caso para confirmar quem foram os prefeitos da cidade. O bom senso e a maioria que opinou nesta discussão validaram esta posição, de onde se conclui que o que foi revertido deve voltar ao artigo. Mas como disse no início: Agradeço e aceito de ante-mão a opinião a ser emitida, sem ressalvas ou contestações. portanto qualquer que seja a decisão tomada não será contestada por mim, inclusive quanto aos tags erroneamente colocados no artigo. HTPF (discussão) 19h07min de 12 de julho de 2019 (UTC)
As ligações são blogues. Preste mais atenção. Responda: quais são os pesquisadores profissionais e/ou jornalistas profissionais?
O apagamento do referenciamento da centenária cronologia da História Política de um município divulgado pelo site oficial do próprio município (...) Portanto não é necessário que se adicionem textos opinativos para algo que já está referenciado.
A questão de fonte primária ou secundária é irrelevante neste caso para confirmar quem foram os prefeitos da cidade. Leia Wikipédia:Fontes confiáveis com atenção.
(...) inclusive quanto aos tags erroneamente colocados no artigo. Como? A lista continua necessitada de fontes secundárias. "Vultos de Nossa História - Prefeitos de Blumenau", não obstante haver a dúvida se é fiável ou não, não apresenta nota(s) de rodapé vinculada(s) e/ou numeração das páginas consultadas. Slade 20h06min de 12 de julho de 2019 (UTC)
Sem comentários, continuo discordando como outros que participaram deste pedido de opinião.HTPF (discussão) 13h43min de 13 de julho de 2019 (UTC)

Opinião dos senhores

Ferramentas: Predefinição:Campanhas da Guerra do Paraguai (editar | discussão | histórico | afluentes | última edição | vigiar | informações | registros | registros do filtro de edições)
  ───────────────────────── O texto seguinte foi movido de: Wikipédia:Pedidos de opinião/Lista de pedidos O texto seguinte foi movido de: Wikipédia:Café_dos_eliminadores#Opinião_dos_senhores

Bom dia. Ultimamente tenho trabalhado nos artigos relacionados a Guerra do Paraguai como batalhas, campanhas. Noto que esta predefinição Predefinição:Campanhainfo Guerra do Paraguai inserida nas infocaixas dos artigos das batalhas é muito confusa, apesar de ter tentado arrumar em ordem cronológica. Pra resolver essa confusão eu criei esta Predefinição:Campanhas da Guerra do Paraguai onde tem todos os acontecimentos separados nas respectivas campanhas, onde se vê os períodos de cada uma, além das batalhas estarem em ordem cronológica também. Gostaria da opinião dos mesmo e se aprovarem creio ser melhor proceder com a eliminação da primeira para evitar redundância. Obviamente, me disponho a substituir a predefinição em todos os artigos onde era usada. Estou aberto a sugestões caso achem necessária alguma mudança. MKBRA (discussão) 12h43min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)

Não me parece que aqui seja o local adequado para discutir isso, mas adiantando trabalho: a primeira predefinição é idêntica a uma série de predefinições idênticas que se destinam a completar as infoboxes de conflitos militares. A segunda é uma navbox. São coisas diferentes. JMagalhães (discussão) 14h11min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)
Sim JMagalhães, já sabia. O que sugiro é deixarmos a navbox apenas, e se excluir o complemento por uma questão de redundância. MKBRA (discussão) 14h49min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)
Fiquei meio na dúvida onde se discutir isso. MKBRA (discussão) 14h50min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)
Não são redundantes. Têm propósitos diferentes. Os complementos de caixas de campanha destinam-se a complementar e a ser colocados imediatamente por baixo da infobox de batalhas (embora por erro muitos sejam colocados dentro), em relação às quais têm a mesma dimensão. Navboxes destinam-se a ser colocadas no rodapé dos artigos. JMagalhães (discussão) 14h55min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)
Digo redundantes quanto as ligações internas que as mesmas vão ter, não importa onde estão posicionadas. Então não vê problema as duas estarem juntas? MKBRA (discussão) 15h01min de 17 de janeiro de 2019 (UTC)

O texto acima foi movido de: Wikipédia:Pedidos de opinião/Lista de pedidos

Movi para o lugar correto, que é a subpágina de Wikipédia:Pedidos de opinião/Lista de pedidos. MKBRA você tinha apagado essa página aqui antes, mas aqui é o lugar correto, mesmo. Pode ver que em https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Wikip%C3%A9dia:Pedidos_de_opini%C3%A3o/Lista_de_pedidos&action=edit as outras discussões estão listadas da mesma forma, e não como essa aqui estava. 2804:7F1:C080:7CC2:9D5D:D247:F022:959F (discussão) 16h42min de 5 de julho de 2019 (UTC)

Luan, o que acha?-- Leon saudanha 16h53min de 6 de julho de 2019 (UTC)

Se aquelas tais duas guerras mundiais conseguem ter seu mundaréu de batalhas organizadas numa caixa de campanha (vide Predefinição:Campanhainfo Segunda Guerra Mundial e Predefinição:Campanhainfo Primeira Guerra Mundial), as várias batalhas da Guerra do Paraguai também podem ser organizadas para tudo ficar navegável e compreensível. Sendo assim, a navecaixa criada deveria ser eliminada por redundância. --Luan (discussão) 20h38min de 6 de julho de 2019 (UTC)
@Leon saudanha, Luan e 2804:7F1:C080:7CC2:9D5D:D247:F022:959F: o objetivo daquela navecaixa era justamente a organização. Se der para organizar numa caixa de campanha por mim não tem problema algum. Quando o fizerem não esqueçam das batalhas que não estão la ainda. MKBRA (discussão) 17h20min de 8 de julho de 2019 (UTC)
Sem oposições, está   reorganizada a predef.   Falta agora alguém para remover as transclusões da navecaixa e eliminá-la. --Luan (discussão) 21h05min de 8 de julho de 2019 (UTC)
@Luan:   done. MKBRA (discussão) 01h01min de 12 de julho de 2019 (UTC)

Usuária:Lufe.cyrillo/Testes

Objetivo: este pedido de opinião tem como objetivo a revisão do artigo-teste https://pt.wikipedia.org/wiki/Usu%C3%A1ria:Lufe.cyrillo/Testes para enquadrá-lo nos requisitos da comunidade Wikipedia e publicá-lo na página https://pt.wikipedia.org/wiki/AMARO_(marca). O artigo foi reformulado do zero, a partir de uma densa pesquisa em fontes seguras, usadas como referências em todo o texto, que evidenciam a notoriedade da marca no país. Algumas das fontes referenciadas foram:

  1. Globo News - Empresas apostam nas vendas por celular http://g1.globo.com/globo-news/videos/t/todos-os-videos/v/empresas-apostam-nas-vendas-por-celular/6453020/
  2. Veja São Paulo - São Paulo do futuro: o que as lojas estão adotando https://vejasp.abril.com.br/cidades/sao-paulo-do-futuro-consumo/
  3. Estadão - Loja onde cliente compra e não leva, 'guide shop' ganha mercado https://pme.estadao.com.br/noticias/pme,loja-onde-cliente-compra-e-nao-leva-guide-shop-ganha-mercado,70002703879,0.htm
  4. Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios - INSTAGRAM LANÇA FERRAMENTA QUE PERMITE COMPRA DE PRODUTOS DIRETO DO FEED https://revistapegn.globo.com/Tecnologia/noticia/2018/03/instagram-lanca-ferramenta-que-permite-compra-de-produtos-direto-do-feed.html
  5. Estadão - Fast-fashion anuncia projeto de sustentabilidade em apoio a cinco comunidades brasileiras https://emais.estadao.com.br/noticias/moda-e-beleza,fast-fashion-anuncia-projeto-de-sustentabilidade-em-apoio-a-cinco-comunidades-brasileiras,70002650635
  6. Exame Pequenas e Médias Empresas - Moda do futuro: na Amaro, sua próxima roupa está escondida no smartphone https://exame.abril.com.br/pme/moda-do-futuro-na-amaro-sua-proxima-roupa-esta-escondida-no-smartphone/
  7. Valor Econômico (matéria impressa digitalizada) - C&A acelera renovação das vitrines https://www.pressreader.com/brazil/valor-econ%C3%B4mico/20181105/281908774154498
  8. Veja São Paulo - Amaro provoca C&A após “imitação” de conceito https://vejasp.abril.com.br/blog/liquidacao-cia/amaro-cea-guide-shop-provoca-fast-fashion/
  9. Forbes - Amaro transporta sua grife online para o mundo físico - https://forbes.uol.com.br/colunas/2015/08/amaro-transporta-sua-grife-online-para-o-mundo-fisico/
  10. Ecommerce News - AMARO oferece entrega expressa e conversão aumenta 48% https://ecommercenews.com.br/noticias/balancos/amaro-oferece-entrega-expressa-e-conversao-48/
  11. Infomoney - Como a Amaro usa os seus dados para revolucionar o varejo de moda e ter preços mais baixos https://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7372336/como-amaro-usa-seus-dados-para-revolucionar-varejo-moda-ter
  12. Além da seleção da empresa para o programa global de suporte a empreendedores Endeavor e da premiação da mesma como uma das 25 empresas mais se desejadas para trabalhar segundo pesquisa independente do Linkedin (https://endeavor.org/blog/events/endeavor-selects-32-entrepreneurs-13-markets-85th-international-selection-panel-san-francisco/, https://www.linkedin.com/pulse/linkedin-top-startups-2018-25-mais-desejadas-brasil-claudia-gasparini/).

Inseri outras fontes para trazer mais dados, fatos e densidade ao artigo, mas se algo não estiver dentro dos conformes ou não trouxer relevância, por favor sinalizem, que procurarei melhorar. A proposta do artigo é explicar, conforme explicitam as fontes, o modelo de negócio disruptivo da empresa, o novo conceito de lojas e como essa empresa tem trazido novos processos para o varejo nacional.


Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


fe.silva 19h09min de 21 de fevereiro de 2019 (UTC)


Fabiojrsouza, que eliminou da outra vez, o que acha?-- Leon saudanha 01h02min de 8 de julho de 2019 (UTC)

Leon saudanha O artigo é sobre a marca, no entanto foca demais nos métodos que utiliza (mais para propaganda do método) do quena empresa em si, cuja história fica para o fim do texto. Além dos títulos de seção em maiúscula.FábioJr de Souza msg 16h24min de 8 de julho de 2019 (UTC)

o repórter (site)

Usuário(a):Oreporter/Testes

Objetivo: solicito avaliação do conteúdo. este pedido de opinião tem como objetivo o seguinte: O wikipedia tem apenas a publicação de artigos de grandes veículos de comunicação do Brasil, ignorando os veículos locais. Eles são mais relevantes do que os grandes veículos, empregam mais pessoas e geram mais renda. Fora os dados econômicos, estes veículos exercem o jornalismo local capaz de transformar a realidade de muitas pessoas que jamais teriam voz em veículos de comunicação considerados mais importantes pelos editores do Wikipédia. É necessário uma revisão nesta posição, pois vivemos novos tempos onde os veículos tradicionais com distribuição de conteúdo pela plataforma impressa estão perdendo assinantes e deixando de existir. Além disso, os veículos locais são fonte relevante de informação sobre, obviamente, assuntos locais. Solicito, então, a análise da liberação de artigos sobre veículos locais, pois apesar de eles seguirem o mesmo modelo de apresentação dos grandes veículos, as páginas são consideradas como propaganda, algo que não tem lógica e chega a desrespeitar a igualdade tanto defendida em um país democrático. Fiz 3 tentativas de publicar um artigo sobre um site de notícias local. Ele é muito mais relevante para os moradores das duas cidades do que um site nacional, muitos com viés político alinhado à esquerda ou à direita. Estes foram aprovados, e os sites de notícias locais têm sido impedidos de publicar sua mera existência, algo que é extremamente relevante para o pluralismo de uma forma geral. As minhas tentativas foram deletadas sob o argumento de que era propaganda. Mas como explicar isso se um texto foi elaborado seguindo exatamente o que fizeram para um veículo de uma grande empresa ligada a grandes interesses econômicos/políticos? Falo em defesa de milhares de empreendedores do Brasil que fazem parte da história de suas cidades. Por favor, avaliem e comentem.comentário não assinado de Oreporter (discussão • contrib) 17h08min de 5 de março de 2019‎ (UTC)

  • A Wikipédia não está apagando os sites de nenhum jornal ou site de notícias, estamos deletando artigos na Wikipédia que não atendem WP:V. Não é verdade que sem o artigo na Wikipédia o jornal tenha prejuízo ou queda da audiênci ou que milhares de pessoas vão perder o emprego, menos, menos. O senhor já reclamou em todos os locais possíveis da Wikipédia, já mostrou que é combativo, agora chega. Não vamos mudar nossas regras sobre verificabilidade por sua causa, elas são inegociáveis por imposição de WP:5, quer editar na Wikipédia tem que seguir, não é opcional.Jo Loribd 15h12min de 7 de março de 2019 (UTC)

O jornal é um veículo de notícias pequeno, local, sem destaque, não é objeto de múltiplas fontes confiáveis e independentes, enfim, não cumpre os WP:CDN. Ele deve ser notório para conseguir um artigo na Wikipédia, e não o contrário.-- Leon saudanha 00h58min de 8 de julho de 2019 (UTC)

Wikipédia:Ignore todas as regras

Objetivo: este pedido de opinião tem como objetivo promover a página a uma política, visto que a página Wikipédia:A Wikipédia não possui regras fixas além dos cinco pilares é um ensaio. CaiusSPQR(discussão) 19h32min de 27 de abril de 2019 (UTC)

Não existe uma categoria para artigos informativos sobre o que já é política? Pois me parece o caso, seria desnecessário e indesejável, uma vez que o texto dos pilares é sucinto e suficiente. Saturnalia0 (discussão) 00h04min de 29 de abril de 2019 (UTC)

@Saturnalia0: A minha intenção de criar a página e torná-la uma política foi porque quatro dos cinco pilares fazem referência a políticas ou recomendações da Wikipédia. O quinto pilar, no entanto, refere-se a um ensaio. Para evitar que não haja problemas com a validade do quinto pilar (afinal, os cinco pilares apenas são compilações das políticas/recomendações mais importantes da Wikipédia), por isso, pensei em criar um texto curto para ser uma política, o que significa que seu texto não mudaria, especialmente porque não haveria razão para que seja alterado, e manter o ensaio como está, tornando-o um auxílio para explicar a política e o quinto pilar. --CaiusSPQR(discussão) 03h09min de 29 de abril de 2019 (UTC)
O ensaio explica o quinto pilar, o que não torna ele um ensaio. Mas entendi seu ponto. Eu teria que ler melhor o ensaio para avaliar melhor, mas em primeira vista o texto do pilar em si me parece suficiente, como mencionei. Saturnalia0 (discussão) 15h35min de 29 de abril de 2019 (UTC)

O local adequado para promover ensaios a políticas é a WP:Esplanada/Propostas.-- Leon saudanha 01h01min de 8 de julho de 2019 (UTC)

Oceania

Objetivo: este pedido de opinião tem como objetivo encontrar consenso em [| página de discussão do artigo Oceania]: [1]

Um usuário insiste que James Cook seja citado como o descobridor da Oceania, baseado em uma fonte da qual transcrevo um trecho aqui:

"O navegador Fernão de Magalhães foi o primeiro não-nativo a aportar em terras da atual Oceania – mais especificamente nas ilhas Marianas –, em 1521. Mas o português só deu uma passada para coletar mantimentos e morreu, no mesmo ano, nas Filipinas, sem saber da descoberta – patrocinado pelo reino da Espanha, ele queria mesmo era achar um novo caminho, mais rápido, para as Índias.
A partir daí, a região foi sendo explorada por portugueses, espanhóis e holandeses, mas nenhuma das nações queria colonizar o novo continente. Até que, em 1770, o inglês James Cook tomou posse da Austrália."

Segundo o usuário em questão, isso "[...] mostra que James Cook é o descobridor da Oceania."

Para mim, como eu comentei na página de questão, reforça que James Cook NÃO é o descobridor da Austrália.

Eu peço que deem suas opiniões.


Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


2804:14C:482:72FD:E01F:6043:E25A:12D3 (discussão) 21h33min de 29 de junho de 2019 (UTC)

  Comentário Ora, mas isso é surreal. A fonte fiável que acrescentei (Super Interessante) diz que ele é claramente descobridor da Austrália/Oceania. Omitir ou querer mentir sobre algo é constrangedor para você. Não queira impor seu ponto de vista contra algo óbvio. Pedro Jorge (discussão) 22h11min de 29 de junho de 2019 (UTC)

  Comentário Pedro Jorge, o artigo do qual você fala (que inclusive fui eu quem o primeiro adicionou (ah se arrependimento matasse)) diz que ele "tomou posse" da Austrália. Isso não é o mesmo que descobrir. Por exemplo, em 1606 (cem anos antes de James Cook) holandeses já haviam chegado à Austrália (a "grande-ilha" em si da Austrália) e inclusive a chamaram de Nova Holanda https://books.google.com.br/books?id=uZ_sAQAAQBAJ&pg=PA99&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false (referência que achei na Wikipedia em inglês, que aliás não afirma que James Cook descobriu a Oceania nem a Australia). Tomar posse significa que James Cook estava incluindo a Austrália às colônias britânicas, não que ele descobriu a Asutrália. 2804:14C:482:72FD:1DBD:9F15:6E6A:4C15 (discussão) 22h26min de 29 de junho de 2019 (UTC)

Responda a pergunta do Racha Cuca e você verá que James Cook é o descobridor da Oceania. A pergunta de número 5: Qual o nome do explorador e navegador que descobriu a Oceania?. Pedro Jorge (discussão) 22h37min de 29 de junho de 2019 (UTC)
é, de fato. Se você acha que essa é uma fonte fiável, vá em frente 2804:14C:482:72FD:1DBD:9F15:6E6A:4C15 (discussão) 22h50min de 29 de junho de 2019 (UTC)
Se não fosse fiável não seria um quiz. Acrescentei no artigo. Pedro Jorge (discussão) 23h00min de 29 de junho de 2019 (UTC)

Se fôssemos levar em conta o mesmo critério da América, o descobridor deveria ser Fernão de Magalhães, afinal, Colombo chegou na América primeiro, mas só Américo Vespúcio é que comprovou tratar-se de outro continente. O problema é que se não podemos fazer pesquisa inédita por síntese. Se a maioria das fontes confiáveis aponta James Cook como o descobridor, temos que dizer que ele é reconhecido como o descobridor da Oceania, ainda que se possa dizer que Fernão de Magalhães foi o primeiro europeu a chegar lá.-- Leon saudanha 15h25min de 6 de julho de 2019 (UTC)


Propulsão de foguete

Objetivo: este pedido de opinião tem como objetivo uma revisão geral no nome e de parte do conteúdo do artigo Propulsão de foguete. Cheguei novamente a ele através do projeto WikiFontes. Ele está vinculado SOMENTE a artigos de título "Motor de foguete", bem específico, em outras línguas. Existem afirmações em seu texto com as quais não concordo, e ele está sem NENHUMA fonte indicada. Já o artigo da língua inglesa, possui 47 fontes indicadas, mas como no artigo em português existe apenas um pequeno trecho que trata do "Princípio de funcionamento do motor de foguete", pouco se pode aproveitar. Gostaria de ajuda para resolver os problemas desse artigo, pois o assunto "Motor de foguete", é essencial para o tema Astronáutica.

Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


Marcric (discussão) 21h33min de 3 de agosto de 2019 (UTC)

Esclarecimentos sobre o termo "criminoso condenado"

Queria saber por que a descrição "criminoso condenado" foi removida do artigo de Sérgio Cabral? Na Wiki anglófona o termo está inserido na introdução do mesmo artigo. Além disso, os artigos sobre Jeffrey Epstein, Victor Salva, Bryon Moreno, Larry Nassar, etc, contém a mesma definição. Queria saber quem definiu o termo como "impróprio"? já que a definição, além de ser usada na principal wiki do mundo, está totalmente de acordo com o referido biografado. Grata. Juliabraga502018 (discussão) 23h24min de 19 de setembro de 2019 (UTC)

Parapsicologia

Objetivo: este pedido de opinião tem como objetivo avaliação de conteúdo de edição proposta revertida e encontrar consenso na melhoria do artigo Parapsicologia.
Em Discussão:Parapsicologia#Reversão_de_edição foi buscado um diálogo e consenso sobre tentativas que fiz de adicionar informações de outros pontos de vista científicos sobre o assunto, baseadas em fontes de alto nível de evidência. Também tentei em específico adequar a definição de "parapsicologia" igual à de dicionários e das Wikipédias em outros idiomas, removendo a assertiva parcial "Parapsicologia é uma pseudociência..." (que não é consenso na ciência e parte considerável de referências céticas e de filósofos da ciência sobre o assunto não a define assim, dando-lhe outras definições ou até chamando-a de ciência) em favor da definição inicial neutra "Parapsicologia é um estudo...". Ambas as minhas tentativas de edições foram revertidas, excluindo-se todas as informações, inclusive de minha segunda tentativa em que tentei melhorar adicionando diversas fontes, que se constituem a melhor literatura científica abrangendo o estado atual do tema. Não foi justificada a reversão, a discussão foi rejeitada e chegou-se a um impasse no consenso.

Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


Bafuncius (discussão) 02h14min de 13 de outubro de 2019 (UTC)