Wikipédia:Wikiconcurso Wiki Loves Bahia/Artigos


Página inicialRegrasPrêmiosParticipeArtigosPerguntas frequentesWiki Loves Bahia (principal)
Wiki Loves Bahia - logo v2.svg


Para o concurso, poderão ser aprimorados todos os artigos que façam parte da Categoria Bahia e suas subcategorias. Contudo, os artigos nas cinco listas abaixo oferecem uma pontuação especial. Cada lista tem um eixo norteador.

Patrimônio histórico e cultural

O Estado da Bahia apresenta um diverso patrimônio histórico e cultural que se estende para além do centro histórico de Salvador, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Mundial.

A arquitetura do período colonial é encontrada em inúmeras cidades desde as litorâneas da Costa do Descobrimento, como Porto Seguro, às do Recôncavo Baiano, como de Maragogipe e Cachoeira.

Os conjuntos arquitetônicos e monumentos desse período também estão presentes na região oeste em municípios como Lençóis, Mucugê, Rio de Contas e Igatu, no município de Andaraí, que colocam a Chapada Diamantina entre as mais belas regiões do interior do Brasil.

O Patrimônio Histórico e Cultural da Bahia não se restringe aos bens materiais. As festas, musicas, culinária, manifestações culturais e práticas da vida social que são transmitidas de geração a geração, chamados bens imateriais, fundamentam a identidade e diversidade cultural do povo baiano.

Este eixo abrange os artigos que abordam direta ou indiretamente essas patrimônio histórico e cultural. Por isso, inclui os espaços de produção e difusão cultural localizados no Estado.

Lista de Artigos
Patrimônio histórico reconhecido pelo IPHAN
Patrimônio histórico reconhecido pelo IPAC
Patrimônio Imaterial reconhecido pelo IPAC

Festas religiosas

Festas cívicas

Festas Populares

Biomas

O segundo eixo aborda a fauna e a flora da Bahia. O Estado é a única unidade federativa do país que abrange cinco biomas diferentes: o cerrado, caatinga, Mata Atlântica, além dos biomas costeiro e marinho. Agrega, nos seus limites a mata atlântica costeira, as várias feições da caatinga, as amplas extensões de cerrado, os campos rupestres nas cadeias de serras e chapadas, ecossistemas ecotonais e florestas estacionais nas transições entre os quatro biomas terrestres.

São mais de 2400 espécies endêmicas, entre espécies de animais e de plantas, além das espécies encontradas no ecossistema marinho, com destaque para o arquipélago de Abrolhos. Muitas dessas espécies estão ameaçadas de extinção. Os artigos desse eixo abrangem essa temática e assuntos correlatos.

Lista de Artigos
Aves

Struthioniformes

Tinamiformes

Anseriformes

Galliformes

Podicipediformes

Sphenisciformes

Procellariformes

Phaethontiformes

Ciconiiformes

Suliformes

Pelecaniformes

Cathartiformes

Accipitriformes

Falconiformes

Gruiformes

Cariamiformes

Charadriiformes

Columbiformes

Psittaciformes

Cuculiformes

Strigiformes

Caprimulgiformes

Apodiformes

Trogoniformes

Coraciiformes

Galbuliformes

Piciformes

Passeriformes

Mamíferos

Didelphimorphia

Pilosa

Cingulata

Primates

Lagomorpha

Chiroptera

Carnivora

Perissodactyla

Artiodactyla

Sirenia

Cetacea

Rodentia

Anfíbios
Peixes
Répteis
Plantas
Microrganismos

Festividades e religiosidade

Uma das principais características da religiosidade na Bahia é seu sincretismo.

Durante o período da escravidão, os negros eram proibidos de cultuar seus deuses, mas podiam se expressar através do canto e de danças africanas. Para os senhores essas ações eram manifestações de diversão e nostalgia, enquanto para a igreja católica, apenas atos de primitivismo inofensivo. Mas, para os negros, era a manifestação livre de sua religiosidade e de culto aos seus deuses.

Com o passar do tempo, a igreja católica compreendeu o sentido dessas manifestações e ameaçou sua continuidade. Essa atitude levou os negros a atribuir a cada deus africano um santo católico correspondente. Essa atitude levou os representantes da igreja a acreditarem que os negros haviam se convertido ao catolicismo. Desde então, o sincretismo se mantém. Em festas católicas são frequentes as manifestações das religiões africanas, ao mesmo tempo em que nos barracões de candomblé são comuns as imagens de santos católicos no altar.

Temas que direta ou indiretamente se relacionam com religiosidade estão contidos na lista de artigos desse eixo.

Lista de Artigos
Afoxés de Salvador
Ilês e Terreiros reconhecidos pelo IPHAN
Igrejas, capelas e templos reconhecidos pelo IPHAN
Conventos reconhecidos pelo IPHAN
Grupos e organizações artíticos
Festividades
Ilês e Terreiros reconhecidos pelo IPAC
Igrejas, capelas e templos reconhecidos pelo IPAC
Conventos reconhecidos pelo IPAC
Outras igrejas e templos

Territórios, logradouros e paisagens

A paisagem é resultado da combinação dinâmica de elementos físicos, biológicos e antrópicos que interagem entre si ao longo do tempo e do espaço. Por isso, cada paisagem - natural, rural ou urbana - é um conjunto único de características que constituem determinado lugar que, por sua vez, está constante mudança.

Na Bahia, esses diferentes lugares foram classificados pelo governo do Estado em 27 Territórios de Identidade. Essa divisão considera o território como a base geográfica da existência social. Nesse contexto, afirma que é no território que a população constrói a sua identidade e os sentimentos de pertencimento, onde expressa seu patrimônio cultural e constrói o suas perspectivas para o futuro.

Os artigos contidos nesse eixo abrangem não só os territórios biogeográficos e administrativos, mas também os territórios culturais, lugares de memória e temas correlatos.

Lista de Artigos
Municípios
Comércio
Bairros
Povoados
Terras indígenas
Terras quilombolas
Áreas protegidas

Biografias e diversidade

A diversidade é campo complexo e indispensável à vida coletiva. Se refere ao simbólico, a identidade, as diferentes visões e percepções do mundo que resultam em construções politicas e na transformação de uma sociedade. Esse eixo busca abranger a diversidade de pessoas e de grupos que constituem a identidade do Estado da Bahia e não foram contemplados nos eixos anteriores.

Lista de Artigos
Povos indígenas
Biografias

Biografias gerais

Pessoas com orientações sexuais divergentes nascidas na Bahia

Indígenas nascidos no Estado da Bahia

Ialorixás nascidas na Bahia

Babalorixás nascidos na Bahia

Pintores nascidos na Bahia

Cientistas nascidos na Bahia