Abrir menu principal

Wikipédia Discussão:Livro de estilo/Seção introdutória

Discussões ativas

Decisão sobre itálico na introdução no nome do verbeteEditar

Conforme o debate prévio ocorrido aqui, foi decidido alargar a decisão sobre o uso do itálico nos casos em que o LE já define como obrigatórios, para além do caso de títulos de filmes (reforçando os casos previstos: titulos de livros, HQ/banda desenhada, filmes, poemas, games, álbuns e obras musicais, periódicos, peças, nomes de navios, seriados e novelas e, finalmente, obras de arte que não sejam esculturas aqui relacionadas - IMPORTANTE: leia este link, pois o texto a ser escolhido deverá vir abaixo dos casos ali relacionados.)

A questão se resume ao itálico em dois locais da introdução:

  1. Junto ao negrito que destaca o título do verbete.
  2. Na infobox, onde é informado o título do verbete (nome da obra, por exemplo).

Não se discute o uso do itálico em outros casos que já estão relacionados: apenas, como nos exemplo abaixo, no destaque inicial, junto ao negrito, e também na infocaixa eventualmente existente. Assim, se o título se repetir ao longo do texto introdutório, ele deve obedecer os casos já previstos (sem o negrito, mas com o itálico).

Exemplos
José das Couves, doutor honoris causa em horticultura... (negrito puro, itálico fora do título - ou seja, no verbete "José das Couves" - o caso não é o que se discute aqui.).

Mas para a hipótese a seguir:

Mequetrefe de Burburinho é um romance de José das Couves... (no verbete "Mequetrefe de Burburinho" - este o caso: o nome do verbete virá, ou não, com itálico junto ao título.)

Reassalta-se que é, somente, para o uso no nome do verbete, que se decidirá aqui, sem qualquer alteração também da regra que determina o destaque em negrito, no nome do verbete.

Diante disto, deverá ser criado um adendo à diretriz desta página, especificando o uso do itálico, sendo possível três alternativas, basicamente:

  1. Uso do itálico tanto junto ao negrito quanto na infocaixa;
  2. Sem itálico junto ao negrito, mas com itálico na infocaixa e
  3. Sem itálico, tanto no negrito, quanto na infocaixa.

Pede-se aos participantes para escolherem uma das 3 hipóteses abaixo, vigorando aquela que melhor atenda na sua opinião, aos critérios de padronização e estilo.

Prazo de votaçãoEditar

A votação terá duração de 15 (quinze) dias, começando em 8h00min de 5 de junho de 2010 (UTC) e com término em 7h59min de 20 de junho de 2010 (UTC).

OpçõesEditar

Coloque sua assinatura em uma das opções:

Opção 1

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, devem também vir em itálico; se o verbete contiver uma infocaixa, também ali o título deve ser grafado, nestes casos, em itálico.

  1. GoEThe (discussão) 08h37min de 7 de junho de 2010 (UTC) (mais simples assim)
  2. Vanthorn msg ← 10h02min de 7 de junho de 2010 (UTC) (tudo em itálico)
  3. - Dehsim? 18h32min de 7 de junho de 2010 (UTC) Para o específico caso, fico com essa
  4. Opraco (discussão) 01h37min de 8 de junho de 2010 (UTC) Por que não?
  5. --- Darwin Ahoy! 14h36min de 8 de junho de 2010 (UTC) Bem mais simples de usar e procedimento padrão em várias outras wikis. Não tem porque complicar e fazer regras diferentes para uso na introdução. É importante o uso do itálico para destacar o título da obra de arte, livro, navio, etc. do resto do texto.
  6. Bisbis msg 16h14min de 8 de junho de 2010 (UTC) - Concordo com o Darwin.
  7. Vítor&R™ The Wait is Ova! 18h11min de 8 de Junho de 2010 (UTC+1) Esta votação não deveria de existir para livros, é obrigatório segundo as regras da língua portuguesa que o título de uma obra esteja em itálico, aquando escrito em formato digital.
  8. Gonçalo Veiga (discussão) 19h53min de 8 de junho de 2010 (UTC) Concordo com o Darwinius, fica melhor com o itálico.
  9. RafaAzevedo disc 01h56min de 9 de junho de 2010 (UTC) Com os argumentos dos demais. O desespero para impor um padrão estético pessoal e subjetivo é tanto que precisam recorrer até mesmo a mentiras aí embaixo, como dizer que o livro de estilo recomenda isso ou dizer que é uma "simplificação" - desde quando abrir uma exceção a uma regra é simplificá-la? (isso para não falar nada da óbvia movimentação off-wiki que parece ter rolado entre alguns dos "Pensariantes" alertando sobre esta votação...)
  10. Ruy Pugliesi 02h09min de 9 de junho de 2010 (UTC) É esteticamente mais agradável e não há motivos para se criarem regras diferentes para a seção introdutória, além do que é o padrão utilizado até mesmo em algumas enciclopédias de papel, onde a referência ao título da obra vem sempre em itálico.
  11. Amats disc 02h39min de 9 de junho de 2010 (UTC). É praxe na literatura especializada o uso do itálico, não custa nada acertar isso.
  12. --Arthemius x (discussão) 11h49min de 9 de junho de 2010 (UTC)Pra mim que me baseio em artigos de outras wikis, é mais fácil copiar o padrão deles que, salvo engano, seria essa opção.
  13. Kleiner msg 20h32min de 9 de junho de 2010 (UTC) - Se o itálico deve ser usado no corpo do texto, pode e deve também ser usado sem distinção na introdução, na caixa de informação, na caixa de navegação e/ou qualquer outro lugar. É uma questão básica de padronização (e portanto, facilita a vida dos editores, principalmente os novatos), para a qual não vi ainda argumento plausível contrário. Sobre a estética, não fere em absolutamente nada o artigo (o que já é uma questão de opinião, e sempre carecerá de argumentos).
  14. Christian msg 13h05min de 10 de junho de 2010 (UTC) Concordo com o Kleiner.
  15. Praxe (discussão) 04h12min de 11 de junho de 2010 (UTC) Não vejo qualquer problem em colocar negrito e itálico na mesma coisa.
  16. Leandro Drudo (discussão) 16h35min de 16 de junho de 2010 (UTC) Com os demais!
  17. OTAVIO1981 (discussão) 13h31min de 18 de junho de 2010 (UTC) Assumindo que todas as obras de arte devem estar em itálico e assumindo que todos os títulos de artigos na introdução devem estar em negrito.
Opção 2

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, não terão itálico junto ao negrito usado como padrão do parágrafo inicial, mas deverão receber o itálico se usados numa infocaixa.

  1. Alexandre msg 03h52min de 9 de junho de 2010 (UTC) Se tem negrito, não precisa de itálico. Se não cabe negrito, é itálico e na infocaixa não deve ser diferente


Opção 3

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, não terão itálico quando usados em negrito no parágrafo inicial, nem quando informados em eventual infocaixa.

  1. Conhecer (discussão) 08h04min de 7 de junho de 2010 (UTC) (mais simples assim)
  2. --Nice msg 22h49min de 7 de junho de 2010 (UTC) - por respeito ao LE (no parágrafo introdutório, o título deve estar em negrito e sem itálico - no decorrer do artigo, quando escrever o título de filme, livro, etc, obviamente será em itálico e SEM negrito e ninguém está propondo mudar isso), por respeito ao acordo entre os participantes do projeto cinema, por questão estética (fica muito mais bonito e limpo o artigo).
  3. Leandro Martinez msg 04h34min de 8 de junho de 2010 (UTC) Se é pra simplificar...
  4. --João Carvalho deixar mensagem 12h22min de 8 de junho de 2010 (UTC) Deixemos de ser complicados.
  5. Tilgon Fale 13h37min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  6. Vinicius Siqueira MSG 19h45min de 8 de junho de 2010 (UTC) Exagero. O destaque já é dado pelo negrito.
  7. Eric Duff Discussão 21h14min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  8. Fabiano msg 21h34min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  9. MachoCarioca oi 01h48min de 9 de junho de 2010 (UTC) Para manter a padronização da seção introdutória existente em 'Livro de Estilo' para todo tipo de artigo. Se pode-se simplificar tudo, complicar pra que mesmo? Citação: Vitor escreveu: «é obrigatório segundo as regras da língua portuguesa que o título de uma obra esteja em itálico» Cuma??? Cuma??? hehe E o Vini tocou num ponto que ja falei, negrito+italico é carnaval.
  10. --Dé ✓(☞SCRAP - ✉) 01h58min de 9 de junho de 2010 (UTC) Desnecessário dois recursos visuais.
  11. Alex Pereirafalaê 11h52min de 9 de junho de 2010 (UTC) com os colegas acima...
  12. __ Observatoremsg 03h53min de 10 de junho de 2010 (UTC); Depois de passar uma semana longe da Wikipédia analisando somente esse tema de tamanha importância ¬¬... e se é para paz geral da nação, diga ao povo que voto, e, não, justifico.
  13. JSSX uai 00h05min de 12 de junho de 2010 (UTC) Com os demais.
  14. Vitor Mazuco Msg 16h01min de 15 de junho de 2010 (UTC)
  15. RmSilva msg 14h26min de 16 de junho de 2010 (UTC) Assim é melhor.
  16. Jeferson msg 21h21min de 17 de junho de 2010 (UTC) Desnecessário.

RevalidaçãoEditar

Esta votação deverá ser reavaliada pela comunidade após seis meses de sua aprovação? Vote nas opções:

Sim
  1. Praxe (discussão) 04h14min de 11 de junho de 2010 (UTC) Pode haver uma mudança de opiniões
Não
  1. Conhecer (discussão) 08h04min de 7 de junho de 2010 (UTC) (o só fato de terem esquecido já diz quanto isso é importante...)
  2. GoEThe (discussão) 09h39min de 7 de junho de 2010 (UTC) Deve ser reavaliado se houver necessidade, não por algum prazo.
  3. Vanthorn msg ← 18h23min de 7 de junho de 2010 (UTC)
  4. - Dehsim? 18h32min de 7 de junho de 2010 (UTC)
  5. --Nice msg 22h49min de 7 de junho de 2010 (UTC)
  6. Opraco (discussão) 01h37min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  7. Leandro Martinez msg 04h34min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  8. Tilgon Fale 13h37min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  9. --- Darwin Ahoy! 14h37min de 8 de junho de 2010 (UTC) Será reavaliada quando for necessário, seja daqui a um mês ou daqui a um ano.
  10. Vítor&R™ The Wait is Ova! 18h11min de 8 de Junho de 2010 (UTC+1)
  11. Vinicius Siqueira MSG 19h45min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  12. Gonçalo Veiga (discussão) 19h56min de 8 de junho de 2010 (UTC) Se um editor desejar colocar em reavaliação o resultado de uma votação pode fazê-lo a todo o tempo, bastando iniciar uma nova discussão seguida de votação.
  13. Eric Duff Discussão 21h14min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  14. Fabiano msg 21h34min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  15. RafaAzevedo disc 22h18min de 8 de junho de 2010 (UTC) Com o Gonçalo Veiga, qualquer regra pode ser revista a qualquer momento se houver consenso para isso.
  16. MachoCarioca oi 01h51min de 9 de junho de 2010 (UTC) Obviamente qualquer coisa aqui ou na vida pode ser reavaliada dependendo de necessidade para tal, achei desnecessario esse item.
  17. Alexandre msg 03h52min de 9 de junho de 2010 (UTC) Pode ser após qualquer período, ou seja, não necessariamente após seis meses
  18. --Arthemius x (discussão) 11h49min de 9 de junho de 2010 (UTC)Nada de regra "móvel". Deve-se mudar se a regra for ruim, mas não por um calendário.
  19. Alex Pereirafalaê 11h52min de 9 de junho de 2010 (UTC) se cair em desuso, se desusa, oras...
  20. Christian msg 13h05min de 10 de junho de 2010 (UTC) A regra se muda quando há discordância sobre ela, e não após um passar do tempo.
  21. JSSX uai 00h06min de 12 de junho de 2010 (UTC)
  22. Vitor Mazuco Msg 16h01min de 15 de junho de 2010 (UTC)
  23. RmSilva msg 14h26min de 16 de junho de 2010 (UTC) Com o Christian.
  24. Leandro Drudo (discussão) 16h35min de 16 de junho de 2010 (UTC)
  25. Jeferson msg 21h21min de 17 de junho de 2010 (UTC)

ComentáriosEditar

Perguntinha(???): Se já existe uma regra de destaque em negrito, sem itálico, como é que se vai aprovar outra regra? ou seria uma exceção? Qual a motivação de se aprovar uma exceção? Se baseia em que? Qual o motivo? O justificaria o itálico ou ausência de negrito? Alguém, em algum momento da Wikipédia se atrapalhou com o óbvio, que era uma apresentação do título? Desculpem-me a ignorância, mas para entrar numa votação seria adequado explicarem em que isso beneficiaria. E faz diferença? O início do artigo seria uma citação? Ou seria "apresentação" arquivista? O Negrito não já seria para dar o destaque e separação para que se saiba onde inicia e termina a apresentação? ou citação, se preferirem? ¬¬ __ Observatoremsg 02h37min de 29 de maio de 2010 (UTC)

Mas quem falou em ausência de negrito, Observatore? Essa votação é para o uso de itálico na introdução ao mencionar o título de obras de arte e outros casos citados acima, o negrito continua lá intocado.
Continuo achando precipitada a abertura dessa votação hoje, sem ter havido suficiente discussão antes. Seria útil, por exemplo, consultar as discussões relacionadas da anglófona e tentar perceber o que os levou a adoptar o itálico nestes casos por lá. Assim como está será uma votação com base no gosto de cada um, sem ter em conta a argumentação que existe para uma e outra situação, o que é meio caminho andado para que amanhã se esteja discutindo isto outra vez.--- Darwin Ahoy! 02h52min de 29 de maio de 2010 (UTC)
Concordo que colocar isto para votação foi no mínimo precipitado. Observatore, não existe regra de destaque "em negrito sem itálico", de acordo com as regras atuais o uso de um não implica o não-uso do outro. RafaAzevedo disc 02h53min de 29 de maio de 2010 (UTC)
Obrigado pelos esclarecimentos, mas se perceberem, as interrogações são muitas. Se ninguém orientar meu voto, vai ser por gosto pessoal? E outra, a votação não se iniciou, qualquer um pode sugerir mais um tópico de votação... Supondo que alguém sugira uma idéia esdrúxula, e a mesma receba mais votos, e aí? Outra coisinha, o LE é lei rígida? __ Observatoremsg 03h55min de 29 de maio de 2010 (UTC)
Nada é lei rígida aqui dentro, Observatore, mas para contrariar uma recomendação tem de apresentar uma boa justificação. De resto, eu também não concordo com a abertura dessa votação hoje, o assunto ainda está sendo discutido, é coisa precipitada e forçada.--- Darwin Ahoy! 06h16min de 29 de maio de 2010 (UTC)

Isso tudo está acontecendo por causa do saco furado que é o tal Livro de Estilo. Primeiro, porque aquilo não é regra. Segundo aquilo jamais foi discutido a serio aqui. Terceiro, porque é tão mal feito que uma recomendação encavala a outra. Ao mesmo tempo em que ele é claro em recomendar que o titulo introdutorio de um artigo, qualquer um (é o que vem primeiro de todas as reocmendações) ou seja, aquele que repete o titulo geral da página no principio do texto, deve ser em negrito e sem italico, ele recomenda o uso de italico, mesmo negritado, para obras de arte. Aí, o que acontece? Quando o artigo é sobre obra de arte, fica essa marra se poe italico ou nao poe italico na primeira palavra. Como layout, apresentação de texto, pessoalmente acho extremamente exagerado a mistura de negrito com itálico, ou um ou outro. Fala-se muito em vamos padronizar. Entao pra mim o mais sensato sempre foi padronizar os poucos pelos muitos, ou seja, padroniza-se a palavra introdutoria dos artigos de obras de arte como todos os outros artigos da Wiki, sem italico e em negrito, (como existem centenas de artigos aqui de cinema e tv e livros sem italico.) E usa-se sempre o itálico em meio ao artigo para se referir a qualquer obra de arte, mesmo que repetindo-se o nome do titulo. Não sei o que pode ser mais facil de resolver que isso. MachoCarioca oi 06h53min de 29 de maio de 2010 (UTC)

A proposta saiu de nomes estrangeiros para títulos de obras na introdução. Particularmente nunca destaquei com itálico, no título, o nome de alguma obra em português. Apenas usava do itálico para diferenciar a palavra estrangeira. Só não uso itálico, quando em outra língua, na introdução de nomes de pessoas e lugares, que tenham o pt = a língua estrangeira, como no caso de Chicago. Achei que seria isso, de uma forma geral (nisso, ao menos, sendo de acordo com o MC, que pede que o maior substitua o menor), a ser votado. Eu sei que o Conhecer pediu para fazermos as observações ontem, mas não tive como me atentar na hora. - Dehsim? 10h45min de 29 de maio de 2010 (UTC)

Citação: MC escreveu: «Ao mesmo tempo em que ele é claro em recomendar que o titulo introdutorio de um artigo, qualquer um (é o que vem primeiro de todas as reocmendações) ou seja, aquele que repete o titulo geral da página no principio do texto, deve ser em negrito e sem italico» Isso simplesmente não é verdade, em nenhum lugar o livro de estilo diz que onde há negrito não deve haver itálico. Isso é simplesmente uma invenção da cabeça de alguns. RafaAzevedo disc 12h52min de 29 de maio de 2010 (UTC)
  • Pessoal, não há precipitação nem como deliberar de modo diverso: a verdade é que temos duas regras que, ao invés de se complementarem, foram escritas em partes distintas e sem se estabelecer nenhuma conexão.

A primeira regra, é a que estabelece o uso do negrito, no início do verbete. Outra, a que estabelece normativa de itálico para os nomes de que trata - sem especificar que é uma regra aplicável também ao nome do verbete (tanto no início, quanto na infocaixa).

Não há "defesas" possíveis, o voto nem precisa de justificação: o que queremos saber - e isto é o que vale - é se preferimos padronizar de um jeito, ou não. Porque as normativas foram, como visto, omissas. É sim uma questão de gosto pessoal, o aplicar ou não, e eu sinceramente, em particular, acho que todas as argumentações foram igualmente válidas para qualquer um dos casos.

Sei que isto não é usual, mas poderemos "aprovar" uma das opções apresentadas com um "prazo de validade", ou seja, votariamos no prazo de seis meses (tempo bem razoável) para que a regra passe por uma nova avaliação. Se daqui até lá a comunidade perceber que a maioria fez besteira, a nova votação consertaria tudo.

Já passamos 5 anos sem regra alguma, acho que podemos sobreviver a 6 meses de uma padronização... Que acham? Seria então acrescido o item:

Esta votação deverá ser reavaliada pela comunidade após seis meses de sua aprovação? Sim ou Não.

Espero ter atendido aos temores apresentados. Conhecer (discussão) 13h09min de 29 de maio de 2010 (UTC)

  • Ninguém contra? Posso adicionar o item para que votem sem receios? Conhecer (discussão) 16h09min de 29 de maio de 2010 (UTC)
Por mim pode, mas ainda há interrogações. Vota-se uma "exceção", então, se houver muita participação em votos, tornamos uma exceção uma lei rígida (emplicitamente) pelo caráter de ter ido à votação, entretanto, a lei maior, que contém a exceção, seria uma "regra" opcional... (?) Desculpem-me, mas isso gera interrogações... Cumprimentos. __ Observatoremsg 16h21min de 29 de maio de 2010 (UTC)

Citação: RafaAzevedo escreveu: «Isso simplesmente não é verdade, em nenhum lugar o livro de estilo diz que onde há negrito não deve haver itálico. Isso é simplesmente uma invenção da cabeça de alguns.»

Acho que o cidadão está lendo mal e entroua qui apenas para um argumento ad hominem. O que eu disse é claro, o tal LE coloca a palavra introdutória com negrito, e apenas isso, como padrão e exemplifica. Aqui está.Wikipedia:Livro de estilo/Seção introdutória. O exemplo me parece claro de como deve ser a palavra(s) que repete o titulo na seção introdução. Não fala em italico, não usa italico. Depois, lá pra o meio do texto, quando fala em obras de arte, é que fala no italico; por isso, repito o que coloquei acima, encavala uma recomendação na outra, e dou minha posição do que acho que se deve fazer. MachoCarioca oi 14h39min de 30 de maio de 2010 (UTC)

PS Não entendi ainda a nova opção do Kohene.

  • Já eu não entendi o que você não entendeu... he, he... sério: ? Conhecer (discussão) 19h05min de 31 de maio de 2010 (UTC)

Me desculpem, tenho tentado acompanhar o que está se tentando votar aqui mas a cada momento fico mais perdido. O que entendo é que na seção introdutória o título do artigo deve vir em negrito e me parece claro que se este "título do artigo" é uma palavra estrangeira ou título de obra de arte, deve vir também em itálico. Assim como todas as palavras estrangeiras e obras de arte pelo artigo. Se temos uma regra que diz claramente que o título deve vir em negrito na intro e outra que diz claramente que obras de arte devem vir em itálico, o "conjunto união" das regras diz que artigos de obras de arte devem vir com negrito e itálico na introdução. Desculpe se estou chovendo no molhado. Abç OTAVIO1981 (discussão) 19h12min de 31 de maio de 2010 (UTC)

  Comentário Conhecer, o Darwin deu uma adiada na votação, penso que, acertadamente, pelas dúvidas expostas. Acho que dá para, se não houver, fazer algo realmente geral para a introdução, já que o restante é sabido como fazer. Se bem que há o uso das áspas ou apenas das maiúsculas na maioria dos casos (quando em pt). Alguém já tinha me falado sobre isso, logo no meu começo por aqui. Se não me engano, foi o Dantadd, mas admito não ter certeza. Acho que a recomendação para obras de arte ou material impresso era apenas para a bibliografia e seção de notas. - Dehsim? 19h21min de 31 de maio de 2010 (UTC)

  • Deh, eu li o que o Darwin disse, discordando do início (como se a gente não tivesse uma discussão aberta há décadas, e não tivesse debatido antes). Não percebi que ele adiara por conta própria. Enfim, não há porque questionarmos mais - o Azevedo não vai mudar o que acha, o MC idem (mesmo não entendendo o que eu não sei). Quanto a outras opções, penso, não iniciamos esse debate para uma maior abrangência - mas para colocar um ponto final num questão pequena e que bastante dissabores já trouxe. Podemos fazer isso, devemos fazer isso - e é muito fácil fazê-lo; não precisamos nos estender mais em debates, já temos todos maturidade (acho) suficiente para expressar nossa opinião em voto. Acho que o Darwin, que fez o adiamento, poderia expor melhor o que ainda devemos debater - já que as posições são todas conhecidas... Mesmo essa do Otavio, que agora chegou e acha que é de um jeito... Aguardemos, então, o dia 5, apaguei meus votos. Conhecer (discussão) 19h40min de 31 de maio de 2010 (UTC)
  • Num falei? Eu falei... Adiou pra nada, ninguém veio debater! Ou, Darwin, tu acha as coisas, mas tem horas que acha errado, viu? Eu mesmo estou doido pra votar e tocar a vida... he,he... Conhecer (discussão) 04h11min de 3 de junho de 2010 (UTC)
Cheguei agora mas estava acompanhando a discussão desde o início!hehehe Abç OTAVIO1981 (discussão) 12h54min de 3 de junho de 2010 (UTC)
  • Eu nem ia comentar, mas tão estranho foi esse adiamento do Darwinius que deu tempo pra todo mundo se esquecer! A data de votação começou e ninguém se deu conta (nem o próprio adiador, o que revela que ele estava... certo! kkk) Enfim, como mais adiante podem ter dúvidas de novo, deixei meu votinho. Conhecer (discussão) 08h06min de 7 de junho de 2010 (UTC)
Eu pedi o adiamento porque esta é uma votação que mexe com dezenas de milhar de artigos, logo não é nenhuma brincadeira, apesar de estar a ser tratada com alguma irresponsabilidade. Não sei se teve sequer chamada na anúncios, mas não me lembro de ver, e o anúncio nas MRs só foi colocado hoje, e pelo Goethe, que nem é o proponente da votação. estive meio afastado estes dias, pelo que não pude acompanhar o andamento da coisa, mas acho que o adiamento foi mais que justificado, como será um eventual adiamento da data de término, uma vez que os anúncios devidos não foram feitos atempadamente. Vou ver se realmente houve anúncio da votação, senão tiver havido colocarei o anúncio e adiarei o término por uma semana, de acordo com as regras vigentes para votações.--- Darwin Ahoy! 15h20min de 8 de junho de 2010 (UTC)

Acrescentei três dias ao prazo final, os mesmos que passaram até que fosse inserido o aviso nas MRs. Mesmo assim expresso as minhas dúvidas sobre uma votação com o alcance desta, afectando muitas dezenas de milhar de verbetes, possa ser feito assim na matroca, num canto de uma página de discussão e por um período de tempo tão curto como uma semana, contrariando o disposto nas Regras para votações gerais.--- Darwin Ahoy! 15h31min de 8 de junho de 2010 (UTC)

Vale tudo para impor o gosto pessoal contra a norma usada, até mesmo dizer que o LE diz o que não diz. Na verdade, como diz o Rafa e já tinha dito acima o Otavio, o LE recomenda precisamente o contrário do que afirma a Nice, recomendando o uso do itálico nestas situações sem abrir qualquer excepção para a introdução como agora se pretende impor com as opções 2 e 3. Engraçado também como mais esta complicaçãozinha de regra, abrindo uma excepção onde ela não existia, é vendida pelo grupo da opção 3 como sendo "simplificação".--- Darwin Ahoy! 19h40min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • Darwin, poderia ter-nos poupado do juízo de valor. O livro de estilo a que se refere começou em 2006 a ser implantado, como uma tradução mal-feita das regras anglófonas. É uma convenção que foi sendo aceita. Durante muito tempo o uso do itálico só era recomendado para "dar destaque" no lugar do negrito ao longo do texto, justamente para não competir com o destaque do parágrafo introdutório.

Vocês, sim, na verdade, dizem algo como verdade que não o era, nunca o foi. E, solertemente, querem desmerecer as outras opções. Seria - e é - muito mais ético - reconhecer que o tema ficou em aberto. E, por estarmos num projeto em que vigoram convenções, também isso será decidido aqui.

Uma pena que, para isso, tenhamos de ler esse tipo de argumento! Lamentável. Poderia ter nos poupado... (você, sim, pode estar a querer "vender" uma opção...)

Conhecer (discussão) 19h53min de 8 de junho de 2010 (UTC)

  • Citação: Conhecer escreveu: «Durante muito tempo o uso do itálico só era recomendado para "dar destaque" no lugar do negrito ao longo do texto, justamente para não competir com o destaque do parágrafo introdutório.» - E isso está escrito onde, mesmo? E depois sou eu quem faz juízos de valor. O uso do itálico em determinados títulos segue convenções que vêm de fora da wikipédia, e são muito anteriores a esta. O mundo não gira em torno da Wikipédia.--- Darwin Ahoy! 19h58min de 8 de junho de 2010 (UTC)
    • Obrigado por perguntar. Leia o histórico da página em que estamos usando a discussão. Se isto não servir-lhe, então mais adiante poderei lhe informar que o mundo é redondo, assim como o logo da Wikipédia; mas um não tem a ver com o outro, caso não saiba. As "convenções" daqui podem ter origens as mais diversas, mas só valem aqui quando aqui aceitas. Não invente mais, acho melhor - e como disse, mais ético. Conhecer (discussão) 20h12min de 8 de junho de 2010 (UTC)
      • Não encontro nada disso que diz. Onde está escrito, mesmo? --- Darwin Ahoy! 20h28min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • A sua pergunta é boa, de novo. Seria melhor, entretanto, se perguntasse onde está dito o que tu afirmaste, como nesta versão e nas demais que antecedem e se seguem... Mas vou além; se, como dizes, é uma convenção que "vêm de fora da wikipédia", tive o cuidado de olhar algumas enciclopédias "aqui de fora" e não achei essa "regra" sendo aplicada. Poderias ser mais "verdadeiro" (já que falou em nome da verdade) e me indicares tu mesmo onde foi que viste outra enciclopédia a usar esta vossa "convenção"? Grato, mais uma vez, Conhecer (discussão) 20h55min de 8 de junho de 2010 (UTC)
Que diff bonito esse, uma frase praticamente ilegível de tradutor automático, mostrando uma secção intitulada "Uso do itálico" cujo conteúdo fala do uso do bold (negrito). Não conseguiu melhor, foi?
Quanto ao uso da convenção fora da Wikipédia, pois divirta-se, meu caro.--- Darwin Ahoy! 21h04min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • Seria, aliás, bem interessante se você mesmo lesse o que me manda... Vou trazer, para todos, o que diz o primeiro resultado que aparece no teu link de busca:
itálico: palavras estrangeiras, títulos de livros, jornais, artigos, teses etc., quando aparecerem no corpo do texto. Apenas muito excepcionalmente o ... (grifamos).

Assim, não sei se sabe exatamente o que está falando, mas ninguém aqui está "faltando com a verdade" quando opta pela versão sem itálico no título. Não é, agora eu sei - graças a ti - nem regra lá fora. Mas disso eu já sabia. Conhecer (discussão) 22h02min de 8 de junho de 2010 (UTC)

Se está faltando da verdade quando se afirma que o livro de estilo diz algo que não diz (e ainda usa isso como justificativa de voto). RafaAzevedo disc 22h08min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • Voltou?! Seja bem-vindo, Rafa. Olha, quem quer que leia o primeiro exemplo citado pelo próprio Darwin pode ser bem capaz de entender essa coisa de verdade. Mas, vamos mudar o argumento, pois este - além de ofensivo, está fugindo daquilo que é simples: votamos, a maioria vence, e pronto. Não é com esse tipo de desvio que se irá alterar a vontade da maioria que, ela sim, convencionará o que iremos seguir. Conhecer (discussão) 22h12min de 8 de junho de 2010 (UTC)
Também li o segundo, o terceiro, o quarto, o quinto, todos citando o uso de itálicos em qualquer circunstância, com ou sem negrito. Não vejo o drama nisso. De qualquer modo, está claro que o Darwin tinha a razão quando disse que se trata de uma questão puramente pessoal, uma imposição estética de alguns que carece completamente de justificativa racional. Só não acho certo que justificativas que não sejam verdadeiras estejam sendo usadas nos votos, na medida em que isto pode induzir futuros votantes ao erro. RafaAzevedo disc 22h28min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • Conhecer, engraçado como parece desconhecer que a introdução faz parte do corpo do texto. Curioso ver semelhantes dúvidas, num editor tão antigo.--- Darwin Ahoy! 22h35min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • Ok, você como sempre está certo... Então, seguindo a vossa "orientação", vamos tirar o negrito. Bonito, hem? Conhecer (discussão) 22h39min de 8 de junho de 2010 (UTC)
  • E onde eu disse isso? A minha frase foi algo como "o uso dessa convenção já vem de fora e bem mais antigo que a Wikipédia", por favor não confunda as coisas nem invente espantalhos onde eles não existem.--- Darwin Ahoy! 22h43min de 8 de junho de 2010 (UTC)

Saudações a todos os editores. Inicialmente gostaria de colocar minha opinião com relação ao itálico, objeto desta discussão, acho apropriado que se use itálico principalmente porque é o padrão que encontro aqui no meu Argan e tb no Gombrich, sempre que eles citam uma obra de arte colocam em itálico. Entretanto isso me leva a uma segunda questão, que apesar de ainda não ter sido proposta aqui poderíamos tecer algum raciocínio. O caso é o seguinte, é praxe, quando se cita uma obra citar tb o autor e a data em que foi executada, além do museu ou coleção onde se encontra, por isso proponho o seguinte formato para a priemira aparição do nome da obra no artigo: Nome da Obra (Autor, data, Nome do museu ou coleção). Ainda aparece a técnica usada )óleo sobre tela por ex), que se encaixa logo depois do nome do autor. Esperando não arrefecer ainda mais os animos, peço análise dos caríssimos pares. Amats disc 02h36min de 9 de junho de 2010 (UTC)

  • E dos caríssimos ímpares, não? He, he... Não creio haja necessidade de discussão para isto, Amats, até porque estamos a dirimir um entendimento que parece estar "caminhando" para destacarmos duas vezes o mesmo nome. E já neste momento percebo que o melhor voto, o mais ponderado com acerto, é o solitário do Alexandre! De fato, nenhuma regra manda destacar algo duplamente - e a wiki vai caminhando para a escolha mais boba! E com ares doutorais, ora pois! Conhecer (discussão) 04h24min de 9 de junho de 2010 (UTC)
No caso dos ímpares, seriam baratíssimos. hehe. Amats disc 20h19min de 9 de junho de 2010 (UTC)
Não destacamos duas vezes a mesma coisa, destacamos o título em negrito por ser convenção aqui da Wikipédia, e destacamos certos nomes em itálico, porque são casos especiais, por serem nomes estrangeiros, porque são nomes de obras, por causa da nomenclatura científica. São razões diferentes. E é escusado dizer que a escolha que não é a sua é "boba", e tem "ares doutorais". Em que é que isso ajuda na discussão? GoEThe (discussão) 12h20min de 10 de junho de 2010 (UTC)
  • Amats, gostei da proposta, embora ache que ela não pertence a esta discussão em particular. Poderia ser proposto algo assim, de facto, para formatação de títulos de verbetes de obras de arte, seria algo bem útil e na mesma linha do que já se faz com as biografias.--- Darwin Ahoy! 13h17min de 10 de junho de 2010 (UTC)Falando nisso, detesto o sistema que agora usam em biografias na wiki-en, retirando o local de nascimento da introdução. Obriga-me sempre a ir procurar no amontoado de coisas da Infobox o que antes era óbvio e bem visível.
Justificativa de voto, se é que dá para justificar...
Pensei que iriam me dar um rumo ao voto... Passei sete dias longe da Wikipédia e voltei para descobrir que agora não temos mais panelas, temos os grupos dos ímpares, dos pares, e dos pastres. (rsrs) Já que não me orientaram no voto, não sei bem se meu voto é justificado pelo gosto; é justificado pelo estilo, onde incluíram a mais recente interpretação quase jurídica de que, se não é proibido, é permitido (rs); é justificado pelo livro, e pelos amigos; pelas fontes ímpares que fazem alguns pesarem ser a “apresentação” o “corpo”, e o “título” uma “introdução”, ainda que pense poder pesar que parece uma pesquisa inédita por síntese, o que não é proibido em discussões, entretanto não vejo a recomendação doutrinária que seriam usado juntos sem o “comedido”, que apresento logo abaixo. E como não é aqui artigo, mas discussão, não poderei ser cerceado de fazer lá também minhas sínteses, como fizeram outros ao votar, por falta de positivismo dos que tem advogado nesse sentido, e também porque não é matéria jurídica, não se poderá dizer que o que a lei não proíbe seja permitido, nem há positivismo nessas afirmações, mas sínteses, que cada lado usa ao votar, por isso a falta de positivismo não evoca, agora, uma regra doutrinária, que não vi os doutos nos explicar, ou apresentar. Pelo contrário, a falta de positivismo nos levanta uma razoável dúvida de que seja um mero exagero, e isso é dito por fonte, n'algum momento, ainda que não seja proibido. Os ímpares (ou seriam os pares?), poderiam dizer: não era lei, não poderia haver a interpretação legal, mas como a exceção agora recebe voto, de Política, pela recomendação que vira lei, mesmo numa exceção, por mera prosa legal, diria: agora, há controvérsias, visto que não é mais recomendação, votado, é lei. (rsrs) Desta forma eu fico com o “comedidamente” e com o “sem exageros” para “dar ênfase”. Assim, meu voto seria realmente solitário com o Pastre, se o texto lá tivesse dito somente isso, os dois juntos é um exagero, e deve ser usado somente de forma comedida, senão, ou se usa um ou se usa outro. Fico sem escolha, tenho que escolher entre pares ou os ímpares. Escolhi usar só um, ainda que possa ser usado o outro. __ Observatoremsg 03h44min de 10 de junho de 2010 (UTC)
  • Goethe, nada contra o teu voto; o que falei foi muito mais em resposta a frases que acusam os votantes do "sem itálico" de mentirosos (é, fui xingado, pois votei assim!) e que escreveram coisas com "ares doutorais" sem qualquer embasamento válido que não a própria opinião e gosto... Tais como quando se afirma "...é tanto que precisam recorrer até mesmo a mentiras aí embaixo".

Não que esse tipo de "argumento" para se votar em algo merecesse resposta - mas é que muitos dos que votaram colocaram que o itálico é referendado por um "padrão" que não existe em parte alguma. E, sim, destacamos duas vezes a mesma coisa. Aliás, a justificativa dada pelo MachoCarioca, apesar de hilária, é mesmo um resumo dessa opção: o itálico surge para se destacar a espressão; hoje, com o computador, não vige mais a regra da antiga datilografia - quando usávamos aspas. Estamos complicando algo que é, para mim ao menos, por demais óbvio... E, se me permite o excesso machocariocano, é uma carnavalização da introdução... Uma pena, portanto, que tenha optado assim. Mas, como já tive ocasião de dizer sobre isso: é uma questão bastante pequena para que duvidemos que uma seja melhor que a outra: ambas são razoáveis. Só que eu, pessoalmente, acho um mais razoável do que a outra. he, he... Abrços, Conhecer (discussão) 12h33min de 10 de junho de 2010 (UTC)

Bem, então o meu comentário vale também para os outros que fizeram tais comentários. As aspas continuam a servir para citações por exemplo, será que também deveria ser proibido o itálico quando já tem aspas? Aí já não é Carnaval? Será que vale por aspas ser usado por uma razão e itálico por outra? Não estamos a falar de por um texto inteiro em negrito e itálico, isso sim, seria carnavalesco. GoEThe (discussão) 12h44min de 10 de junho de 2010 (UTC)

ResultadoEditar

Opção 1 - 17 (negrito com itálico + itálico)

Opção 2 - 1 (negrito sem itálico + itálico)

Opção 3 - 16 (negrito sem itálico + sem itálico)

Sendo assim...

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, devem também vir em itálico; se o verbete contiver uma infocaixa, também ali o título deve ser grafado, nestes casos, em itálico.

O voto do HTPF foi removido por ele mesmo posteriormente ([1]), uma vez que o prazo de votação já tinha se encerrado. Bisbis msg 17h33min de 23 de junho de 2010 (UTC)

  • Não me parece que um resultado de 17 a 16 seja um resultado que mostre consenso da comunidade, ainda por cima quando um votou, depois de terminar o prazo (é verdade !) em que tornaria o resultado 17 a 17. Sugiro que se prolongue o prazo de votação, como se tem feito em muitas outras, até haver uma diferença mais significativa. Em alternativa, deixar ao critério do editor, como quer fazer o destaque.

--João Carvalho deixar mensagem 18h06min de 23 de junho de 2010 (UTC)

João, isto é uma votação e não um tentativa de consenso. Entretanto, acredito que não tenha alcançado a proporção de 2/3 para que uma das opções seja aprovada portanto, eu acho que fica tudo na mesma. Abç OTAVIO1981 (discussão) 18h22min de 23 de junho de 2010 (UTC)
Existe uma política de votação que diga 2/3? Isso foi discutido no URC e ninguém mostrou nada. O problema é esse. Foi 50% + 1. Os consensos, ok, mas as votações não possuem nada que as norteie, ao menos naquela época. - Dehsim? 19h33min de 23 de junho de 2010 (UTC)
Admito que posso estar falando bobagem a respeito dos 2/3. Esta proporção é utilizada em alguma votações mas pelo que procurei rapidamente nas regras de votações gerais não há nada definido. Abç OTAVIO1981 (discussão) 19h42min de 23 de junho de 2010 (UTC)
Este é o resultado de uma votação precipitada, sem discussão própria, levada a cabo desta infeliz maneira pelo proponente apenas para despachar um incómodo que lhe estava a atrapalhar uma escolha de destacado. A intenção desde o início foi declaradamente escolher qualquer coisa, não importa o quê, num sistema de bola branca bola preta, pois supostamente, como foi alegado, o que está em causa aqui é somente uma questão de gosto.
Bom, das duas uma: Ou é mesmo questão de gosto, e aí pouco importa a percentagem dos que votam numa opção ou noutra, e não faz sentido a prorrogação, ou não é questão de gosto, e aí as premissas de toda a votação são postas em causa, o que implica relançar o debate sobre a questão - e mais uma vez torna sem lógica a prorrogação.
Como quem afirma constantemente que é mera questão de gosto é quem quer alterar as regras actuais (confirmadas nesta votação), duvido que haja interesse em relançar o debate sobre este assunto até porque, se isso fosse feito, argumentos de "gosto pessoal" (fica muito carregado, não precisa repetir o itálico se já tem negrito, etc.) deixariam de valer, pois já foram resolvido nesta votação, a mal ou a bem.
Em conclusão, a prorrogação da votação não faz sentido, qualquer que seja o ângulo por onde se veja. Um debate sério sobre esta questão, claro, pode perfeitamente continuar, deixando de valer, porém, qualquer argumento que tenha por base o gosto pessoal de cada um.--- Darwin Ahoy! 23h59min de 23 de junho de 2010 (UTC)
  • Darwin, sabes que gosto de ti - mas seus comentários por vezes são tão infelizes... Primeiro: não propus votação de nada a destaque! Quando ocorreu a disputa editorial, eu tinha votado contra o destaque. Não tires conclusões absurdas - só propus essa coisa porque:
  1. Acho de tremenda mediocridade um editor iniciar uma disputa besta, infantil, imatura e disruptiva por uma questão tão medíocre.
  2. A disputa já havia se espalhado (lembrando, já que não se lembra, de que houve proteção do verbete, quando propus isto) - invadindo pedidos aos administradores e outras tantas páginas - tudo por conta, repito, de uma mera idiotice que, ante o tamanho imenso das mediocridades aqui escritas de roldão a cada minuto - e que passam sob as nossas barbas - chega a parecer que tem gente que, não tendo mais o que fazer, fica a olhar italiquinhos, bobaginhas, de editores sérios, comprometidos e que têm mais o que se preocupar...

Portanto, ao fazer um desses julgamentos, seja minamente honesto com os fatos. Não invente, amigo, é feio. Conhecer (discussão) 22h54min de 24 de junho de 2010 (UTC)

Tem razão, Conhecer, desculpe a confusão e a presunção de má fé. Erro meu, porque não acompanhei essa EaD e assumi o que não devia ter assumido, partindo do conhecimento que tinha de você ser um dos principais contribuidores desse artigo.
Mantenho que a votação correu sem que houvesse uma discussão própria sobre o assunto, com a alegação de que era tudo questão de gosto, esquecendo o padrão que se usa em tantos lados no mundo lusófono fora da wiki, assim como nos projectos wiki das outras línguas.
De qualquer modo, concordo que isso são questões algo bizantinas, mas importantes de definir, já que havia tanta briga por causa delas. Com sorte, tudo isso terminou, finalmente. Abraço, --- Darwin Ahoy! 23h12min de 24 de junho de 2010 (UTC)

Não concordo com o resultado decretado pelo Bisbis (acho que foi ele). Do jeito que foi colocado, parece que o itálico venceu por um voto, mas não foi isto que aconteceu. Foram 17 votos favoráveis ao itálico e 17 votos contrários. Deu empate. Portanto, continua tudo como antes: cada um faz como acha melhor, respeitando-se a primeira edição. Itálico só na infobox (18 X 16). --Nice msg 03h54min de 25 de junho de 2010 (UTC)

Essa é simplesmente a sua opinião, nada mais que isso. Infelizmente para você ela não condiz com o enunciado da votação, que se dividia claramente em 3 opções, não em duas opções (itálico e não-itálico). RafaAzevedo disc 03h57min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Não é minha opinião, é o óbvio --Nice msg 03h59min de 25 de junho de 2010 (UTC)

Quanto ao voto do Hermógenes, o que vale não é o horário que aparece na assinatura? Lá está: 19h22min de 21 de junho de 2010 (UTC). --Nice msg 04h05min de 25 de junho de 2010 (UTC) Engano meu, é 20 de junho a data final. Engano meu, pensei que fosse 22 de junho. --Nice msg 04h08min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Realmente são 3 opções e 34 editores votaram portanto 50%+1 são 18 votos. A votação está empatada, que coisa não? Agora é preciso ter uma decisão sobre isso porque ficar a gosto do freguês é que não dá, cadê a seriedade do projeto? Abç OTAVIO1981 (discussão) 11h01min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Otávio, os 50%+1 são para 2 opções e aqui foram votadas 3, logo não há qualquer empate.--- Darwin Ahoy! 11h16min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Vence quem tem 50%+1 dos votos válidos e o voto do Alexandre é válido. Não podemos desconsiderá-lo porque votou na opção com menos votos. Se no momento da eleição tivessem duas opções, e ele inventasse essa terceira, tudo bem porque a votação deve seguir os mesmos termos do início ao fim. Abç OTAVIO1981 (discussão) 11h23min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Desculpe Otavio, mas isso que você está dizendo não faz qualquer sentido nem jamais foi usado aqui dentro. Esses 50%+1 valem somente para votações do tipo "aprovo"/"não aprovo", em votações com mais que duas opções vence a opção que tiver mais votos (que, aliás, é o mesmo que dizer 50%+1 quando são só duas opções).--- Darwin Ahoy! 11h28min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Se você diz que nunca foi utilizado aqui, tudo bem. Mas dizer que não tem sentido eu não concordo. Se o que você disse fosse a prática corrente no mundo lá fora, não existiria segundo turno em eleição nenhuma pois quem tem mais votos sempre venceria. Por exemplo, em 2006 o Lula teve 48% dos votos e Alckmin 41% e mesmo assim teve segundo turno porque havia outros candidatos. E a votação teve três "candidatos" desde o início, aquele voto é válido. Abç OTAVIO1981 (discussão) 11h45min de 25 de junho de 2010 (UTC)
Otavio, uma votação que começa com três opções distintas não pode ser alterada para duas opções no final, como você propõe, pois isso seria alterar as regras do jogo a meio.
Se houvessem argumentos baseados em políticas ou fontes seguras apresentadas pelo lado que perdeu, poderia realmente ser considerada uma segunda ronda, pois poderia estar a ser forçada uma opção que mais tarde teria de ser rediscutida. Aqui, como é tudo questão de gosto pessoal, é irrelevante para o caso. Se alguém quiser reabrir a discussão com argumentos que não sejam de mero gosto pessoal, pode faze-lo em qualquer altura, como é evidente.--- Darwin Ahoy! 11h56min de 25 de junho de 2010 (UTC)
(conflito de edição)
Se eu soubesse que causaria confusão dizendo 50% + 1, não teria dito nada. No URC, o caso foi diferente. Eram apenas duas opções: sim ou não. Aqui, o caso foi diferente. Como eu disse, não há regra que norteie as votações. Portanto, vale a que mais votos receber. Agora tem aquilo, quem quiser pode engrossar o caldo e dizer que isso não diz nada. Eu só acho uma grande baboseira fazer isso para esse caso. Sugiro que as regras de votação sim, sejam revistas, ou que regras sejam apresentadas antes de cada votação aqui elaborada. Essa já foi. - Dehsim? 11h57min de 25 de junho de 2010 (UTC)

Darwin, quem disse que eu quero mudar as regras do jogo? Quem disse que estou a alterar para duas opções no final quando é justamente o contrário pois acho que o voto do Alexandre deve ser considerado para efeito da contagem? A Deh resumiu o meu pensamento, essa aqui já foi e eu junto. Fui!! OTAVIO1981 (discussão) 12h02min de 25 de junho de 2010 (UTC)

Você está transformando três opções em duas para usar esses 50%+1 que não têm qualquer cabimento aqui, logo está fundindo três opções em duas e alterando as regras do jogo a meio. O voto do Alexandre está sendo contado sim, está contado na segunda opção, a que teve menos votos.
Eu sinceramente não percebo a confusão com essa contagem, pois qualquer votação que eu tenho visto aqui, desde os primórdios deste projecto, tem sido contada da maneira mais simples, lógica e evidente, em que a opção com mais votos ganha. Trazer exemplos rebuscados do mundo exterior com votações fora da norma como as presidenciais, de facto não lembra ao diabo.--- Darwin Ahoy! 12h08min de 25 de junho de 2010 (UTC)

Só para lembrar:

Opção 1 - 17 (negrito com itálico + itálico)

Opção 2 - 1 (negrito sem itálico + itálico)

Opção 3 - 16 (negrito sem itálico + sem itálico)

Sendo assim...

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, devem também vir em itálico; se o verbete contiver uma infocaixa, também ali o título deve ser grafado, nestes casos, em itálico.

  •   Concordo com a manutenção e implementação do resultado desta votação. Amats disc 13h09min de 25 de junho de 2010 (UTC)
  •   Concordo Esta votação está nas MR's como concluída, assim a opção vencedora é a que deve ser implementada. Vanthorn msg ← 14h54min de 29 de junho de 2010 (UTC)

Uso do Negrito na IntroduçãoEditar

Prezados,

Tenho escrito alguns artigos em que está difícil usar o negrito na introdução porque simplesmente o texto não comporta o título. Exemplo: Xadrez no cinema, deixei sem o negrito pois me pareceu redudante colocar algo como "O Xadrez no cinema trata das aparições do jogo de xadrez na trama ou enredo ....", pois fiz de modo semelhante em outro artigo (Xadrez na Pérsia antiga mas a frase sempre me parece meio besta mas necessária para cumprir o livro de estilo. Gostaria de saber da opinião da comunidade para eventuais exceções a regra. bç OTAVIO1981 (discussão) 18h38min de 10 de janeiro de 2011 (UTC)

Veja como fizémos em História do pensamento evolutivo. GoEThe (discussão) 18h40min de 10 de janeiro de 2011 (UTC)
(conflito de edição)
O padrão sempre me pareceu ser o de que todo artigo tem que ter alguma espécie de negrito indicando do que se trata. No caso, me parece que o correto seria o destaque na frase inteira, Xadrez no cinema, ou pelo menos, o negrito nos dois termos essenciais (xadrez e cinema). RafaAzevedo disc 18h41min de 10 de janeiro de 2011 (UTC)

Sobre introdução semelhanteEditar

Artigos de mesma categoria podem ter textos parecidos se mantiver o contexto? Algo impede?

Como por exempo, em: Programa do Jô, Programa do Porchat, The Noite (SBT) e Adnight.

Acho que um possível padrão organiza a enciclopédia, enriquece a informação, auxilia na leitura e comparação do gênero. - Elilopes DEBATE 17h40min de 10 de novembro de 2016 (UTC)

Quatro parágrafosEditar

Em 2007, o Jorge Morais inclui o parágrafo:

Uma boa introdução pode possuir até quatro parágrafos, e deve estar escrita de forma clara e acessível — para assim, encorajar o leitor a prosseguir a leitura do restante do artigo. Uma introdução ruim terá será muito curta e não resumirá todo o conteúdo do artigo. A seção introdutória precisa resumir o conteúdo de todo o artigo e nela, devem ser seguidas algumas regras de estilo.

[2], estabelecendo que o tamanho máximo de uma introdução é de quatro parágrafos. O parágrafo foi troduzido da versão inglesa (ver versão da época), com a diferença que "should" ("deve") foi traduzido como "pode". Por lá, essa frase foi várias vezes modificada (ver uma discussão sobre o assunto) e agora lê-se: "As a general rule of thumb, a lead section should contain no more than four well-composed paragraphs and be carefully sourced as appropriate." (tradução livre: De maneira geral, uma secção introdutória de conter não mais do que quatro parágrafos bem escritos e estar cuidadosamente referenciado como apropriado.) Parece-me, por isso, que a intenção nunca foi que isto seja um limite absoluto, mas uma situação ideal num artigo bem desenvolvido.

A questão é que este parágrafo tem sido usado por um editor em particular, para justificar a marcação de artigos com a marca {{wikificar}} (chamar isto de problema de wikificação é já de si discutível). Ver discussão recente aqui. Mas o maior problema é que não vejo que em esboços, devamos ser tão absolutistas, principalmente quando um determinado artigo não tem conteúdo suficiente para dividi-lo em secções. O caso é diferente quando lidamos com Artigos destacados, obviamente, mas qual é exactamente a diferença entre esta versão e esta que seja preciso poluir visualmente o artigo (sem sequer explicitar qual é exactamente o problema encontrado?

Sugiro por isso, mudar a frase presente nesta recomendação para "Uma introdução deve possuir, de maneira geral, até quatro parágrafos, e deve estar escrita de forma clara e acessível — para assim, encorajar o leitor a prosseguir a leitura da restante informação na página." Note-se a mudança de "pode" para "deve", e a inclusão de ", de maneira geral, ". GoEThe (discussão) 08h25min de 19 de julho de 2017 (UTC)

  Concordo A regra (que não é) não deve ser absolutista nem obrigatória. Vanthorn® 11h27min de 19 de julho de 2017 (UTC)
  Concordo- Além de que própria criação artificial de introduções nessas supostas "wikificações", para além de derivar de uma má interpretação das recomendações do livro de estilo, é potencialmente mais prejudicial que benéfica.-- Darwin Ahoy! 11h52min de 19 de julho de 2017 (UTC)
  Concordo Assim evitaria o uso de tags em introduções que podem ser consideradas boas mas que não estão dentro da "obrigação", tornando-a uma "orientação". A orientação continua a mesma porém não engessada. Instambul (discussão) 12h28min de 19 de julho de 2017 (UTC)

Fiz a alteração. GoEThe (discussão) 07h44min de 31 de julho de 2017 (UTC)

Eu só queria saber é de onde "usamericanu" tiraram essa historia de quatro parágrafos, que os botocudos que os seguem em tudo transformaram em lei aqui.....MachoCarioca oi 22h36min de 3 de agosto de 2017 (UTC)

Uso do itálicoEditar

As recomendações para uso do itálico, que atualmente estão nesta página, que se refere à "seção introdutória" dos artigos, ao me ver estão na página errada do LDE. Tais recomendações servem não só para a introdução, mas também para todo o texto dos artigos. Sendo assim, proponho que esta seção seja movida para uma recomendação independente, e citada no tópico "Formatação" na Predefinição:Wikipédia/Livro de estilo. PauloMSimoes (discussão) 16h44min de 28 de setembro de 2017 (UTC)

Acho bom. Seria bom também juntar com a seção Uso do negrito e fazer uma só recomendação de markup? --Caiomarinho (discussão) 17h09min de 28 de setembro de 2017 (UTC)
@Caiomarinho: pensei também no negrito, mas observe que a maior parte da recomendação refere-se ao uso na seção introdutória. O que poderia ser feito é manter a recomendação sobre o negrito onde está, e criar a nova recomendação de markup ("Uso do itálico"), movendo todo o texto atual de Uso do itálico, adicionando também o último parágrafo de Uso do negrito (que se refere ao uso geral no texto): Citação: Use o itálico, e não o negrito, para dar ênfase. Use o negrito como forma de remeter à página apenas em alguns casos especiais: títulos de tabelas, listas de definição e na bibliografia para artigos de revistas especializadas. PauloMSimoes (discussão) 17h36min de 28 de setembro de 2017 (UTC)
  Concordo. Consulto bastante esta seção e será bom tê-la à mão na infocaixa. --Caiomarinho (discussão) 17h54min de 28 de setembro de 2017 (UTC)

  Concordo --Luan (discussão) 21h17min de 8 de dezembro de 2017 (UTC)

@Caiomarinho e Luan: conforme esta discussão, estou procedendo com estas alterações, com relação ao uso do itálico; depois farei o mesmo com o uso do negrito.
@Caiomarinho e Luan:   Feito No caso do negrito, preferi transcrever e não mover as recomendações (apenas os dois últimos parágrafos) porque é um texto reduzido e serve tanto para a introdução, como para o artigo em geral. Se ficou algo a ser feito, por favor corrijam. PauloMSimoes (discussão) 00h52min de 13 de março de 2018 (UTC)
Voltar à página de projeto "Livro de estilo/Seção introdutória".