Abrir menu principal

Wikipédia Discussão:Votações/Política de bloqueio/Tentativa de consenso/Objetivos do bloqueio

Tentativa de consensoEditar

Presa de decissions.png = Eo-scale2.png

Início e fim do debate

O debate ocorrerá das 00:00 UTC do dia 11 de outubro de 2007 até às 23:59 UTC do dia 17 de outubro de 2007. Por favor, não opine antes do início. Qualquer opinião feita antes do início poderá ser removida. Opiniões feitas após o término da discussão poderão ser totalmente desconsideradas para efeito da conclusão final.

Consenso

Esta página é uma tentativa de consenso. Por favor, antes de participar, leia atentamente Wikipédia:Consenso e lembre de facilitá-lo. Comentários fora do tópico e ataques pessoais serão compactados com {{início compactação}} e {{fim compactação}}.

A ideia base é que, a partir de um ponto inicial, haja uma discussão que busque um consenso, ou seja, um ponto em que todas as partes possam aceitar minimamente. Por isso, não adianta apenas usar {{concordo}} e {{discordo}}. É necessário argumentar bem e saber ceder. Se, mesmo após o término do prazo de discussão, não houver consenso claro e houver um conflito irredutível, então, a partir desta tentativa, cria-se uma votação para o caso específico. Tente evitar a situação de uma possível votação ao máximo, pois as votações tendem a distorcer a real vontade da comunidade.

Proponente: Lipeλ FML 23h11min de 9 de Outubro de 2007 (UTC)

ConteúdoEditar

Definição dos objetivos do bloqueio. O texto final fará parte da seção introdutória, seguida do parágrafo introdutório. Essa definição é muito importante pois definirá o rumo das demais discussões.

  • Quais são os objetivos do bloqueio? Os bloqueios devem ser...
    • punitivos?
    • orientadores?
    • preventivos?
    • educativos?
    • por vingança?
    • repressores?
    • frear edições negativas fora do controle?
    • servir de exemplo para próximos casos?
    • evitar mau ambiente?
    • evitar mau comportamento?
    • para humilhar?
    • dar um tempo pro usuário refletir?
    • impedir que um usuário dê opiniões?
    • impedir que pessoas não-cultas contribuam?
    • impedir o uso indevido da Wikipédia (promoção ou propaganda)?

Ponto inicialEditar

Há duas propostas que estão em Wikipedia:Votações/Política de bloqueio. Na primeira, o texto diz o seguinte:

Os objectivos da aplicação de um bloqueio não são punitivos, mas sempre preventivos e orientadores. Isto é, os bloqueios não servem como um pagamento ou compensação em troca de danos causados. O bloqueio é uma ferramenta que possibilita o funcionamento normal da Wikipédia e serve para evitar que certos gestos voltem a ser repetidos pelas mesmas pessoas ou por outras. Os bloqueios não pretendem excluir pessoas do projecto, mas antes desencorajar determinadas atitudes e comportamentos.

Pessoas que insistem em realizar gestos que são motivo para bloqueio deverão ser sempre bloqueadas enquanto se mantiver essa insistência. Períodos longos de bloqueio (por exemplo, durante três meses ou mais) poderão ser decididos para poupar o trabalho de vigilância e aplicação de bloqueios curtos sucessivos quando não existem indícios de mudança do comportamento desestabilizador. Contudo, uma vez alterada a atitude dessa pessoa, ela é livre de voltar a colaborar no projecto.

Também existem casos de usuários que criam contas para fins ilegítimos, como sock puppets ilegais ou simplesmente para vandalizar e estas contas precisam de ser controladas de alguma forma.

Na segunda, proposta recente de Ozalid D​ C​ E​ F, está mais compactado e direto:

Os objectivos da aplicação de um bloqueio nunca devem ser punitivos, mas sempre preventivos e orientadores. Isto é, os bloqueios não servem como um pagamento ou compensação em troca de danos causados. Os bloqueios servem para evitar que certos gestos voltem a ser repetidos pelas mesmas pessoas ou por outras. Os bloqueios não pretendem excluir pessoas do projecto, mas antes desencorajar determinadas atitudes e comportamentos.

Pessoas que insistem em realizar gestos que são motivo para bloqueio deverão ser sempre bloqueadas enquanto se mantiver essa insistência. Os períodos mais longos de bloqueio (por exemplo, durante três meses ou mais) devem existir para poupar o trabalho inútil de vigilância e bloqueio de pessoas que não merecem esse esforço. Contudo, uma vez alterada a atitude dessa pessoa, ele é livre de voltar a colaborar no projecto.

As diferenças podem ser observadas em: [1].

Acho que devemos nos concentrar nos objetivos em si e não no texto em si. Os dois textos "acreditam" nos mesmos objetivos, apesar da proposta do Ozalid estar mais compactada e mais agressiva. Os objetivos identificados são:

  • Não são punitivos.
    • Ou seja: os bloqueios não servem como vingança, um pagamento ou compensação em troca de danos causados.
  • São preventivos (a curto e longo prazo).
    • Ou seja: evitar vigilância e reversões desnecessárias. Num futuro próximo, evitar que a Wikipédia continue sofrendo edições negativas por quem demonstra continuar fazendo esses tipos de edições. Bloqueio mais longo quando é evidente uma não-mudança de comportamento a médio-prazo.
  • São orientadores.
    • Ou seja: são educativos, com o objetivo do usuário bloqueado poder "refletir" e "aprender" a não fazer mais errado.
  • Proibir contas criadas para fins ilegítimos.
    • Ou seja: abolir contas criadas exclusivamente para não cumprir políticas já aprovadas. São os casos de, por exemplo: fantoches ilegais (POV, falsidade ideológica, votações, usuário já bloqueado etc.), propagação de texto criminoso, propaganda ou promoções explícitas de produtos, empresas, instituições, ONGs etc.

"Preventivos" e "orientadores" também podem ser interpretados como, no contexto de um futuro mais distante, para servir de exemplo para a própria e outras pessoas. Essa interpretação pode ser confirmada pelo próprio texto que segue: Citação: Proposta principal escreveu: «(...) e serve para evitar que certos gestos voltem a ser repetidos pelas mesmas pessoas ou por outras. (...)»

O texto em si pode ser depois melhorado no "Item 10: Detalhes finais", portanto vamos nos concentrar em definir os objetivos de forma concreta.

Sobre as discussões ocorridas em Wikipedia Discussão:Votações/Política de bloqueio/Arquivo I e Wikipedia Discussão:Votações/Política de bloqueio, alguns usuários se manifestaram sobre o assunto (de forma resumida):

  • Sam D​ C​ E​ F 12h31min de 7 de Setembro de 2007 (UTC): "impedir contas criadas para fazer politicagem e edições em domínios secundários"
  • Jurema Oliveira D​ C​ E​ F 11h16min de 12 de Setembro de 2007 (UTC): "impedir contas criadas para destruir".
  • JSSX D​ C​ E​ F 21h49min de 12 de Setembro de 2007 (UTC): "facilitar o combate ao vandalismo".
  • Lipe (FML) D​ C​ E​ F 20h34min de 30 de Setembro de 2007: "frear vandalismos que ultrapassam a capacidade de reversão"

(aos citados acima, se houver alguma inexatidão peço que editem e corrijam)

Bom debate a todos! Lipeλ FML 00h46min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Atenção: não comente neste tópico, use o tópico abaixo.

Espaço para o livre debateEditar

Pode-se trocar as palavras por uma só: "coercitivo". Abrange quase todos os itens. A coerção pode ser "antes" para garantia de um direito de integridade e/ou depois para punição de uma infração para posterior integração do disciplinado infrator, sendo reinserido no ambiente ciente que há punição para os atos livres que prejudicam os demais e o projeto. __ Observatore 02h01min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Entretanto, a palavra "coercitivo" não é de "uso comum" e essas regras devem ser claras e objetivas para qualquer novato. Creio que nesse ponto, quanto mais explícitos formos, melhor. --girino 11h53min de 11 de Outubro de 2007 (UTC) (desculpem minhas participações "breves", estou bastante atolado de serviço...)

Acho que deveríamos ter dois tipos de bloqueio, um de caráter administrativo (e aplicado por decisão do administrador) que visa conter o comportamento abusivo por um período curto (que pode aumentar na reincidência) ou banir contas criadas ilegalmente (sock puppet etc); o segundo tipo teria caráter punitivo, e este só pode ser aplicado após decisão da comunidade através de uma "sanção por votação", como já tem ocorrido. As regras de bloqueios por vandalismo (que são do primeiro tipo) podem ser mantidas, pois parecem ser bem aceitas pela comunidade.Lechatjaune msg 12h23min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

  • isto se os administradores forem competentes para saber a quem bloquear e não tiverem um conceito particular do que é vandalismo ... Vidente 12h59min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

(Lipe falando) Sobre o termo coercitivo:

adj.,
    coercivo;
    que coage, reprime, impõe penalidades;
    que se pode conter em menor espaço.

Acho que a maioria dos bloqueios, ou seja, o bloqueio a uma pessoa comum (mesmo que essa vandalize com palavrões, por exemplo) não deve servir pra reprimir, coagir, limitar, mesmo porque seria contrário ao princípio Wikipedia:Seja ousado e também Wikipedia:Não morda os novatos. De qualquer forma, eu concordo com os objetivos do ponto inicial (tópico acima): "não punitivos" (e não vingativos) para a maioria dos casos. O único caso em que o objetivo seria "reprimir" seria no caso de propaganda explícita (spam) ou criação de conta para usos visivelmente ilegítimos.

E também concordo com o Lechatjaune, e ainda sugiro que existam três objetivos básicos para cada caso:

  • A maioria dos casos: não são punitivos, são preventivos e orientadores.
  • No caso de usuário experiente que insulta outro: caso para sanção de insultos, punitivo.
  • No caso de criação de conta pra fins explicitamente ilegítimos (spam e sockpuppets ilegais): coercitivo ou repressor.

Eu estarei ausente até o dia 14 (viagem), desejo bom debate a todos, acho que voltarei faltando apenas dois dias para acabar este item! Mas fica aqui já registrado toda a minha opinião sobre o assunto, acho que não vou ter mais nada a acrescentar sobre isso. abraço! Lipeλ FML 12h55min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Levando em conta o amplo espectro de pessoas que usam a Wikipédia concordo com o girino na necessidade do texto ser claro e objectivo, recorrendo a palavras de uso generalizado. Sou também defensor de retirar à política de bloqueio a carga do castigo. A reforçar-se essa vertente rapidamente se poderia partir para vinganças mesquinhas. A punição do bloqueio (não deixa de ser uma punição...) deverá ter por objectivo a prevenção e a educação. Se a punição for motivada pela pedagogia e não pela vingança talvez seja possível recuperar utilizadores com um comportamento inicial menos próprio ou mesmo insultuoso. Steelman MSG 13h52min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)
Nossa estou comovido com tanta sinceridade ... Vidente 13h54min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)
Lipe, a definição de coercitivo que nos trouxe é muito restrita. Praticamente tudo que pretende Lechatjaune, o Lipe, a proposta da Patrícia e do Ozalid pode ser resumido por “ação coercitiva”. Tudo isso se encaixa na definição mais ampla do “paralelo” de poder coercitivo, contudo o desejo do girino e do Steelman de clarificar parece salutar – então descarto a palavra coercitiva. O desejo do Vidente de eliminar as idiossincrasias próprias do ser humano, que pode dar interpretação diferente para uma simples exposição retórica, também é salutar visto que muitos têm realmente um “conceito particular do que é vandalismo” – o conceito de vandalismo pode estar bem definido na presente política – diferenças em edições não pode ser considerado vandalismo puro e simplesmente. Vandalismo é algo destrutivo e não diferença ideológica ou opinativa, mas é isso que a atual política irá definir nos demais 9 itens seguintes que iremos debater e que o Ozalid e a Patrícia prepararam. Por isso apresento uma sinterização da proposta da PatríciR, com a do Ozalid, com todas as opiniões já apresentadas até o presente, segue abaixo:


Objetivo: Proteção.

Proteção de quem: do projeto wiki contra vandalismos e proteção de seus colaboradores.

Vandalismo: é destrutivo e não diferença ideológica ou opinativa.

Funções do bloqueio: preventivos, punitivos, orientadores, educativos, nunca por vingança, não deve destinar-se à punição por exposição de opinião divergente ou retórica em debates, deve servir de exemplo para os mal intencionados, frear edições e comportamento nocivos e fora do controle – servir como período para reflexão, e não excessiva reação ao disruptor.

Períodos: Serão estabelecidos pela presente política

Observatore 16h44min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Retirada de uma parte do textoEditar

Eis o texto: Pessoas que insistem em realizar gestos que são motivo para bloqueio deverão ser sempre bloqueadas enquanto se mantiver essa insistência. Os períodos mais longos de bloqueio (por exemplo, durante três meses ou mais) devem existir para poupar o trabalho inútil de vigilância e bloqueio de pessoas que não merecem esse esforço. Contudo, uma vez alterada a atitude dessa pessoa, ele é livre de voltar a colaborar no projecto.

O texto acima está nas duas propostas, da Patrícia e do Ozalid. Porque suprimi da minha sugestão sintetizada acima? Porque está longo e explicativo desnecessariamente, além de estar "viciado". Em outro item da proposta a Patrícia e o Ozalid já definem que punições acima de 30 dias seriam decidida exclusivamente pela comunidade e não por administradores. Esse texto é contrário a esse outro ponto da proposta. __Observatore 16h44min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Eu   Concordo. Eu só mudaria estas coisas: tiraria o "punitivo", pois "punitivo" pode ser interpretado como vingança ou compensação de dores, o que não parece ser o objetivo consensual da maioria dos bloqueios (a única exceção que vejo são contas criadas para fins ilegítimos). E talvez trocaria "Proteção" por "Auto-proteção". Também acho que a linha sobre a definição de vandalismo poderia fazer referência ao que será discutido nos próximos itens (com letras pequenas que segue):
"Vandalismo: é destrutivo e não diferença ideológica ou opinativa. Veja no item XXX desta política uma definição mais completa sobre vandalismo e os tipos considerados."

Acho que a contribuição do Observatore foi fundamental. abraço! Lipeλ FML 16h54min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Períodos acima de 30 dias devem ser sempre decididos via votação pela comunidade.--g a f M 17h18min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)
Sim Gaf, foi exatamente o que ele falou, por isso ele suprimiu uma parte do texto. A questão dos 30 dias será discutido em outro item, e esse valor ainda pode aumentar ou diminuir se houver consenso. Lipeλ FML 18h31min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)
Também sou contra o uso repressivo do bloqueio, devemos ensinar os novatos pois wiki ainda parece ser escrito em chinês, e o uso de palavras comuns ajuda, ainda mais sabendo que a maioria dos utilizadores são adolescentes e crianças não se esqueçam, façam uma pesuisa pergutem oque é coerção a 5 crianças e 5 adolescentes e vejam o resultado!!!(poder realmente é um problema)rautopia 20h01min de 11 de Outubro de 2007 (UTC)

Acho que deve sair "punitivo", deve sair "nunca por vingança" (meio bobo isso) e mau intencionado é com U. Boa intenção, má intenção. Bem intencionado, mau intencionado.

Está bem mais conciso que o anterior. Vamos na simplicidade, vamos na simplicidade, gente. Nada de textos longos nem rocambolescos. Tô de olho, vamos em frente....:-) Machocarioca 05h09min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)Machocarioca


Na sequência dos comentários que reforçam a ideia de manter a objectividade sem complicar, sugiro um ajuste da proposta do Observatore:

Objectivo do bloqueio: Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e proteger os seus colaboradores.

O bloqueio deve ser usado para:: Prevenir, orientar e educar. Corrigir os mal intencionados e restringir comportamentos nocivos continuados. Conceder tempo de reflexão ao bloqueado e permitir a estabilidade dos artigos vandalizados.

O bloqueio não deve ser usado para: Castigar ou retaliar. Cercear opiniões divergentes ou impedir o debate.

Parece-me ainda que não há necessidade de definir o que é o vandalismo, visto que essa definição dever ser obtida em Wikipedia:Vandalismo. No entanto, caso se considere necessário resumir a definição de vandalismo, sugeria o seguinte texto alternativo para o primeiro ponto no exemplo que dei acima:
  • Objectivo do bloqueio: Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e proteger os seus colaboradores. Entende-se por vandalismo o comportamento continuado e intencional que viole as políticas oficiais da Wikipédia, a explícita ou furtiva alteração propositada e prejudicial de texto válido, e a utilização de linguagem difamatória, agressiva ou insultuosa.
Ou ainda a inclusão de um novo ponto abaixo do primeiro com o seguinte conteúdo:
  • Definição de vandalismo: Entende-se por vandalismo o comportamento destrutivo, continuado e intencional que viole as políticas oficiais da Wikipédia, a explícita ou furtiva alteração propositada e prejudicial de texto válido, e a utilização de linguagem difamatória, agressiva ou insultuosa. Não inclui a exposição legítima de opiniões ou de diferenças ideológicas, efectuada de forma civilizada e nos locais adequados.
Nestas alternativas tentei resumir o conteúdo da página que define o vandalismo.
Também me parece redundante mencionar já a questão dos períodos de bloqueio uma vez que tal assunto será incluído mais abaixo no texto (ver ponto 4.2). Steelman MSG 09h55min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)

Sanção de insultosEditar

Quando decidido via votação de sanção de insultos, o bloqueio assume caráter punitivo. Isto deve ficar explícito, justamente porque é a única exceção.--g a f M 21h06min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)

  •   Concordo Por que deixa de ser uma decisão individual e virá uma ação da comunidade. Fabiano msg 21h11min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)
  •   Concordo Alguém vandaliza ou insulta e é "punido", isso é incontestável, ainda que se procure com isso uma outra definição politicamente correta. Bloqueio também é punitivo. Observatore 22h51min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)
  •   Concordo--Lipeλ FML 15h23min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
Conforme mencionei num comentário mais acima, também considero que existe uma acção punitiva. Concordo com o Observatore quando refere que se tentou apenas uma alternativa politicamente correcta. Assim sendo, atrevo-me a recolocar a minha proposta em duas versões distintas:
Hipótese A

Objectivo do bloqueio: Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e proteger os seus colaboradores.

O bloqueio deve ser usado para:: Prevenir, orientar e educar. Corrigir os mal intencionados e restringir comportamentos nocivos continuados. Conceder tempo de reflexão ao bloqueado e permitir a estabilidade dos artigos vandalizados. Em última instância e após votação, punir atitudes insultuosas.

O bloqueio não deve ser usado para: Revidar ou retaliar. Cercear opiniões divergentes ou impedir o debate.

Hipótese B

Objectivo do bloqueio: Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e proteger os seus colaboradores.

Definição de vandalismo: Entende-se por vandalismo o comportamento destrutivo, continuado e intencional que viole as políticas oficiais da Wikipédia, a explícita ou furtiva alteração propositada e prejudicial de texto válido, e a utilização de linguagem difamatória, agressiva ou insultuosa. Não inclui a exposição legítima de opiniões ou de diferenças ideológicas, efectuada de forma civilizada e nos locais adequados.

O bloqueio deve ser usado para:: Prevenir, orientar e educar. Corrigir os mal intencionados e restringir comportamentos nocivos continuados. Conceder tempo de reflexão ao bloqueado e permitir a estabilidade dos artigos vandalizados. Em última instância e após votação, punir atitudes insultuosas.

O bloqueio não deve ser usado para: Revidar ou retaliar. Cercear opiniões divergentes ou impedir o debate.

Aqui ficam as minhas propostas até melhor opinião. Steelman MSG 23h28min de 12 de Outubro de 2007 (UTC)

Acho pouco prudente colocar a definição de vandalismo nesta política, pois corremos o risco fixarmos em uma política oficial uma definição simplista (e talvez insuficiente) de vandalismo. Prefiro, portanto, a proposta A. Agora um detalhe textual: parece-me redundante falar em vandalismo intencional se a própria definição de vandalismo já pressupõe que este seja intencional. Para ser mais chato ainda: aquele "e após votação" pode ser trocado por "e apenas após votação"? Lechatjaune msg 03h01min de 13 de Outubro de 2007 (UTC)

Concordo... esse foi o motivo de ter colocado duas hipóteses. Quanto à questão do intencional, lembro que a página para a qual o texto remete e que actualmente define o vandalismo, que poderá ser lida aqui, refere a possibilidade de ocorrer vandalismo não intencional. Poderemos é concluir que a própria definição naquela página precisa de ser melhorada, mas isso já é outra discussão... Steelman MSG 11h19min de 13 de Outubro de 2007 (UTC)

Sinterizando novamenteEditar

Quanto ao último acréscimo do Steelman que afirma: “Em última instância e após votação, punir atitudes insultuosas”. Discordo, pois um usuário pode ser punido por um ato em apenas duas horas, por um administrador, e isso não se faz necessário uma votação ou abrir uma sanção por insulto, pois até 30 dias (como analisaremos posteriori) o administrador terá uma certa gama de “liberdade”. Assim, pior seria a proposta do Lechatjaune em acrescentarmos “apenas após votação”, ao mesmo texto, pois amarraríamos o administrador a toda vez que quisesse punir por insulto (ainda que por duas horas) fosse abrigado a abrir uma votação – seria muito burocrático.

Bem, corrigindo o que pretendia e não expliquei direito era definir sucintamente o que “vandalismo” não é. Visto que há uma página mais completa sobre vandalismo.(que por sinal é somente um ensaio - necessita trabalho lá futuramente) Pôr a definição longa como o Steelman procurou vai eliminar o aspecto sucinto que estamos querendo elaborar. Porque sucinto? Não permitirá margem a muitas interpretações. Até uma criança entenderá. O objetivo do que inclui é porque usamos a palavra “vandalismo” para muita coisa que não é vandalismo. Assim continuo pensando que seria bom colocar: “Vandalismo não é diferença opinativa ou ideológica.”

Sobre objetivo do bloqueio - na minha primeira sinterização havia posto apenas a palavra “proteção”, pois daria um foco inicial para sabermos se um bloqueio foi bem executado. Fulano foi bloqueado, pergunta-se: ouve uma proteção? Se a resposta é "não", reverte-se de imediato o bloqueio. Se a resposta for “sim”, ainda que não esteja na presente política (e haverá novos casos não englobados aqui) poderemos evoluir futuramente esses novos casos. Assim, até os novos casos já estariam previstos no "objetivo" apenas por: “Proteção”. Se não pretende “proteger” o projeto, não merece nem análise a um pretendido bloqueio.

Sobre quem proteger - discordo do Steelman, devemos focar o “projeto wiki”, e não o “conteúdo wiki”. O projeto é mais amplo. Até a Esplanada faz parte do projeto. Assunto que não o domínio principal faz parte do projeto. Por isso pretendi deixar separado e destacado “projeto” e “colaboradores”.

Concordando com o Lipe, vou por um link em “small” para página sobre vandalismo. Concordando com o Machocarioca, podemos retirar a parte “boba”: “nunca por vingança”. Vou apresentar nova sinterização com tudo que foi dito aqui, eliminando o que critiquei acima. Acrescentei a palavra usada pelo Steelman, “cercear”, contudo mantive “em debate” no meu texto, senão caberá interpretação que se possa colocar qualquer coisa tresloucada no conteúdo wiki e não poderá ser cerceado.

Sobre o trecho: “Períodos: Serão estabelecidos pela presente política” – Não suprimi essa parte pois ainda que obvia, estabelece que tudo que for bloqueio deve ser regido por uma regra central (aqui) e não em diversas páginas perdidas da Wikipédia. Exemplo, a página sobre vandalismo explica vandalismo, mas quem queira definir um bloqueio deverá respeitar a presente regra e não encontrar desculpas em outras páginas da Wiki.

Sinterizando novamente:

Objetivo: Proteção.

Proteção de quem: do projeto wikipédia contra vandalismos e proteção de seus colaboradores.

Vandalismo: não é diferença opinativa. veja a definição completa de vandalismo

Funções do bloqueio: preventivos, punitivos, orientadores, não se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate, deve servir de exemplo para os mal intencionados, frear edições e comportamento fora do controle – servir como período para reflexão, e não excessiva reação ao disruptor - permitindo estabilidade ao projeto

Períodos: Serão estabelecidos pela presente política

Observatore 15h11min de 14 de Outubro de 2007 (UTC)

Apesar das razões expostas, continuo a preferir a minha proposta. Penso que, além de ser mais elegante e de fácil compreensão, esclarece mais adequadamente os leitores. Opiniões... Steelman MSG 16h47min de 14 de Outubro de 2007 (UTC)

Obs.: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

    • "O bloqueio não deve ser usado para: Revidar ou retaliar. Cercear opiniões divergentes ou impedir o debate." - citação acima. A Sua Teoria aqui, não se coaduna com a Sua Prática nos artigos da wikipédia sobre a religião Testemunhas de Jeová. O Seu conceito de bloqueio significa: poder reverter ou bloquear toda e quaisqueres opiniões contrárias (dos chamados genericamente de "criticos"), mesmo que estes apresentem fontes verificáveis, classificadas como "informações tendenciosas". Toda e qualquer informação dita "tendenciosa" já citada, é por sua vez, isolada do contexto ou re-interepretada pelo próprio. Esta nota considero ser necessária para entender as entrelinhas acima. Vidente 12h53min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)
Solicito ao Lipe que, tal como prometido na introdução, compacte, ou mesmo remova, este meu comentário bem como as duas anteriores intervenções do usuário Vidente nesta página que considero como ataques pessoais completamente a despropósito do actual debate. Steelman MSG 13h12min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)
Lipe, eu comentei uma opinião do Steelman. Ele diz "que considero como ataques pessoais completamente a despropósito do actual debate". Eu não ataquei a pessoa dele. Eu apontei-lhe comportamentos divergentes. O assunto é pertinente neste debate. Entendo que as enterlinhas do comentário do Steelman visam em particular a minha pessoa, quero salvaguardar isso neste debate. Deixo este assunto ao teu critério. Vidente 13h24min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)

Vidente 13h24min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)

(Lipe falando)

Acabo de chegar de viagem e fico muito feliz que o debate prosseguiu de forma extremamente inteligente, e com a participação ativa de vários usuários.

Eu gostei muito da "Hipótese A" do Steelman. Principalmente sobre a parte do objetivo em si: "Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e proteger os seus colaboradores." ótimo.

Mas com base no que o Observatore disse acima, acho que poderia ser trocado:

"Em última instância e após votação, punir atitudes insultuosas."

por:

"Em última instância e através da Wikipedia:Sanção de insultos, punir casos mais graves e persistentes."

De resto, ainda acho que a "Hipótese A" parece mais conceitualmente correta, até porque não fala em "punição" como uma regra e sim como uma exceção. O texto do Observatore em "Funções do bloqueio: preventivos, punitivos, orientadores, (...)" acho que mistura um pouco os dois assuntos.

Sobre a parte "Vandalismo não é (...)", acho que a parte do "O bloqueio não deve ser usado para (...)" fala da mesma coisa e me parece mais fácil para ler.

Mas é só uma humilde opinião.

abraço! --Lipeλ FML 20h24min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)

Andei pensando mais um pouco, e mesclando algumas idéias e colocando outras, cheguei nisto, aí vai:

Objectivo do bloqueio: Defender o conteúdo da Wikipédia contra vandalismo intencional e permitir que os debates ocorram de forma saudável, protegendo os colaboradores de ataques pessoais.

O bloqueio deve ser usado para: Prevenir e orientar. Corrigir os mal intencionados, conceder tempo de reflexão ao bloqueado e permitir a estabilidade dos artigos vandalizados. Em última instância e através da Wikipedia:Sanção de insultos, punir casos de comportamentos nocivos continuados.

O bloqueio não deve ser usado para: Revidar, retaliar, cercear opiniões divergentes ou impedir o debate saudável.

--Lipeλ FML 20h39min de 15 de Outubro de 2007 (UTC)

Criticando as expressões adicionada pelo Lipe e explicando as sinterizaçõesEditar

Analisando algumas expressões:

  • “Conteúdo” – A partir dessa palavra eu amarro o administrador. Discordo dessa indicação. Nos últimos dias vimos problemas na Esplanada, e precisamos de proteção na Esplanada. Não houve insulto, mas houve desrespeito ao consenso decidido na própria Esplanada. Se o administrador estiver amarrado somente ao conteúdo, ninguém que desrespeite o consenso decidido na Esplanada poderá ser bloqueado.
  • “Ataques pessoais” é subjetivo. Muito usado por questões diversas,contudo vincula-se à idiossincrasias. Quando descrevi infantilmente cada conduta, ative-se ao comentário do girino e do próprio Steelman para deixar bem definido e não subjetivamente ao campo das idiossincrasias próprias do ser humano.
  • “Vandalismo” quantas vezes já se usou a palavra vandalismo para ataques pessoais ou devido as divergências de opinião? Subjetivo até o presente, pois a página indicada é um “ensaio”, como pode ser lido se alguém acessar – e está aberta para qualquer um modificar agora – é subjetivo algo que é um “ensaio” que todos podem modificar. Deixei no meu texto, pois presumo que a devida página será estabelecida, mas fiz clara menção de que “vandalismo não seria diferença opinativa ou ideológica”. Não definido isso, cai na subjetividade, pois não temo uma página oficial de vandalismo – temos um, repito, “ensaio”.
  • “Em última instância e através da Wikipedia:Sanção de insultos, punir casos de comportamentos nocivos continuados” – Punir em última instância? Francamente não entendo porque tanto medo da palavra “punir”. Punir somente após “sanção de insulto” já foi explicado que será em casos de mais de 30 dias. Então vocês estão batendo na mesma tecla do impossível. Se houver punição menor que 30 dias o administrador poderá punir sim – isso tenho certeza que os administradores não vão abrir mão. Seria piada se um administrador não pudesse punir uma agressão descarada com cinco dias de bloqueio quando um usuário mandou todo mundo para ... Isso já aconteceu em uma PE – citei caso real.
  • “Nocivo” – novamente aqui usa-se um termo subjetivo.

Fora as críticas acima, concordo que o texto está coerente com tudo que os demais já concordaram. Se forem excluídos os textos acima, estará respeitando o que os demais disseram aqui, inclusive as críticas do gaf e Fabiano.

Enfim, está na hora de deixar de dar voltar e analisarmos o que tínhamos nas mãos, as propostas da PatríciaR e Ozalid, mais comentários adicionais. Se saírmos do que foi analisado, ficaremos dando voltas. __ Observatore 04h04min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)


Uma breve explicação de como chegamos ao consensoEditar

É apenas porque penso que alguns ainda não entendem o processo, e porque as etapas não devem ser puladas para se chegar ao consenso, que passo a explicar minha humilde visão de como chegamos ao consenso.

O "consenso" deve pegar um texto e ir adequando ponto a ponto. Abaixo demonstro que fui adicionando cada participação e evoluindo. O que os colegas estão fazendo é lançando diversos textos para análise e dificulta quem está acompanhando o debate que não saberá para onde olhar. Formar vários textos separados para avaliação não é forma de consenso, mas de votação. Entendam o que fiz, evolui do PatriciaR, uni com o do Ozalid, depois agreguei Lechatjaune, a seguir peguei comentário do gaf com o Fabiano, como não houve oposição do comentário do Vidente, agreguei uma partícula do Vidente, e assim por diante. Os amigos precisam centrar a noção do que é consenso. Se ninguém criticar um determinado texto, é porque devo sinterizar, se há divergência, não cabe sinterização. Entenderam?

Vou explicar. O Observatore não apresentou proposta, ele fez apenas uma sinterização (do que é cristalino): Mostrarei abaixo como se poderão verificar as moléculas cristalinas de cada participante. É claro que alguns comentários não foram “sinterizados”, mas “sintetizados”. O que foi sintetizado parece do Observatore, contudo é extraída do comentário de um ou outro, e muito pouco é do Observatore.

Os colegas precisam compreender o que é consenso. Se há divergência, não poderá ser agregado cristalinamente ao texto. Só agrego ao texto o que é cristalino no consenso.

Tentando fazer uma diferençação do que foi "sinterizado" e "sintetizado" e a origem. O Observatore é somente a parteira


Objetivo: Proteção.

Proteção de quem: do projeto wikipédia contra vandalismos e proteção de seus colaboradores.

Vandalismo: não é diferença opinativa. veja a definição completa de vandalismo

Funções do bloqueio: preventivos, punitivos, orientadores, não se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate, deve servir de exemplo para os mal intencionados, frear edições e comportamento fora do controle – servir como período para reflexão, e não excessiva reação ao disruptor - permitindo estabilidade ao projeto

Períodos: Serão estabelecidos pela presente política

Destacado azul foi sintetizados dos argumentos do gaf, do Fabiano, do Lechatjaune e Observatore

Destacado em verde foi sintetizada de comentário do Vidente sobre idiossincrasias

Destacado em vermelho foi sinterizado do Lipe na exposição da presente página e argumentos ditos

Destacado em laranja foi sinterizado do texto do Steelman

Destacado em preto foi sintetizado da proposta da Patrícia

Finalmente, se alguns usuários não concordarem em determinados pontos, pontua-se e vai-se retirando o que não é consenso. Ou pegamos o texto do Lipe, ou do Steelman e retiramos o que já se discordou nalgum ponto. É assim que chegamos a um texto consensual mais facilmente. Mas por favor, não lancem mil textos novos. Pontua-se e modifica-se o que se tem de concreto, foi o que fiz desde o começo. Sem pontuar a mudança e concórdia dos demais, não há consenso.

Cumprimentos. __ Observatore 03h47min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Respondendo diretamente à crítica do Observatore e voltando a se concentrar nos objetivos em si, e não na forma do textoEditar

Caro Observatore, sua análise é positiva e interessante, mas tenho que discordar em alguns pontos, vamos lá:
  1. O que é "sinterizar"? Não consta no meu dicionário pessoal, nem em [2] e nem em [3].
  2. Não vejo motivo para separar "Objetivo: proteção" de "Proteção de quem", mas fico   Neutro em relação a isso, pois considero mero detalhe.
  3. Me parece que é consenso claro (pelo menos) que há duas frentes básicas de auto-proteção: 1. conteúdo (domínio principal) 2. bastidores (ataques pessoais, insultos, atitudes perturbadoras etc). Acho que somente "proteção de seus colaboradores" não fica completo: proteção de quê? Para quê? Onde e por quê? Por isso sugeri incluir "permitir que os debates ocorram de forma saudável, protegendo os colaboradores de ataques pessoais". É claro que foi só uma sugestão, pelo jeito não tão bem aceita pelo Observatore, mas acho que deveríamos deixar essas "duas frentes" claras. - Da mesma forma, creio que o termo "projeto wikipédia contra vandalismos" também é incompleto: que tipo de vandalismo? Vandalismo no domínio principal? Vandalismo (insulto, ataques) num debate? Um vandalismo de um novato, por exemplo, poderia ser classificado no tipo "teste" e não seria um vandalismo intencional. Por isso achei que o termo "vandalismo intencional" proposto pelo Steelman é bem adequado.
  4. Também não concordo muito com a inclusão da linha "Vandalismo: não é", a não ser que se inclua outras coisas que ele "também não é" e fazer algo do tipo: "Vandalismo para bloqueio: não é diferença opinativa, não são testes feitos por novatos, não é ... etc." É evidente que existem diversos tipos de vandalismos, mas só alguns tipos podem servir de motivo para bloqueios. É bom lembrar também que os tipos de vandalismos serão discutidos com mais ênfase no Item 4.1: Tipos e graus de vandalismo.
  5. Sobre o objetivo "punir",   Discordo completamente. O termo "punição" não consta sequer nas propostas originais da Patrícia e Ozalid. Aliás, o primeiro objetivo é "não é punitivo" (releiam no topo). Nem mesmo o Gaf, que introduziu o conceito de punição na discussão, diz que é uma regra, e sim uma exceção somente no caso de Wikipedia:Sanção de insultos, o que todos, inclusive eu, concordaram (isso me parece muito claro). Quando algum usuário experiente "manda todo mundo para ...", esse deve passar pelo processo de Wikipedia:Sanção de insultos, se assim alguém desejar. Caso contrário, se isso não ofender ninguém, um administrador não pode simplesmente fazer um julgamento pessoal e "punir", sendo que ninguém se sentiu ofendido. É possível que seja falado palavrão e ninguém se sinta ofendido, e da mesma forma é possível que não se utilize palavrões e alguém se sinta ofendido. Quando o objetivo do bloqueio é "punir", é necessário que alguém queira a punição de outrem e também é necessário o consentimento de toda a comunidade, caso contrário esse conceito não faria o menor sentido lógico.
  6. Outra coisa que está faltando no texto, de origem na proposta da Patrícia e Ozalid, é o objetivo de Proibir contas criadas para fins ilegítimos.

Considerando as críticas do Observatore, tudo que foi debatido e principalmente retomando o texto original da Patrícia e Ozalid acho que estamos no seguinte (corrijam-me caso errei na interpretação de algum ponto):

  • Sendo em verde consenso claro, azul quase consenso.
  • Nota: concentrando apenas nos objetivos em si e não na forma do texto.
  • Não são punitivos: os bloqueios não servem como vingança, um pagamento ou compensação em troca de danos causados, exceto no caso de quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos. (O único que parece não concordar com este item é o Observatore.)
  • São preventivos e orientadores: servem para frear edições negativas, poupando assim o trabalho desnecessário de vigilância em casos evidentes. Serve também como período para reflexão, como exemplo para os mal intencionados, permitindo estabilidade ao projeto.
  • Não servem para impor opiniões ou idéias: não devem se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate.
  • Proibir contas criadas para fins ilegítimos: abolir contas criadas exclusivamente para não cumprir políticas já aprovadas. São os casos de, por exemplo: fantoches ilegais (POV, falsidade ideológica, votações, usuário já bloqueado etc.), propagação de texto criminoso, propaganda ou promoções explícitas de produtos, empresas, instituições, ONGs etc.

O que acham de nos concentrarmos nos objetivos em si? E depois, no item "detalhes finais" construir melhor a forma do texto? Lipeλ FML 05h03min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)


Pra mim está indo bem, as discussões são filigranas que na minha opinião não váo interferir no produto final. Vamos em frente..Machocarioca 06h42min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)Machocarioca

  • Eu trocava "Não são punitivos" por "São Medidas Disciplinares!". Seu fim? Preservar a paz e a ordem na Wikipédia, bem como para preservar seu ideal de cooperação, dialogo e espirito de equipa, reprimir eventuais excessos e abusos de quaisqueres wikipedistas, reprimir actos de VDA e todas as formas de Vandalismo e de Propaganda, defender a credibilidade da Wikipédia e dos principios fundamentais que determinaram a sua criação. De resto aprovo tb. Vidente 11h03min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
Vidente, acho que alguma coisa do seu texto acima pode ser encaixado em algum lugar. Sobre a "troca" proposta, acho que o item "são preventivos e orientadores" significa em essência a mesma coisa que "são medidas disciplinares". abraço! Lipeλ FML 11h26min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Pegamos a estrada corretaEditar

Quanto a “proteção” estar separado era apenas uma forma didática para casos futuros que surgirão. Contudo, se estiver numa frase só estará ótimo, foi só uma explicação e uma metodologia de escrever. O que discordei dos demais pontuei exatamente no que discordava.

Quanto a existir punição menores que 30 dias, lamento ter que citar um caso real, mas será necessário para que o Lipe entenda: Eis aqui, não foi necessário o processo de sanção de insulto. Um administrador executou a “punição” (sim, foi punição) e os demais aceitaram. A sanção por insulto não prosseguiu. Por isso que afirmei que eliminar a palavra “punição” amarra as mãos dos administradores para pequenos casos. Contudo a sugestão do Vidente resolve, cito: "São Medidas Disciplinares!" - e dá no mesmo. (vocês apenas ficam procurando palavra bonita que dá no mesmo).

Quanto à pergunta: sinterização é a aglutinação de redes cristalinas. Usei uma figura de linguagem, pois podemos perceber partes (palavras) cristalinas que foram aglutinadas e podemos nomear até mesmo quem as disse. Por exemplo: “contas para fins ilegítimos” – é da PatríciaR, “não se destina a cercear” – é do Steelman, exposição opinativa, divergente e retórica em debate” – é do Observatore, “servir de exemplo” – é do Lipe. Creio que agora o entendemos o processo de como se constrói um consenso.

Por fim descarto a palavra “punição”, se os amigos concordarem com o acréscimo do Vidente, para mim tem o mesmo significado - dá no mesmo. Aqui o Vidente sinteti.z.ou o pensamento do Observatore. Então sinte.r.izamos a expressão do Vidente ao texto. Desculpe-me se estou sendo por demais explicativo.

Creio que finalmente pegamos a estrada correta. Deixo as conclusões finais com os colegas, pois amanhã não estarei por aqui. Entretanto já percebi que o espírito da coisa foi compreendido. De todas as expressões que houve consenso, podem ser escolhidas algumas para formar o texto do “objetivo”, ou então pega-se tudo e sinteti.z.amos. Desculpem-me se ao usar figuras de linguagem próprias e pessoais (idiossincráticas) do Observatore, causei alguma incompreensão.

Cumprimentos. __Observatore 13h05min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

(Lipe falando) Como eu disse mais acima, acho que "são preventivos e orientadores" significa em essência a mesma coisa que "são medidas disciplinares". E também agora, analisando o exemplo, compreendi melhor o que o Observatore queria dizer acrescentando o "punitivo". Bom, que tal assim então:
  • Sendo em verde consenso claro, azul em discussão.
  • Nota: concentrando apenas nos objetivos em si e não na forma do texto.
  • Em princípio não são punitivos: os bloqueios não servem como vingança, um pagamento ou compensação em troca de danos causados, exceto nos casos de ataques pessoais consensuais ou quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos.
  • São preventivos e orientadores: servem para frear edições negativas, poupando assim o trabalho desnecessário de vigilância em casos evidentes. Serve também como período para reflexão, como exemplo para os mal intencionados, permitindo estabilidade ao projeto.
  • Não servem para impor opiniões ou idéias: não devem se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate.
  • Proibir contas criadas para fins ilegítimos: abolir contas criadas exclusivamente para não cumprir políticas já aprovadas. São os casos de, por exemplo: fantoches ilegais (POV, falsidade ideológica, votações, usuário já bloqueado etc.), propagação de texto criminoso, propaganda ou promoções explícitas de produtos, empresas, instituições, ONGs etc.

Coloquei o "ataques pessoais consensuais" pois creio que foi exatamente o caso do exemplo mostrado pelo Observatore. Ou seja: naqueles ataques pessoais explícitos em que é bem claro que se trata da definição de um "ataque consensual". Seria um ataque que qualquer ser humano normal consideraria um ataque. Quando há esse tipo de "bloqueio consensual" e alguém (ou um grupo de pessoas) discorda fortemente, então significa que o bloqueio não foi consensual como parecia, e aí se desbloqueia e alguém inicia uma votação em Wikipedia:Sanção de insultos. Que tal? Dessa forma, o administrador teria certa liberdade para efetuar bloqueios mais curtos de caráter punitivo, sendo que, sempre que questionado, partiria-se para a votação em Wikipedia:Sanção de insultos para que a comunidade possa julgar.

--Lipeλ FML 13h25min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Devo esclarecer que daqui a um ano, quem ler o texto "ataque pessoal consensual", não tendo acompanhado a presente discussão, não saberá do que se trata um "ataque pessoal consensual". Então é mais simples: "decisões consensuais disciplinares", e retirei a parte "boba" (cito: "os bloqueios não servem como vingança, um pagamento ou compensação em troca de danos causados"), como outrora definiu o Machocarioca, ficando:
Observatore 14h33min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
  Neutro com "decisões consensuais disciplinares" (pois acho que é a mesma coisa) portanto por mim tudo bem. Mas acho que o texto sobre "os bloqueios não servem como vingança, um pagamento ou compensação em troca de danos causados" não é bobo não e deve ser recolocado (talvez com adaptação). Tanto é que estão presentes na proposta da Patrícia e Ozalid, propostas tais que também contaram com a ajuda de muitos outros colaboradores. As vezes é melhor se passar por "bobo" e comunicar corretamente do que falhar na comunicação. O "punitivo" tem muitos significados, e é bom ressaltar que o "punitivo" nesse caso se refere principalmente à questão de vingança ou compensação de danos causados. Que tal então manter mas simplificar assim:
Em princípio não são punitivos: os bloqueios não servem como compensação em troca de danos causados, exceto nos casos de decisões consensuais disciplinares ou quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos.
Que tal? Ou ainda, quem sabe tentar melhorar a frase "não servem como compensação em troca de danos causados".
Lipeλ FML 15h23min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
Acho que a palavra vingança não deve ser retirada, concordo com o restante do texto. Jurema Oliveira 16h45min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
Então, recolocando "vingança":
Em princípio não são punitivos: os bloqueios não servem como vingança ou compensação em troca de danos causados, exceto nos casos de decisões consensuais disciplinares ou quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos.
E aí? Tira, põe, ou deixa ficar? Lipeλ FML 16h56min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
  • Caro Lipe, não me oponho ao que a Jurema sugere. Quanto à outra parte deixarei claro, e não estou usando um tom duro, apenas explicativo e verdadeiro (não entenda diferente): essa frase é retórica, não um fato. Porque? Porque os bloqueios servem, sim, como compensação em troca de danos causados. Quem disser o contrário mente para si próprio. Vocês estão procurando palavras e textos "politicamente corretos", mas mentem para si próprios. Desculpe-me a sinceridade. Não me oponho à frase, pode deixar ai, mas o texto não é verdadeiro – é pura floreta retórica... Ademais, a palavra "compensação" está incoerente. Espero que outros se pronunciem. Tenho visitado a wiki apenas para colaborar aqui, pois esses dias não dedicaria muito do meu tempo à wikipédia. Vou tentar fazer visitas eventuais a essa página, mas se não comparecer, boa sorte a todos. Cumprimentos. __ Observatore 17h12min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Só falta este parágrafo: Vamos lá... como o Observatore sugeriu e frisando a palavra vingança para que fique bem claro:

Jurema Oliveira 18h48min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Olá Observatore! Não se opõe então ao acréscimo do termo "vingança"? Olha, quanto a mim, não é questão de "politicamente correto" não. É o que eu realmente acredito, e creio que a Patrícia e Ozalid, quando elaboraram o texto, também o fizeram de forma sincera. Creio que é eticamente (e não apenas politicamente) mais adequado não motivar os bloqueios por vingança ou compensação de dores, mesmo que isso seja - talvez pra alguns - prazeroso nos sentidos mais primitivos do ser humano. Sobre a parte que diz da "compensação", eu também acho que a frase está estranha. Alguém sugere alguma melhoria? — É claro que, conforme discutido, a exceção disso seria a sanção de insultos. Lipeλ FML 18h53min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

(Conflito com Jurema)

Bom, acho que a Jurema matou a charada. Fica assim então:

  • Em princípio não são punitivos, os bloqueios não devem ser usados como vingança, exceto nos casos de decisões consensuais disciplinares ou quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos.
  • São preventivos e orientadores: servem para frear edições negativas, poupando assim o trabalho desnecessário de vigilância em casos evidentes. Serve também como período para reflexão, como exemplo para os mal intencionados, permitindo estabilidade ao projeto.
  • Não servem para impor opiniões ou idéias: não devem se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate.
  • Proibir contas criadas para fins ilegítimos: abolir contas criadas exclusivamente para não cumprir políticas já aprovadas. São os casos de, por exemplo: fantoches ilegais (POV, falsidade ideológica, votações, usuário já bloqueado etc.), propagação de texto criminoso, propaganda ou promoções explícitas de produtos, empresas, instituições, ONGs etc.

PS: "troquei" o "nunca" por "não", pois "nunca" é tempo demais. E também tomei a liberdade de inverter o texto, pois o "exceto" antes estava esquisito e longe da outra frase. Lipeλ FML 18h58min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

Lipe, deixe no final como a Jurema escreveu, para não causar ambiguidade.
Depois leia o seu texto e perceberá. __ Observatore 19h07min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)
Hehe, já coloquei no final por causa disso mesmo, porque salienta (os bloqueios não devem ser usados como vingança, exceto nos casos de), será que alguém quer fazer mais alguma modificação? Jurema Oliveira 19h58min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

OK! Refazendo, por favor verifiquem novamente:

  • Em princípio não são punitivos, exceto nos casos de decisões consensuais disciplinares ou quando votado em Wikipedia:Sanção de insultos. Os bloqueios não devem ser usados como vingança.
  • São preventivos e orientadores: servem para frear edições negativas, poupando assim o trabalho desnecessário de vigilância em casos evidentes. Serve também como período para reflexão, como exemplo para os mal intencionados, permitindo estabilidade ao projeto.
  • Não servem para impor opiniões ou idéias: não devem se destinar à cercear exposição opinativa divergente e retórica em debate.
  • Proibir contas criadas para fins ilegítimos: abolir contas criadas exclusivamente para não cumprir políticas já aprovadas. São os casos de, por exemplo: fantoches ilegais (POV, falsidade ideológica, votações, usuário já bloqueado etc.), propagação de texto criminoso, propaganda ou promoções explícitas de produtos, empresas, instituições, ONGs etc.

Estamos próximos do final, mas temos ainda um dia todo para acertar detalhes. Por favor, se puderem convidar algum interessado pelo IRC seria legal.

Lipeλ FML 21h43min de 16 de Outubro de 2007 (UTC)

  • Me parece bom. Meio estranho decisões consensuais disciplinares, mas não tenho uma sugestão melhor. Fabiano msg 02h42min de 17 de Outubro de 2007 (UTC)
Também acho um pouco esquisito, pois parece rebuscado demais e pouco claro. Lipeλ FML 11h30min de 17 de Outubro de 2007 (UTC)
  • Trocar "decisões consensuais disciplinares" por medidas disciplinares especificas??? Xau se naum for hoje bloqueadum lol lol Vidente 14h28min de 17 de Outubro de 2007 (UTC)

Debate encerrado neste local, veja o tópico seguinte. --Lipeλ FML 03h57min de 18 de Outubro de 2007 (UTC)

ConclusãoEditar

Julgo que o debate ocorreu bem, e houve consenso claro sobre os objetivos do bloqueio. Fiz as alterações no esboço da nova política em: Wikipedia:Política de bloqueio/Nova política, por favor confiram e corrijam editando diretamente se necessário.

Sobre a forma do texto em si e outros pequenos detalhes que não obtiveram consenso tão claro, poderão ser retomados no item 10 (ver explicação mais abaixo) ou mesmo continuados em Wikipedia Discussão:Política de bloqueio/Nova política.

Para lembrar, e repetindo o que foi dito na conclusão anterior:

ATENÇÃO: as políticas na Wikipédia, mesmo após serem discutidas, não são escritas em pedras. Ou seja: de acordo com Wikipedia:Consenso, o consenso pode se alterar no futuro. Portanto, nesse momento, se não concorda com alguma coisa discutida neste item, não entre em pânico! Por favor siga uma destas alternativas:

Parabéns a todos!   Já evoluímos dois itens! Agora só faltam oito.

--Lipeλ FML 03h57min de 18 de Outubro de 2007 (UTC)

Voltar à página de projeto "Votações/Política de bloqueio/Tentativa de consenso/Objetivos do bloqueio".