Wilhelm Roux

professor académico alemão

Wilhelm Roux (Jena, 9 de junho de 1850Halle an der Saale, 15 de setembro de 1924) foi um zoólogo e embriologista experimental alemão.

Wilhelm Roux
Nascimento 9 de junho de 1850
Jena
Morte 15 de setembro de 1924 (74 anos)
Halle (Saale)
Sepultamento Cemitério de St. Laurentius
Cidadania Grão-Ducado de Saxe-Weimar-Eisenach, Reino da Prússia, República de Weimar
Progenitores
  • Friedrich August Wilhelm Ludwig Roux
Alma mater
Ocupação biólogo, zoólogo, professor universitário, anatomista
Prêmios
Empregador Universidade de Breslávia, Universidade de Innsbruck, Universidade de Halle-Vitemberga, Universidade de Innsbruck
Religião evangélico

MetodologiaEditar

Sua metodologia era interferir com o desenvolvimento de embriões e observar as conseqüências. Em 1888, Roux publicou os resultados de uma série de experimentos defeituosos, nos quais havia utilizado embriões de sapo com 2 e 4 células e havia destruído algumas das células de cada embrião com uma agulha quente.

Em 1885, Roux removou uma porção de medula de um embrião de galinha e a conservou numa solução salina aquecida por vários dias, estabelecendo o princípio básico da cultura de tecidos.[1]

Referências

  1. «"Animals and alternatives in testing."». Consultado em 19 de abril de 2006 

ObrasEditar

  • Der Kampf der Teile im Organismus (1881)
  • Über die Entwicklungsmechanik der Organismen (1890)
  • Geschichtliche Abhandlung über Entwicklungsmechanik (dois volumes, 1895)
  • Die Entwicklungsmechanik (1905)
  • Terminologie der Entwicklungsmechanik (1912).

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.