Abrir menu principal
William F. Knowland
Nascimento 26 de junho de 1908
Alameda
Morte 23 de fevereiro de 1974 (65 anos)
Guerneville
Residência Guerneville
Sepultamento Cemitério de Mountain View
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley, escola primária
Ocupação político, editor
Prêmios Medalha de Vitória da Segunda Guerra Mundial
Religião Igreja Metodista

William Fife Knowland (Alameda, 26 de junho de 1908Guerneville, 23 de fevereiro de 1974) foi um político e editor de jornal norte-americano, filiado ao Partido Republicano. Foi senador dos Estados Unidos pela Califórnia entre 1945 a 1959. Após a morte de Robert A. Taft, assumiu o cargo de Líder da Maioria do Senado, que ocupou entre 1953 a 1955. Quando os republicanos perderam a maioria no Senado, passou a exercer o cargo de Líder da Minoria, que ocupou entre 1955 a 1959.

Como o membro mais poderoso do Senado e com o seu forte interesse na política externa, ajudou a definir as prioridades nacionais de política externa e de financiamento para a Guerra Fria, e as políticas em relação ao Vietnã, Formosa, China, Coreia e NATO. Se opôs a enviar forças americanas para a Indochina Francesa (Vietnã) e foi bastante hostil a China de Mao Zedong. Knowland representava a ala da direita do Partido Republicano e considerava as políticas do presidente Dwight Eisenhower muito moderadas.

Em 1958, candidatou-se a governador da Califórnia. Derrotou o governador Goodwin Knight na primária republicana e seguiu para a eleição geral, enfrentando o candidato democrata Pat Brown. Depois de dominar a política californiana por vários anos, foi derrotado por Brown por 59% a 40%, totalizando uma diferença de pouco mais de um milhão de votos. Isto definitivamente encerrou sua carreira política e ele nunca mais concorreu a um cargo político. Para pagar dívidas da campanha, seu pai vendeu sua estação de rádio.

Seu mandato no Senado se encerrou em 3 de janeiro de 1959. Morreu em 23 de fevereiro de 1974 devido a uma ferida de bala feita por ele mesmo, em um aparentemente suicídio. Os jogos haviam tomado todo o seu dinheiro e, ao morrer, tinha uma dúvida de novecentos mil dólares a bancos e mafiosos.[1]

Referências

  1. Montgomery and Johnson, One Step from the White House: The Rise and Fall of Senator William F. Knowland (1998) pp 283-305

Ligações externasEditar