Wolfenstein (jogo eletrônico)

vídeojogo de 2009
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados para Wolfenstein, veja Wolfenstein.
Wolfenstein
Desenvolvedora(s) Raven Software
Publicadora(s) Activision
Diretor(es) Eric. C. Biessman
Produtor(es) Kevin Cloud
Compositor(es) Bill Brown[1]
Motor id Tech 4
Série Wolfenstein
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 3
Xbox 360
Lançamento
  • AN 18 de agosto de 2009
  • EU 21 de agosto de 2009
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Um jogador
Multijogador
Return to Castle Wolfenstein
Wolfenstein:
The New Order

Wolfenstein é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Raven Software e publicado pela Activision.[2] O jogo utiliza uma versão altamente modificada do motor id Tech 4, visto pela primeira vez em Doom 3. Essa nova versão do motor conta com a tecnologia MegaTexture, desenvolvida por John Carmack para o jogo Enemy Territory: Quake Wars e se caracteriza por possibilitar a criação de vastas áreas abertas, efeito que faltava na versão original do motor.

EnredoEditar

A história ocorre logo após Return to Castle Wolfenstein. Em 1943, as forças Aliadas conseguiram deter a expansão do Terceiro Reich de Hitler. Mas o Führer não irá se contentar com nada menos do que o controle sobre todo o mundo. Para isso, o chefe da SS, Heinrich Himmler, têm um plano para dominar e controlar uma força conhecida como Black Sun. Com esse poder oculto à sua disposição, os nazistas ganhariam uma vantagem clara na guerra. A única esperança dos Aliados reside nas habilidades e na coragem do agente especial B.J. Blazkowicz.

DesenvolvimentoEditar

Wolfenstein usa uma versão modificada da engine id Tech 4 da id Software, usada em Doom 3. O jogo foi desenvolvido pela Raven Software para Microsoft Windows, PlayStation 3 e Xbox 360. Modificações da engine incluem efeitos de profundidade de campo, sombras, efeitos de pós-processamento, físicas Havok, assim como a adição de um mundo supernatural, chamado Veil. Neste mundo o jogador tem acesso a certas habilidades especiais, como o poder de retardar o tempo, ou até derrotar inimigos que possuem escudos impenetráveis no mundo normal.[3][4]

Wolfenstein foi o primeiro jogo da id Software não planejado para ter um port para Linux.[5]

No dia de lançamento, um patch para PC precisou ser liberado para resolver vários problemas com o componente multiplayer.[6]

Quadrinhos animadosEditar

Quatro quadrinhos animados promocionais foram lançados, cada um com cerca de 3 minutos de duração.[7] Cada quadrinho se baseia em um dos jogos da série Wolfenstein e servem como um lembrete nostálgico. O primeiro recriou a fuga do Castelo Wolfenstein do Wolfenstein 3D, o assassinato de Hans Grosse e a batalha final contra Adolf Hitler. O segundo se baseou no Spear of Destiny, predecessor de Wolfenstein 3D, e recriou a sua batalha final, na qual B.J. luta contra um Death Knight cibernético e o Angel of Death pelo controle da Spear. O terceiro se baseou no Return to Castle Wolfenstein e recriou a batalha com Olaric, a destruição de um foguete V2 experimental e a batalha final contra Heinrich I. O quarto se baseou na própria cinemática introdutória do Wolfenstein e mostra B.J. se infiltrando em um navio de batalha nazista e roubando o primeiro medalhão Thule.

RecepçãoEditar

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
Destructoid[8] Xbox 360:

7/10 (Jim)
6.5/10 (Brad)

Eurogamer[9] (Xbox 360) 6/10

(PS3) 6/10

GameInformer[10] (Xbox 360) 7.25/10

(PS3) 7.25/10
PC: 7.25/10

GamePro[11] (Xbox 360)      

(PS3)      

GameRevolution[12] (Xbox 360) B−

(PS3) B−

GameSpot (Xbox 360) 7.5/10[13]

(PS3) 7.5/10[14]
(PC) 7.5/10[14]

GameSpy[15] (Xbox 360)      

(PS3)      
(PC)      

GameTrailers (PS3) 6.8/10[16]
GameZone (Xbox 360) 8.5/10[17]

(PS3) 8.5/10[18]
(PC) 7.5/10[19]

Giant Bomb[20] (Xbox 360)      

(PS3)      

IGN (Xbox 360) 7.3/10[21]

(PS3) 7/10[22]
(PC) 7.3/10[23]

Pontuação global
Publicação Nota média
Metacritic (Xbox 360) 72/100[24]

(PS3) 71/100[25]
(PC) 74/100[26]

O jogo recebeu críticas medianas em todas as plataformas, de acordo com o Metacritic.[26][25][24] IGN fez uma crítica positiva, apesar de Jason Ocampo ter dito "...você não pode deixar de desejar que eles tivessem desenvolvido as ideias principais deste jogo um pouco mais. Da maneira como está, esse novo Wolfenstein parece um cativante, se não esquecível, jogo de tiro."[23]

411Mania avaliou a versão do Xbox 360 com 8/10 e afirmou que o jogo "mantém a tradição de diversão, mas não faz nada de revolucionário."[27] O The Daily Telegraph avaliou a versão do PlayStation 3 com 7/10 e o chamou de "um jogo que muda descontroladamente de qualidade praticamente a cada minuto."[28] Entretanto, a The A.V. Club avaliou a mesma versão com nota C+, e afirmou que o multiplayer "parece brusco e desbalanceado."[29] A Edge avaliou a mesma versão com 5/10.[30]

Como resultado de baixas vendas (apenas 100 mil cópias foram vendidas no primeiro mês), a Activision demitiu funcionários da Raven Software.[31][32]

Referências

  1. IGN staff (12 de maio de 2009). «Bill Brown to Produce Score for Wolfenstein». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 27 de março de 2018 
  2. «Wolfenstein (jogo eletrônico)» (em inglês). Metacritic. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  3. Ocampo, Jason (31 de julho de 2008). «Wolfenstein First Look». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 5 de julho de 2016 
  4. Kikizo staff (30 de junho de 2009). «id Software Interview - June 2009». Kikizo (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018 
  5. Besset, Timothee (13 de setembro de 2009). «id Software and Linux». Vox (em inglês). Vox Media. Cópia arquivada em 16 de setembro de 2009 
  6. Spille, Carsten (18 de agosto de 2009). «Wolfenstein Patch 1.1 and Dedicated Server ready for download». PC Games Hardware (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018 
  7. Faylor, Chris (14 de julho de 2009). «Wolfenstein Motion Comic Continues Wolf History». Shacknews (em inglês). Gamerhub. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  8. Sterling, Jim; Nicholson, Brad (23 de agosto de 2009). «Review: Wolfenstein (X360)». Destructoid (em inglês). Enthusiast Gaming. Consultado em 27 de março de 2018 
  9. Whitehead, Dan (21 de agosto de 2009). «Wolfenstein (PS3, X360)». Eurogamer (em inglês). Gamer Network. Consultado em 27 de março de 2018 
  10. Bertz, Matt (outubro 2009). «Wolfenstein: Time Robs Wolfenstein Of Its Charm». Game Informer (em inglês) 198 ed. GameStop. Consultado em 27 de março de 2018 
  11. Kim, Tae (19 de agosto de 2009). «Wolfenstein (PS3, 360)». GamePro (em inglês). IDG Entertainment. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2009 
  12. Schaller, Kevin (9 de setembro de 2009). «Wolfenstein Review (PS3, X360)». Game Revolution (em inglês). CraveOnline. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 12 de setembro de 2015 
  13. VanOrd, Kevin (18 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (X360)». GameSpot (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  14. a b VanOrd, Kevin (21 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (PC, PS3)». GameSpot (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  15. Neigher, Eric (18 de agosto de 2009). «The Consensus: Wolfenstein Review». GameSpy (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 19 de agosto de 2009 
  16. «Wolfenstein Review (PS3)». GameTrailers (em inglês). Viacom. 19 de agosto de 2009. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 6 de maio de 2010 
  17. Sandoval, Angelina (18 de agosto de 2009). «Wolfenstein - 360 - Review». GameZone (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2009 
  18. Zacarias, Eduardo (19 de agosto de 2009). «Wolfenstein - PS3 - Review». GameZone (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2009 
  19. David, Mike (24 de agosto de 2009). «Wolfenstein - PC - Review». GameZone (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2009 
  20. Gerstmann, Jeff (18 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (PS3, X360)». Giant Bomb (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  21. Ocampo, Jason (18 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (X360)». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 27 de março de 2018 
  22. Ocampo, Jason (19 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (PS3)». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 27 de março de 2018 
  23. a b Ocampo, Jason (20 de agosto de 2009). «Wolfenstein Review (PC)». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 27 de março de 2018 
  24. a b «Wolfenstein for Xbox 360 Reviews». Metacritic (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  25. a b «Wolfenstein for PlayStation 3 Reviews». Metacritic (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  26. a b «Wolfenstein for PC Reviews». Metacritic (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 27 de março de 2018 
  27. Salmela, Mark (19 de setembro de 2009). «Wolfenstein (Xbox 360) Review». 411Mania (em inglês). Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 23 de setembro de 2009 
  28. Hoggins, Tom (27 de agosto de 2009). «Wolfenstein video game review (PS3)». The Daily Telegraph (em inglês). Telegraph Media Group. Consultado em 27 de março de 2018 
  29. Fischer, Russ (31 de agosto de 2009). «Wolfenstein (PS3)». The A.V. Club (em inglês). The Onion. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 3 de setembro de 2009 
  30. Edge staff (outubro 2009). «Review: Wolfenstein (PS3)». Edge (em inglês) 206 ed. Future plc. p. 88. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2009 
  31. Sung, Lydia (11 de setembro de 2009). «Wolfenstein combined sales barely break 100k». Neoseeker (em inglês). Neo Era Media. Consultado em 3 de março de 2015 
  32. Callaham, John (11 de setembro de 2009). «Wolfenstein suffers from poor first month sales». GameDaily (em inglês). AOL. Consultado em 27 de março de 2018. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2009 

Ligações externasEditar