Wolverhampton Wanderers Football Club

clube inglês de futebol
(Redirecionado de Wolverhampton Wanderers F.C.)

O Wolverhampton Wanderers Football Club é um clube de futebol inglês sediado na cidade de Wolverhampton, no estádio Molineux Stadium, que também é conhecido pela sua alcunha, Wolves. Seu maior rival é o West Bromwich Albion. Os dois fazem juntos o "Black Country Derby".

Wolverhampton
Nome Wolverhampton Wanderers Football Club
Alcunhas Wolves (Lobos)
The Wanderers (Os Andarilhos)
Mascote Wolfie and Wendy (Lobo)
Principal rival West Bromwich
Aston Villa
Birmingham City
Fundação 1877 (147 anos)
Estádio Molineux Stadium
Capacidade 31,750
Localização Wolverhampton, West Midlands, Inglaterra
Proprietário(a) Fosun International
Presidente Jeff Shi
Treinador(a) Gary O'Neil
Patrocinador(a) AstroPay
6686.com
Material (d)esportivo Castore
Competição Premier League
Copa da Inglaterra
Copa da Liga Inglesa
Website wolves.co.uk
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O clube ganhou três títulos do Campeonato Inglês, quatro títulos da Copa da Inglaterra, quatro títulos da Segunda divisão inglesa e dois da Copa da Liga Inglesa.

O clube foi fundado em 1877 como o St. Luke's F.C mas mudou para o nome atual dois anos depois. No Reino Unido, clubes com o termo "Wanderers" e "Rovers" ("Andarilhos") em seu nome indicam times que em seus primórdios não possuíam um campo próprio e andavam ("wandered") de estádio em estádio.[1]

O clube conseguiu acesso a Primeira divisão inglesa, onde permaneceu por três temporadas, sendo rebaixado ao final da terceira à Football League Championship e nesta, sendo rebaixado novamente, desta vez à Football League One, equivalente à Terceira divisão inglesa.

Disputa a Premier League desde a temporada 2018–19.

História

editar

Formação e a Football League (1879-1893)

editar

Na edição de 2000 do The Rough Guide to English Football, a seção de história na página do Wolves começa: "O próprio nome Wolves troveja nas páginas da história do futebol inglês". Assim como vários outros clubes, como o Everton, por exemplo, o Wolves teve um início humilde, moldado pelas influências gêmeas do críquete e da igreja. O clube foi fundado em 1877 como St. Luke's F.C. por John Baynton e John Brodie, dois alunos da St Luke's Church School em Blakenhall, que haviam sido presenteados com uma bola de futebol pelo diretor Harry Barcroft. O time jogou sua primeira partida em 13 de janeiro de 1877 contra um time reserva de Stafford Road, fundindo-se posteriormente com a seção de futebol de um clube de críquete local chamado Blakenhall Wanderers para formar o Wolverhampton Wanderers em agosto de 1879. Tendo jogado inicialmente em duas faixas de terra na cidade, eles se mudaram para um local mais substancial na Dudley Road em 1881, antes de levantar seu primeiro troféu em 1884, quando venceram a Wrekin Cup, durante uma temporada em que jogaram a sua primeira temporada na FA Cup. Depois de se profissionalizar, o clube foi indicado para se tornar um dos doze membros fundadores da Football League em 1888,[2] na qual jogou na primeira rodada de jogos da Football League, contra o Aston Villa, em 8 de setembro de 1888.[3] O clube terminou a temporada inaugural em terceiro lugar, além de chegar à sua primeira final, perdendo por 0 a 3 para os primeiros vencedores da "dobradinha", o Preston North End. No final da campanha, o clube se mudou pela última vez para o Molineux, na época um parque de diversões conhecido como Molineux Grounds.

Sucesso na Copa da Inglaterra e anos de guerra mundial (1893-1950)

editar
 
Equipe vencedora da FA Cup de 1893 do Wolves

O Wolves levou a Copa da Inglaterra pela primeira vez em 1893, quando venceu o Everton por 1 a 0, e chegou à terceira final da Copa da Inglaterra em 1896. O clube acrescentou um segundo triunfo na final da FA Cup (uma vitória por 3 a 1 contra o Newcastle United) ao sucesso de 1893 em 1908, dois anos depois de ter caído para a Segunda Divisão pela primeira vez. Depois de lutar durante os anos que antecederam a Primeira Guerra Mundial para recuperar seu lugar na primeira divisão (um período que foi pontuado por outra participação na final da FA Cup em 1921), o clube sofreu um novo rebaixamento em 1923, entrando na Terceira Divisão (Norte), que venceu na primeira tentativa. Oito anos depois de retornar à Segunda Divisão, o Wolves recuperou seu status de campeão da primeira divisão sob o comando do Frank Buckley, após 26 anos de ausência. Com Buckley no comando, a equipe se estabeleceu como um dos principais times da Inglaterra nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, pois foi vice-campeã da liga duas vezes consecutivas (1937–38 e 1938–39), além de chegar à última final da FA Cup antes da guerra, na qual sofreu uma derrota surpreendente para o Portsmouth.[4][5] Em 1937–38, o Wolves esteve a um passo de conquistar o primeiro título da liga inglesa do clube: uma vitória no último jogo da equipe, fora de casa, contra o Sunderland, teria garantido o título, mas o Wolves perdeu por 0 a 1 e, assim, terminou a campanha um ponto atrás do eventual campeão, o Arsenal. Uma das coisas pelas quais o Major Buckley e sua equipe do Wolves atraíram muita atenção nas duas últimas temporadas completas antes da suspensão da Football League durante a Segunda Guerra Mundial foi a insistência de Buckley em injetar extrato de glândula de macaco em seus jogadores para aumentar sua resistência e desempenho, uma prática que a Football League desaprovava, mas não proibia.[6]

Quando a Football League foi retomada após a Segunda Guerra Mundial, o Wolves sofreu mais um fracasso na última rodada da Primeira Divisão. Assim como em 1938, a vitória no último jogo teria dado o título, mas a derrota por 2 a 1 para o rival Liverpool fez com que o Liverpool fosse coroado campeão.[7] Esse jogo foi o último de Stan Cullis com a camisa do Wolves e, um ano depois, ele se tornou treinador do clube. Na primeira temporada de Cullis no comando, ele levou o Wolves ao primeiro grande título em 41 anos, ao derrotar o Leicester City e conquistar a FA Cup e, um ano depois, apenas a média de gols impediu que o Wolves conquistasse o título da liga.[8][9]

A era Stan Cullis (1950-1960)

editar
 
Gráfico do desempenho anual do Wolves no Sistema de ligas de futebol da Inglaterra.

A década de 1950 foi, de longe, o período mais bem-sucedido da história do clube.[10] Capitaneado por Billy Wright, o Wolves finalmente conquistou o campeonato da liga pela primeira vez em 1953–54, superando o rival local West Bromwich Albion no final da temporada. Dois outros títulos foram conquistados em anos sucessivos (1957–58 e 1958–59), enquanto o Wolves competia com o Manchester United para ser reconhecido como o principal time do futebol inglês naquele momento. O Wolves era conhecido tanto pelo sucesso doméstico do clube quanto pela realização de "amistosos com holofotes" de alto nível contra outros times de clubes importantes de todo o mundo. O Wolves havia se tornado um dos primeiros times da Grã-Bretanha a investir em holofotes em 1953, a um custo de £ 10.000[11] (£230,876.38 a preços de 2024[12]). Talvez o mais famoso desses amistosos tenha sido a vitória do Wolves em cima do time do Honvéd, que incluía muitos membros da Seleção Húngara, que recentemente havia derrotado a Inglaterra por duas vezes, levando a mídia nacional a proclamar o Wolves como "Campeão do Mundo". Isso se tornou o estímulo final para Gabriel Hanot, editor do L'Équipe, propor a criação da Copa Europeia (mais tarde rebatizada como Liga dos Campeões da UEFA). O Wolves foi um dos primeiros clubes britânicos a participar. Na temporada 1957–58, o Wolves derrotou o Real Madrid por 5 a 4 (3 a 2 em Wolverhampton e 2 a 2 em Madrid) em amistosos em casa e fora.

Sucesso na Copa nos anos 60 e 70 (1960-1980)

editar

A década de 1960 começou com a quarta vitória na Copa da Inglaterra e o Wolves quase conseguiu a primeira "dobradinha" da Liga e da Copa da Inglaterra do século XX no futebol inglês. O time perdeu o título para o Burnley por um ponto no último dia da temporada. Apesar desse início de década brilhante, os anos 1960 viram o Wolves começar a declinar. Depois de terminar como vice-campeão da liga em 1959–60 e de um honroso terceiro lugar na liga na temporada "dupla" de vitórias do Tottenham Hotspur, a equipe se enfraqueceu e o próprio Cullis foi demitido após dezesseis anos no cargo em setembro de 1964, depois de um início desastroso na temporada de 1964–65.[10] A demissão de Cullis não impediu que a temporada terminasse com o rebaixamento (a primeira vez que o Wolves conheceu o rebaixamento desde 1922–23) e a primeira passagem do clube fora da primeira divisão desde 1932. No entanto, o exílio da primeira divisão durou apenas duas temporadas, já que o Wolves foi promovido em 1967 como vice-campeão da Segunda Divisão.[13]

Durante o final da temporada de 1967, o Wolves jogou uma minitemporada na América do Norte como parte da nova liga United Soccer Association, que importava clubes da Europa e da América do Sul. Jogando como "Los Angeles Wolves", eles venceram a Divisão Oeste e, por fim, o campeonato, derrotando o Washington Whips (importado do Aberdeen), campeão da Divisão Leste, em uma decisão final.

O retorno do clube à elite do futebol inglês em 1967 foi o prenúncio de outro período de relativo sucesso sob o comando de Bill McGarry, com um quarto lugar na liga em 1971, classificando o Wolves para a recém-criada Copa da UEFA.[14] No caminho para a final da Copa da UEFA, o time derrotou a Juventus e o Ferencváros antes de perder para o Tottenham Hotspur por 3 a 2 no placar agregado; uma derrota em casa por 2 a 1 no jogo de ida foi decisiva.[15] O Wolves conquistou um título dois anos depois, quando venceu a Copa da Liga pela primeira vez ao derrotar o Manchester City por 2 a 1 na final.[16] Apesar de ser rebaixado novamente em 1976, o Wolves se recuperou na primeira tentativa como campeão da Segunda Divisão sob o comando do técnico Sammy Chung,[13] e depois sob o comando do técnico John Barnwell, a virada da década viu o time terminar entre os seis primeiros na liga e vencer a Copa da Liga de 1980, quando Andy Gray, então recordista de contratações, marcou o único gol da final para derrotar o atual campeão europeu e detentor da Copa da Liga, o Nottingham Forest.[17]

Crise financeira, declínio e recuperação (1980-1990)

editar

A reconstrução multimilionária do Molineux Street Stand em 1979 foi o catalisador da quase ruína financeira do clube na década seguinte. A queda da presença de público aos jogos no início da década de 1980, pelo menos em parte devido à recessão das economias nacional e local, e as consequentes dificuldades em pagar os empréstimos contraídos para financiar o novo John Ireland Stand, levaram o clube à concordata e ao rebaixamento em 1982. O clube foi salvo da liquidação no último minuto, quando foi comprado por um consórcio liderado pelo ex-jogador Derek Dougan. Inicialmente, essa aquisição, financiada por dois irmãos sauditas, Mahmud e Mohammad Bhatti, da empresa Allied Properties, trouxe a promoção imediata de volta à Primeira Divisão sob o comando do técnico Graham Hawkins, mas o fracasso dos Bhattis em investir o suficiente no clube logo fez com que as coisas desandassem, pois o time sofreu três rebaixamentos consecutivos nas divisões de futebol sob diferentes técnicos,[18] bem como a ameaça quase constante de liquidação do clube.

Em 1986, com o clube novamente em recuperação judicial, um acordo fez com que o Conselho Municipal de Wolverhampton comprasse o estádio e o terreno ao redor, enquanto uma incorporadora local pagava as dívidas pendentes do clube em troca da permissão de planejamento para desenvolver o terreno adjacente ao estádio. A temporada 1986–87 foi a primeira campanha do Wolves na Quarta Divisão, na qual, com a orientação do novo técnico Graham Turner e os gols de Steve Bull, que acabaria marcando um recorde de 306 gols no clube,[19] a equipe chegou à final dos play-offs inaugurais, mas a promoção foi impedida pelo Aldershot. Com base nisso, a equipe conquistou os campeonatos da Quarta e da Terceira Divisão nas duas temporadas seguintes e venceu a final da EFL Trophy de 1988 em Wembley.

Os anos Hayward (1990-2007)

editar

Jack Hayward, torcedor de longa data, comprou o clube em 1990 e imediatamente financiou a extensa reforma do Molineux, até então dilapidado, transformando-o em um moderno estádio para todos os lugares. Com a conclusão das obras em 1993, Hayward redirecionou seu investimento para o lado da equipe, em uma tentativa de ganhar a promoção para a recém-formada Premier League. Apesar dos gastos substanciais, nem Graham Taylor nem Mark McGhee conseguiram cumprir esse objetivo, pois ambos os técnicos levaram a equipe a derrotas na fase de play-offs das semifinais em 1995 e 1997, respectivamente. Foi somente em 2003 que o Wolves foi promovido, quando derrotou o Sheffield United por 3 a 0 na final da repescagem, sob o comando de Dave Jones, pondo fim a uma ausência de 19 anos no nível mais alto.[20] No entanto, sua permanência foi de curta duração, já que o time foi imediatamente rebaixado para a recém-renomeada EFL Championship.

Promoções, rebaixamentos e tempos turbulentos (2007-2016)

editar
 
Comemorando o título do campeonato em 2009

Depois de o antigo treinador inglês Glenn Hoddle não ter conseguido um regresso rápido à Premier League, a reconstrução do plantel por Mick McCarthy rejuvenesceu o clube com um inesperado final no play-off.[21] O clube foi comprado a Sir Jack Hayward por Steve Morgan em 2007[22] e dois anos mais tarde a equipe regressou à Premier League como vencedora da EFL Championship de 2008–09.[23] O Wolves lutou com sucesso contra a despromoção durante duas temporadas, antes da demissão de McCarthy na temporada 2011–12,[24] o que precipitou o rebaixamento do seu antigo adjunto Terry Connor, que foi promovido para substituir McCarthy.[25]

Depois do rebaixamento, o norueguês Ståle Solbakken tornou-se o primeiro treinador estrangeiro do clube,[26] mas a sua passagem durou apenas seis meses, antes de uma má série de resultados o ter substituído por Dean Saunders em janeiro de 2013,[27][28] que não conseguiu trazer qualquer melhoria, culminando no rebaixamento do clube para a EFL League One, um nível em que o clube não jogava desde 1989, e no despedimento do próprio Saunders.[29][30] Na sequência desta situação, Kenny Jackett foi nomeado em maio de 2013 para o novo cargo de treinador principal[31] e conduziu a equipe de volta ao EFL Championship em sua primeira temporada, estabelecendo um novo recorde de pontos do clube, 103, que é também o recorde de todos os tempos para o maior número de pontos acumulados por qualquer equipe durante uma temporada no nível 3.

Era Fosun: Regresso à Premier League e ao futebol continental (2016-presente)

editar
 
O treinador Nuno Espírito Santo levou o Wolves de volta à Premier League em 2018 e às competições europeias pela primeira vez em 39 anos

Em 21 de julho de 2016, o grupo de investimento chinês Fosun International comprou a empresa-mãe do clube, a W.W. (1990) Ltd, de Steve Morgan e à sua empresa Bridgemere Group por £45 milhões, tendo Jez Moxey deixado o cargo de diretor executivo e sido substituído pelo diretor-geral Laurie Dalrymple.[32][33] Os novos proprietários despediram Kenny Jackett[34] e contrataram o antigo internacional italiano Walter Zenga como treinador principal.[35] Zenga foi demitido após apenas 14 jogos da liga e Paul Lambert foi nomeado seu sucessor em novembro. No final da temporada, Lambert também foi demitido,[36] tendo sido substituído por Nuno Espírito Santo, antigo treinador do FC Porto.[37] Sob o comando de Nuno, o Wolves conquistou o título da EFL Championship de 2017–18 e regressou à Premier League após uma ausência de seis anos.

O Wolverhampton Wanderers terminou em 7º lugar no seu regresso à Premier League, a sua melhor posição na primeira divisão desde que terminou em 6º lugar em 1979–80,[38] conquistando um lugar nas rodadas de qualificação da Liga Europa, invocando assim a sua primeira campanha continental desde 1980–81. Eles perderam para os eventuais vencedores daquela temporada, Sevilla, por 0-1 em uma partida modificada de ida nas quartas de final disputada em um local neutro na Alemanha devido à Pandemia de COVID-19 na Europa.[39] Os lobos replicaram o 7º lugar da temporada anterior na Premier League em 2019–20, mas com dois pontos a mais e só perderam o retorno às competições continentais, por causa do saldo de gols e também por causa do título do Arsenal da FA Cup daquela temporada.

Na temporada 2020–21, o Wolves perdeu o atacante Raúl Jiménez devido a uma lesão no final da temporada (uma fratura no crânio) em novembro,[40] e, posteriormente, teve dificuldades de marcar gols no restante da campanha, terminando em 13º. Espírito Santo saiu "por mútuo consentimento", e foi substituído pelo ex-treinador do Benfica, Bruno Lage.[41] Em 2021–22, o clube terminou em 10º lugar. O Wolves despediu Lage a 2 de outubro de 2022, após oito jogos da temporada de 2022–23, com apenas uma vitória e três gols marcados.[42][43] O antigo treinador do Real Madrid, Espanha e Sevilla, Julen Lopetegui, substituiu-o.[44] Apesar de ter estado em 20º lugar no campeonato antes do seu primeiro jogo da Premier League, Lopetegui guiou o Wolves até ao 13º lugar.[45] Saiu antes da temporada de 2023–24 devido a uma disputa sobre o orçamento de transferências, e foi substituído por Gary O'Neil.[46]

Cores e distintivo

editar

As cores tradicionais do clube, dourado e preto, fazem alusão ao lema do conselho da cidade "das trevas vem a luz", com as duas cores representando a luz e a escuridão, respectivamente.[47] Embora as cores originais da equipe na formação fossem vermelho e branco, adotadas a partir das cores da escola de St Lukes, durante grande parte de sua história as cores da casa foram suas camisas douradas antigas com shorts pretos.[48]

Nas primeiras décadas do clube, foram criados vários designs de camisa usando essas cores, incluindo listras e metades diagonais, até o uso contínuo de um design de camisa lisa desde a década de 1930.[49] Antes da década de 1960, era usado um tom mais escuro de dourado, conhecido como "ouro velho", que ainda é frequentemente citado na mídia como a cor do clube.[50][51]

 
Brasão de armas da cidade de Wolverhampton.

Como a maioria dos times ingleses, suas primeiras camisas normalmente só apresentavam um distintivo em ocasiões especiais, como finais de copa.[49] O primeiro distintivo a ser usado nas camisas do Wolves foi o brasão da Câmara Municipal de Wolverhampton.[49] No final da década de 1960, o Wolves introduziu seu próprio distintivo de clube que aparecia em suas camisas, consistindo de um único lobo saltador, que mais tarde se tornou três lobos saltadores em meados da década de 1970. Desde 1979, o distintivo tem consistido em um único desenho de "cabeça de lobo"; o distintivo atual foi redesenhado pela última vez em 2002.[49][52]

Em maio de 2019, o clube venceu um desafio legal de Peter Davies, um gerente aposentado do setor de construção civil de 71 anos, que alegou ter desenhado o motivo da cabeça de lobo quando era estudante na década de 1960 e o inscreveu em um concurso de arte. O Sr. Davies disse que criou o desenho angular depois que um professor pediu que ele demonstrasse um entendimento do Teorema Hexagrammum Mysticum de Blaise Pascal e o inscreveu em um concurso de arte anunciado no jornal Express and Star. O Sr. Davies havia feito uma reivindicação de direitos autorais e queria uma indenização. O Sr. Davies perdeu sua reivindicação de violação de direitos autorais e agora terá que arcar com honorários advocatícios e custos estimados em cerca de £450.000.[53]

As cores tradicionais do time visitante do Wolves são totalmente brancas, mas nas últimas décadas foram usadas várias cores, incluindo preto, azul, azul-petróleo, roxo e marrom.[49]

Estádio

editar

Antigos campos

editar

Quando foi fundado, o clube utilizou como casa um campo em Goldthorn Hill, na zona de Blakenhall, com capacidade para cerca de 2.000 espectadores. Em 1879, mudou-se para John Harper's Field, em Lower Villiers Street, onde permaneceu durante dois anos, antes de uma curta mudança para Dudley Road, com o novo campo situado em frente ao Fighting Cocks Inn. Foi aqui que jogou o seu primeiro jogo da FA Cup, em 1883, e o seu primeiro jogo da Football League, em setembro de 1888. Embora o local só pudesse acolher 2.500 espectadores no início, acabou sendo desenvolvido para ter capacidade para 10.000 espectadores.

Molineux Stadium

editar
 
Molineux Stadium

No verão de 1889, o clube mudou-se para a sua casa permanente desde então, Molineux Stadium, na zona de Whitmore Reans da cidade. O nome do estádio tem origem na Molineux House, construída na zona por Benjamin Molineux, um comerciante local, no século XVIII, e cujos terrenos foram mais tarde desenvolvidos para incluir numerosas instalações públicas de lazer. Quando a Northampton Brewery Company adquiriu estes terrenos em 1889, alugou a sua utilização ao clube de futebol da cidade, que procurava encontrar uma casa mais adequada a um membro da Football League. Depois de renovar o local, o primeiro jogo oficial de sempre foi realizado em 7 de setembro de 1889, perante uma multidão de 4.000 espectadores. O terreno tinha capacidade para acolher 20.000 espectadores, embora os públicos do futebol inglês raramente atingissem esse número no século XIX.

O Wolves adquiriu o terreno em 1923 e rapidamente iniciou uma série de melhoramentos sob os auspícios de Archibald Leitch,[54] começando pela construção de uma grande arquibancada no lado de Waterloo Road. Em 1932, o clube construiu também uma nova arquibancada no lado da Molineux Street e, dois anos mais tarde, acrescentou um telhado à South Bank; esta South Bank era historicamente a segunda maior de todas as Kop ends do país e acolhia regularmente multidões superiores a 30.000 espectadores.[55]

Nos dias anteriores à regulamentação dos lugares, o campo tinha capacidade para mais de 60.000 espectadores, sendo o recorde de assistência de 61.315 espectadores num jogo da Primeira Divisão contra o Liverpool, coincidindo com o auge do clube em campo. Durante este período, o Molineux tornou-se um dos primeiros campos britânicos a instalar projetores, o que lhe permitiu acolher uma série de jogos amistosos a meio da semana contra equipes de todo o mundo. Nos dias que antecederam a criação da Taça dos Campeões Europeus e das competições internacionais de clubes, estes jogos eram muito prestigiados e atraíam grandes multidões e interesse, sendo frequentemente transmitidos pela BBC.

Quando a arquibancada do Molineux, Street Stand não cumpriu a nova legislação em matéria de segurança, o clube começou a construir uma nova arquibancada de substituição atrás da existente, num terreno onde tinham sido demolidas habitações. Esta nova arquibancada - denominada John Ireland Stand, em homenagem ao então presidente do clube - ficou concluída em 1979 e constituiu a primeira fase de um plano de reconstrução de todo o estádio. O custo da Ireland Stand aumentou para mais de £2 milhões e mergulhou o clube numa crise financeira. Como resultado, o clube foi forçado a entrar em concordata em 1982. Quando a equipe caiu para a Quarta Divisão em 1986, apenas a John Ireland Stand e a esplanada South Bank continuaram sendo utilizadas. Na sequência do incêndio do estádio do Bradford City, foram implementadas novas leis de segurança, que obrigaram ao encerramento das arquibancadas do North Bank e da Waterloo Road Stand, agora delapidadas. O clube não dispunha dos fundos necessários para as reconstruir.

Entre agosto de 1991 e dezembro de 1993, três lados do estádio foram completamente reconstruídos para formar um estádio com capacidade para 28.525 espectadores, em conformidade com o Relatório Taylor: a arquibancada de Waterloo Road foi substituída pela Billy Wright Stand, a bancada da North Bank pela Stan Cullis Stand e a South Bank pela Sir Jack Hayward Stand (designada por Jack Harris Stand até 2015). Para além da adição de uma área temporária de lugares sentados no canto sudoeste, utilizada durante as temporadas do Wolves na Premier League,[56] esta remodelação deu forma ao estádio durante quase vinte anos.

Em 2010, foram revelados planos para um vasto programa de remodelação destinado a aumentar a capacidade e a desenvolver as instalações.[57] A primeira fase deste programa previa a entrada em funcionamento pleno de uma nova Stan Cullis Stand de dois níveis na 2012–13, aumentando a capacidade oficial atual para 31.700 lugares.[58] A segunda fase consistia na reconstrução da arquibancada mais antiga do estádio (construída em 1979 com o nome de John Ireland Stand e rebatizada de Steve Bull Stand em 2003) para aumentar a capacidade para cerca de 36.000 lugares, mas esta e outras obras foram adiadas quando se tornou provável que o clube fosse rebaixado da Premier League em 2012.[59]

As obras de remodelação do estádio foram novamente colocadas nos planos após a aquisição do clube pela Fosun em 2016. Em contraste com os planos anteriormente discutidos,[60] foi revelado publicamente em fevereiro de 2019 que os planos futuros que consistiam na demolição e reconstrução total do Steve Bull Stand, seguido pela reconstrução do Sir Jack Hayward Stand, para aumentar a capacidade do estádio para 45-46.000, estavam sob consideração ativa.[61] No entanto, em 2020, o clube anunciou planos mais modestos para fazer melhorias graduais no estádio, já que o clube busca manter seu caráter único e permitir a priorização do investimento no lado do jogo do clube.[62]

Torcida

editar

Além de ter vários clubes de torcedores no Reino Unido,[63][64][65][66][67][68][69] o Wolverhampton Wanderers também tem uma base de apoio internacional, com clubes de torcedores na Austrália,[70] Estados Unidos,[71] Suécia,[72] Espanha, Alemanha,[73] República da Irlanda,[74] Malta,[75] Islândia e Noruega[76] entre outros. Eles têm uma base de torcedores escandinavos particularmente considerável, devido à cobertura televisiva do futebol de Midlands na década de 1970, quando o clube era um time regular da primeira divisão; o primeiro jogo inglês exibido ao vivo na Suécia e na Noruega envolveu o Wolves (Wolverhampton Wanderers 1 x 0 Sunderland na Football League First Division, no sábado, 29 de novembro de 1969).[77][78]

Rivalidades

editar

A rivalidade mais antiga e mais forte do Wolves é com o West Bromwich Albion, contra quem o clube disputa o Black Country Derby. Os dois clubes, separados por 18 km (11 milhas), já se enfrentaram 163 vezes;[79] o primeiro confronto competitivo foi um jogo da FA Cup em 1886.[79] Uma pesquisa nacional realizada pela Football Pools concluiu que a rivalidade é a mais forte do futebol inglês.[80] Os dois clubes são membros fundadores da Football League e já disputaram o título da liga em 1953–54, com o Wolves terminando como campeão.[81]

Os Wolves também têm rivalidades com os dois clubes de Birmingham, Aston Villa e Birmingham City, contra os quais houve várias partidas que remontam ao século XIX.[82][83] O rival geográfico mais próximo dos Wolves é, na verdade, o Walsall, mas, como eles raramente competiram no mesmo nível,[84] é de menor importância. Como o Wolverhampton historicamente ficava dentro dos limites de Staffordshire, o Staffordshire Derby entre o Wolves e o Stoke City também é reconhecido.

A temporada 2018–19 da Premier League foi a primeira e única vez em que o Wolves foi o único representante de West Midlands na primeira divisão do futebol inglês. A temporada 2020–21 da Premier League viu o Wolves jogar contra o Aston Villa e o West Bromwich Albion.[85] Desde o rebaixamento do Albion no final daquela temporada, o Aston Villa tem sido o único rival do Wolves em West Midlands na Premier League.

Cultura dos torcedores

editar

Durante o auge do clube na década de 1950, a música característica da torcida era "The Happy Wanderer", que foi um sucesso nas paradas de sucesso do Reino Unido em 1954, quando o Wolves ganhou o título da liga pela primeira vez.[86] Em tempos mais recentes, "Hi Ho Silver Lining" - uma música de rock de 1967 de Jeff Beck com seu refrão modificado para "Hi Ho Wolverhampton!" - [87] A música instrumental "The Liquidator", do Harry J. Allstars, também foi muito usada no estádio até que a Polícia de West Midlands Police solicitou que a música parasse de ser tocada devido à preocupação de que a letra obscena usada por alguns torcedores durante o refrão pudesse incitar problemas.

O clube atraiu vários hooligans na década de 1960. Durante o final da década de 1970 e início da década de 1980, um grupo de hooligans chamado "The Subway Army" costumava emboscar os torcedores no metrô próximo ao estádio. O grupo foi gradualmente desfeito e praticamente deixou de existir devido a um grande número de prisões - muitas delas como parte da "Operação GROWTH" (ou "Get Rid of Wolverhampton's Troublesome Hooligans") da polícia em nível nacional no final da década de 1980.[88]

O clube convida à interação com seus torcedores e tem um Parlamento de Torcedores, no qual candidatos selecionados de forma independente se reúnem com dirigentes do clube para discutir questões relacionadas ao clube.[89] Um fanzine independente chamado "A Load of Bull" (ALOB), em parte uma referência ao artilheiro Steve Bull, publicou opiniões de torcedores entre 1989 e 2012.[90][91]

Propriedade e finanças

editar

O clube é de propriedade do grupo conglomerado chinês Fosun International, que comprou a empresa controladora do clube, W.W. (1990) Ltd., em 21 de julho de 2016, por £45 milhões do proprietário anterior Steve Morgan e sua empresa Bridgemere Group.[92][93] Nas últimas contas publicadas da empresa controladora do grupo Wolves (cobrindo a temporada 2018–19 da Premier League), foi registrado um lucro antes dos impostos de pouco menos de £20 milhões, com um faturamento de £172,5 milhões no ano. Foram gastos £92,1 milhões em salários e custos de staff.[94]

Como a maioria dos clubes de futebol, uma receita comercial significativa é gerada pelos acordos de patrocínio de camisa. Os acordos de patrocínio de camisa anteriores foram os seguintes: Tatung (1982-86), Benjamin Perry (1986), Staw Distribution (1986-88), Manders Paint & Ink (1988-90), Goodyear (1990-2002), Doritos (2002-04), Chaucer Consulting (2004-09), Sportingbet (2009-13), WhatHouse? (2013-15), Silverbug (2015-16), The Money Shop (2016-18), W88 (2018-19),[95] ManBetX (2019-2022) e AstroPay (2022-).[96]

A Fosun comprou o Wolves de Steve Morgan, que havia assumido a propriedade em agosto de 2007 por uma quantia nominal de £10, com a condição de que £30 milhões fossem injetados no clube,[22] encerrando uma busca de quase quatro anos por um novo comprador.[97] Morgan supervisionou nove temporadas completas, mas colocou o clube no mercado para novos proprietários em setembro de 2015.[98] Morgan havia comprado o clube de Sir Jack Hayward, um torcedor de longa data do clube, que o havia comprado em 1990 por £2,1 milhões.[99] Durante seu mandato, Sir Jack investiu cerca de £50 milhões de sua fortuna pessoal para reconstruir o estádio do clube e financiar novos jogadores, mas o time só conseguiu ficar uma temporada na primeira divisão durante seus 17 anos no comando, apesar do aumento do poder aquisitivo.[100][101]

A aquisição de Hayward melhorou muito a saúde financeira do clube, depois de uma década de 1980 turbulenta, na qual o clube foi declarado falido duas vezes. Em 1982, o clube foi "salvo" da liquidação quando foi comprado por dois irmãos sauditas, Mahmud e Mohammad Bhatti, como parte de sua empresa Allied Properties. No entanto, o fato de não terem investido o suficiente no clube fez com que ele enfrentasse várias ordens de liquidação, além de sucessivos rebaixamentos nas divisões de futebol. [18] Em 1986, o liquidante oficial foi novamente chamado e um acordo acabou sendo negociado para que o Conselho Municipal de Wolverhampton comprasse o estádio do clube por £1,12 milhão, juntamente com o terreno ao redor, enquanto uma incorporadora local, a Gallagher Estates, em conjunto com a rede de supermercados Asda, concordou em pagar as dívidas pendentes do clube em troca da construção de uma superloja Asda no terreno próximo ao estádio.

Elenco atual

editar

  Última atualização: 23 de agosto de 2023.[102][103]

Goleiros
N.º Jogador
1   José Sá
25   Dan Bentley
40   Tom King
Defensores
N.º Jogador Pos.
4   Santiago Bueno Z
15   Craig Dawson Z
23   Max Kilman   Z
24   Toti Z
2   Matt Doherty LD
22   Nélson Semedo LD
3   Rayan Aït-Nouri LE
17   Hugo Bueno LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
5   Mario Lemina V
6   Boubacar Traoré V
8   João Gomes V
20   Tommy Doyle V
27   Jean-Ricner Bellegarde V
14   Noha Lemina M
Atacantes
N.º Jogador
7   Pedro Neto
11   Hwang Hee-chan
12   Matheus Cunha
21   Pablo Sarabia
30   Enso González
84   Leon Chiwome
Comissão técnica
Nome Pos.
  Gary O'Neil T
  Tim Jenkins AS
  Shaun Derry AS
  Neil Cutler TG

Títulos

editar
INTERNACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
  Copa Anglo-Escocesa 1 1970–71
NACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Inglês 3 1953–54, 1957–58 e 1958–59
  Copa da Inglaterra 4 1892–93, 1907–08, 1948–49 e 1959–60
  Copa da Liga Inglesa 2 1973–74 e 1979–80
  Supercopa da Inglaterra 4 1949, 1954, 1959 e 1960
  Campeonato Inglês – 2ª Divisão 4 1931–32, 1976–77, 2008–09 e 2017–18
  Campeonato Inglês - 2ª Divisão (Play-offs) 1 2003
  Campeonato Inglês - 3ª Divisão 3 1923–24, 1988–89 e 2013–14
  Campeonato Inglês - 4ª Divisão 1 1987–88
  EFL Trophy 1 1987–88
  Football League War Cup 1 1941–42
REGIONAIS
Competição Títulos Temporadas
  Birmingham Senior Cup 7 1891–92, 1892–93, 1893–94, 1899–00, 1901–02, 1923–24 e 1986–87
  Staffordshire Senior Cup 12 1887–88, 1896–97, 1900–01, 1903–04, 1921–22, 1934–35, 1935–36, 1936–37, 1937–38, 1949–50, 1951–52 e 1966–67

Referências

  1. «Football Club Name Suffixes: Origins and History, Albion to Wednesday | Football-Stadiums.co.uk». www.football-stadiums.co.uk. Consultado em 9 de março de 2023 
  2. «The Football League | News | Football League | FL News | The Father of The Football League». web.archive.org. 2 de março de 2013. Consultado em 16 de março de 2024 
  3. «The Football League | About Us | History | History | HISTORY OF THE FOOTBALL LEAGUE». web.archive.org. 1 de maio de 2011. Consultado em 16 de março de 2024 
  4. «Six of the Best: FA Cup final upsets - ESPN FC». web.archive.org. 3 de janeiro de 2014. Consultado em 17 de março de 2024 
  5. «FA Cup Final 2011: Seven Wembley upsets to give Stoke City hope as they start underdogs against Manchester City». The Telegraph (em inglês). 12 de maio de 2011. Consultado em 17 de março de 2024 
  6. «Monkey Glands - theBlizzard.co.uk». web.archive.org. 6 de novembro de 2020. Consultado em 17 de março de 2024 
  7. «Billy wins his only League title in 1947 - LFChistory - Stats galore for Liverpool FC!». www.lfchistory.net. Consultado em 17 de março de 2024 
  8. Glanville, Brian (1 de março de 2001). «Stan Cullis». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 17 de março de 2024 
  9. «Football Statistics Archive». www.rsssf.org. Consultado em 17 de março de 2024 
  10. a b «Wolves legend Cullis dies» (em inglês). 28 de fevereiro de 2001. Consultado em 17 de março de 2024 
  11. Suart, Paul (13 de dezembro de 2017). «The day Wolverhampton Wanderers invented European football». Birmingham Live (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  12. «Inflation calculator». www.bankofengland.co.uk (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  13. a b «Wolverhampton Wanderers FC - short history and facts». www.footballhistory.org. Consultado em 17 de março de 2024 
  14. «England 1970/1971». www.rsssf.org. Consultado em 17 de março de 2024 
  15. «On this day: Wolves lose the first UEFA Cup final». www.expressandstar.com (em inglês). 17 de maio de 2016. Consultado em 17 de março de 2024 
  16. «Classic Match Manchester City 1 Wolves 2 League Cup Final March 2 1974». www.expressandstar.com (em inglês). 2 de março de 2015. Consultado em 17 de março de 2024 
  17. Pye, Steven (26 de fevereiro de 2015). «The League Cup finals of the 1980s: from Wolves to Forest, via Norwich and Oxford». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 17 de março de 2024 
  18. a b «What has gone wrong at Wolves?». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  19. «Steve Bull». web.archive.org. 4 de março de 2016. Consultado em 17 de março de 2024 
  20. «Hayward's dream come true» (em inglês). 27 de maio de 2003. Consultado em 17 de março de 2024 
  21. «BBC - 606 - - A20554229 - "Merlin" casts magical Molineux spell». web.archive.org. 24 de setembro de 2015. Consultado em 17 de março de 2024 
  22. a b «Businessman Morgan buys Wolves for 10 pounds - Reuters». web.archive.org. 4 de janeiro de 2020. Consultado em 17 de março de 2024 
  23. «Wolves 1-0 QPR» (em inglês). 18 de abril de 2009. Consultado em 17 de março de 2024 
  24. «Wolves dismiss manager McCarthy». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  25. «Wolves give Connor manager's job». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  26. «Solbakken appointed Wolves boss». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  27. «Wolves dismiss manager Solbakken». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  28. «Wolves confirm Saunders as boss». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  29. «Wolves dismiss manager Saunders». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  30. «Wolves have failed our fans - Morgan». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  31. «Wolves name Jackett as head coach». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  32. «portugal.co.uk - This website is for sale! - Portugal Resources and Information.». web.archive.org. 9 de julho de 2023. Consultado em 17 de março de 2024 
  33. «Wolves confirm £45m takeover by Fosun». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  34. «Wolves sack head coach Jackett». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  35. «Wolves name Italian Zenga as head coach». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  36. «Wolves boss Lambert leaves Molineux». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  37. «Wolves appoint Nuno as new head coach». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  38. Edwards, Joe (6 de maio de 2019). «Confirmed: Wolves to finish seventh in the Premier League». www.expressandstar.com (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  39. «Wolves knocked out of Europe by late goal». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  40. «Jimenez has surgery on fractured skull». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  41. «Wolves appoint Lage as manager». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  42. «Wolves sack manager Lage following West Ham defeat». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  43. «Wolves part company with Lage | Club | News». Wolverhampton Wanderers FC (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  44. «Wolves appoint ex-Real Madrid manager Lopetegui». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  45. «Lopetegui 'not asking for incredible signings'». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  46. «Wolves appoint O'Neil on three-year deal». BBC Sport (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  47. «1984: Wolves' recurring nightmare». The Guardian (em inglês). 24 de maio de 2003. ISSN 0261-3077. Consultado em 17 de março de 2024 
  48. «Wolverhampton Wanderers». The Beautiful History (em inglês). 9 de junho de 2011. Consultado em 17 de março de 2024 
  49. a b c d e «Wolverhampton Wanderers - Historical Football Kits». www.historicalkits.co.uk. Consultado em 17 de março de 2024 
  50. James, Stuart (19 de abril de 2012). «Old gold turns to dross for Wolves in a miserable season at Molineux». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 17 de março de 2024 
  51. Anderson, David (12 de outubro de 2012). «Old Gold Pennant: Stoke winger Jermaine joins Wolves on three month emergency loan». The Mirror (em inglês). Consultado em 17 de março de 2024 
  52. «Wolves club badge design court battle begins» (em inglês). 9 de maio de 2019. Consultado em 17 de março de 2024 
  53. «Wolverhampton Wanderers badge copyright claim thrown out». BBC News (em inglês). 15 de maio de 2019. Consultado em 17 de março de 2024 
  54. «Molineux Stadium - Unofficial guide: Molineux - Archibald Leitch». Molineux Stadium - Unofficial guide. Consultado em 19 de março de 2024 
  55. «Launch of a golden vision at Molineux». www.expressandstar.com (em inglês). 8 de novembro de 2016. Consultado em 19 de março de 2024 
  56. «HOME». web.archive.org. 2 de setembro de 2012. Consultado em 19 de março de 2024 
  57. «Wolverhampton Wanderers | News | Latest News | Latest News | Wolves Unveil Molineux Redevelopment Plans». web.archive.org. 30 de junho de 2012. Consultado em 19 de março de 2024 
  58. «Wolverhampton Wanderers | News | Latest News | Latest News | Wolves Unveil Molineux Redevelopment Plans». web.archive.org. 30 de junho de 2012. Consultado em 19 de março de 2024 
  59. «Wolverhampton Wanderers | News | Latest News | Latest News | Wolves To Postpone Steve Bull Stand Redevelopment». web.archive.org. 22 de janeiro de 2012. Consultado em 19 de março de 2024 
  60. Spiers, Tim (3 de março de 2018). «Revealed: Wolves' plan for huge South Bank». www.expressandstar.com (em inglês). Consultado em 19 de março de 2024 
  61. «Fans' Parliament Minutes | February 2019 | Club | News». Wolverhampton Wanderers FC (em inglês). Consultado em 19 de março de 2024 
  62. Edwards, Joe (27 de maio de 2020). «Wolves plan to extend Molineux stands in stadium vision». www.shropshirestar.com (em inglês). Consultado em 19 de março de 2024 
  63. «Home». web.archive.org. 16 de janeiro de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  64. «Home». web.archive.org. 1 de junho de 2018. Consultado em 23 de março de 2024 
  65. «Wayback Machine». web.archive.org. 18 de dezembro de 2014. Consultado em 23 de março de 2024 
  66. «Home». web.archive.org. 26 de setembro de 2015. Consultado em 23 de março de 2024 
  67. «Cannock Wolves Supporters Club». web.archive.org. 19 de setembro de 2014. Consultado em 23 de março de 2024 
  68. «Wolves Supporters Club :: DDCWWFCSC aka Daventry Wolves». web.archive.org. 19 de agosto de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  69. «:: PUNJABI WOLVES ::». web.archive.org. 4 de abril de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  70. «Melbourne Wolves Supporters Club». web.archive.org. 21 de abril de 2008. Consultado em 23 de março de 2024 
  71. «Wolves In The USA | #FWAW». web.archive.org. 23 de novembro de 2015. Consultado em 23 de março de 2024 
  72. «Wolverhampton - The Championship - England | SvenskaFans.com». web.archive.org. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  73. «Wayback Machine». web.archive.org. 27 de outubro de 2009. Consultado em 23 de março de 2024 
  74. «Irish Wolves Supporters club». www.irishwolves.org. Consultado em 23 de março de 2024 
  75. «Wolverhampton Wanderers Supporters Club (Malta)». web.archive.org. 24 de dezembro de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  76. «VikingWolves» (em norueguês bokmål). Consultado em 23 de março de 2024 
  77. «The English Occupation of Sweden; How We Came to Love Your Football». TFC (em inglês). 11 de dezembro de 2012. Consultado em 23 de março de 2024 
  78. «Wolves Heroes » Blog Archive » Hugh've Been Framed!». web.archive.org. 17 de outubro de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  79. a b «Bet on Wolves vs West Brom | Soccer Base». www.soccerbase.com. Consultado em 23 de março de 2024 
  80. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. Consultado em 23 de março de 2024 
  81. Halford, Brian (9 de fevereiro de 2012). «When the Black Country rivals Wolves and West Bromwich Albion ruled English football». Birmingham Live (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  82. «Bet on Wolves vs Aston Villa | Soccer Base». www.soccerbase.com. Consultado em 23 de março de 2024 
  83. «Bet on Wolves vs Birmingham | Soccer Base». www.soccerbase.com. Consultado em 23 de março de 2024 
  84. «Bet on Wolves vs Walsall | Soccer Base». www.soccerbase.com. Consultado em 23 de março de 2024 
  85. «Rivalries renewed as long-awaited derbies return». www.premierleague.com (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  86. «Official Singles Chart Top 12 | Official Charts Company». web.archive.org. 30 de abril de 2019. Consultado em 23 de março de 2024 
  87. «Football Ground Guide: Molineux, Wolverhampton Wanderers FC». web.archive.org. 17 de fevereiro de 2013. Consultado em 23 de março de 2024 
  88. «Can we play you every week?» (em inglês). 28 de novembro de 2001. Consultado em 23 de março de 2024 
  89. «Fan engagement | Fans». Wolverhampton Wanderers FC (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  90. «Junk Archive». web.archive.org. 20 de abril de 2012. Consultado em 23 de março de 2024 
  91. «Wolverhampton Wanderers | News | Latest News | Latest News | A Load Of Bull: End Of An Era». web.archive.org. 5 de abril de 2012. Consultado em 23 de março de 2024 
  92. «NEWS | Fosun Group Takes Over Wolves». web.archive.org. 22 de setembro de 2016. Consultado em 23 de março de 2024 
  93. «Wolves confirm £45m takeover by Fosun». BBC Sport (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  94. «Headline financial information for 2018/19 | Club | News». Wolverhampton Wanderers FC (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  95. «Wolves Announce W88 As Shirt Sponsor | Club | News». Wolverhampton Wanderers FC (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  96. Majo (2 de setembro de 2021). «AstroPay announces new Premier League partnership with Wolverhampton Wanderers». AstroPay | Money Wallet (em inglês). Consultado em 23 de março de 2024 
  97. «Hayward to quit Wolves» (em inglês). 26 de setembro de 2003. Consultado em 23 de março de 2024 
  98. «CLUB STATEMENT | Steve Morgan». web.archive.org. 30 de setembro de 2015. Consultado em 23 de março de 2024 
  99. «38= (34) Sir Jack Hayward £120million (£130m) - Rich List 2011 - Rich List - Business - Birmingham Post». web.archive.org. 2 de maio de 2012. Consultado em 23 de março de 2024 
  100. «38= (34) Sir Jack Hayward £120million (£130m) - Rich List 2011 - Rich List - Business - Birmingham Post». web.archive.org. 2 de maio de 2012. Consultado em 23 de março de 2024 
  101. Doyle, Paul (21 de maio de 2007). «Hayward frees Wolves». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 23 de março de 2024 
  102. «Men's First-Team» (em inglês). Site oficial do Wolverhampton Wanderers FC. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  103. «First-Team Staff» (em inglês). Site oficial do Wolverhampton Wanderers FC. Consultado em 9 de agosto de 2023 

Ligações externas

editar
   Este artigo sobre clubes de futebol da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.